Aleatoriedades

O Cavaleiros do Zodíaco da Netflix é melhor que o original

As pessoas que acessam este site podem pensar que eu tenho um ódio gratuito com Cavaleiros do Zodíaco, a criação máxima de Masami Kurumada, mas eu discordo. Considero Cavs (chamarei assim porque tenho intimidade de muitas décadas) uma série com qualidades, e inclusive muitas boas ideias que poderiam render muito dinheiro até hoje. Cá entre nós, é genial a ideia de misturar signos do zodíaco com armaduras de combate, ideia que surgiu muitos anos antes dos testes do Buzzfeed misturarem signos… com qualquer outra coisa. Cavs é uma série muito marketeável, só tem dois probleminhas nisso: 1- ela é velha 2- os fãs.

Me desculpe você que acha que a animação de Cavaleiros do Zodíaco é um patrimônio atemporal da humanidade, mas a série animada está mais datada do que aquela fita verde em que você assistiu O Rei Leão. O anime original é arrastado, tem animação inconstante e traz todo um espírito dos anos 80 que não é compatível com o público alvo do tempo presente. A Toei sabe disso, tanto que nos últimos anos ela tentou produzir novas séries para tentar atrair um público novo para essa mina de ouro de vender bonequinhos. Cavs Ômega foi uma tentativa de criar uma série para um público mais novo, Saintia Shô parecia uma promessa de atingir até outra demografia e o longa A Lenda do Santuário carregava o objetivo de colocar uma skin de novidade na história já batida do Kurumada. Essas três produções foram tentativas válidas que esbarraram na outra âncora da franquia: os fãs.

O fã de Cavaleiros do Zodíaco é uma coisa que poderia ser estudada. Composta basicamente por homens saudosos acima dos 30 anos, a maioria mais sonora dos fãs da série é avessa a qualquer coisa não seja a série original. Fã brasileiro então é até pior, porque exige todos os elementos do original, incluindo tradução errada e vozes idosas para personagens adolescentes.

Levando tudo isso em conta, a série da Netflix tinha tudo para dar MUITO errado. Pra começar eles adotaram uma animação tridimensional, algo que é considerado o quarto cavaleiro do apocalipse dos fãs de anime, e em seguida entregaram o roteiro nas mãos de Eugene Son, americano responsável por ideias patéticas como mudar o sexo do Shun para que tivesse mais representatividade feminina na série (claro que o escolhido para “virar mulher” era justamente o cavaleiro mais “sensível” e sempre comparado a comportamentos homossexuais).

A cada notícia lançada sobre o novo anime, mais os fãs do clássico se contorciam num preconceito enorme, teve até site de fã dizendo que era um desrespeito com quem ~carregava a franquia nas costas há 30 anos~ como se, bem, eles fossem o público alvo das decisões tomadas pela empresa que busca vender bonequinho. Porém, agora após ver o resultado da nova série da Netflix, posso dizer com seriedade: esse projeto é melhor do que a série original. E não estou sendo irônica.

CAVALEIROS DO ZODÍACO FOI FEITO PARA AGRADAR ADOLESCENTE MENOR DE 15 ANOS DE IDADE. Essa dura verdade escrita em caps lock reflete tanto as escolhas feitas pela série nos anos 80 quanto a nova versão da Netflix. Saíram os personagens que pareciam miniaturas de adultos, algo bem comum naquela década, para jovens com corpo e atitude de jovens (só faltou uma troca de vozes no Brasil, tá foda acompanhar esse Shiryu com voz de senhor de 60 anos). Seiya anda de skate, tem um comportamento pouco sério e solta umas piadinhas porque é isso que o jovem de 10 anos quer ver hoje na televisão. As pessoas querem ver personagens mais reais, com mais defeitos, e não um monte de homem musculoso se agarrando (para esse nicho ainda temos a aba “homossexuais” do XVideos ou as lutas de MMA).

Graças ao Eugene Son, Cavaleiros do Zodíaco ganhou aquele ar de série animada da Marvel. Nem é de se estranhar isso, pois Eugene trabalhou justamente na mais recente produção dos Vingadores. Embora eu discorde de muitas decisões dele, posso dizer que ele tem um timing bom de roteiro: ele conseguiu condensar com eficiência muitos acontecimentos da série original em pouco minutos, e ainda “gastou” minutos inteiros colocando cenas cômicas quando sentia que o episódio estava sério demais. O famoso bueiro da Saori é o maior exemplo disso.

A animação poderia ser mais bonita? Poderia, mas o hate exagerado que tá rolando na internet parece até incoerente sendo que todo mundo tá emocionado com uma animação igualmente limitada como a do novo filme de Pokémon (que, em teoria, tem muito mais dinheiro envolvido). Mesmo com o 3D, a Toei aproveitou onde dava para economizar na animação, vide as 4x em que vimos a mesma animação de golpe da Shina, ou então a batalha contra os tanques em que a Shun usou a mesma estratégia (e animação) várias vezes.

Considero o saldo do anime da Netflix muito positivo, de verdade. Ele pegou a essência dos Cavaleiros e colocou numa linguagem mais próxima do que o público alvo de 2019 gosta de ver. Por mais que algum fã esperneie dizendo que está um lixo e que boa mesmo era a animação original, sinto dizer que Cavaleiros do Zodíaco original é um anime bem mediano. E por mais que a série da Netflix não seja tão fenomenal assim, ela ainda consegue superar a original e atualizar as coisas de uma forma mais interessante que outras tentativas de requentar modernizar séries. É maravilhosa? Bem, não, mas mesmo assim consegue superar a original.

Mas, caso você seja um fã incondicional da série, deixo apenas um recado: nenhuma nova série de Cavaleiros do Zodíaco vai substituir o que a antiga significou pra você. A existência de Cavaleiros da Netflix não vai deletar o anime original da memória coletiva. Pode ficar tranquilo porque você sempre pode rever o Dócrates fugindo da polícia ou o Cavaleiro de Golfinho, cenas que aparentemente são a ~verdadeira essência dos Cavs~, quando quiser nos DVDs e Blurays lançados no Brasil.

118 comentários em “O Cavaleiros do Zodíaco da Netflix é melhor que o original

  1. Concordo que a série clássica tenha vários problemas, fez um sentido para época e não envelheceu bem. rsss
    Porém a nova continua datada, a narrativa continua parecendo algo clichê, não teve exito nesses elementos que tb acho importante, que seria uma adaptação que reflita a geração atual..
    Só foi uma adaptação ruim, não sei pq criar tanto drama com as pessoas não gostando, igual Sailor Moon Crystal, teve muitas criticas, acontece em toda franquia.

    Curtido por 3 pessoas

  2. > Levando tudo isso em conta, a série da Netflix tinha tudo para dar MUITO errado. Pra começar eles adotaram uma animação tridimensional, algo que é considerado o quarto cavaleiro do apocalipse dos fãs de anime,

    Acho que o ponto da animação tridimensional é mais trauma do que birra e vai demorar um pouco pra esquecermos as primeiras tentativas que resultaram em coisas bizarras.

    > e em seguida entregaram o roteiro nas mãos de Eugene Son, americano responsável por ideias patéticas como mudar o sexo do Shun para que tivesse mais representatividade feminina na série (claro que o escolhido para “virar mulher” era justamente o cavaleiro mais “sensível” e sempre comparado a comportamentos homossexuais).

    O ponto d@ shun é o mais bizarro.
    Até o anime tentou colocar um monte de personagens novos, incluindo os cavaleiros de aço que deveriam ser novos protagonistas.
    Ter que substituir/remodelar um, ainda mais com os problemas citados, é muita preguiça de criar algo novo.

    Essa ideia de ficar requentando as coisas me irrita profundamente.
    Por que raios eu vou querer ver a mesma história contada pela enésima vez.
    O lore de cavaleiros é muito bom e dá pra expandir facilmente com novos personagens e roteiros, até mesmo mantendo os personagens originais como auxiliares.

