Meu Passado Otaku

Com selo novo, editora Pipoca & Nanquim promete edições iguais às japonesas (mas nem tanto)

Enquanto você estava aí organizando o planejamento familiar para encaixar quatro volumes de My Hero Academia que apareceram do nada no checklist de uma editora, a editora Pipoca & Nanquim chegou com tudo nesse nosso nicho ao anunciar oficialmente nesse sábado que eles farão um novo selo de mangá, o DRAGO. Pois é, temos mais uma editora para lançar mangazinhos aqui no Brasil.

O anúncio do logotipo foi feito oficialmente em duas oportunidades diferentes, uma há 3 dias na página do Facebook da editora e uma hoje, através de um vídeo publicado no canal da mesma. Ao som de gritos ninjas retirados da trilha de efeitos sonoros do anime Naruto, os editores Bruno Zago e Daniel Lopes revelaram que o selo Drago estampará a capa de três mangás diferentes ainda nesse ano de 2019 (um deles é o Virgem de 30 Anos, já vazado pelo JBox em mais uma visita ao ISBN).

Boa parte do vídeo foi dedicada a explicar o selo criado pela editora, algo que tem tanto interesse para o público quanto Junior Fonseca dedicar minutos de suas palestras da NewPOP justificando por que trocaram o mascote panda por uma loli, mas estou ciente que a editora Pipoca & Nanquim têm uma relação muito próxima com seus inscritos do YouTube… e sabemos bem que quando temos relações próximas  normalmente falamos assuntos desinteressantes.

Para criar o logotipo que representaria a cultura japonesa, Bruno Zago utilizou uma fonte para formar kanjis genéricos. “Escrevi Drago e parecia uma fonte japonesa“, explicou Zago, que editará quadrinhos de uma cultura rica como a japonesa. Ao mandar para um letrista de renome (que faz, entre outras coisas, o One Piece da Panini), o profissional pediu os significados dos kanjis. “Tem significado não, é só uma fonte imitando kanji“, revelou Zago. Daí veio o pulo do gato: procuraram por kanjis que tivessem significados legais e que parecessem as letras em romanji.

O resultado ficou mais ou menos assim, como nosso amigo e entusiasta de mangás cult Nintakun explicou muito bem no Twitter:

Tais quais kanjis presentes em catálogos de tatuadores, as letras que compõem o selo Drago trazem significados positivos que podem ser aplicados a qualquer estabelecimento, desde editora de mangás até uma padaria que oferece frango assado aos domingos: significa “Poder”, é “bom”, é igual a “Céu” no sentido “celestial” da coisa, é “artesão” e, por fim, significa “olho”.

O significado de drago que vocês estão vendo aí é [QUADRINHOS JAPONESES MUITO PEPITA]“, brincou Daniel Lopes enquanto imitava um sotaque oriental costumeiramente utilizado naquelas piadas de humorísticos do SBT.

Mas o que dizer do formato dos mangás? Também tivemos revelações. Bruno Zago contou que os mangás sairão “do jeito que se deve”. “Aqui na editora chegamos à conclusão de que vale a pena sempre manter o mais fiel possível do original“, explicou o editor de mangás antes de anunciar features que não estão presentes nos mangás japoneses, como capa cartão grossa e um papel anti-transparência, elementos muito estimados por sommelieres de papel em grupos de mangá. Todos os mangás terão exatamente o mesmo tamanho físico no Brasil, ignorando também que no Japão eles são lançados nos mais variados formatos e tamanhos.

E nesse misto de manter fielmente o original e trocar o que eles não acham tão legal assim, temos mais uma editora apostando em mangás no Brasil. Vamos esperar por bons títulos, preços justos e, claro, que pensem e tornar o mangá mais acessível em vez de ainda mais nichado como muitas editoras atualmente. Vamos torcer pelo melhor!

37 comentários em “Com selo novo, editora Pipoca & Nanquim promete edições iguais às japonesas (mas nem tanto)

  1. minha aposta que vão trazer um grande nome divisor de águas no Japão que ninguém se importa, nem mesmo os japoneses, e que caiba no padrão deles de apenas 1 volume.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Parace que a editora registou o ISBN de o Virgem depois dos 30, e espero que tragam em um preço acessível.

    Curtir

  3. (力 significa “Poder”,
    良 é “bom”, 天 é igual a “Céu” no sentido “celestial” da coisa,
    匠é “artesão” e, por fim, 目
    significa “olho”)

    Só magia top!

