Archive | Aleatoriedades RSS feed for this section

Ash entra no EJA e fãs de Pokémon não levam isso muito bem

15 set alola-ash-capa

Durante quase vinte anos, o jovem garoto de 10 anos Ash Ketchum atravessou seis continentes à pé tentando ser um Mestre Pokémon sem qualquer sucesso. Tudo levava a crer que ele chegaria em Alola e repetiria os mesmos erros, mas não. O personagem teve um crescimento fenomenal e percebeu que ele não consegue o esperado mestrado porque nunca frequentou a escola. Sendo assim, ele deixou de lado o sonho de ser sustentado por uma minguadíssima bolsa da CAPES para enfrentar o dia a dia numa sala de aula… e os fãs já estão surtando com a decisão dele.

Alinhado com a nova proposta dos jogos Pokémon Sun & Moon, o anime de Pokémon decidiu mudar radicalmente o roteiro e colocar Ash Ketchum numa escola na nova temporada do anime que estreia logo mais na Grande Nação Japonesa. Para casar com a ideia, o character design decidiu rejuvenescer de vez o Ash pra fazer ele ficar com cara de 10 anos de idade mesmo e ter problemas capilares causados pela umidade de Alola:

alola-ash-08

A ideia é ótima? A ideia é uma bosta? Não temos como saber porque ninguém aqui tem uma bola de cristal, mas os fãs mediúnicos já foram às redes sociais criticarem o bagulho. Observe a opinião do site Pokémon Blast News:

alola-ash-01

alola-ash-05

alola-ash-02

alola-ash-03

Calmaê, cara. Ofender autista pra defender desenho japonês já é demais, né? Esse tipo de fã bitolado só faz mal para uma franquia. Para saber um outro lado que não seja o desse tal de #Hal do Pokémon Blast News, fui atrás de outro fã de Pokémon para saber o que achava dessa mudança. Como meu priminho de 8 anos está na escola e não respondeu minhas mensagens no WhatsApp, perguntei para Emanuel Hallef, o autor da fanfic distópica Ash vs Red o que ele achava disso. Sim, galera, ele me respondeu! IKIMASU ver o que ele achou das mudanças?

alola-ash-06

Finalmente algum comentário sensato, e não aqueles de talifãs que foram mostrados antes nessa matéria. Como não é todo dia que respondem a este humilde blog, perguntei se ele achava que teria dificuldades de emplacar sua história com a Nintendo, afinal agora ficou bem claro que o foco da série são as crianças. E ele respondeu:

alola-ash-07

Voltamos a qualquer momento com novidades dos fãs surtando, novas declarações ou até mesmo um PowerPoint ilustrando que a Pokémon Company é a responsável pelo triplex do Lula no Guarujá.

Mais de Oito Mil vai fundo para analisar como é a paródia pornô de Pokémon Go

30 ago ash-filme-porno-capa

Com certeza você já deve ter visto que Pokémon Go ganhou uma paródia pornô, provavelmente em algum site de entretenimento que por algum motivo misterioso começou a fazer matérias gerais sobre Pokémon do nada. No entanto, todas as matérias se resumem a “olhem essa capa, olha que tosco kkkkkk risos risos huehuebr“. Mas euzinha estou fora desse jornalismo preguiçoso! Posso até ter feito essa matéria até para conseguir cliques, mas farei de uma forma diferente! Fui atrás do mais dados sobre o filme!

Sim, porque menosprezar a paródia pornô de Pokémon Go é menosprezar toda uma indústria que fez filmes maravilhosos como a paródia pornô de Cavaleiros do Zodíaco e a trilogia erótica de Leila Lopes e Carlão Bazuca. Porque pode até ser caça-níquel, mas é caça-níquel com classe!

parodia-porno-pokemon-01

Reparem como esse Fuckémon Go consegue trazer os elementos tradicionais da franquia da Nintendo de uma forma menos agressiva aos direitos autorais que fanfics distópicas ou livros guias não oficiais. Isso porque, ao contrário de vender um produto que você não tem direitos na esperança de conseguir que a empresa te note como um senpai, a paródia é permitida por lei!