    Curtir

  3. Sofri com o ataque contra Digimon Tri no post abahahahaahha

    A grande verdade é que fã saudosista tem que acabar

    Curtido por 2 pessoas

  4. “Ai é tudo uma merda” e “É melhor porque o original já era ruim”, os dois a 80km/h…

    O foda é que os fãs só queriam que Hades tivesse terminado decentemente, não precisava esses 300 spin-offs que surgiram… e concordo que CDZ é um produto do seu tempo, e justamente por isso deveriam parar de querer revitalizar a franquia, está tudo bem admitir que algo se valeu da breguice dos anos 80 e no máximo hoje em dia só seria visto com curiosidade, aí ficam com essas tentativas forçadas de “atualizações” que acaba não agradando nem quem já gostava do original e nem quem nunca o assistiu.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eu ainda n vi, então n posso comentar sobre a produção em questão.
    Mas já tava imaginando q a serie ia ser esse horror todo q os dramaticos fãs de CDZ pintavam. As opiniões q tenho visto mostram isso, n é algo sensacional, mas tbm n é um merdalhão como o Death Note da Netflix (q se eu n me engano a Mara defendeu).

    A verdade é q os fãs n conseguem fixar q o q eles curtem vai existir ainda e ter significado. N precisa fazer drama toda vez q anunciam algo novo e fora da curva. Quando parar esse chororo (q n vai acontecer) eles vão ver q se o negocio n foi bom ele vai ser esquecido no tempo. Tipo Alma de ouro. Yahahahaha!!!!

    Curtir

  6. Mara, gosto mto do seu blog e concordo com boa parte das coisas q nele são publicadas MAAAASSS esse, pra mim, é um dos momentos que acho q vc realmente cagou pela boca…ou pelos dedos, ja q esse é um texto escrito :p

    Curtido por 4 pessoas

  7. O problema da série não são os fãs nem que ela é velha, é o próprio Kurumada. Cavaleiros é um exemplo forte do argumento “ao invés de refazer algo de forma horrível, cria um novo”. Que foi o que rolou com o Lost Canvas. O autor de Lost Canvas não era o Kurumada, e a série estava tão boa que estava mais popular do que a série original, o Kurumada ficou com ciuminho e mandou acabar a série.

    Curtir

  8. A animação original cavaleiros do zodíaco não era mediana não. Que absurdo… Ela era é muito RUIM. O roteiro era arrastado e totalmente cheio de furos. Nem vi esse anime do Netflix ainda, mas para ser melhor não precisa de muito esforço.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Vc só que o mau dos fâs antigos. PQQQ???? Cavaleiros do Zodiaco sempre será só o da MAnchete que infelismente acabou porque a globo tirou do ar igual a tv diario e os animes da RBTV.

    site lixo igual a globo

    Curtido por 3 pessoas

  10. Fã nostalgista é um porre, adoram reclamar que remakes/reboots estão “matando” a franquia preferida deles, mas se dependesse só do original a franquia já estaria morta faz tempo, e no caso de CDZ eu acharia isso uma coisa boa.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Docrates fugindo da policia,

    Mestre Ares e seus monólogos bipolares peladao durante seus banhos gregos,

    Encochada esquentadora na casa de libra,

    E A melhor ideia pra dar as mina: NOSSA VOCE PARECE MEU IRMAO!!1!! São a essência e a alma do anime original…

    Curtido por 1 pessoa

  12. Essa versão da netflix só consigo ver uns bonecões de plástico zoados.
    O anime original pelo menos tinha personalidade e apesar da inconsistência da animação, tinha passagens bem bonitas sim, de quebra ainda tem a trilha sonora do Yokoyama.
    Podem chamar de saudosista ou o que for, mas nesse caso prefiro a velharia de longe. Sou mais assistir 20 min de slides desenhados pelo Araki do que 20 min de um cg meia boca.

    Uma observação: Os tais bonequinhos que a empresa busca vender devem ter como publico alvo o pessoal mais velho mesmo. Não é qualquer criança que tem grana pra sair comprando os Cloth Myth da vida.

    Curtido por 6 pessoas

  13. Acho deveras engraçado essa falácia do fã ser culpado de tudo. Afinal estamos fazendo uma série por que não fazer um material palatável a todo mundo? Se bem que no caso dessa versão aí é mais voltada para o público americano que não foi muito com a cara da série quando foi pra lá na época.

    Vi um pedaço da animação e pqp que troço cagado. Ruim mesmo, até aquele projeto de Mahou Chouro Miraculous as Aventuras de Ladybug a animação é melhor. Se fizer sucesso provavelmente será só com gringos.

    Curtido por 3 pessoas

  14. parabéns pela analise!como fã da série de longa data vc falou verdades, o que me deixa triste é como os fãs de cdz,dragon ball ou de qualquer anime não consigam ver nada de forma racional.até o próximo texto maravilhoso, mais de oito mil!!! abraços!

    Curtir

  15. Pior que o fã saudosista com mais de 30 é o fã saudosista com mais de 30 que mente que leu o Capital. Tu leu Marx coisa nenhuma raparr, deixa de história kkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  16. “eles adotaram uma animação tridimensional, algo que é considerado o quarto cavaleiro do apocalipse dos fãs de anime,”

    Por curiosidade, quais são os outros três?

    Ainda não vi a nova série, mas sua crítica parece pertinente. Assisti aos Cavaleiros na Manchete quando era criança, tenho lembranças muito boas, mas a nostalgia não me cega a ponto de não ver os problemas óbvios que o anime original tinha. A animação nova certamente tem seus problemas também (vide a mudança desnecessária de sexo do Shun e os Cavaleiros enfrentarem TANQUES), mas acho que vale a pena dar uma chance.

    Mas espero que a Shina, mesmo se tiver uma dubladora nova, continue berrando histérica igual vilã de novela mexicana. Foda-se o Seiya, Shina sempre foi a verdadeira rainha da bagaça toda.

    Curtido por 2 pessoas

  17. Só mais uma feminaze dando pitaco e falando merda do antigo pra exalta a mais nova lacração do momento… Vai ser um fracasso isso aí.

    Curtido por 2 pessoas

  18. Um texto desse tamanho para falar um monte de porcaria que não tem nada haver, o que tem haver ser musculoso no anime, agora eles tem que pareceram umas frangas abobalhadas, Shun vira uma mulher legal isso, pega tudo que tinha de bom nesses animes clássicos e joga tudo no lixo então

    Curtido por 3 pessoas

  19. Só vim pra dizer, quanta bosta você escreveu hein?!
    Pode falar o que for, mas falar que essa merda que a netflix fez é melhor que a versão do anime que marcou uma geração, deve ta usando uma “dorgas” daquelas.
    Alias, pra você que gostou tanto dessa versão do Netflix, que cena mais daora do Seiya “brigando” com uma tampa que fala hein ? Hahaha

    Curtido por 3 pessoas

  20. E, com este texto esclarecedor, desta forma,espero que se encerre de vez, uma discussão sobre a qual se disse muita besteira.

    Curtido por 1 pessoa

  21. E olha que eu nunca vi a animação original pra comparar. Mas vcs tem que parar de achar qualquer porcaria pra lavrador boa. A animação é um lixo, os bonecos não tem expressão. Até um vaso tem mais expressão. E o roteiro não poderia ser mais clichê e cafona. Engraçado que o texto fala de coisas datadas, mas quer coisa mais datada e amadora que a animação dessa série.

    Curtido por 4 pessoas

  22. O fã de CDZ é um problema? Sim! (na verdade fã de qualquer bagaça é problema, fazer o quê?!)
    Essa série não é para os saudosistas? Sim, pode até ser, embora a indústria de entretentimento também usa muito do fator nostalgia, e como comentaram, brinquedinhos de CDZ não são pra qualquer criança, apesar de que na minha época achava boneco pirata fácil na banquinha na feira.
    Concordo com esses pontos anteriores, mas não sei se dá pra comparar 6 episódios bem sucedidos (na opinião expressa no texto) contra centenas de episódios do original. Não é uma obra substituta. Não chega nem a ser uma opção alternativa já que está incipiente e poucos serão os que vão começar a série pela Netflix e terminar pelo original.
    Sei lá, só acho que seria mais válida uma análise a obra tal qual, e não da forma realizada.
    E pra finalizar, só vi o primeiro episódio (até então), e embora tenham feito um baita resumo, eu ainda não gostei de certas decisões de roteiro: por exemplo, não consegui ver graça nas situações cômicas em momentos de tensão. Se é esperado um comportamento mais condizente com a idade, então um adolescente se comportaria mesmo daquela forma?

