Eventos

Panini e NewPOP garantem presença em evento geek LGBT+

Após iniciativas maravilhosas como a PerifaCon (aquela conhecida como “Comic Con da Quebrada“), mais um nicho se mobilizou para montar seu próprio evento geek. A Poc Con é a primeira feira de quadrinhos protagonizada por artistas LGBTQ+, e sua realização será no próximo sábado, um dia antes da Parada do Orgulho LGBT em São Paulo.

Isso tudo é muito legal e já merece nosso apoio, mas tem uma coisa que torna tudo ainda mais legal: duas editoras de mangás estarão na Poc Con. Segundo o mapa de lojistas disponibilizado pelas redes sociais do evento, há ali um espacinho reservado tanto para a NewPOP Editora quanto para a Panini.

A NewPOP dispensa apresentações a respeito de quadrinhos LGBT. Ela publicou alguns títulos da demografia yaoi e yuri, e tem em seu catálogo inclusive light novels de séries protagonizadas por homossexuais (como Gravitation). Por um momento eu achei que a Panini ficaria de fora dessas, afinal até o momento o único mangá da editora protagonizado por duas pessoas de mesmo sexo que claramente são apaixonadas era Naruto, mas não podemos esquecer que ela colocou nas lojas O Marido do Meu Irmão recentemente, um título ótimo que discute a homofobia.

Normalmente esse site é usado para puxar a orelha das editoras, mas aqui farei o oposto. Parabéns para a NewPOP e para a Panini por apoiarem o evento de certa forma, e levarem mangás com conteúdo LGBT para um público que pode vir a se interessar por quadrinhos japoneses através dos títulos dessa temática. 

Em tempos como esses em que vemos pessoas que já trabalharam no meio de animes e mangás no Brasil pleiteando retrocessos (principalmente após a votação da criminalização da homofobia), é bem animador que tenhamos um evento como esses e com apoio das editoras que conhecemos (faltou a JBC, mas tirando Cavaleiros do Zodíaco não enxergo qualquer outro título com forte apelo homossexual no catálogo). E estarei lá para cobrir a Poc Con.

Serviço:
POC-CON: Feira LGBTQ+ de Quadrinhos e Artes Gráficas
Dia: 22 de junho de 2019
Local: Rua Domingos de Morais, 1581 – ao lado do metrô Vila Mariana (em São Paulo)
Horário: Das 10h às 19h
Preço: Entrada gratuita, mas aceitam doação de alimentos não perecíveis para ajudar a Casa 1.

15 comentários em “Panini e NewPOP garantem presença em evento geek LGBT+

  1. Aaaa Maraaaa! Obrigada por divulgar a Poc Con♡! Passa no estande da IndieVisivel, quero te tietar um pouquinho, nunca te pedi nada ;-;!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Normalmente eu vou a SP nessa época (detesto a Parada, mas as festas que acontecem no período são ótimas), tava me programando pra ir na POC Con, mas não vai ser esse ano =/
    Mara, muito legal você ter feito essa divulgação, e realmente, a parte do Naruto foi perfeita! (Aliás, já repararam que geral tem quase a mesma idade em Boruto? Certo que rolou um Konohão estilo Fernando de Noronha…)

    Curtir

  3. Era uma vez uma minoria super oprimida que tem leis, entretenimento e eventos especiais apenas para ela…

    Curtido por 1 pessoa

  4. “faltou a JBC, mas tirando Cavaleiros do Zodíaco não enxergo qualquer outro título com forte apelo homossexual no catálogo” ???????? A JBC que lançou Gravitation no Brasil, o primeiro do gênero aqui por sinal, autor tá doidão de ácido.