Fuckémon Go conta a história do jovem adolescente bombadinho Ash, interpretado pelo idol Johnny Rapid, que após fazer sua lição de casa recebe a visita de seu BFF Brock, interpretado pelo lindinho do Will Braun que mal conheci e já quero ver a filmografia. Contrariando qualquer dica de segurança das autoridades locais, eles pensam “que tal irmos lá no meio do mato pra capturar Pokémon?“.

parodia-porno-pokemon-02

Se isso fosse um filme pornô normal, na hora ouviríamos uma música lenta subindo e os dois botando as Arboks pra brigarem no meio do mato, mas NÃÃÃÃÃO! A paródia pornô resume muito bem o espírito dos jogadores de Pokémon Go, pois os dois realmente vão no meio do mato capturar Pokémon raros em vez de resolver seus problemas numa interação entre corpos. Inclusive eles encontram alguns fakemons de duplo sentido:

parodia-porno-pokemon-03

De repente, eles encontram o lendário Pokémon Peek-a-choo. Se fosse um filme tradicional de sexo, obviamente o monstrinho raro seria um loiro gostosão só de sunguinha

…isso mesmo, mas esse NÃO É UM FILME TRADICIONAL DE SEXO, porque o Pee-a-choo é mesmo uma pessoa usando um cosplay de vendedor de algodão doce na praia:

parodia-porno-pokemon-04

Assim que eles capturam o Peek-a-choo, eles muda para a sua Alola Form que aí sim é de um loiro gostoso com sunguinha interpretado por Adam Bryant. Por sorte ele foi introduzido no filme depois de uma explicação coerente ao universo da franquia, ao contrário de uma fanfic aí que botou o Ash como um ditador do mundo subterrâneo:

parodia-porno-pokemon-05

E aí começam as aventuras de Ash, Brock e Peek-a-choo no maravilhoso mundo de Pokémon. Confira essa imagem que selecionei para ilustrar o filme Fuckémon Go, obviamente tomando todo o cuidado para não chocar nenhum menor de idade que está neste blog:

parodia-porno-pokemon-06

Será que teremos também uma paródia pornô de Ash vs Red? Adoraria perguntar para o autor, pena que ele nunca responde minhas mensagens.

C&A lança roupas de Cavaleiros, mas se esquece de um deles

16 ago shun-camiseta

Um belo dia acordei querendo um pouco de exclamações em minha vida, então lembrei que faz um tempo que não implico gratuitamente com o Site dos Cavs. Aí lá fui eu oferecer meus cliques em troca de uma pauta fácil, mas então achei algo realmente relevante.

Para quem não sabe, a C&A fez uma parceria com os Cavaleiros (quem lê isso já imagina um contrato feito lá no Santuário) e agora você pode encontrar lá roupas para adolescentes dos protagonistas da série (claro, afinal a fanbase dessa série não é composta por um monte de marmanjo que gasta um salário mínimo com bonequinhos de luxo). Eu até já tinha falado dessa coleção num post anterior e usei minhas habilidades no Paint para fazer uns designs. Pois bem, obviamente o Site dos Cavs tá lá fazendo a cobertura do abastecimento das lojas com as camisetas, e algo bem importante foi notado:

camisetas-cavs-seiya-01

camisetas-cavs-seiya-02

Como assim a camiseta do Shun não foi encontrada? Será que é só nessa loja do Tatuapé? Será que ela estava escondida no depósito apanhando de alguma outra camiseta e chamando pelo irmão? Para tirar a dúvida, decidi ir no site da loja C&A ver a coleção inteira e dei de cara com isso:

camisetas-cavs-seiya-03

Deixa eu ver se a otaka aqui entendeu!

