Aleatoriedades

3 ou 4? Erro na capa de Uma Vida Imortal repercute e vira discussão

A NewPOP editora esperava levar os otakus às lágrimas com a mais recente edição de Uma Vida Imortal (de Yoshitoki Oima), mas um errinho na hora de produzir a capa do mangá fez com que os leitores ficassem é com raiva mesmo: o número representando a quarta edição ficou sobreposto a um número “3” (imagem acima).

O caso viralizou na última semana após uma conta no Twitter compartilhar esse erro curioso. Mas o que era para ser apenas um apontamento de “olha só que doideira, gente” logo se transformou em um levante de leitores furiosos pedindo boicote à editora e exigindo uma reimpressão.

A resposta da editora veio de forma até rápida, mas um pouco discreta. Sem divulgar em suas redes sociais nem nada, a NewPOP colocou em seu próprio site uma nota pedindo desculpas pelo equívoco e explicando que… não tem muito o que fazer.

Após explicar que o erro passou por muitas pessoas, até pelo licenciante (!), a NewPOP descartou um recall (afinal estamos em uma tremenda crise de papel) e afirmou estar atrás de alternativas para resolver o problema, mas sem qualquer decisão até o momento. Uma possibilidade levantada foi de lançar um adesivo (!!!) para que os leitores corrijam as lombadas, mas também foi descartado porque ficaria feio.

Essa notícia poderia terminar aqui e teríamos mais uma história pitoresca do mercado editorial de mangás, fazendo companhia à vez que a JBC imprimiu páginas em ordem errada em Ranma 1/2 ou quando a Panini inventou um sistema de medida fictício em Dr Stone, mas é claro que o assunto virou uma interminável discussão emocionada.

Erros editoriais são bastante comuns no mercado como um todo, afinal não existe edição sem falhas como alguns outros mangás da própria NewPOP podem comprovar, mas talvez o grande azar da editora nessa situação foi ter cometido um deslize justamente na lombada, a parte que os colecionadores sentem mais carinho. Já tivemos até mangá saindo com diálogos traduzidos de forma errada, mas erros que atrapalhem o mangá ficar bonito na estante são considerados mais graves para os otakus colecionadores.

Se perguntarem minha opinião sobre esse caso, eu sou adepto da seguinte filosofia: atrapalha a leitura? Se a resposta for sim, então é necessário reimprimir e trocar os exemplares das pessoas. Se a resposta é não, deixo quieto e considero uma história divertida a ser contada. Claro que quem comprou o volume tem todo o direito de se sentir lesado, mas às vezes a vida nos coloca em situações que o melhor é relevarmos as coisas.

De erros editoriais recentes, o caso de Jujutsu Kaisen com diálogos dizendo o oposto do está no original eu considero um caso de recall, já o episódio de Dr Stone poderia ficar só com uma notinha na edição seguinte explicando o erro.

Ontem (30) tivemos a live semanal da NewPOP e o Junior Fonseca, diretor da editora, reforçou o recado na nota lançada no site. “Por muitos anos a gente ficou com fama de alguns erros, então é natural que a gente vai demorar pra conquistar a confiança de todo mundo. A gente pode ficar 10 volumes sem errar, se a gente errar uma vez, volta tudo e a gente tem que começar tudo de novo“, explicou enquanto era consolado por várias pessoas nos comentários da live. A preocupação das pessoas faz sentido, pois Junior já foi atacado nos últimos tempos.

Nesses últimos meses a NewPOP foi bastante criticada por erros reais e até por alguns inventados por desocupados. Pois é, imagine a tristeza que é a vida de alguém que precisa criar um fake para postar um erro falso sobre um título da editora com o intuito de queimá-la. Isso mostra que esse mercado de mangás foi tomado por uma parcela não de leitores, mas de uma torcida engajada capaz de defender cegamente suas editoras favoritas e queimar as demais. Pois é, gente. 2022 e temos pessoas fãs de empresa.

Embora eu classifique o caso de Uma Vida Imortal como um “erro divertido e inofensivo“, ele só aumenta o sinal amarelo em cima da NewPOP editora. Após tantos erros, talvez a editora precise URGENTEMENTE focar menos em anunciar mangás e mais em ter uma equipe maior cuidando dos títulos para evitar futuros deslizes.