    Curtido por 2 pessoas

  4. não aguento a felicidade do menino amigo do danielzinho
    queria saber o que ele toma

    Curtido por 2 pessoas

  5. Fazer um post só pra diminuir uma editora pequena que tá querendo se inserir num mercado de mangás. A primeira crítica é pra reclamar de uso de kanji pra descrever uma palavra em português (coisa que provavelmente a única pessoa que reclama é gatekeeper brasileiro que sabe japonês) e a segunda é reclamar de eles quererem padronizar os mangás que eles vão lançar em tamanho? Sério mesmo?

    Por que você não simplesmente retweetou o post do BBM ao invés de ficar nesses posts passivo agressivos? Deixa essa raiva que você criou com eles em 2018 por nada e segue em frente.

    Outra coisa. Por favor. Conheça o preço de custo de um mangá como Guardiões do Louvre antes de falar que ele tá caro. Olha pra panini ou jbc antes. Que nojo… Espero que você não tenha feito jornalismo com esse nível de rancor.

    Curtido por 7 pessoas

  6. Rapaz mas o Alexandre Dantas se doeu todo com o POST sobre a editorazinha. E disso que o povo gosta, otaku revoltado mesmo

    A primeira crítica é super válida pois a explicação foi infantil e parecendo vindo direto de um adolescente dos anos 2000 que acabou de ter contato com mangas

    A segunda crítica tbm, pois ou você tem coerência de publicar algo “mais próximo que original” respeitando os diversos tipos de modelos acessíveis a TODOS os tipos de público, ou fica de punhentaçao para colecionador que paga uma fortuna só por capa dura e gramatura de papel.

    E se tem algo que jornalista tem, é rancor. Só assim para aguentar fanboy que não sabe quando é feito de trouxa 💁🏻‍♂️

    Curtido por 4 pessoas

  7. Na moral, notícia excelente.
    Achei o logo bem bacana e gostei da ideia de usar os kanjis ao invés de serem somentes as letras.
    Espero que sigam o padrão e lancem grandes autores que infelizmente não parecem ser do interesse das outras editoras. Pô, como que ninguém tinha lançado o Hiroshi Hirata no Brasil?
    Enfim, se tem uma editora que eu boto minha mão no fogo é essa, tanto pela proximidade e respeito com o público, tanto por só terem lançado obras excelentes.

    Curtido por 3 pessoas

  8. Pelo que deu a entender, as “instruções de leitura do mangá” virão naquele marcador e acho difícil o catálogo deles serem acessíveis financeiramente falando k. Eles já disseram em algum outro vídeo aí que o foco deles não é formar leitores, como é o caso da Turma da Mônica que fazem gibis baratos e tals, mas sim o colecionador hardcore que quer qualidade e blá blá blá…

    Curtir

  9. Desculpa ae, mas tá com mo cara de editora Goutmet isso ae. Espero q traga obras bacanas a um preço legal, mas se já veio com esse papo de qualidade de capa e papel, já sei q vai passar dos 15 conto facil. Ainda vendo q ha poucos mangas a menos de 16 conto (acho q so Dr. Slump tá esse preço) e a maioria acima dos 20, duvido q os camaradas ae vão vender algo abaixo da media.
    Infelizmente o mercado de mangás tem esse fator do “Maria vai com as outras” onde se um aumenta o preço, o outro faz tbm e no fim todos culpam a crise do momento.

    Curtido por 4 pessoas

  10. @JMN

    “E disso que o povo gosta, otaku revoltado mesmo”.

    Nem existe isso! Veja só o que você escreveu! Ninguém gosta de otaku revoltado. É igual aqueles lambe-lambe de poesia ruim, ninguém se importa.

    Curtir

  11. Rapaz, nem reparei nos kanjis, e só to vendo agora que era pra formar drago e não consigo desver.
    Enfim, ao menos eles estão sendo sinceros em não fazer mangá pra quem quer, mas pra quem pode…

    Curtir

  12. Pessoal, apenas uma correção nas aspas do jornalista. Eu disse “vai sair do jeito que se deve, creio eu”, ou seja, é somente a minha opinião e a da editora. Longe de mim afirmar que justamente esse é o melhor formato para mangás que existe. Não custava nada usar a aspas completa, pois dessa forma induz o leitor a pensar coisa errada a meu respeito.

    Curtido por 3 pessoas

  13. Sou da época que a gente comemorava e não fazia esse mínimo todo quando uma editora brasileira se propunha a trazer mangás para cá, ainda mais querendo editar eles com qualidade.

    Curtido por 2 pessoas

  14. Licença para outra correção ao texto do jornalista. O Daniel não foi infeliz e sem graça tentando imitar sotaque japonês no estilo Praça é Nossa, por que ele não fez isso. O “Muito Pepita” é uma hashtag e uma piada antiga do canal, que surgiu quando eu falei isso errado sem querer, num vídeo antigo. O texto insinua que existe uma maldade, e um racismo, onde não tem. Por sorte, quem acompanha nosso trabalho há bastante tempo está ligado nessa piada, mas acho que um jornalista deveria buscar se informar. Uma coisa é brincar e fazer zuera em cima de algo inofensivo, como o design do nosso selo, outra é dar a entender um racismo que não existe. Sei lá, minha opinião. De todo modo, peço desculpas por invadir o espaço pra comentar isso, foi mais forte do que eu, julguei que precisava explicar isso.

    Curtido por 6 pessoas

  15. Cara, e desde quando opinião de otaku tem relevância? O pipoca e nanquim vai continuar vendendo horrores.

    Curtido por 1 pessoa

  16. Eu acho uma iniciativa válida. A P&N vem batendo um bolão, trazendo o melhor da HQ mundial, desde Clássicos como CINCO POR INFINITO, do espanhol Esteban Maroto, passando por obras inéditas no Brasil de grandes mestres, como, por exemplo, CANNON, do estadunidense Wally Wood, e chegando ao fascinante A ARTE DE CHARLIE CHAN HOCK CHIE, do malaio Sonny Liew, além de outras pérolas. Agora, dará início a um selo de mangás, com uma proposta bastante interessante: trazer titulos que fujam da estética comercial, tipicos dos mangás “, shonenzinhos”, ou “, modinha”, suprindo assim, um vazio deixado pela editora Conrad. Pelo visto, serão titulos de autores alternativos, praticamente desconhecidos do público ocidental, tal como a Conrad, que nos apresentou artistas do quilate de JUNKO MIZUNO (Cinderalla), SUEHIRO MARUO (O Vampiro Que Ri), ATSUSHI KANEKO(Bambi), HIDESHI HINO (Panorama Do Inferno),JUUN HANYUNYUU(Ooru) e EIJI OTSUKA E HOUSHI YAMAZAKI(Delivery Service Of Corpse.) Sem falar que também trouxe artistas de renome no Japão e no mundo, cujas obras ainda não haviam sido publicadas por aqui, como AI YAZAWA e seu Paradise Kiss.

    Curtir

  17. Engraçado ver como Bruno “Zé-ruela” Zago tá humilde aqui nos comentários, no video falando da Capitã Empoderamento, ele e os outros 2 patetas da editora logo tacaram um “babacas” pra quem quis boicotar o filme. Sendo que essa onda de raiva só começou depois das declaraçoes da Brie Larson e da polêmica da selfie que ela tirou “em homenagem” à morte do Stan Lee.

    Curtir

  18. Cara, tosquices do selo a parte, achei a notícia ótima.
    Não tem como cobrar preços mais baixos com a tiragem que esses caras tem, o lucro deles seria zero. Que eu saiba eles só vendem via Amazon, a única coisa viável para eles trazerem é mangás volume único para um público mais adulto mesmo. Agora é esperar que venha coisa legal com um preço bom.

    Curtido por 4 pessoas

  19. Mais uma editora começa a publicar mangas de autores de ótima qualidade para o nosso país. O que fazemos? Uma matéria sobre como o selo de mangas deles é ruim.

    Vocês merecem viver de editora mainstream de manga mesmo. Vamos esperar a panini aí quem sabe trazer esse tipo de manga né. Em vez de apoiar e ficar feliz com a publicação de grandes obras no nosso país, vocês ficam bolados por treta antiga.

    Até porque o importante deveria ser a notícia sobre o manga, uma vez que nem preço a editora divulgou.

    Curtido por 4 pessoas

  20. Você ficou mordida mesmo com o PN, hein? Fala que não tem nada pessoal mas o texto tá repleto de cutucadas maldosas e ainda passando frases fora de contexto pra deixar eles ainda mais na pior com o seu público.

    Curtido por 4 pessoas

  21. Mara tem uma birrinha de criança mimada contra a P&N , mas se tem uma editora que deve ser parabenizada pelo material e qualidade que tem demosntrado nas suas publicações é a P&N, além de fazer muitos videos para seus consumidores. Mas precisa atacar e avacalhar coisas minimas e sem importância pra render post ao falar dessa editora, uma pena!!!

    Curtido por 3 pessoas

  22. Até parece que o pessoal não lê as outras matériias. Esse é literalmente o tom de todo post do MDOM que é obviamente pra ser uma sátira hiper sarcástica sobre absolutamente qualquer coisa que envolva o mercado. O vídeo passou praticamente 80% falando sobre a logo E COMO DIABOS um post falando sobre a notícia do vídeo teria uma proporção diferente? Eu adoro o pessoal do PN e tal, mas o zago se sentir pessoalmente atacado por um blog ASSUMIDAMENTE de humor, e um dos poucos sites de crítica brasileira sobre o mercado, é tosco. Enfim, o lance do PEPITA é também uma pista óbvia que a mara não conhece o LORE do canal, como não tem obrigação de saber, por isso o sotaque (que de fato aconteceu) foi trazido à tona. E cara, se isso é perseguição eu não quero nem imaginar o qual o nome do que a mara faz com a JBC, o bagulho é puro cyberbullying (apesar das críticas 70% das vezes serem extremamante bem colocadas.

    Curtir

  23. Tudo bem fazer zuera, Blablabla, mas poxa, não manipule o que a gente disse só pra passar uma ideia errada ao nosso respeito, isso é sacanagem. A prova disso, é que tal “humor” gera um monte de ódio pra cima da gente. Pessoas nos chamando de nojentos, sujos, idiotas etc. Se é um blog de humor, oo efeito não deveria ser o contrário?

    Curtido por 4 pessoas

  24. Bruno Zago cancele esse logotipo idiota, isso não é necessário. Não ficou bom. Além de ter o logo da editora, que é o certo, vai ter também essa marca mal feita? Pra quê um logotipo para mangás? Não entendo isso. Mangás são gibis como qualquer outro, não precisa essa divisão. Não gostei. Não entendo por que YouTubers falam “mangá e quadrinhos” quando vão falar de suas leituras por exemplo. Se é assim deveriam falar: “mangás, comics, bande dessinée, fumetti… Mas isso é outra história…
    Quanto ao que vocês falam no vídeo, acompanho a muito tempo no YouTube o P&N e não lembro de você, Bruno, falando “mangá” com essa voz fina infantilizada mas sim o Daniel e sempre achei que ele fazia com um tom de deboche. Nunca gostei disso mas não achava tão importante comentar mas já que você falou no vídeo que era você então estou aqui comentando.
    Sempre gostei de vocês e compro seus produtos, sou um dos que compraram, com muita empolgação, a pré venda de Espadas e Bruxas e venho comprando uma e outra publicação do P&N. Desejo-lhes felicidades em suas empreitadas e vida longa ao P&N(mas sem logotipo rsrs)

    Curtido por 1 pessoa

  25. Só mais uma coisa, se vocês querem trazer o mais fiel possível do original então deveriam rever isso de formato padrão. Tenho algumas coleções de tanko bon e o formato de Saint Seiya não é o mesmo que de Maho Kishi Rayearth por exemplo. Então fica mais esse toque pra vocês do P&N. Abraços.

    Curtir

  26. Eu curti o logo… muito pepita!
    Btw, a Panini também tem, a Devir…

    Curtir

  27. Pronto, Mara. A gráfica que eles estavam orçando fazer os mangas do selo Drago faliu e agora não vai ter mais.

    Satisfeita?

    Curtir

  28. @Jussara e o que isso tem haver? serio que vc ta querendo cobrar isso e jogar nas costas de uma pessoa num blog de satira e humor? me poupe…
    Ha outras graficas!

    Satisfeita?

    Curtir

  29. R$ 49,90 por um mangá que tem o mesmo acabamento que Blame ou GTO, mas custando o dobro deles…e ainda tem gente os defendendo??!!! Realmente, marketing é tudo, pois se fosse a JBC tariam xingando a editora e se fosse a Panini já teriam tentado incendiar a editora, tamanha seria a revolta. Mas é PN, a queridinha, editora “pequena” com preços grandes…

    Curtido por 1 pessoa

  30. Olho do Artesão Celestial Bom e Poderoso? Não é tão mal nome assim…

    Curtir

Os comentários estão fechados.