Problematizando

Problematizando a sexualização da Sarada no mangá de Boruto

Assim como Dragon Ball GT, a série Boruto nada mais é que uma carta-branca que o autor Masashi Kishimoto deu para a Shueisha e para o Studio Pierrot continuarem lucrando com a marca dos ninjas enquanto ele aproveita longas e merecidas férias. Para quem estava soterrado numa mineração e não sabe do que se trata,… Continuar lendo Problematizando a sexualização da Sarada no mangá de Boruto

Anúncios
Problematizando

Por que há falta de mulheres protagonistas na Shonen Jump?

Estava eu na minha costumeira romaria em grupos otacos no Facebook, procurando pauta e saciando desejos masoquistas de ler burrices, e me deparei com um post muito interessante. Um membro de um dos grupos postou a capa recente da Shonen Jump que coloca seus protagonistas todos e levantou uma pergunta muito precisa: falta mais representatividade… Continuar lendo Por que há falta de mulheres protagonistas na Shonen Jump?

Problematizando

Problematizando o ensino atual através de Assassination Classroom

Essa é a terceira vez que faço um post problematizando algum aspecto de alguma série e só de ler essa palavra aposto que muitos leitores já começaram a digitar no campo dos comentários que sou uma ~feminazi que quer que o mundo mais chato e que quer a censura~, quando na verdade até mesmo uma… Continuar lendo Problematizando o ensino atual através de Assassination Classroom

Problematizando

Problematizando a transfobia em One Piece

Assim como Naruto nas bancas brasileiras, a seção Problematizando aqui do Mais de Oito Mil já garantiu um espaço para voltar sempre. A repercussão do primeiro post sobre a objetificação das mulheres em Nanatsu no Taizai foi muito maior do que eu imaginava! Foram milhares e milhares de leitores que refletiram sobre as coisas que escrevi… Continuar lendo Problematizando a transfobia em One Piece

Problematizando

Problematizando a objetificação feminina em Nanatsu no Taizai

Como diriam aqueles dois simpáticos limões na propaganda da Pepsi Twist, o mundo está muito chato. Imagina, não podemos nem mais fazer piadas racistas, humilhar mulheres, chochar gays que eles já surgem em bando na internet querendo uma coisa besta como "direitos iguais". Os tempos estão mudando e muito rápido, a internet está dando voz… Continuar lendo Problematizando a objetificação feminina em Nanatsu no Taizai