Desabafo

Por que a Maisa ganhou assinatura da Crunchyroll e você, otaku, não?

Há um certo tempo, na época do filme da Capitã Marvel, a atriz, cantora e hidratada Larissa Manoela recebeu um mimo da Panini com as edições em quadrinhos da personagem. Os fãs de comics surtaram totalmente, pois onde já se viu a Panini mandando quadrinho de graça para uma garota que nunca demonstrou ler quadrinhos? Na época até pensei em fazer matéria, mas estava com muito trabalho e perdi o timing. Por sorte, algo parecido aconteceu no lado otaku e eu não posso deixar de comentar.

Já contamos aqui no site sobre o novo lado otaku da Maisa Silva, a apresentadora do SBT. A garota começou a ver uns animes na Netflix e isso rendeu o bastante para que todo mundo abraçasse ela como a nova rainha otaka dessa nossa comunidade. Foi aí que, nesta semana, a Maisinha mostrou em suas redes sociais que havia ganhado uma caixa com vários mimos otakus, enviados pela Crunchyroll.

Confira o tweet:

Além de ganhar vários jogos, mangás de séries populares na Crunchyroll e um volume (porra, mas só um, JBC?) de Death Note, anime que ela tem adorado acompanhar, a Crunchyroll enviou para Maisa uma assinatura de um ano. Isso foi o bastante para que muita gente viesse à público para… reclamar com o serviço de streaming. Até mesmo uma página grande de Facebook, que tem surpreendido com um conteúdo bem infeliz, chegou a falar que era injusto a Maisa receber esse tipo de coisa enquanto eles trabalhavam há não sei quantos anos no meio otaku e não ganharam nem um panfletinho.

Como parece que não ficou claro o motivo da Maisa ter ganho esse presente e não o @Joãozinho_Uchiha_666, decidi explicar. Talvez você não saiba, mas uma das grandes dificuldades das editoras de mangás e da própria Crunchyroll é expandir para fora do próprio nicho. Você e outros otakus comprando mangás e assistindo animes por streaming são uma parcela bem considerável, mas existe um público em potencial muito grande fora disso para consumir essas otakices, mas por diversos motivos as marcas não conseguem chegar nessas pessoas.

Daí entram os influenciadores digitais. Só no Twitter, rede em que Maisa é bem ativa e conversa muito com seu público alvo, tem cinco milhões e meio de seguidores. Todos prestando atenção nas opiniões dela sobre comportamento, moda, série e… animes. Quando Maisa começa a ver animes e comentar deles nas redes sociais, existem pessoas que vão atrás desse conteúdo porque confiam no gosto dela, e essas mesmas pessoas podem começar a se interessar pela mídia também. Além de tudo isso, para o nosso meio, é muito importante ver uma pessoa “normal” como Maisa consumindo um produto que, por muito tempo, foi considerado um nicho consumido por pessoas estranhas.

A Crunchyroll não escolheu a Maisa para dar o presente por ela ser a maior otaka do país e por ter conferido quantos animes da temporada ela marcou como assistidos no My Anime List, e sim porque também é uma forma de divulgar o serviço para outras pessoas que não conheciam o serviço. Apostar em publicidade com ela é sair do “falar com convertidos” e buscar novos públicos para expandir os serviços prestados. Sem contar que, vamos ser sinceros, a Maisa faz muito mais pelo meio otaku do que muita arroba aí que usa personagem de anime como foto de perfil e destila ódio explícito por pelo menos duas minorias.

Seja bem-vinda SIM, Maisa, e que traga uns otakus melhores do que os que temos por aqui.

16 comentários em “Por que a Maisa ganhou assinatura da Crunchyroll e você, otaku, não?

  1. pra resumir: se vc ficar babando em uma pessoa ela não vai te dar atenção pq vc é creepy, mas como ela também é creepy (mas menos q vc) ela ficou gamando a menina popular.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mas por que mandaram um sabonete pra Maisa no meio dessas otakices?

    (ah, não, é o Rosa de Versalhes…)

    Curtir

  3. eu vi um retardado de pagina grande falando, to aqui a x tempo e nao ganho nd, e a maisa q nunca nem leu nd, nao sabe como abrir um mangá ganhando umonte de coisa,

    só repsondi, mano olha o marketing monstro por menos de 1000 reais q o crunchy fez, ta mais q certo, kkkkk tem q fazer memo!