    Curtido por 1 pessoa

  23. Cara na moral tu não tem ideia do que tá falando…
    CAVALEIROS DO ZODÍACO É E SEMPRE SERÁ O MELHOR DE TODOS NA BOA VEIO…
    CALA TUA BOCA E PRESTA ANTENÇÃO ANTES DE FALA TANTA MERDA…

    Curtido por 2 pessoas

  24. Quem acompanhou a série original sabe que a troca de sexo acabou com boa parte do enredo. E quem será a reencarnação de Hades? Mas o tiro no pé é o Shun menina não usar máscara. Atena si tornou mais uma menina e não a única a qual o rosto poderia ser visto .

    Curtido por 2 pessoas

  25. Já que estamos falando de fãs brasileiros,esse seu argumento bate em Lost Canvas, ninguém é saudosista a ponto de ficar cego com o clássico. Todo mundo gosta de coisa nova, quando é bem animada e escrita, o que não foi o caso… E querer comparar uma obra de tantos anos com uma adaptação dessa obra com os recursos de hoje chega a ser um insulto para qualquer ser inteligente, é uma comparação amadora.

    Curtido por 3 pessoas

  26. Vamos lá, eu sei que a animação não foi feita para mim e eu tentei ir de coração aberto. O anime flui muito bem, quando eu percebi já tinha acabado, tirando o primeiro episódio, os outros são oks de assistir, o fato do Shun ter virado mulher passa despercebido, pelo menos por mim, mas acredito que o fato da dublagem Br ter mantido o nome original ajudou muito nisso. Agora acredito que eles podiam ter feito umas coisas melhores, o fato de Seiya ser o cavaleiro que guiará Atena não desceu até agora, os cavaleiros negros que são derrotados com um golpe no dispositivo que fica exposto é ruim, poderiam só ter derrotado eles de maneira mais heróica, e aquele final com o Seiya usando partes da armadura do Shiryu e da Shaun e com o cosmo do Hyoga combinado no meteoro de Pegasus foi triste. No geral o saldo foi até positivo, eu estava esperando um monte de merda e saiu algo bem tranquilo de assistir, espero que faça sucesso com os jovens para que cavaleiros não se perca no tempo com péssimos trabalhos feitos só para ganhar dinheiro.

    Curtido por 1 pessoa

  27. Concordo em partes com sua análise, não me incomoda a transição para o 3 D mas vamos ser coerentes ficou feio até patrulha canina tem um 3D mais bonito rsrsrs, outra coisa o conceito principal que é o trabalho duro para conquistar as armaduras o treinamento pesado foi deixado de lado , o Seiya consegue dispertar o cosmo muito fácil , o único que foi fiel foi o Ikki tendo que matar o mestre pra conseguir a armadura , achei que foi muito corrido o roteiro , acho que se fizessem um spin off seria melhor , talvez pra um remake deveria ter os traços do Kurumada , o filme prólogo do céu tem o melhor traço de todos , se refisesem com aqueles traços seria sucesso , já em relação as vozes foi o anime que trouxe a notoriedade para a dublagem no Brasil mexer nisso eu não concordaria foi um grande acerto trazer a dublagem clássica para o anime , seria a mesma coisa dublar dragon valor sem Wendel Bezerra , o trabalho do Hermes barolli e sua equipe é uma das melhores já feitas na minha opinião só perde pra yu yu Hakusho .

    Curtir

  28. Concordo com o texto. Realmente, o fã de cavaleiros tem aversão a desapego e guarda o anime na caixinha de memórias afetivas intocáveis da infância. Acontece que é uma obra muito falha… Assistir os episódios “clássicos” é uma experiência que beira a algum tipo de tortura psicológica (gostei da citação à fuga de Dócrates).
    O que essa nova série faz é tirar essa obra do ponto comum, lugar cômodo, e adaptar com uma ótica mais atual. Gostei do ritmo orgânico e soluções de roteiro. Os alívios cômicos muito bem vindos e personagens com um pouco mais de profundidade do que os da série oitentista (Hyoga ganhou uma arrogância que contribui na dinâmica).
    Eu até acho bem fiel à história original, ao meu ver, poderia-se tomar até mais liberdades, em hipotética improvável continuação.
    A animação econômica tira a expressividade dos personagens, mas “é o que tem pra hoje”.
    Espero que o fã indignado com a maculação de sua intocável infância, revisite a série clássica e se permita revisar a obra de fato, e atestar que a qualidade estava apenas em nossos olhos juvenis dos tempos de escola.

    Obs. Em relação a dublagem brasileira, me incomodou muito a escolha da Úrsula Bezerra (voz do Naruto) para o papel da Shun, já que ela vai numa linha que além de remeter ao Naruto, não é feminina. A interpretação é um meio termo estranho que creio que vem de uma decisão de desatenuar a sexualidade da personagem. Não sei se pra amenizar os ânimos do fã já predisposto a desgostar da personagem.
    Obs 2. Ainda na dublagem, realmente algumas vozes já causam leve estranheza em relação a disparidade de idade entre voz e aparência. Acontece que devido a cultura da dublagem, com todo o prestígio que esses profissionais possuem no meio dos fãs, os mesmos têm um vínculo com os personagens quase que familiar. Basta assistir alguma entrevista no YouTube. Então o apego parte dos dois lados. No caso dos dubladores eu acho até bonita essa relação.

    Curtir

  29. Eu só quero saber qnd eles vão continuar CDZ the Los Canvas isso sim e o que importa pq esses atuais que estão fznd estão me matando de vergonha.

    Curtir

  30. #SaintSeiyaNetflixLixo O artigo é totalmente e desnecessariamente provocativo. Coloca a devoção de décadas dos fãs como ponto fraco! Hã?! Menospreza CDZ em vários momentos! Elogia Eugene Son desbragadamente e diz que ELE deu a CDZ ar de série animada da Marvel! É sério isso gente?

    As baboseiras do anime foram supervalorizadas – quando um bueiro é o meme do momento já se percebe o nível – e os furos no roteiro do lixo da Netflix foram passadas completamente por alto. Que aumente o número de menções negativas pro lixo produzido pela Netflix não continuar.

    De boa, o que se aproveita de bom da série lixo da Netflix é o saudosismo e a vontade imensurável dos fãs de terem qualquer coisa do amado animê/mangá para consumirem… Mas é um lixo.
    Nenhum dos personagens tem carisma natural, todos são artificialíssimos e é por isso que não vai pegar com os mais jovens.

    Quando dizem que Shun mulher (manter o nome foi um tabefe nos fãs antigos que a articulista menospreza) não alterou em nada, é um sinal claro de que o personagem ficou completamente anódino, sem personalidade, tanto faz, tanto fez, ou seja, uma droga.

    E que argumento tosco é esse, de que é botar o cara de skate pra achar que isso vai fazer o garoto acompanhar a série até o final?! Então uma cena da Shaun colocando um batom antes de lutar ou com bobs nos cabelos vai trazer as meninas? Sério isso?

    Long? Dos nomes nem falo nada…

    De boa, toda essa galera que tá comentando favoravelmente parece estar ganhando um jabá da Neflix pra isso, só pode.

    O site americano – mercado ao qual a animação se destina – Gamer4K desceu o sarrafo e disse que era uma outra decepção (link aqui: https://gamer4k.com/the-knights-of-the-zodiac-come-to-netflix-with-another-digital-disappointment/) e agora é tudo maravilhoso?

    Dizer que tá melhor que o original? É pq vc NUNCA gostou de verdade de CDZ, como fica bem, bem claro no artigo. Sai fora, não me engana.

    Curtido por 2 pessoas

  31. Como um fã de CDZ q n esta com essa idade tão elevada q vc menciona (nos 30) eu tenho a mente mais aberta para remakes de animação e tudo mais. Tenho q falar q aliviaram certas partes do anime – spoilers – como o corte da orelha de Cassius, a luta com shiryu. Alem de q eles cagaram na personalidade do Hyoga, mas relevando q foram em somente 6 eps, e tudo mais, sim está boa, exceto pela parte q seiya pega partes das armaduras da shun e do shiryu para vencer o ikki, isso pra mim foi o pecado q acabou com a imagem, o resto eh de boa.

