Problematizando

Qual o problema com as dancinhas em séries Super Sentai?

Várias vezes falei aqui no site sobre otakus e suas particularidades, mas poucas foram as vezes que tive a chance de falar sobre esse pequeno nicho dos tokusatsu, cujos fãs são chamados de tokukus (por mim, afinal nunca lembro se tem um termo melhor). E a estreia recente de Kishiryu Sentai Ryusoulger, e o encerramento… Continuar lendo Qual o problema com as dancinhas em séries Super Sentai?

Problematizando

A Irmã Krone, de The Promised Neverland, me incomoda

The Promised Neverland, além de ser uma das promessas da atual temporada, é uma série com uma proposta incrível que mistura Prison Break com Chiquititas. Antes de ver o anime eu já acompanhava boa parte do mangá original que serviu como base, e logo quando eu terminei o primeiro volume ficou uma coisa na minha… Continuar lendo A Irmã Krone, de The Promised Neverland, me incomoda

Problematizando

Por que tão poucas mulheres em Dragon Ball FighterZ?

Para a alegria da galera aficionada por um meia-lua-soco, anteontem foram revelados os primeiros personagens da segunda temporada de DLCs de Dragon Ball FighterZ. O jogo, que surpreendeu meio mundo ano passado... bem... por ser bom, chegou a todos os consoles possíveis trazendo os mais importantes personagens da saga Dragon Ball. Porém, uma coisa chamou… Continuar lendo Por que tão poucas mulheres em Dragon Ball FighterZ?

Problematizando

Shun agora é mulher? O machismo por trás da ~mudança feminista~

Em um painel realizado ontem (08) na CCXP, a Netflix exibiu para o público pela primeira vez um trailer da nova série animada de Cavaleiros do Zodíaco, totalmente em computação gráfica. Com cenas emocionantes feitas com a mesma tecnologia e afinco dos filmes tridimensionais da Barbie, vimos rostos e vozes conhecidas. O quase sessentão dublador Élcio Sodré… Continuar lendo Shun agora é mulher? O machismo por trás da ~mudança feminista~

Problematizando

Goblin Slayer, a cena de estupro e a demografia “shonen adultão”

Uma coisa que admiro (e odeio, ao mesmo tempo) nos animes e mangás é a divisão das histórias por demografias, ou seja, separando o público que elas são destinadas. Eles têm demografias muito claras, como mangás para crianças (kodomo), os mangás para jovens garotos (shonen) e os mangás para adultos (seinen), porém existe uma demografia… Continuar lendo Goblin Slayer, a cena de estupro e a demografia “shonen adultão”

Problematizando

Problematizando o machismo e sexualização em Dragon Ball

Em ocasiões anteriores eu cheguei a discutir sobre a objetificação feminina em Nanatsu no Taizai (relembre aqui), a transfobia em One Piece  (está aqui) e a sexualização da Sarada em Boruto (o link aqui), e sempre que eu fazia qualquer um desses posts surgia o mesmo tipo de argumento "você está falando isso mas Dragon… Continuar lendo Problematizando o machismo e sexualização em Dragon Ball

Grande Nação Japonesa · Problematizando

O que podemos esperar dessa polêmica com o autor de Rurouni Kenshin?

Desculpa aê, pessoal. Sei que vocês entram aqui no Mais de Oito Mil esperando novos capítulos sobre a fanfic distópica ou qualquer crítica sobre mangás péssimos (cofcofCOINLAUNDYLADYcofcof), mas o assunto de hoje é beeeem pesado. A pauta é PEDOFILIA. Mas não aquela distorção de pedofilia que certos movimentos brasileiros querem sair alardeando, e sim a… Continuar lendo O que podemos esperar dessa polêmica com o autor de Rurouni Kenshin?

Problematizando

Problematizando a sexualização da Sarada no mangá de Boruto

Assim como Dragon Ball GT, a série Boruto nada mais é que uma carta-branca que o autor Masashi Kishimoto deu para a Shueisha e para o Studio Pierrot continuarem lucrando com a marca dos ninjas enquanto ele aproveita longas e merecidas férias. Para quem estava soterrado numa mineração e não sabe do que se trata,… Continuar lendo Problematizando a sexualização da Sarada no mangá de Boruto

Problematizando

Por que há falta de mulheres protagonistas na Shonen Jump?

Estava eu na minha costumeira romaria em grupos otacos no Facebook, procurando pauta e saciando desejos masoquistas de ler burrices, e me deparei com um post muito interessante. Um membro de um dos grupos postou a capa recente da Shonen Jump que coloca seus protagonistas todos e levantou uma pergunta muito precisa: falta mais representatividade… Continuar lendo Por que há falta de mulheres protagonistas na Shonen Jump?

Problematizando

Problematizando o ensino atual através de Assassination Classroom

Essa é a terceira vez que faço um post problematizando algum aspecto de alguma série e só de ler essa palavra aposto que muitos leitores já começaram a digitar no campo dos comentários que sou uma ~feminazi que quer que o mundo mais chato e que quer a censura~, quando na verdade até mesmo uma… Continuar lendo Problematizando o ensino atual através de Assassination Classroom