A C&A decide fazer uma coleção com roupas dos Cavs depois que viu que há um grande mercado de gente que não sente vergonha de usar regatinha do Capitão América ou camiseta do Flash em 8bits, e aí pega uma série com 5 personagens masculinos principais e faz camiseta para apenas quatro deles (pelo menos é o que vemos na própria loja virtual da empresa)????

Longe de mim de insinuar que eles não lançaram o modelo por culpa do personagem ter fama de ser homossexual entre o preconceituoso público brasileiro e isso faria com que o produto encalhasse por falta de comprador. Com certeza devem haver outros motivos para justificar a falta da camiseta do Shun, como por exemplo:

(a) acabou o dinheiro do licenciamento no quarto cavaleiro em ordem alfabética e o Shun ficou de fora

(b) Shun estará na coleção de inverno com blusões para te aquecer

(c) Rosa nas camisetas masculinas é tipo a cor especial de Fullmetal Alchemist e não compensaria fazer

(d) Na verdade existe a camiseta do Shun e ela está esgotada

Atenção, fã de tokusatsu, a Polícia Militar de São Paulo QUER VOCÊ!!!

12 jul PM-TOKUSATSU-CAPA

Ei você, tokuku (otaku fã de tokusatsu), alguma vez você já se viu perdido na vida, sem saber o que fazer e preso à nostalgia dos heróis japoneses dos anos 80? Já pensou que poderia deixar de colaborar com Mineirinhooos da vida e ajudar sua sociedade através de uma instituição especialista em lidar com direitos humanos? Pois há uma oportunidade para você!

Quem esteve no Anime Friends no último final de semana e se arriscou a pegar a programação para ver quais as atrações, deve ter visto uma discreta propaganda na parte traseira do panfleto. IKIMASU conferir?

palestra-tokuku

Fazendo uma análise do negócio, vemos um distinto senhor dizendo para você correr atrás dos seus sonhos ao lado do ninja Jiraya e de um policial metálico genérico aí. Logo abaixo, um link que não diz muito bem do que se trata. Aí quando você clica na propaganda, você vai parar…

palestra-af

Num site que prepara as pessoas para concurso da Polícia Militar de São Paulo!!! E com direito a uma palestra gratuita com um YouTuber!!!

Que maravilhosa chance de você usar seus conhecimentos em tokusatsu para ajudar a PM de São Paulo. Imagina futuros PMs que usam robôs gigantes para defender patos infláveis, explosões coloridas para afastar manifestantes e roupas de collant como o novo uniforme? Aguardando para conferir!

tokuku-mimimi-capa

Comunicado: O Mais de Oito Mil vai entrar em hiato

23 jun adeus-vegeta

Oi, pessoal, tudo bem? Bem, tenho uma notícia um pouco chata para quem é aficionado pelo Mais de Oito Mil (não sei quem, minha mãe nem entra aqui). O SITE VAI ENTRAR EM HIATO.

Sim. Assim como Togashi quando não está com a menor vontade de fazer seus garranchos com textões, o Mais de Oito Mil vai entrar numa pausa. Não só no blog, como nas redes sociais que não serão atualizadas.

Agradeço aos membros da imprensa especializada (pff) que não me odeiam e aos que me odeiam também porque seu recalque faz o meu sucesso, assim como os editores e organizadores de eventos que sempre foram bem atenciosos com essa blogueira. 

E, claro, a vocês leitores. Muito obrigada por tudo, e nesse último ano de Mais de Oito Mil eu tive um retorno muito maior do que em toda a história anterior do blog. Vocês são incríveis e dá ainda mais prazer escrever aqui para vocês.

Obrigada mesmo por entenderem que não vou atualizar nada até o dia 1 de julho de 2016, que é quando volto de viagem… Ah, acho que esqueci de comentar que o hiato é de apenas uma semana né? Perdão pelo vacilo. Até mês que vem, minna!