    Curtido por 1 pessoa

  32. Apesar da minha nostalgia com o clássico, eu assisti este remake de mente aberta, e acabei gostando. Ele tem seus problemas, mas, no geral, achei o saldo positivo. Espero que ele seja bem sucedido em renovar o público de CDZ. Afinal, a franquia não poderá viver pra sempre as custas de nós que crescemos vendo a série clássica.

    Curtido por 1 pessoa

  33. Pra mim o que faltou nessa série foi uma trilha sonora mais emocionante (que era o ponto alto da série clássica). Em relação as armaduras, as de bronze estão legais, apesar delas não terem mais elmos (o que é estranho, pois na abertura e no encerramento da série elas tem elmos), já as armaduras de ouro (pelo menos as que apareceram) estão muito estranhas (que são justamente as que manteram o visual da série clássica), acho que deveriam ter sido repaginadas tbm. Já as cenas de ação, apesar da repetição de canas, estão OK.

    Se fosse pra dar uma nota geral seria um 6,5 (só não daria nota mais alta porque achei o episódio 4 horrível), mas acho que ainda é muito cedo pra dar essa avaliação, tendo em vista que apenas 6 episódios foram lançados até agora.

    P.S.: Essa dublagem em português tá muito forçada, esse elenco precisa urgentemente de uma renovação.

    Curtir

  34. O lado bom é que yoga de cisne vai se salvar da coxada do Andrômeda.
    Eu sou fã dos antigos dos cavaleiros do zodíaco estou sempre assistindo novidades dos cavaleiros do zodíaco e ponto.
    Falar que é melhor que o original é cuspir na cara de cego deixa de falar merda.
    Sempre gostei dos cavaleiros do zodíaco e essa série minimizou uma série de sangue no CDZ e contada de maneira equivocada, gostei como mudaram o Shun tanto na dublagem ficou perfeita, mas como falaram esse série é mais pra atingir um público infantil e falar que é melhor que o original é uma besteira sem tamanho.

    Curtido por 2 pessoas

  35. Se a ideia era polemizar nas palavras atingindo os fãs saudosistas de Cavaleiros, parabéns menina. No entanto, vejo pouca credibilidade nas palavras, para quem assistiu e viveu a época da Manchete com cavaleiros sabe muito bem, que o que você levantou em termos de questões aqui foi muito razo. Coisa de quem nunca assistiu ou gostou realmente de todos os signos e aqui não falo dos signos do zodíaco, que a série original nos trouxe. Ao invés de recontar a história, criar uma nova, com uma geração de personagens novos, fazendo referência aos antigos, na minha opinião seria muito mais inteligente, até porque se o objetivo é conquistar novos fãs porque insistir em cutucar os fãs antigos? A resposta você deve saber, mas não ousou explora-la aqui. Uma pena.

    Curtido por 1 pessoa

  36. Entenda o seguinte: Como um dos fãs da obra original, também senti aversão de cara pelo novo estilo de animação que deram a cavs nessa série, a “mudança” de sexo do Shun e outras coisas que vi no trailer, mas o que realmente irrita um fã saudosista não é realmente a mudança de estilo da animação, mas sim, a falta de respeito com a essência dos personagens e mitologia do mundo de cavaleiros!
    1 -” mudar o sexo do Shun” Pra quê, se temos ótimas personagens mulheres como a Marin, a Shina e a June? CENTENAS de fãs “da antigüidade” e mais novos iriam se amarrar!
    2 – Respeito a regras fundamentais do antigo CDZ, que o tal CDZ Ômega estraçalhou, como por exemplo por lencinhos ou cachecóis, sei lá, nas armaduras, mudar detalhes do enredo original que não agregam em nada na história, e etc. A Toei está cagando CDZ sim!

    Curtido por 1 pessoa

  37. Outro ponto que esqueci de mencionar é capacidade desse público entender que o jovem de ontem não é jovem de hoje.
    Gostei desse remake, porém cavaleiros lutando contra o exército e Ikki aliado de governante acho isso ridículo, esse ponto é negativo.
    Na dublagem brasileira eu acho que erraram na dublagem do Shun, pois essa dubladora a maioria das vezes Só fazia dublagem em personagens masculinos.
    Minha opinião não me ataquem, pois os jovens de hoje não sabem a essência desse anime clássico que é os cavaleiros do zodíaco.

    Curtido por 1 pessoa

  38. Pra essa geração nutela, esse GAYvaleiros fo zodíaco é “bão”. Mariquinhas q nao podem ver sangue nos animes e desenhos. CDZ 80 eterno! Nunca chegará aos pés dele. E que comecem o mimimi dos nulelas!

    Curtido por 2 pessoas

  39. Mano DBZ é antigo e mesmo assim faz sucesso pq? Pq o pessoal não inventa merda . Custa por uma produção decente ? E fazer em anime ? Público alvo de 15 anos pfv né quem tem 15 anos assiste Ben 10 poha.
    Agora vc que fez a matéria tento ergue a bola da Netflix kkkk mas pelo que vejo Netflix só fez merda .

    Curtido por 2 pessoas

  40. Cara, eu não sei pq diabos, o povo fica falando que e melhor o pior! Primeiro que se não tivesse cavaleiros, nunca um anime teria chegado aqui no Brasil! Segundo se mudar é tão bom assim, porque não fizeram isso com Dragon Boll ? E ridículo falar que uma franquia precisa de atualização! Ela precisa simplesmente de uma sequência boa, onde fãs e novos fãs iriam surgir! Agora falar que este desenho mal feito, mal acabado, é melhor que o clássico? Sério vai fazer um tratamento

    Curtido por 2 pessoas

  41. Tirando a cena dos tanques e helicópteros, já salvava a série.

    Mas não acho o roteiro tão eficiente, as mudanças de tom foram muito bruscas.

    Se fosse pra fazer assim era melhor ter cortado mais. Eliminava logo os de bronze menores que ninguém se importa por ex

    Curtir

  42. Acho errado sua opinião em relação aos fans da série antiga, não se pode generalizar….minha opinião é que a nova série é legalzinha mas com certeza seria bem melhor continuar o the Lost Canvas… Mas como você disse a Netflix quer essa fatia de público com menos de 15 anos

    Curtido por 1 pessoa

  43. Seu texto somente expressa uma opinião pautada em gosto e preferência.
    Anime mediano pra mim é Dragon Ball. Porradaria desenfreada, personagens que morrem 30 vezes e voltam a vida, seres que com um golpe destroem planetas?! Oi?…Nonsense…massss….gosto é gosto…
    Saint Seiya possui um lore emocionante, criativo e inigualável. Espere a adaptação de Next Dimension, que é a continuação da saga de Hades. Esse troço da Netflix é café com leite. Os fãs não devem ligar.

    Curtido por 1 pessoa

  44. A versão da netflix esta para o anime clássico da mesma forma que HXH 2011 esta para o anime antigo.
    Não precisa de muito pra ver os problemas da versão da netflix. É só comparar o meteoro de pegasus que o Seiya manda no Cassios nas duas versões, isso já resume bem.
    KoZ é basicamente uma ejaculação precoce.

    Curtido por 1 pessoa

  45. Sou fã incondicional da série, tenho o cetro de Athena tatuado no braço por causa desse anime. A animação é boa? Até que sim.
    Manter quase todas as vozes originais foi a melhor ideia que se teve na versão brasileira e nota, dublador não fica datado tá!!!! Larga de preconceito!!!!
    Faltou um áudio em japonês, a música de abertura em inglês ficou uma bosta, transformar o Shun numa mulher foi uma horrível da mesma forma que a Shina de Cobra não tem máscara…
    Num todo gostei do vi, acho válido para quem não conhece conhecer e se eles querem chamar mais público, cria uma história nova do zero e melhor que o CDZ Ômega por favor…

    Curtido por 1 pessoa

  46. Cavaleiros do zodíaco vs tanques de guerra é sim melhor que o anime original, pode confiar coleguinha.
    Puta merda, a gente recebe uma notícia dessa ligo de manhã, é pra passar raiva mesmo, só pode. Nunca li tanta asneira em toda minha vida, só faltou falar Lula Livre no final. Netflix transformou o anime CDZ em uma animaçãozinha americana, onde o protagonista já nasce com os poderes e não tem nem processo de desenvolvimento. A série não é melhor que a original, tão fazendo isso só pra ganhar dinheiro, como você ousa dizer que esse lixo de animação é melhor que a série original ? Os cara só querem grana e vender pra crianças burras, tudo que a Netflix põem a mão vira merda

    Curtido por 2 pessoas

  47. Quem escreveu essa matéria não tem noção alguma do que tentou dizer. Apenas preconceito e idiotice! Nada mais.
    Conhecimento sobre o assunto: zero

    Curtido por 1 pessoa

  48. Acho que quanto a dubladores com idade diferente a dos personagens não tem nada a ver, pois adorava a voz do personagem saga e aiolia, e no anime novo a “chun” tem a voz da dubladora de Naruto que é um personagem masculino e é uma senhora que fez a dublagem, por isso prefiro assistir Naruto em japonês mesmo rsrs.