    Curtir

  4. ah, isso tudo é marketing… Simples assim… Mas o foda é que assim “privilegiando só os elites” eles perdem força também… Pois isso mostra o quão foda-se eles estão para com seus consumidores, digo isso até mesmo em relação aos novatos nesse mundo otaku; todo cliente é um cliente em potencial, até mesmo um mendigo, deve ser tratado como se é tratado o rico, eu afirmo isso porque eu já trabalhei com marketing de comércios, e-comércios etc… Só nessa investida deles de “urubutear” os números de seguidores da Maisa, presenteando ela com, 1 ano de serviço pago, mais sei lá o que, eles vendem uma imagem falsa deles; logo eles nem sabem ao certo, quantos seguidores dela iram realmente se tornar pagantes, além do que; com toda certeza uma grande partes desses seguidores já são otakus, e alguns com certeza já conhece e/ou já é assinante da crunchyroll… Mirando visibilidade? Talvez, mas não é grande coisa, eles deveriam ter aproveitado, melhor essa chance… Aproveitar o boost (Impulso) desse marketing e lançar uma promoção para todos aqueles que querem começar a assistir animes, com algum brinde, sei lá 1 mês à 2 meses dependendo, vixe eles nãos só poderiam fazer como ainda podem fazer, muitas coisas para engajar pessoas de “fora do nicho” e até mesmo os que já estão mas, ainda não aderiram aos serviços deles… Eu mesmo só conheci a crunchyroll por indicação de um amigo, bem que eles poderiam fazer sistemas de indicações, etc… Não sei como funciona a mecânica interna da crunchyroll, não vou julgar eles mas, eles podem fazer melhor se quiserem… Ademais eu acho legal, ver alguém com grande visibilidade, assim como a Maisa divulgando e difundindo de forma “gratuita” esse mundo incrível que é, não só os animes, mas todas as obras relacionadas…

    Curtido por 1 pessoa

  5. Acho muito legal Maísa no mundo dos animes e mangás. hahaha minha adolescência vivi vendo ela no Bom Dia e CIA, bons tempos. Ela criancinha apresentando kkkk

    Curtir

  6. Cheirarola fazendo marketing com uma celebridade. Alguém lá tem inveja disso? Só tem é alarde, porque o servicinho deles ô…

    Mas é preciso atacar o fã de algo indiscriminadamente, patético essa tietagem.

    Curtir

  7. Belo MkT do crunch, mas tem q melhorar os serviços e o player utilizado. Tive q assistir o final de um anime do crunch no animesonline pq o maldito player do crunch não parava de travar, e não é culpa da internet pois quando acontecia isso testava youtube, netflix…. é funcionam direito, menos o crunch…
    Espero q um dia eles arrumem isso, antes q percam os assinantes que já têm.

    Curtir

  8. A Maísa vai mesmo ser um cliente fiel da plataforma? Isso seria um questionamento interessante. Até mesmo duvido que ela mantenha interesse real no produto anime e mangá. Até porque qualquer coisa que um artista diga na internet logo vem um servicinho e oferece cousas di grátis.

    Até porque bajular celebridades é uma prioridade importantíssima mais até que melhorar o player como foi o caso do @Yu-mon.

    Infelizmente Brasileiros merecem o mercado que tem e o serviço que tem, e uma imprensa (pff) especializada que tem que se preocupa em defender a bajulação.

    Lindo demais.

    Curtir

  9. Gostei da matéria.
    A empresa manda mimos para quem tem visibilidade e não para quem eles nem sabem que existem, ninguém vê a M.A.C mandando brindes para pessoas comuns e engraçado que ninguém reclama disso. Não assino a crunchyroll e nem assisto animes de graça através dela, mas achei tão ridículo o comportamento dessas pessoas que reclamaram dos brindes enviados a Maísa, gente sem bom senso.
    A empresa sempre vai visar o crescimento dela, tentando assim, atrair o maior público possível e para isso eles tem que fazer parcerias com pessoas que tem grande visibilidade nacional, a Maísa tem um programa só dela, é ativa nas redes sociais e é jovem, crunchyroll fez uma aposta agora é esperar para ver se deu certo.

    Curtir

  10. Pra mim, foda-se se ela é otaku ou não de verdade, é fato que estes mimos são puro marketing, mas foda-se isso, a empresa faz o que quiser, se isso vai funcionar ou não pra ela tanto faz.
    Ficar reclamando porque ela ganhou coisas é perda de tempo. Paciência com o ser humano.

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão fechados.