Corrida Naruto é o esporte que o Brasil precisa

13 jun corrida-naruto-capa

Sendo bem sincera, o futebol do Burajiru está que nem a Toei Animation: uma merda gigante que só sabe viver das glórias do passado. Foi-se o tempo que tínhamos um esporte de grande repercussão nacional para torcermos, infelizmente. Temos até outras boas equipes esportivas no vôlei, natação e basquete, mas quem é Haikyuu, FREE! e Kuroko no Basket na fila dos Captain Tsubasa, né não? Mas não precisamos mais nos preocupar, pois a criatividade do brasileiro não para de crescer assim como a rejeição ao Michel Temer. Inventamos um novo esporte de projeção internacional.

corrida-naruto-anime

Não se sabe ainda quem criou o movimento, mas surgiu a modalidade Corrida Naruto que vem se espalhando por várias capitais (+ distrito federal). Basicamente é uma corrida como qualquer outra, exceto pelo fato que é praticada com as mãos para trás assim como os mais exímios ninjas.

Existe um registro audiovisual do esporte sendo praticado em Fortaleza, IKIMASU conferir o vídeo?

MAS QUE ESPORTE MARAVILHOSO, MINNA!!!!!!!

Mas se engana quem pensa que a Corrida Naruto é apenas mais uma vergonha alheia otaku em locais públicos. É um esporte cheio de regras e difícil: em primeiro lugar, não se pode usar armas. Em segundo lugar, o praticante deve estar preparado para correr em qualquer terreno. E, em terceiro lugar, deve-se correr de forma imperceptível aos transeuntes. Esse vídeo é apenas um exemplo para divulgar o esporte, mas vocês perceberam que não tem qualquer outro vídeo da Corrida Naruto em outras cidades? Isso é porque ELES FIZERAM DE UM JEITO DISCRETO, COMO UM NINJA! TÔ CERTA!

Repare como esse jovem cidadão mal percebe que há dezenas de ninja correndo ao seu lado na velocidade do som, enquanto sua namorada que é uma genin camuflada percebe a movimentação:

CORRIDA-NARUTO-GIF

Se você se interessou pelo esporte, procure no Facebook as próximas competições da Corrida Naruto na sua cidade. Vamos fazer esse esporte ser a nova mania nacional para compensar a vergonha que se tornou o futebol do Burajiru.

Só peço algo com muita sinceridade a todos vocês: reconheçam que o primeiro praticante da Corrida Naruto foi o Luis Fernando Guimarães, que chegou a mostrar em rede nacional os movimentos.

luis-fernando-corrida-naruto

Luis Fernando Guimarães como embaixador da Corrida Naruto! Nosso 4º Hokage!

O Jbox vai parar e vou explorar o assunto com GIFs animados do editor gato

17 maio jibajbox-muito-gato-capa

Foi só eu publicar a matéria sobre o hiato da Nova Sampa e da NewPOP que esse encontro vocálico afetou também um dos grandes sites da nossa Imprensa Especializada (pff). Segundo um vídeo liberado nesta terça-feira pelo governo Temer para ofuscar a declaração que o SUS pode acabar, o Jiback do Jbox disse que o site VAI PARAR. Entenda melhor abaixo:

Como eu sei que você não clicou nesse vídeo por puro desinteresse ou para não gastar seu plano de dados móveis, decidi explicar o que vai acontecer com o Jbox em texto mesmo e ilustrar essa matéria com deliciosos GIFs animados do charmoso Jiba, que inclusive concorreu no último Troféu Imprensa Especializada (pff) na categoria Blogueiro Colírio por ser o husbando das otacas acostumadas à homem barango escrevendo sobre anime e mangás. IKIMASU ver o colírio em ação?