    Curtir

  49. Não sei nem pq ainda me digno a ler umas críticas imbecis como essa!
    Cdz original foi um clássico da sua época e tentar modenizar ela pra “vender bonequinho” como disse o inútil que escreveu o texto e um erro muito grande.
    E a propósito, tenho um sobrinho que através de mim conheceu cdz e é um fan aficionado da série.

    Curtido por 1 pessoa

  50. Finalmente tirando um tempo pra comentar aqui.
    Então, Mara, concordo com alguns aspectos da tua análise, e com outros não.

    Eu não sou fã do CDZ original, assistia quando criança mas nunca achei grandes coisas, apesar de curtir bastante a saga de Hades. Acho que o CDZ que deu certo é o Lost Canvas, por ser escrito e desenhado por alguém mais competente que o Kurumada, rs. Mas não achei esse novo melhor que o original, não.

    Primeiro, o original pode ser ruim/fraco/mediano, mas tem seu charme como série dos anos 80s, tem um traço bonito imo (apesar de inconsistente em vários momentos), e se a gente tirar a saga de Asgard que é tenebrosa no geral é legalzinho. Esse novo é… terrível. Claro, isso é minha opinião, não uma verdade absoluta. Mas, por exemplo, aquele negócio do bueiro que tu achou engraçado só me deu vergonha alheia. A animação em CG é lindíssima se a gente fingir que foi lançado em 2005, mas pra 2019 tá bem triste. Minha opinião sobre o Shun mulher eu já dei no twitter uns tempos atrás, por um lado gosto da ideia de ter uma moça no elenco principal, por outro estou em RAGE porque o escolhido pra troca de gênero foi justamente o que foge dos padrões de masculinidade e isso é terrivelmente machista. Eu sinceramente acho que uma ideia melhor pra essa adaptação seria inverter os papéis do Seiya e da Marin, e daí teríamos uma protagonista mulher, e de quebra era capaz de ela ser muito mais interessante que o Seiya, que eu considero ser o protagonista mais bundão (não tenho adjetivo melhor pra ele) da história do shounen. Assisti aos 6 eps lançados ontem pela manhã e achei simplesmente muito ruim. Claro, acho que o estilo da animação contribuiu bastante pra isso, admito. E não, não sou (totalmente) contra o uso de CG em anime, só acho que eles poderiam caprichar mais quando usam.

    Claro, também tem a questão de eu não fazer parte do público alvo. Sou uma pessoa nos meus vinte e poucos anos, não um jovem adolescente. Mas não acho que isso diminua o valor da minha opinião, ou da de qualquer outra pessoa que não seja um marmanjo de 30 anos se mordendo porque “aiiin destruíram meu CDZ”. Mas, por exemplo, eu gosto muito de animes infantis, hoje mesmo comecei Ojamajo Doremi e estou me divertindo muito com ele, e ainda assim achei o novo CDZ só ruim, não entendi o apelo dele nem pra pessoas mais jovens, e acredito que se eu tivesse a idade “certa” eu continuaria não gostando.

    Enfim… opiniões né. Cada um tem a sua.
    Não curti o CDZ novo. Pretendo terminar quando saírem os próximos eps mas sigo sem botar fé… quem sabe me surpreende né.

    (PS: Espero que Milo seja mulher nessa versão também… ou então algum outro cavaleiro de ouro.)

    Curtir

  51. Nunca li tanta merda na minha vida. É sério que você ganha dinheiro escrevendo isso? Vai tomar no olho do seu cu!

    Curtido por 1 pessoa

  52. Mara concordo em quase tudo no que você falou no seu artigo e ele reflete muito do eu percebi nessa nova versão da saga. Mas discordo em apenas um ponto do seu argumento, que talvez bata no segundo problema que você menciou, que é o fã. Essa nova versão da saga nunca irá superar o anime clássico lançado nos de 1990. Porque aquela saga foi lançada para nos que éramos crianças sonhadoras brincando de bonecos e querendo ter aqueles super poderes, onde a percepção das coisas para nos eram diferentes. Aquela primeira música de abertura “os guardiões do universo vão de vencer o mal o seu destino é combater por um mundo ideal” afetou a nossa mentalidade sobre esse universo para sempre, nos fazendo ter um momento um mágico em nossa vida, que até hoje lembramos com carinho e saudade. Talvez seja por isso nos fãs sejamos tão críticos quando lançam qualquer obra dos cavaleiros, pois, na minha humilde opinião, nada supera o sentimento de assistir pela primeira vez o episódio 1 de cavaleiros lançado na antiga TV Manchete.
    Mas hoje os tempos mudaram e em 2019 a mentalidade das nossas crianças mudou. Uma abordagem que para nós eternas crianças (pra não dizer velhos KKK) é legal para eles pode ser careta e o que para nos é inadimissível talvez para esta nova geração não seja relevante. Eu não consigo imaginar o Shiryu com outra voz, mas talvez uma criança de hoje ache meio estranho (e olha que na história original ele não tinha mais do que 14 anos na guerra galáctica)
    Essa nova versão da saga, quando assisti ontem me trouxe uma grande nostalgia de quando vi pela primeira vez. Espero que as crianças de hoje, que terão esse primeiro contato com este universo despertem a mesma paixão que nos fãs mais antigos sentimos. Afinal esta obra foi criada trazendo os elementos deste universo para atualidade, focando num público diferente.
    E na minha opinião acredito que esta nova versão carrega os elementos principais de cavaleiros do zodíaco. Claro que não estou dizendo que esta obra não possuí defeitos, na verdade possui pontos que merecem e devem ser melhorados. Mas vejo que ela trouxe ou tentou trazer a essência dos Cavaleiros do Zodíaco para os tempos moderno, o que mostra que esse universo tem potencial para crescer.
    Essa é a minha humilde opinião.. Falei pokin.. né

    Curtir

  53. Desculpa mas que lixo. Cresci assistindo cavaleiros e confesso que revendendo hoje encontro muitos erros de produção. Mas sua essência continuam a mesma. Meu filho com 5 anos assiste os vez desde que nasceu. Ama a abertura e já repete os golpes em japones. Pois diferente da mãe ele assistiu a série em japones. A animação é um lixo não para as novas crianças. Mas para os verdadeiros fãs. Assisti o filme comemorativo e achei bonitinho e sabia que seria uma titica se virasse seria. Não deu outra. Não culpe os fãs amiguinha. Eles muitas vezes conseguem valorizar mais o trabalho do artista do q ele mesmo. Kurumada nem queria mais trabalhar em CDZ e fez pirraça. Seu projeto mesmo era outro anime. Por isso saiu essa cagada. Mas gosto é gosto. Se achou legal pra vc mas não escarneie aqueles que respeitam e preferem o clássico.

