Barraco

Anime brasileiro Decay of the Knights perde protagonista após conflitos de bastidores

No último domingo (16) publiquei aqui no Mais de Oito Mil uma reportagem sobre o grupo Anistage, cujo objetivo é lançar em 2021 um serviço de streaming exclusivo para animações independentes. O carro-chefe será o anime Decay of the Knights, também produzido pelo próprio grupo, que mostraria as aventuras de um rapaz chamado Arthur Pride em um universo medieval e uma semelhança muito grande à temática de templários que tanto vemos na mídia.

Espera aí… “mostraria”?

Isso mesmo! Desde o último dia 20 de agosto nenhuma imagem ou postagem sobre Decay of the Knights pode ser encontrada no perfil do Anistage nas redes, e o motivo talvez envolva uma reclamação de um grupo de artistas de fanzines em uma confusão envolvendo disputa de direitos, desencontros infelizes e ghosting.

Templários vs Decay of the Knights

Fui procurada essa semana pelo pessoal do Overzone Studio, um grupo de artistas que produzem fanzines.  Um desses artistas assina como Yuji Katayama, e é responsável por uma história lançada pela internet com o título Templários. Segundo a sinopse do site, a trama acompanha a vida de seis crianças envolvidas com a Era das Cruzadas, e o protagonista é um rapaz de cabelos brancos chamado Arthur.

Segundo eles, em meados de janeiro deste ano o Anistage entrou em contato com o Overzone Studio oferecendo uma oportunidade de criar uma animação para Templários. Como em uma relação de mutualismo, teria ficado apalavrado que o Overzone entraria com a história já criada e o Anistage ficaria a cargo da animação. Durante o processo, no entanto, algumas coisas foram acontecendo.

Jailson PS Junior, o responsável pelo Anistage, teria entrado em contato para oferecer algumas mudanças no roteiro. Ele teria pedido autorização para modificar algumas coisas, como “deixar mais adulto, mais sangrento“. O pedido teria sido autorizado pelo Yuji, que ainda viria a aprovar mudanças de design feitas pela equipe de animação do Anistage. Materiais dessas conversas foram mostrados para o Mais de Oito Mil a fim de provar a veracidade da história.

Mas tudo mudou a partir do mês de maio de 2020. Em meio à pandemia do novo coronavírus, as comunicações com o pessoal do Anistage cessou, ainda segundo os relatos fornecidos. O Overzone acreditou que se tratava de uma pausa por causa das dificuldades da época, e o tempo foi passando até o último dia 19 de agosto.

O grupo viu a divulgação em vários sites na Internet e em canais do YouTube sobre o projeto do Anistage, e percebeu semelhanças no protagonista de Decay of the Knights.  A história também era bem diferente, e não havia qualquer crédito aos autores de Templários.

Eles procuraram o Anistage, foi alegado que houve uma mudança de roteirista e com isso todo o trabalho combinado com o Yuji havia sido descartado. O Overzone também teria pedido que a história ao menos mantivesse o nome do quadrinho original, Templários, mas ouviu do futuro streaming que a imprensa já havia divulgado tudo como Decay of the Knights e que tal mudança não seria possível.

Como não havia disposição de creditar o autor de Templários ou mesmo atrelar o anime à história em quadrinhos já existente, o grupo solicitou que retirassem o protagonista que o Yuji havia criado e aprovado as mudanças. A retirada de todo material promocional das redes sociais foi feita enquanto eu ainda conversava com pessoas do grupo Overzone.

O lado do Anistage

Procurei o Anistage para saber o posicionamento deles a respeito da questão sobre personagem Arthur e também a respeito da retirada de qualquer referência ao Decay of the Knights do perfil do grupo. A pessoa atualmente responsável pelo roteiro de Decay of the Knights explicou que originalmente havia esse projeto de adaptar o mangá de Templários, e após algumas conversas foi decidido que seriam feitas mudanças na história e na arte conceitual do Arthur, tudo aprovado pelo autor original.

No entanto, segundo ela, o roteirista do projeto original se afastou do Anistage e do desenvolvimento, e assim o autor do Templários não teve mais contato. A nova equipe decidiu reescrever toda a história, apenas com a premissa de dois jovem templários combatendo demônios. A roteirista inclusive alegou sequer ter lido o Templários.

No último dia 19 receberam contato do autor de Templários logo após a divulgação do pôster com o Arthur na capa do Decay of the Knights, perguntando a respeito do antigo “acordo”. Foi só aí que a roteirista teria percebido que o personagem no qual vinha trabalhando há alguns meses na verdade vinha de uma outra história.

O grupo Overzone teria oferecido três alternativas: 1- alterar o título do Decay of the Knights para Templários 2- remover o Arthur e 3- mudar a história para seguir o mangá do Templários. A saída escolhida pelo Anistage foi trocar o personagem principal, que agora se chama Argos e em breve será divulgado pelo grupo.

O Anistage classifica o caso como um “desencontro infeliz”, afirma que explicou o ocorrido para o autor original e trabalharam para corrigir o problema.

Agradecimentos à Laura Gassert pela ajuda na matéria.