O pequeno Jiba explicou que o site existe desde o tempo que anime era relevante no Burajiru.

gif-jiba-01

Mas aí eles ganharam obrigações de vida adulta, como justificar aquele monte de gibi caríssimo que compra todo mês, e foram ficando sem tempo para cuidar do site (que não dava dinheiro).

gif-jiba-03

Para não gerenciar um trabalho nas coxas, a saída foi fazer um hiato tipo os de Hunter x Hunter e organizar o site até ele voltar com força total como sempre esteve.

gif-jiba-06

Então é isso, o Jbox vai parar e você terá que se informar em outros sites da Imprensa Especializada (pff), como o Chuva de Nanquim ou aquele site lá que não cito o nome porque são escrotos pra caralho.

gif-jiba-05

Enquanto isso, Jiba aproveita o resto do vídeo para mostrar duas de suas paixões. Uma delas são os gatos:

gif-jiba-04

…e a outra são as blogueiras do bumbum gordo *-*:

gif-jiba-02

HUSBANDO ETERNOOOOO!

Voltem logo! A imprensa especializada (pff) precisa muito do Jbox!

Plantão da Fanfic de Pokémon com Plot Twist carpado

4 maio FANFIC-POKEMON-PROCESSINHO-CAPA

O principal assunto dessa semana… bem… foi a tocha olímpica. Mas no nosso mundinho otaco a tocha se chama Ash vs Red e tem o formato de uma fanfic distópica não-oficial que os criadores querem publicar não-lucrativamente custando 5 reais e ainda esperam conseguir um contato com a Pokémon Company para que ela autorize essa patacoada em prol dos fãs de Pokémon do Burajiru e pelo estímulo à leitura das crianças brasileiras.

Depois de um post do Mais de Oito Mil que denunciei os males da verdade e sem amor, o autor da fanfic deixou de lado a centena de mensagens que recebe diariamente e me deu um pouco de atenção explicando vários pontos abordados da minha matéria num eloquentíssimo post que faria Mineirinhooo voltar para a escola do conceituado Professor Odilon para aprender novas técnicas de retórica. IKIMASU porque o post é maravilhoso SIM e irei analisar em detalhes COM CERTEZA.

migo-desiste-dessa-ideia-ou-vai-dar-ruim-01

Começando no melhor estilo das indiretinhas de feice-kun, o autor Hal diz que as críticas estão falando principalmente sobre o livro juntar os personagens Red e Ash (galera assiste a um anime que o personagem não envelhece e tá aí cobrando coisas como “coerência”) e ao fato dele querer cobrar pelo livro. Já entendemos como é o esquema da Saraiva, mas você achar que não ficar com o dinheiro vai tornar seu projeto “sem fins lucrativos” é o mesmo que achar que a Pokémon Company um dia vai oficializar a ultracoerente trama que o Ash está em coma.

migo-desiste-dessa-ideia-ou-vai-dar-ruim-02

Depois, o autor diz que a culpa do desleixo da Nintendo aqui no Burajiru É DOS FÃS QUE CONSOMEM PIRATARIA que dá um PREJUÍZO GIGANTESCO para a empresa. E como que ele vai combater isso? Simples, lançando um produto o qual ele não tem os direitos autorais e que o valor vai para seu próprio bolso e não para a empresa que tá tendo um prejuízo gigantesco. E ainda diz que o negócio não pode ser disponibilizado de graça POR CULPA DO CAPITALISMO!!!! Minna, tô numa plenária de faculdade de Ciências Sociais e não tô sabendo?????

migo-desiste-dessa-ideia-ou-vai-dar-ruim-03

Quem precisa de um husbando, edredom e rmvbs de Sailor Moon da Manchete quando temos um post tão maravilhoso para ler na Internet??? Os motivos de Hal ficam claros neste trecho: ele pensa nos fãs que querem um produto de qualidade (no caso, uma fanfic distópica de Pokémon). ELE PENSA NOS JOVENS!!!! E não venha você, leitor debochado do Mais de Oito Mil, dizer que prefere jogar os gaems em inglês porque ISSO É UMA FRASE EGOÍSTA DITA POR UMA PESSOA EGOÍSTA!!!