    Curtido por 2 pessoas

  54. Mara concordo em quase tudo no que você falou no seu artigo e ele reflete muito do eu percebi nessa nova versão da saga. Mas discordo em apenas um ponto do seu argumento, que talvez bata no segundo problema que você menciou, que é o fã. Essa nova versão da saga nunca irá superar o anime clássico lançado nos de 1990. Porque aquela saga foi lançada para nos que éramos crianças sonhadoras brincando de bonecos e querendo ter aqueles super poderes, onde a percepção das coisas para nos eram diferentes. Aquela primeira música de abertura “os guardiões do universo vão de vencer o mal o seu destino é combater por um mundo ideal” afetou a nossa mentalidade sobre esse universo para sempre, nos fazendo ter um momento um mágico em nossa vida, que até hoje lembramos com carinho e saudade. Talvez seja por isso nos fãs sejamos tão críticos quando lançam qualquer obra dos cavaleiros, pois, na minha humilde opinião, nada supera o sentimento de assistir pela primeira vez o episódio 1 de cavaleiros lançado na antiga TV Manchete.
    Mas hoje os tempos mudaram e em 2019 a mentalidade das nossas crianças mudou. Uma abordagem que para nós eternas crianças (pra não dizer velhos KKK) é legal para eles pode ser careta e o que para nos é inadimissível talvez para esta nova geração não seja relevante. Eu não consigo imaginar o Shiryu com outra voz, mas talvez uma criança de hoje ache meio estranho (e olha que na história original ele não tinha mais do que 14 anos na guerra galáctica)
    Essa nova versão da saga, quando assisti ontem me trouxe uma grande nostalgia de quando vi pela primeira vez. Espero que as crianças de hoje, que terão esse primeiro contato com este universo despertem a mesma paixão que nos fãs mais antigos sentimos. Afinal esta obra foi criada trazendo os elementos deste universo para atualidade, focando num público diferente.
    E na minha opinião acredito que esta nova versão carrega os elementos principais de cavaleiros do zodíaco. Claro que não estou dizendo que esta obra não possuí defeitos, na verdade possui pontos que merecem e devem ser melhorados. Mas vejo que ela trouxe ou tentou trazer a essência dos Cavaleiros do Zodíaco para os tempos moderno, o que mostra que esse universo tem potencial para crescer.
    Essa é a minha humilde opinião.. Falei pokin né
    Desculpem se o texto sair duplicado, deu erro na hora de postar na primeira vez, então postei de novo

    Curtir

  55. Esse artigo é a maior merda que um ser humano já produziu em texto, não passa de ódio pelos fãs e pela obra original, mascarado com “Ain eu sou descolado moderninho”. Se não gosta de Cavaleiros dos Zodíaco, acha datado, NÃO OPINE E SE META NA DISCUSSÃO SOBRE O FUTURO DA FRANQUIA. Vá ver coisas modernas que você goste e pronto.

    Curtido por 2 pessoas

  56. Vc defecou a matéria inteira, Assisti um episódio e está uma MERDA, assim como sua matéria puxando o saco da Netflix pra ganhar assinatura gratuita

    Curtido por 2 pessoas

  57. Ansioso pela segunda parte, afinal, trouxeram o Marcelo Campos como dublador do Jabu, do Mu e do Misty novamente (numa clara homenagem à época da Manchete e seus dubladores que faziam 15 personagens secundários). Se for fiel ao mangá, teremos a grande cena onde Misty discute com o Mu, ou Marcelo Campos batendo boca consigo mesmo!

    Curtir

  58. Senti um certo hate seu contra os jovens 80/90s nesse post. Sinceramente, o que você comentou todo mundo já estava sabendo. Mas a opinião do fã não tem como mudar, ele quer sentir aquilo que ele sentiu a 20 ou 30 anos atrás. Se quer agradar a um novo público, que façam uma nova animação com uma nova história (pode até ser uma continuação), porque mexer na história original da forma que fizeram só pra agradar a novas pessoas obviamente vai desagradar a outras e não é a melhor decisão. Me conta uma releitura de um clássico que ficou melhor que o original e agradou a antigos e novos fãs e concordarem com a sua opinião.

    Curtido por 1 pessoa

  59. A autora não sabe do que está falando. Nasci em 90, mas só comecei a assistir CDZ na Band em 2003/5, já tinha visto DBZ todo até então, mas o primeiro episódio que vi de Saint Seiya foi Shiriyu x MdM foi uma coisa totalmente nova e épica. Havia uma razão muito maior por trás da batalha do que apenas ser o mais forte. Nada superará a “datada” animação de Kurumada. PS: Os “bonequinhos” custam entre 300 a 900 reais, alguns até mais que isso, sabe quem pode comprar e quem compra esse itens que sustentam a série? Fãs velhos como eu, não crianças de 12 anos. Pra sempre Saint Seiya!

    Curtir

  60. Não entendo porque as pessoas não conseguem aceitar que essa animação NÃO é para os fãs antigos! Se nós (sim, já passei dos 30 e assistia na Manchete) gostarmos, para eles, é lucro; mas o foco não somos nós. Para nós, tem a série original sendo vendida em DVD, Blurays e outras mídias, teve a Saga de Hades, teve O Prólogo do Céu, camisetas, bonecos e trilhões de outros produtos licenciados com aquele traço e aqueles personagens e talvez outras coisas no futuro, mas não essa animação da Netflix. Não estou dizendo que achei a animação da Netflix boa ou melhor que a original, mas PODE SER que meninos de 7, 8 anos (que é a idade que eu tinha quando o original estreou na Manchete) gostem como eu gostei um dia. E é isso que a Toei quer. Se vai ser bem sucedida, não sei. Mas isso quem tem de dizer é o público-alvo da animação atual. Simples assim.

    Curtir

  61. Ficou uma porcaria sim! Que se exploda essa geração fragilizada e cheia de não me toques. O que não dá è estragar pra agradar um público sem graça como o de hoje.

    Curtido por 2 pessoas

  62. Velha o caralho Dragon Boll também é um anime velho e nem por isso deixou de ser um dos melhores animes que já existiu por isso ninguém se atreve a fazer um Reboot em time que tá ganhando não se mexe.

    Curtido por 1 pessoa

  63. Sócrates não seria Sócrates ou Alexandre o grande não teria sua história se virassem do avesso suas histórias, assim e os cavaleiros do zodíaco, e um clássico pelos seus mais de 30 anos de lealdade e fidelidade dos fãs, me desculpem geração tecnológica. A geração aqui não tem peso para mostrar nada mais genial.
    As palavras não são suficientes para expressar a alegria de poder ter assistido Os verdadeiros Cavaleiros do Zodíaco.

    Curtir

  64. Nunca li tamanha asneira! Me revoltou tanto que resolvi escrever umas verdades aqui! O CDZ fez sucesso porque era um anime com muito drama, sentimentos de amizade, e era muito bem feito para decada de 80 e se fez o sucesso que fez é porque acertaram na fórmula! Esse da Netflix é um horror, lixo qse que total. Só se salva o design da armadura de Pegasus que tá bem bonita ,mas, no geral pegaram 112 episódios passaram no moinho e fizeram esse lixo sem emoção alguma! Mas esse não é o primeiro lixo que os CDZ fizeram, porque os demais também é porcaria pura com exceção ao Lost Canvas que infelizmente não foi concluído! Se vai conseguir atingir o novo público não faço a mínima idéia mas desagradou aos milhões de fãs que já tinha conquistado e esse não é bom pra nenhuma empresa! É até aceitável ganhar uma animação 3D mas dramatização e enredo patético! Que pelo menos fossem fiel não a história mas pelo menos nos conceitos do anime e das histórias por traz de cada cavaleiro! Não há sentindo na guerra galática, e nem em nada! Por mim apagaria da história essa serie da Netflix!

    Curtido por 1 pessoa

  65. Escrever que a série da Netflix é melhor que a original é a prova incontestável que a matéria foi escrita mediante contraprestação.
    Vergonha alheia.

    Curtir

  66. Muito, muito simplório tanta ironia e deboche com os fãs antigos. O tempo não faz os fãs antigos perderem o valor. Se não fossem os fãs, Cavaleiros teria se perdido no tempo e não teria se tornado uma franquia como se tornou nos últimos 20 anos. Claro que dentre as opiniões, sejam dos antigos ou dos “recentes” sempre aparecem os exageros sem argumentos. Como a análise dessa página, por exemplo. Mas generalizar da forma que o texto generaliza, realmente é simplório demais. E a cereja do bolo é dizer que esse anime da Netflix é melhor que o original. O problema não é ter essa opinião. Mas há clara intenção de… menosprezar os fãs antigos. Aliás, desde a primeira linha a única intenção do texto é menosprezar os fãs antigos. Cavaleiros não é um anime perfeito. Mas foi aquele que deu o salto para a explosão da cultura nerd e otaku no Brasil. Isso já vinha de produções exibidas dos anos 60, 70, anos 80 muito forte com a chegada da Manchete. Mas o boom definitivo veio com Cavaleiros. Com o tempo, tivemos acesso a animes melhores. Mas isso não tira o valor de Cavaleiros. Não diminui o fato do quanto ele foi especial. Existe sim uma narrativa repetitiva e cansativa em todas as séries derivadas que vem sendo produzidas. E sinto informar: A SÉRIE DA NETFLIX NÃO TROUXE UMA ÚNICA INOVAÇÃO NA NARRATIVA. Tudo que soa diferente são artifícios, não há nada de inovador. Não há nada de novidade efetiva. Seiya andar de skate é muito pouco. Portanto, taxar nesses 6 episódios iniciais que essa série é superior a um anime de mais de 130 episódios (contando com a Saga de Hades), além de raso, não passa de um simplório deboche.