    Curtido por 2 pessoas

  5. Adorei vou falar pra todo mundo do fórum PAN. Vamos todo mundo em peso nesse evento.

    Curtir

  6. “Em tempos como esses em que vemos pessoas que já trabalharam no meio de animes e mangás no Brasil pleiteando retrocessos (principalmente após a votação da criminalização da homofobia),”

    Oooopa, senti aquela cutucada agora, hein, Mara! Ah ah ah ah, mas falando sério, acho ótimo esse tipo de iniciativa. Isso é liberalismo econômico, é capitalismo de verdade atuando, com liberdade e sem interferência do Estado. É reflexo de um segmento de mercado tão legítimo quanto qualquer outro e isso é saudável do ponto de vista econômico, social e cultural.

    Sucesso ao evento!
    Abraço!

    Curtido por 2 pessoas

  7. Nagado é o único cara no meio que eu realmente sigo, ele só só me dá orgulho em meio ao chorume dos demais blogueiros, youtubers e pessoas do ramo.

    Curtido por 2 pessoas

  8. Muito interessante a matéria e espero que o evento seja um sucesso. Além disso, torço para que um dia as pessoas parem de se importar com a sexualidade, cor, classe social e etc das outras…
    Eu percebo que o “mundo otaku” consegue ser tão preconceituoso por exemplo como o do futebol. Não só isso como machista também. Sendo que quem não foi motivo de piada por gostar de “desenho de olho puxado” ou outros rótulos?
    Hoje em dia tenho muitos amigos gays e saindo com eles percebo a discriminação e preconceito da sociedade.
    Espero deixar um mundo mais justo pras próximas gerações e que no futuro não precise ter Poccons pra dar vez e voz a um grupo, pois já seremos maduros o suficiente pra perceber que acima de tudo somos humanos e cidadãos, todos iguais perante a lei e Madoka.

    Curtido por 3 pessoas

  9. Infelizmente estou velho e rabugento e não acredito mais que nos próximos 50 anos possamos viver em comunidade e sociedade da maneira que @artur descreveu.

    Seria ótimo, seria o básico pra evolução humana, enquanto espécie.

    Talvez, dentro de 70, 80, 100 anos a frente, quem sabe. Meus netos ou bisnetos poderão viver esta realidade.

    Otima iniciativa, bom evento pra todos.

    Curtido por 3 pessoas

  10. Interessante a ideia do evento, pra compilar material desse nicho. Assim como tem aquele evento, o Mimi Party, que compila coisas do nicho “kawaii”. Talvez seja mais em conta um evento específico do que pagar pra ir num evento gigante só pra ver uma ou duas coisas do seu interesse e deixar o resto de lado.

    PS.: Mara, gosto do seu blog e tal, mas você precisa ser menos hostil com pessoas que tem opiniões diferentes da sua (falo de opinião, não de coisas que estão no código penal), como se fosse um absurdo discordarem de você, como se discordar = ser inimigo. Esse modus operandi só vai te deixar infeliz e te levar pro isolamento, porque se você for cortando cada pessoa que discordar de você sobre algum tema, só vai sobrar você mesma. Não sei que tipo de coisa você passou por ser quem você é, mas espero que você supere.
    Eu leio ambos MDOM e Sushipop e óbvio que não concordo com tudo, mas não deixo de gostar.

    Curtido por 2 pessoas

  11. Só com a participação das editoras esse evento já está melhor que 90% desses eventinhos pra gurizada que você pagas pra entrar, pode comprar uma tranqueira 10x mais cara que na internet, escuta umas bandinhas tocando pegasus fantasy e tem como principal atração uns Youtuber que joga Tibia que você nunca tinha ouvido falar…

    Curtido por 2 pessoas

  12. O problema não é você não ser aceito por ser de opção x ou y o problema é querer fazer disso uma bandeira e ficar de comportamento tóxico no meio nerd, um meio que sempre foi receptivo a todos. Nunca ouvi falar em um meio de evento ou qualquer outra manifestação nerd um caso de escândalo envolvendo preconceito, quando muito é o chilique militante assoberbado. E gente escrota vai existir em qualquer meio, até mesmo os LGBTXYZQUMaionese.

    Curtir

Os comentários estão fechados.