O Orange da JBC tá um pouquinho transparente e a editora nem pra disfarçar na divulgação

4 nov

transparencia-orange-01

transparencia-orange-02

transparencia-orange-03

Fonte: Água de Lindóia

24 Respostas to “O Orange da JBC tá um pouquinho transparente e a editora nem pra disfarçar na divulgação”

  1. Agronopolos 04/11/2015 às 19:14 #

    Se não me engano eu até comentei nesse caso lá no facebook
    Eles inventam que a “gramatura boa é difícil de achar até no off-set”

    MENTIRA!!! Off-Set é nada mais nada menos que o Sulfite com nome bonito e o Sulfite vem padrão em gramatura 90 gr /95gr (depende da empresa)
    Toda papelaria tem (e Kalungas da vida vende em caixa)
    Não sei aonde é difícil achar

    Curtir

  2. Ser ou não ser 04/11/2015 às 19:29 #

    HUAHUAHUAHHAUHA essa ultima montagem com a frase foi demais. Infelizmente assinei orange na expectativa de que a editora ouviria as reclamações de outros titulos e investiria nisso. Compras agora só continuação de coleção mesmo. Realmente não entendo o porque de cada mês anunciar um titulo sabendo que a qualidade será essa.

    Curtir

  3. jasque 04/11/2015 às 22:09 #

    Que disgramatura heim

    Desse jeito a editora vai falir porque lançar muitos títulos e não tem como dar papel decente para todos

    Curtir

  4. Timeseeker 04/11/2015 às 23:59 #

    Não me parece que o problema é a gramatura, trabalho com impressão off-set e sei que não é só a gramatura que influencia na opacidade do papel, ao meu ver trocaram o papel por um cuja fabricante economizou no processo de branqueamento, (e a marca do papel influencia bastante na qualidade da impressão) e não me adianta falar que isso é culpa da gráfica porque todo o serviço tem que passar pelo aval do cliente antes de ir para o consumidor.

    Curtir

  5. Adamastor 05/11/2015 às 07:27 #

    Todo castigo é pouco pra quem ainda compra material impresso.

    Curtir

  6. Eduardo Ketsura 05/11/2015 às 08:54 #

    Eu acho engraçado: Vamos perder clientes por papel ruim ou por preço alto.

    Aí escolhem o papel ruim.

    Curtir

  7. Andre Felipe 05/11/2015 às 10:39 #

    O mais engraçado dessa história, é que a JBC excluiu tanta a resposta mal criada, quanto o comentário da Ana e os que vieram após isso.

    Papel transparente tá virando Casos de Família e nem a editora tá sabendo como lidar com isso.

    Curtir

  8. Anna Guzzo 05/11/2015 às 17:50 #

    Dá pra entender uma coisa dessa minha gente ?
    Eu tenho todo o direito de contestar a qualidade um produto que eu consumi !
    E o que a empresa faz ? Diz que não concorda com o cliente e depois ainda ME CENSURA ??
    Se ao menos eu tivesse xingado ou sido “hater” ou mau educada, ainda vá lá né ?
    Mas nem isso ! Eles simplesmente não querem criticas construtivas e não querem mudar ! Querem que a gente engula o produto mau feito deles e não quer que a gente exija melhoras ! é um absurdo isso !

    Curtir

  9. jasque 05/11/2015 às 19:47 #

    E eles ainda escreveram seu nome errado

    Curtir

  10. Gilberto (@gilberto_rolim) 05/11/2015 às 20:02 #

    Depois da edição de Kingdom Hearts II pela Abril, principalmente o volume 8, não abro mais a boca para falar de papel. Uma das piores edições que já vi na minha vida.

    Curtir

  11. BREAKING NEWS 05/11/2015 às 21:34 #

    A JBC vai lançar o mangá também em um formato ebook usando uma tecnologia bacanuda para que quem tenha comprado a edição física não se sinta prejudicado.
    Afinal, tem coisas que só a JBC faz por você. ;)

    Curtir

  12. Badwi al-Iktahab 06/11/2015 às 00:21 #

    Do jeito que essa editora vem fazendo merda, não quero nem ver de que jeito eles lançarão AKIRA. Isso se ela sobreviver no ano que vem.

    >editora lançar mangá em formato ebook
    >no Brasil
    >quase no ano de 2016

    Chegando tarde, com sabe-se-lá quantos anos de atraso, quando lá fora já há uma coisa chamada COMIXOLOGY.

    Essas editoras me envergonham.

    Curtir

  13. Badwi al-Iktahab 06/11/2015 às 00:30 #

    Mais uma coisa: só nesse buraco de país que ainda temos uma legião de fãs retardados pra dar atenção a uma editora em pleno Terceiro Milênio, quando podemos livremente escolher e consumir o que quisermos, da forma que quisermos, sem esperar por nada nem ninguém.