    Os dubladores merecem respeito, muito respeito. Suas vozes são mágicas e seu talento também. Muito, muito respeito com eles. A sua análise sobre a voz do Shiryu foi outro deboche gratuito.

    Curtido por 1 pessoa

  67. Me desculpe mas a pessoa que fez esta matéria nunca deve ter visto ou nunca ouviu falar de CDZ. Escreveu merda atrás de merda. Sou fã e vi o anime na época da Rede Manchete, tenho os filmes e as revistas herói que comentava sobre o anime. Netflix estragou o anime. Viajou total nos personagens e suas histórias.

    Curtir

  68. No post sobre o debate das editoras, de forma legítima Mara, você destacou o respeito à diversidade. Os antigos também fazem parte da diversidade. Os idosos (pejorativamente citados sobre a voz de Élcio Sodré) também fazem parte da diversidade e merecem ser ouvidos e merecem respeito.

    Curtir

  69. Possivelmente a história nem vai chegar tão longe quanto o original, mas achei ruim algumas mudanças que atingem a história, como a seika manifestar o cosmo, o fato deles não se conhecerem e serem do mesmo orfanato, o torneio intergalatico ser completa oculto, isso fez com que a história fosse rushada de uma forma bem agressiva, mas acredito que essas mudanças forçadas sejam apenas no começo na história, provavelmente quando chegar nas doze casas as mudanças não seja tão estranhas

    Curtir

  70. Ah, esqueci de comentar, fiquei muito puto com a misica de abertura em inglês e o fato de não ter dublagem japonesa

    Curtir

  71. Pessoal aqui tem que entender que o autor desse post tem algum problema pessoal com os fãs de CDZ, não adianta cobrar bom senso do coitado.

    Tenho uma teoria de que o carequinha foi rejeitado pelo Vilarinho, visto a raiva que ele tem dos fãs de CDZ e a fixação pelo CavZodiaco.

    Curtir

  72. Entendo e.concordo sobre a serie antiga ser datada.

    Mas fazer esse mimimi pq os fãs antigos fizeram mimimi é de uma contradiçao absurda

    Curtir

  73. Serie da netflix é horrivel… E vc que fez este post e maluco em dizer que esta serie da netflix é melhor q a original… Na verdade acho que eles querem atingir um publico de 8 anos pra baixo… personagens foram infantiliszados… O Shun virou mulher… Mais na verdade todos os personagens foram feminizados … Parece um bando de baitolinhas… Japoneses na verdade nunca souberam fazer CGI… Na minha opnião ficou uma bosta….

    Curtir

  74. Mas nenhum deles supera “Lost Canvas”! a melhor animação não concluída de CDZ!!!

    Curtir

  75. Kkkkk cdz tem até hoje uma história bem elaborada e lutas boas quanto ao drama dos personagens que vc falou reveja cdz e vc verá tal drama contudo não dá pra esperar muito de alguém com opiniões sem fundamentos.

    Curtir

  76. Sério? Melhor que a original. Que droga tu tomou. Serie corrida, tenta dar um motibo fraco para o Seiya seguir.
    E serio tem o vilaozinho. Para vilao de meia tigela.
    PARABENS NETFLIX SERIE MERDA

    Curtir

  77. Eu não vi nada de bom nessa animação, nada que vá marcar geração ou ser memorável. Parece Ladybug et Chat Noir de armadura. A Shun com voz de Naruto ficou bem ruim. Piadas forçadas, roteiro fraco e super clichê. Aposto que autora gostou de Death Note da Netflix também.

    Curtido por 1 pessoa

  78. Bom eu não vejo Ben 10 porque não me interessa, todos nós temos preferências de gostos, cdz, original tem sua identidade, a violência, a forma como as lutas são sofridas, o Seiya sei imortal kkk, isso faz parte da magia da história, vi três capítulos dessa nova adaptação, não gostei.. simples assim. Por quê? Pelo simples motivo de que não me interesso por Ben 10 …. Gosto de anime, não de desenho só isso… O público que gosta de novos Titãs e esses desenhos americanos vão gostar, mais quem gostou do original não vai achar nada nessa adaptação que realmente chame atenção.

    Curtir

  79. Por causa dessas e outras que estou por um fio em cancelar minha assinatura da Netflix.

    Curtir

  80. Ótima análise sobre a nova série em comparação com a antiga. Da mesma forma como hoje em dia eu não consigo assistir a essa adaptação (que eu achei bem ruim) a série antiga também não dá pra ser assistida. Você pegou bem todos os defeitos do Cavaleiros do Zodíaco clássico e colocou as cartas na mesa, muito bem.

    Curtir

  81. O anime novo é bom, mas o clássico é insuperável. Foi inovador, foi um sucesso em inúmeros países e influenciou um monte de outras obras. Pode estar um pouco datado, mas continua muito bom, tanto que a série nova aproveita muita coisa do clássico na sua construção, diferente de outras adaptações de desenhos da Netflix…

    Curtir

  82. Na verdade você não é um fã da série, por isso fez essa análise, e, por tela exposto, vai sofrer críticas..
    Aqui vai mais uma, pois é a PIOR análise que eu já li até agora, quem é fã da série sabe que ACABARAM com cdz, principalmente por tirar o Shun, dentre outras coisas, por isso que a série será boicotada e não passará da 1° ou 2° temporada .
    se não é pra respeitar a tradição de algo, NÃO MUDA! Faz outra série nova.
    abs

    Curtir

  83. “Nunca li tanta merda desde o capital de karl marx….”

    Engraçado esses otários que nunca leram nem turma da mônica querendo fingir cultura na internet. Tinha que ser fã de cdz mesmo. As escórias sempre em sintonia. rs

    Curtir

  84. Sou fã de cavaleiros ja a 30 anos, e tenho 35 atualmente eu nao queria assumir mas EU AMEI ESSA NOVA SERIE , muito bem mais elaborada, organizada e direta ate as lutas sao bem menos chatas e a SHUN pow eu curti a gatinha de andromeda, e esse é o HYOGA que eu queria ver , o loiro bad boy, agora o IKKI puta que pariu ta foda, sera que eles vai ter mais episodios ? poxa to torcendo pra que pegue todos os elementos da serie classica nessa nova roupagem.

    – cai dentro seiya!

    kkkkkkkkkkkkk adorei

    Curtir

  85. Não há como defender uma série que claramente foi feita sem qualquer amor ou respeito ao material original. Não se trata do fator nostalgia ou ao saudosismo a série original, que sim, tem falhas como qualquer outro anime, mas marcou época pelo carisma dos personagens e todo o universo criado pelo Masami Kurumada. Mas não dá pra negar a animação horrível, os efeitos sonoros e visuais mal feitos e o fato de que Saint Seiya da Netflix consegue ser ainda mais genérico que a série original.

    Curtido por 1 pessoa

  86. Eu ia comentar (+ de 100 comentários? Oh God!), mas em alguns comentários eu vi palavras e frases aleatórias como “amor”,
    “nostalgia”,
    “fanbase”,
    “respeito a memória nostálgica”, “absurdo”,
    “cresci assistindo e me senti desrespeitado”,
    enfim.

    Aí, desisti. Síndrome de Peter Pan tardia continua firme e forte, amém.