migo-desiste-dessa-ideia-ou-vai-dar-ruim-04

Mas claro que ele sabe que não tem os direitos autorais. Depois que a Pokémon Company não respondeu seu email “ow tenho um projeto genial que vai mudar a ideia que vocês têm do Burajiru”, ele conta agora com a ajuda de um dono de loja de card-games e de UMA ADVOGADA que surgiu tão maravilhosa nesse plot twist que até fez com que euzinha abandonasse a tradicional marcação rosa do Mais de Oito Mil para uma VERMELHA que representa a cor que meu rosto está agora de tanta vergonha que tô sentindo. E olha que já vi uma apresentação cosplay do Bob Esponja lutando contra um Vegeta.

O papo tá bom, mas é hora de esclarecer algumas coisas. Ninguém aqui é contra fanfics (na verdade eu sou, mas até aí sou contra otacos também) e nada impede que você faça uma história ~madura~ de um desenho de bichinhos que lutam porque a forma como a história é oficialmente constrange sua adultice. Porém, tudo muda a partir do momento que você começa a comercializar isso. Como eu falei, não importa se você pega todo o dinheiro e rasga ao vivo no Periscope, o fato de DAR DINHEIRO já dá para a Pokémon Company todos os motivos de ir até você e arrancar até a sua cueca de Pikachu.

gif-amiga-nao-tem-como-te-defender

Se você digitar “Pokémon Company” e “processo” no Google achará links maravilhosos de projetos de games gratuitos que eles fecharam e até uma história sobre um dono de café que foi multado em 15 mil dólares (uma caralhada de reais, segundo a cotação de hoje) APENAS porque ele fazia um evento de Pokémon cobrando 2 dólares por pessoa para ajudar na decoração.

Você encerra seu texto dizendo que muita gente está criticando o seu projeto e dizendo que todos temos ódio. Pode até achar que estamos todos contra você e seu projeto incrível que vai até convencer a Nintendo a voltar ao Brasil, mas aqui vai um alerta de graça (sim, estou indo contra o capitalismo) do Mais de Oito Mil: se você não tem os direitos autorais, NEM SONHE EM COMERCIALIZAR ESSA FANFIC ou então a coisa vai ficar bem feia (expressão mudada depois de toque do leitor) pro seu lado.

Fãs tentam autorização oficial para lançar fanfic distópica não-oficial de Pokémon

2 maio fanfic-pokemon-capa

Vivemos num mundo em que a picaretagem anda de mãos dadas com a boa intenção, desde a situação política do país até o mundinho dos otakus, e por isso devemos ficar atentos com tudo. Recebi uma mensagem da leitora Aline de Paula contando sobre uma história de que dois fãs de Pokémon teriam conseguido a permissão oficial da Pokémon Company para lançar um livro não-oficial sobre a série e senti aquele cheirinho de pauta maravilhosa do Mais de Oito Mil, aí decidi ir atrás para mais informações com todos os pés atrás, afinal a dona de Pokémon é mais chata que roteiro de slice of life genérico.

A tal discórdia começou quando o site Pokémon Center publicou uma notícia que deixou os fãs empolgadíssimos (se bem que qualquer Ditto 6 IVs tem o mesmo efeito nessa fanbase). IKIMASU conferir:

sonho-meu-pokemon-fanfic-01

sonho-meu-pokemon-fanfic-02

PERAÍ que tem muitas empresas respeitadas no mesmo balaio para gente começar a desconfiar das coisas. Supostamente a dona dos direitos de Pokémon autorizou dois fãs a lançarem um ebook não-oficial (mas se tem a autorização não seria oficial?) que visa não o lucro, mas que será vendido a 5 reais pela Saraiva. Se vender bem, sai em formato de papel.

