Tag Archives: Bullying

Grupo extremista Anti-Digimon Adventure ataca sites de Digimon (HAHAHAHA)

6 mar

O mundo atual vem sendo devastado por extremismos, e convivemos com situações que fazem o livro do Apocalipse parecer a filial do Beto Carrero World. Por sorte temos o nosso mundo virtual, que é um local muito seguro de se ficar se você não ler a parte dos comentários dos portais de notícia. Quer dizer, ERA. Pois agora o mundo virtual vem sendo atacado por um grupo extremista conservador.

Segundo a notícia do site Geração Digimon (que produz bom conteúdo nas redes sociais, principalmente porque não fica tentando pisar em outros animes), um grupo extremista vem atacando grupos de Digimon na rede social Facebook.

Seria uma facção do Anonymous? Pessoas com barbas e inspiradas na ditadura de Ash na Fanfic Distópica? Não, esse grupo conservador se declarou contra a primeira temporada de Digimon, mais especificamente contra as pessoas que curtem essa temporada. IKIMASU ver imagens?

DEIXA EU VER SE A OTAKA AQUI ENTENDEU! O grupelho extremista está revoltado porque há um grupo maior de pessoas que curte a primeira temporada que as demais, afinal os fãs verdadeiros de Digimon precisam curtir até a temporada dos aplicativos?

Mas beleza, sabemos que esse grupo está causando o caos no mundo virtual e incomodando fãs de Digimon, mas qual o modus operandi? Imagino que um grupo articulado como esse tenha feito cursinho com Gennai e aprendeu a fazer maldades nas páginas de Facebook, com ofensas pesadas e a utilização de perfis falsos. Não é?

CLARO QUE NÃO!!! Eles logam com os perfis deles mesmos e usam uma retórica digna da quinta-série do ensino fundamental. É FOGO NO PARQUINHO, GENTE! CUIDADO COM O GRUPO EXTREMISTA ANTI-DIGIMON ADVENTURE!!!!

(Dica do leitor Everton)

MdOM Mangás: O príncipe pode ser perfeito, mas o mangá…

21 maio

Depois de inúmeras sugestões (na verdade foi uma só), decidi descer do salto alto dos mangás de qualidade da Grande Nação Japonesa e dar um alô para a produção que cheira a subdesenvolvimento. Não, não vamos analisar aquela droga de O Príncipe do Best Seller, chegou a hora de analisarmos o mangá mais vendido do Burajiru! Turma da Mônica Jovem chegou ao Mais de Oito Mil! TODOS COMEMORA! Para a seleção da edição a ser analisada, eu passei por uma cuidadosa seletiva para escolher o volume que melhor se adequasse ao propósito crítico do blog… MENTIRA! Falei pra minha amiga “me empresta uma edição aí!” e analisei a que ela me deu.

Então vamos analisar o nono volume de Turma da Mônica Jovem, que tem roteiro de Maurício de Sousa e Petra Leão. Como eu sei que o Maurício de Sousa escreve tanto roteiro quanto eu escrevo elogios, toda a culpa dessa divertida história é da nossa PETRA LEÃO! Então esconde seu RG falsificado para esconder a idade avançada e IKIMASU ver essa grande aventura!

As capas são tão bonitas e detalhadas. Aí você abre o mangá e encontra algo com o mesmo cenário que o clipe de Single Ladies da Beyonce… tá, tô pegando no pé da Beyonce, pois o clipe dela tinha pelo menos uma rampinha.

A história começa com a Mônica ensaiando para uma peça de Romeu e Julieta. Ela está com roupas descoladas e não combinantes porque é assim que os executivos de hoje acham que os jovens se vestem.

Que moderno esse celular que você liga e aparece NO SEU APARELHO que a pessoa não atendeu a ligação 13 vezes. A interface deve ser portuguesa.

E aí aparece a loira vitaminada que nunca vi na vida com uma roupa de Princesa Zelda. Claramente uma homenagem de Maurício de Sousa.

Minha nossa, como foi que esse comunicado do Maurício de Sousa reclamando do uso da Magali por uma dançarina de rua veio parar aqui no meu blog?

Como o Cebolinha não chegou a tempo, o Cascão faz o papel de Romeu e a Mônica perde o papel pra loira gostosa. Essa história tem a profundidade de um plot de Malhação.