    Curtido por 2 pessoas

  87. realmente achei o da netflix melhor q o antigo,mas tem muita coisa a se repensar,tipo a cena q eles enfrentarem armamento militar na base da porrada e as lutas foram bem sem graça a
    dava pra ser melhorsinha
    sem contar a mudança de estratégia pra ganhar do shiryu,parece q eles n querem quebrar as armaduras,falta uma emoção de empolgação
    ps:Jabu tava muito pau no cu

    Curtir

  88. Concordo com praticamente tudo. Sou fã de CDZ desde a Manchete, tenho os mangás desde a Conrad e aceitei muito bem essa série da Netflix, que superou e muito as minhas expectativas (meu irmão mais velho, que tem 35 anos tbm curtiu).

    Falando sobre a série clássica ser datada, sou professor e meus alunos de 10 a 14 anos conhecem Cavaleiros do Zodíaco e não gostam, preferem Dragon Ball e Naruto. Apenas um aluno gosta muito de CdZ, pq é fã de mitologia grega, mas é exceção.

    Acho as tentativas de renovar a série muito válidas e o que os fãs antigos têm que entender é que nem tudo que sai de CdZ é feito pra eles, nem apagam a série clássica e ninguém é obrigado a consumir. Mas acima de tudo, todos deveriam apoiar, pois são essas séries que manterão a obra viva e que poderão contribuir para que outras produções mais adultas sejam produzidas no futuro.

    Curtido por 2 pessoas

  89. A animaçao da netflix ta um lixo, parece que estou vendo BARBIE na TERRA DOS TELETUBIES! Sei lá, voces entenderam o que eu quis dizer, não combina com anime de ação.

    Curtir

  90. Saint seiya mesmo sendo comercial, tem muitos maneirismos, apelos e trejeitos que o tornam atemporal tanto na sua narrativa quanto na sua direção de arte e bem identitário mesmo sendo supostamente “datado”, nada está isento de ser datado o que é moda e “moderno” hoje daqui a 10 anos estará datado, mas o que é realmente relevante, seja por irreverência, singularidade, carisma ou qualidade fica na memória e vira referência em quanto o resto desaparece no fluxo da história… E isso é bem mais do que apelo de nostalgia na minha opinião, pois ha trocentos conteúdos da época de cdz que simplesmente não fizeram a diferença em nada e não fazem até hoje,,,

    Curtir

  91. A opinião de uma feminista comunista mal comida que nem você não tem valor nenhum.

    #CDZdaNetflixFede
    #ChoraFeministaFeia
    #BoicoteNetflix
    #OtakusDeDireita

    Curtir

  92. Você percebe que tem muitos brasileiros que estao com demência mental, quando misturam politica, ideologia partidária com opinião sobre a qualidade de um entretenimento, voces me dão vergonha oh, por causa dessa demência toda que o BRASIL ta tao atrasado e ignorando em conhecimentos GERAIS, VÃO SE TRATAR!

    Curtido por 2 pessoas

  93. Só o fato desse site ter uma capa mostrando Brasilia pegando fogo eu já gostei.
    Agora sobre a série da Netflix eu até gostei e não fico dando hate gratuito que nem a fanbase saudosista, mas acho que ainda é muito cedo pra dizer se é ou não é melhor que o anime clássico. E vamos ser sinceros, não é difícil alguma coisa ser melhor que o anime clássico, o mangá mesmo é milhares de vezes melhor, e animes da mesma época como Shurato e Samurai Warriors deixa o anime clássico de cdz para trás easy.

    Curtir

  94. Cara… só de ter colocado um senhor das armas no anime e os cavaleiros enfrentarem tanques de guerra é um motivo bom pra nem ver mais o anime da Netflix….o anime original é realmente arrastado e não tenho tanta paciência pra rever porém o da netflix não encontrou um meio termo nisso.

    O problema não é o saudosista…o problema é não levar em consideração contextos que eram legais no anime antigo!!

    Curtido por 1 pessoa

  95. Mds, só o título da matéria já me fez discordar totalmente.
    Nunca vi tanta bosta escrita. E olha que eu nem li todo esse textão inútil. Ainda bem.
    Essa animação LIXO da Netflix NUNCA vai ser melhor que a original. Para de falar merda.

    Curtir

  96. Desculpa, mas discordo de vc em Bb (si bemol)! Você não conhece nada do desenho pra falar uma asneira dessas. Visão totalmente preconseituosa só pq é antigo. Se você gostou dessa, parabéns. Eu não gostei, achei legal a idéia toda do desenho, mas pra mim é outro desenho, mas nem por isso fiquei criticando ou ofendendo uma geração ou a obra!

    Curtido por 1 pessoa

  97. Sempre pensei que faz sentido terem colocado o cara do Angra para cantar a abertura, pois fanboy de Cavaleiros do Zodíaco parece fanboy de heavy metal às vezes – fanatismo cego, falta de senso de humor e recusa a amadurecer. E calma, antes que venham me xingar, já passei dos 30 também e sou um dos que vivi em primeira mão a febre que foi Cavaleiros do Zodíaco em 1994/1995. Esta franquia marcou minha infância como poucas coisas o fizeram e parte do interesse que tenho até hoje em anime e cultura japonesa teve origem em CDZ.

    Tendo dito isso, qualquer pessoa que saiba colocar as lentes da nostalgia de lado e usar o senso crítico sabe que CDZ/Saint Seiya é um produto de seu tempo e que, infelizmente, envelheceu. Sejamos honestos, o grande forte de Cavaleiros do Zodíaco sempre foi vender bonecos, sendo uma espécie de equivalente japonês da franquia Transformers. Tentar assistir à série clássica hoje é um exercício de paciência: o ritmo é lento, a estética é muito anos 80, a trama é linear e repetitiva, há pontas soltas que não vão a lugar algum (ex.: Cavaleiros de Aço) e os personagens são rasos e unidimensionais. Kurumada é um mangaka apenas mediano e criou uma estória que chega a ser cômica de tão sem sentido, indo de coisas mal explicadas como os Cavaleiros Negros e a etnia de Saori Kido (se ela é ocidental, como ninguém nunca reparou isso até revelarem que ela é adotada?) às idades bizarras dos cavaleiros (ex.: personagens que teriam 7 ANOS em flashbacks, mas que já tinham constituição e voz de adultos). Dá para passar horas citando todos os problemas com o mangá/anime original, portanto não é como se o material que a Netflix tinha para trabalhar era genial para início de conversa.

    Mesmo assim, a adaptação é muito ruim, e dizer que é melhor que a obra original é forçar a barra (e o tom de escárnio e passivo-agressivo por parte do autor foi totalmente desnecessário). Em vez de se preocuparem em fechar as crateras no roteiro que Kurumada deixou, preferiram infantilizar a série e correr com a trama, o que a deixou ainda mais sem sentido. Tentaram copiar essas franquias da Marvel/Disney e incluíram elementos que não precisavam existir e removeram coisas que antes faziam sentido. Trocar o Shun de gênero para mim fez pouca diferença, pois os personagens são todos rasos demais (ainda mais que no anime) para você se importar. A animação em 3D já aparenta ser datada em 2019, quem dirá daqui a alguns anos. Já o humor, foi mais ou menos – por um lado, é bom que a série não se leve tão a sério, mas a execução foi débil, chegando a ser constrangedora às vezes (ex.: a tampa de bueiro falante). Tive a impressão que essa adaptação foi feita pensando no público americano mais jovem, coisa que a série original nunca conseguiu conquistar graças ao puritanismo da TV americana, que resultou em uma série lançada só nos anos 2000, altamente censurada e com péssima dublagem (procurem “Hyoga the surfer dude” no YouTube).

    Enfim, é uma adaptação nota 4/10 para um anime clássico, mas que está datado. Duvido muito que vão conseguir alguma coisa no mercado americano. Com esse tipo de material, os únicos Cavs que vão pra frente nos EUA são os da NBA mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  98. Não é questão de fã saudosista. Poderia sim ter atualizado a série, mas mexer em dos protagonistas foi demais. Tem amazonas de prata que poderiam ser aproveitadas. Essa operação de troca de sexo no Shun foi a gota d’água. Marin, Shina e até a June poderiam ter sindo incluídas na ideia de “salvar Athena”. Por que não 6 jovens cavaleiros de bronze? Seiya, Shiryu, Hyoga, Shun, Ikki e June. Ficaria legal.

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão fechados.