Eu já ficaria bem desconfiada com essa coletânea de dados, já que a Pokémon Company nunca liberaria os direitos de sua franquia e tá pouco se fodendo para a divulgação da mesma no Burajiru. Mas, mesmo assim, fui no tal site oficial sugerido pela matéria e… vi que o site oficial era uma página no Facebook. Bem, acontece, né? O problema são as informações desencontradas:

sonho-meu-pokemon-fanfic-03

Ou seja, segundo o site oficial que é uma página no Facebook, o livro é pra chamar a atenção da empresa dona dos direitos de Pokémon que supostamente já sabe da publicação do livro (afinal, permitiu). Outra coisa que me deixou confusa foi a tal parceria com a Editora Saraiva, afinal eles colocaram o logotipo da editora em todas as imagens de divulgação. Será que a Sairava tá sabendo do rolê? Fui atrás e descobri isso:

sonho-meu-pokemon-fanfic-04

A Saraiva tem uma ferramenta chamada “publique-se” que permite a publicação de ebooks (ah vá!), e se o negócio vender bem a Saraiva pode se interessar em publicar em papel afinal ela não é boba, nem nada. Só que… assim… acho que a Saraiva criou essa ferramenta para a publicação de histórias originais, como seria o caso do romance “Professor Odilon’s Adventures” que estou escrevendo para um futuro lançamento no Kindle, e não para a publicação de histórias que a pessoa não tem os direitos autorais, não é mesmo?

Aproveitando minhas habilidades de stalker acabei descobrindo que, por trás desse projeto, também está o site Pokémon Blast News (que, por sua vez, não tem relação com o site Nintendo Blast e muito menos com o golpe Fire Blast). Inclusive, o roteirista da história que se passa num futuro em que Ash é uma espécie de ditador mal-amado é diretor de Marketing do site. Numa atitude que vai surpreender todos vocês que acham que o Mais de Oito Mil não pratica o jornalismo sério, euzinha fui atrás dos autores para tirar umas dúvidas. Afinal, eles devem ter alguma explicação para tudo isso, ao contrário da Eliana que ainda não soube explicar aquele aquele clipe conceitual MARAVILHOSO.

gif-pokemon-eliana

Perguntei a eles sobre a questão dos direitos autorais que um site falou que tem e eles não, perguntei sobre a Saraiva permitir publicações sem que se tenha os tais direitos autorais e também questionei o valor cobrado sendo que é um projeto sem fins lucrativos. A pagina oficial gentilmente te me respondeu com um link que eu já tinha lido sem muita atenção que explicava que não há a possibilidade da Saraiva vender de graça e que 65% do valor vai para a própria editora. Por fim, disseram que o site Pokémon Center botou a carroça na frente dos Taurus (na verdade eles falaram bois, só tentei dar uma descontraída na matéria) e que eles estão atrás dos direitos.

Insisti mais um pouco e pedi as respostas a respeito dos direitos autorais (vai que não leram, né?), se eles realmente acreditavam que a Pokémon Company iria permitir que usassem a marca deles numa história assim, e aí minhas mensagens no Facebook foram ignoradíssimas por eles igualzinho o último cara que saí fez comigo (B-san, o vodu contigo já tá quase pronto). Se houver uma resposta (deles, não do B-san), atualizo a matéria.

ash-vs-red-kkkkk

Resumindo… nem precisei entrar em contato com a Pokémon Company para descobrir que isso não é nada oficial, né? E embora eles usem a justificativa que isso acontece com Minecraft (vide aquelas histórias que a Tambor está publicando) e que ajuda a popularizar a franquia, mas sabemos muito bem como a Pokémon Company não é tão mente aberta assim.

Nada contra fãs que escrevem fanfics se passando no futuro de Pokémon com Ash barbado e batalhas violentas do jeito que os fãs (aqueles com necessidade de autoafirmar uma adultice) sempre sonharam, mas achar que terão a permissão da Pokémon Company e usar o logotipo da Editora Saraiva como forma de tornar isso como algo aparentemente oficial é um caso de inocência maior do que achar que o Ash um dia vai sair dos 11 anos de idade.