Me irrita tanto essas pessoas que querem pagar de cool repetindo a esmo gírias gays. Eu ando com um monte desses e não fico falando “Adooooro” e “Arraaaasatoda hora e sem necessidade, como essa coadjuvante e a Eliana.

Aí a se sentiu eliminada por não fazer o requisito e saiu conversando com sua amiga Magá até que cruzou com um garoto que o ângulo revela que terá importância na história. E que tipo de amigo fica se chamando de “Mô” e “Magá?”. Bem, provavelmente o mesmo tipo de amigo chato que chama as amizades para uma rodada de suco no restaurante da esquina. Mas que bela representação de nossos jovens.

Aí o loiro perfeito apareceu no dia seguinte na escola. MAS QUE SURPRESA!

Acho que descobri COM QUEM a Denise aprendeu gírias gays.

O primeiro quadrinho vemos uma panorâmica da sala de aula desenhada por uma pessoa que manja tanto de perspectiva quando o Eichiro Oda. Note que temos umas 15 pessoas de sexos variados ocupando a sala inteira. Logo depois, quando surge o tal do Toni, aparece duas dúzias de piriguetes que ninguém sabe nem se cabem nessa escola.

Daí que a Mônica ganhou o papel de dançarina de dança flamenca, a Magali conseguiu o papel de jovem camponesa de nobre coração que vai todos os dias ao bosque recolher lenha e o tal do Toni conseguiu se vestir de pit-boy que arranja briga no Armazém da Vila e que acha que vestir pólo listrada dá um ar cool.

Aí o Cebolinha tenta sabotar o loiro gostoso e acaba perdendo o papel de Romeu pra ele.

No dia da peça, a Julieta passou mal por causa do sanduíche-iche que a Magali deu. Assim, a Mônica é escolhida pra ser a Julieta. QUE CRIATIVO! E eu quero saber que escola liberal é essa que o diretor da peça pode entrar no banheiro feminino. Aliás, falando no diretor…

…deu pra ver que o estressante trabalho de diretor de peça infantil dá muito estresse e quilinhos a mais, porque vocês lembram como ele estava no começo dessa edição?

Pobre diretor. Agora só lhe resta fazer cosplay de vocaloid.

Depois da peça que foi um sucesso, Toni chama Mônica pra conversar num canto e revela que ama… uma outra garota. Mônica chora e se sente a mulher mais derrotada do mundzzzzzzzzzzzz…..

Zzzzz…. aí o Cebolinha descobre que ele era um garoto que era gordo e que praticava bullying, mas seu desejo por vingança contra a Mônica fez com que fizesse o caminho contrário do diretor da peça e que emagrecesse e ficasse gostoso.

E o final é previsível: todos descobre, Mônica tira o Sansão de algum buraco e dá uma cacetada no Toni. E, no fim do mangá, Cebolinha dá sua declaração sobre o que ele faz com a Mônica:

Comedor.

Parabéns pelo roteiro lindo, Petrinha!

***

(Me siga no Twitter!)

(Já me curtiram no FACEBOOK?)

O Retorno da Princesa

10 mar

Eu, que estava muito preocupada com a educação da Família Real japonesa fiquei aliviada depois desse post da Made in Japan:

Mas tem algo de errado. Confira comigo:

1- A princesa foi zombada por alunos insensíveis. CONFERE.

2- A princesa tem um piriri f*dido por causa do estresse. CONFERE.

3- A Família Real divulga para a imprensa inteira que a menina teve um piriri. CONFERE.

4- A menina volta para escola e espera não ser zombada de novo depois que o país inteiro sabe que a menina ficou no troninho durante uma semana?

Cadê a coerência, Família Real???

O Bule da Princesa

6 mar

O Nihon é uma cultura tão mais rica que a nossa que eles têm realeza. E família real sempre gera posts em sites. Veja o que deu na Made in Japan:

Criança é um bicho cruel mesmo. Nem filhos da realeza escapam do bullying. A notícia não revela o motivo do bullying que gerou o piriri da princesa, mas eu tenho minha aposta: a roupa. Se ela vai para a escola com essa roupa de tia quarentona, até sou capaz de zombar da princesa.

Minha tia Nanci quer a roupa de volta, princesa

***

(Não faço sena no meuTwitter porque é o meu jeitinho)