    Curtir

  14. Jasque 06/11/2015 às 08:15 #

    Orange não é uma obra curta?

    Qual a justificativa de não lançar por um preço maior?

    Ou no formato BIG BIG lol

    Curtir

  15. Zé Pestana 06/11/2015 às 17:54 #

    Porque ela não é tão célebre quanto outras, como Nausicaa, que também recebeu o tratamento “BIG” na gringa. Sem contar que é esse aí é só um mangazinho shoujo genérico.

    Curtir

  16. Tsuss 07/11/2015 às 10:14 #

    Só mesmo otaku é burro de comprar mangás que custam o olho da cara e que ainda por cima recebem um tratamento medíocre por parte das editores quando se pode ter acesso a uma infinidade de títulos ao passe de um simples clique na internet.

    Curtir

  17. elizabeth 08/11/2015 às 18:05 #

    que rídicula foi a jbc, é óbvio que um papel transparente desse nível é sim algo ruim e de baixa qualidade, de que adianta por papel offset se parece papel vegetal? isso ta claramente HORRÍVEL, ninguém merece pagar por um produto assim, e eles ainda vem negar e dizer que a moça ta errada, que absurdo, e ainda falando que não vão por um papel de luxo e por o preço la em cima, mas não precisa ser nenhum papel de luxo pra ter qualidade decente

    Curtir

  18. saitork 08/11/2015 às 18:24 #

    Sorte/azar que as piores transparências estão em títulos que não me interessa. (putz. agora me lembrei do primeiro volume do parasyte kkkkkkk)

    Foda essa irregularidade do branqueamento como bem citou outros comentários.

    Ex: hellsing e um pouquinho mais barato e tem bem menos transparência que parasyte comparando os volume 01 de cada. (serio. o de parasyte você consegue ver de longe os personagens das próximas paginas pulando kkkkkkk)

    Não sei se é moda da jbc cagar no primeiro volume kkkkkkkkkk. E quando leio a palavra orange lembro do post da mara do duelo “yugi oh” entre editoras no evento.

    panini “ativo a carta magica akame ga kill wharever”

    jbc “agora. ativar trap orange. com ela nós dois tomamos dano equivalente a transparência da mesma”

    Curtir

  19. Ex-Otaku 09/11/2015 às 08:18 #

    É complicado essas coisas mesmo. Nunca esqueço das vez que comprei um encadernado achando que estava perfeito, olhando pelo lado de fora, mas quando tirei do plástico vejo amações na capa e erros grotescos de impressão e olhe que se trata de um encadernado de luxo da Abril.

    Eu não consigo acompanhar os mangás porque não são muito que eu estaria disposto a comprar, e muitos que eu estaria disposto, estão em uma numeração muito avançada e nem sei se acabou(no caso do Evangelion), mangás que chegando nas bancas eu não resistiria a comprar ( caso To Aru Majustu no Index e derivados). Sim, meu nick é Ex-Otaku, mas pelo fato de eu me tornar mais seletivo e não me restringir só a animes e rejeitar boa parte dos atuais e meu gênero preferido de anime hoje é do tipo mais difícil de se chagar, que é o Cyberpunk e os de terror psicológico do tipo de Evangelion, Serial Experimental Lain e Boogiepop Phantom; melhor dizendo, exijo qualidade de animações de um país que sei que tem a capacidade de criar obras grandiosas, então é “teste de qualidade” para ver se a obra presta ou não.

    Curtir

  20. Jay 09/11/2015 às 10:38 #

    O vídeo que fala sobre o papel, deixa bastante transparente a posição da editora, também. O problema nasce a partir do momento que as pessoas não aceitam a explicação…

    Curtir

  21. Sandra Monte 09/11/2015 às 11:26 #

    Nossa… a coisa está neste pé?

    Se for como a Ana citou, isso é lamentável.

    E, a editora pode ter dado uma explicação. Mas, se o papel está realmente transparente, então quer dizer que a pessoa que compra tem que aceitar de boca fechada, é isso? Meio estranho seu comentário, Jay…

    Mas, no final, fica novamente meu registro para a galera: está ruim? NÃO COMPREM. Vocês vão gastar grana com um produto porcaria e ainda são desrespeitados? Tenham vergonha na cara, otakus!

    Sandra Monte
    http://www.papodebudega.com

    Curtir

  22. Kakarotto 12/11/2015 às 15:08 #

    Ex Otaku, dois dos títulos que você citou aí não são mangás, e sim livros (To Aru e Boogie). Livros estes que, dependendo de editoras covardes como a JBC, nunca verão seu caminho até o seu suado dinheirinho. Mas pode reimprimir os de Death Note que otaku vai comprar achando que é mangá e depois se arrepender.

    Curtir

  23. Extra Skater 15/11/2015 às 04:24 #

    Pra aproveitar a vibe de trocadilhos da cliente insatisfeita, mas que papelão, JBC!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: