Review de Jogos

(Review) Kawaii Deathu Desu – Seja uma idol e mate seus fãs com requintes de crueldade

As duas profissões do momento para a molecada atual é ser YouTuber ou idol de grupo musical. Embora na teoria qualquer pessoa possa criar um canal de YouTube, ser uma estrela belíssima adorada por um séquito de fãs enlouquecidos é uma tarefa para poucos. Pensando nisso, o pessoal do estúdio brasileiro Pippin Games criou o jogo Kawaii Deathu Desu, um game bem casual que lhe permite ser uma gótica trevosa com roupa lolita.

Talvez seja uma surpresa para você leitor encontrar uma análise de jogo que não é derivada de nenhuma série de sucesso, mas Kawaii Deathu Desu tem todas as características necessárias para ser analisado aqui no site: tem olhinho grande nas personagens, é kawaii e permite a gente realizar o sonho de bater em otaku chato. Só pelo conceito é quase um 40 na Famitsu.

 

O jogo na verdade é bem simples: você começa escolhendo uma waifu, com classe e características próprias, e um palco para se apresentar. Enquanto você performa sua musiquinha, a artista tem seu palco invadido por uma multidão de fãs enlouquecidos, por todos os lados. A saída é usar suas técnicas mortais e assassinar todo mundo, coletando suas almas para provavelmente manter sua juventude eternamente tal qual Paula Toller. Cada fã exige um “timing” diferente, e você precisa ficar atento à resistência de cada um (o fã mais gordinho precisa levar mais golpes).

Kawaii Deathu Desu prima pela simplicidade: apenas dois botões são necessários para sair fatiando sua fanbase, podem ser as setas do seu teclado ou então os gatilhos daquele seu controle piratão que imita o Dual Shock. Conforme você vai sugando almas você pode abrir novos palcos, novas personagens e aumentar habilidades. É possível usar um poder especial por tempo limitado para otimizar o exercício do assassinato.

A ideia do jogo não é necessariamente inédita, a proposta é a mesma de One Finger Death Punch, só que em vez de uns bonequinhos de papel sem muita expressão aqui nós temos uma belíssima pixel art cheia de personalidade, embalada por músicas bem agradáveis e condizentes com o universo de idols. Alguns pequenos detalhes me fizeram sorrir, como quando fui para a China e de repente todos os fãs de lá estavam com roupas típicas.

Infelizmente, a simplicidade é o maior problema do jogo. Você apenas aperta botões para impedir um abraço daquele fã suado, o que pode parecer meio repetitivo para um jogo de computador. Às vezes é legal ligar para espairecer uns minutos, mas talvez seja uma mecânica que funcione muito melhor em smartphones, que se dão muito bem com games que exigem rápidas sessões. Mas, se você gosta desses jogos mais mecânicos e curte essa ambientação mais kawaii, Kawaii Deathu Desu pode render uma boa diversão.

Caso tenha ficado interessado em Kawaii Deathu Desu, o título está disponível para PC e Mac, e lá na Steam está saindo por R$8,69.

(Agradeço ao pessoal da Pippin Games por ter mandado o jogo para análise!)