Barraco

Sites de downloads ilegais de anime alegam ilegalidade em ação de Crunchyroll

O Brasil sempre foi uma terra de ninguém com os animes. Por décadas, as séries foram sendo conhecidas pelos otakus brasileiros através de fansubs (que legendavam) e os distribuidores de animes que lançavam as séries na internet ou em DVD, fomentando um mercado paralelo que afugentou qualquer pessoa que ousou lançar um produto oficial (até porque boa parte dos produtos oficiais eram de baixíssima qualidade e de preço irreal, para ser bem sincera).

Com o passar dos anos a coisa deu uma mudada, e graças a serviços como Crunchyroll, Amazon Prime e Netflix podemos ter muitos animes da temporada lançados de forma oficial no Brasil e sem custar o olho da cara. Porém, a vinda de serviços oficiais não impediu que muito site de download continuasse trazendo os animes que já estão disponíveis de formas oficiais, então a Crunchyroll deu um passo contra essa pirataria.

Segundo muitos relatos, alguns sites de download de animes que oferecem séries licenciadas no Brasil estão redirecionando seus usuários para o site da Crunchyroll. Testei isso em alguns links que averiguei e isso é real. Além disso, alguns outros sites que tinham eu seu catálogo animes da Crunchyroll ou até mesmo as dublagens e legendas feitas pela Crunchyroll estão saindo do ar. Diante dessa ação da empresa, confira esse triste relato que tá sendo espalhado em vários sites brasileiros que lançam animes para download ou stream, como um grande manifesto da classe:

Esse relato é maravilhoso demais para ser lido rapidamente. Vamos ver se eu entendi: a Crunchyroll quer criar um monopólio de uma empresa só no país (ao lado de Amazon Prime e Netflix, talvez?), e seus representantes conseguiram os dados dos donos dos domínios de forma ilegal (através de sites que mostram quem são os donos de domínio, provavelmente?) e ilegalmente estão fazendo sites ilegais redirecionarem o domínio para o site de quem tem os direitos de transmissão legal.

Ainda segundo o texto, o direito à propriedade de domínio é inviolável (ao contrário dos direitos autorais), e que as leis de Direitos Autorais no Brasil permitem que sites exibam conteúdo que outras pessoas detém os direitos legais.

Após atingir esse nível Ozora Tsubasa de dribles argumentativos, só me resta acompanhar essa história e ver até quando esse pessoal vai assegurar legalmente o direito à ilegalidade altruísta de divulgar animes.

(Temos também uma matéria discutindo pirataria, só clicar aqui, e uma outra falando sobre um Fansub grande que tirou os animes da Crunchyroll do ar, só clicar aqui)

66 comentários em “Sites de downloads ilegais de anime alegam ilegalidade em ação de Crunchyroll

  1. Meh, eu até concordaria com a crunch(que eles estão certo)… mas a qualidade da legenda deles é tão ruim que prefiro continuar na pirataria msm..

    Curtido por 2 pessoas

  2. Cara de pau à parte, em um ponto eles estão certos. A CR não pode simplesmente tomar os domínios dos caras e redirecionar para o site dela, no máximo, ela pode exigir que eles parem de exibir animes que já são licenciados pela parte dela ou o imediato fechamento dos sites, e mesmo para isso precisa ter aval da justiça. Fazendo o que ela fez, está querendo delegar a si mesma o poder de justiça, coisa que não tem. É como vc ter seu carro roubado, daí vc achar que tem o direito de subir na favela e matar o assaltante com suas próprias mãos e a polícia que se lasque. Existem meios legais para o que eles querem, e não fizeram uso.

    Curtido por 2 pessoas

  3. > Tais indivíduos se dirigiram até suas residências em diversas partes do país, exigindo que entregassem seus domínios

    Ah, isso finalmente explica as fotos que o arara postou em vários países diferentes um tempo atrás.

    Ele foi até lá na República Dominicana só pra poder bater na porta dos donos de sites piratas e pedir os dados de admin do domínio, que cara malvado.

    Curtido por 1 pessoa

  4. É importante lembrar que é a pirataria que cria os amantes de anime, estes quais por ventura tornam-se assinantes da Crunchyroll. Ou seja, se não fosse na ilegalidade, boa parte do mundo nem iria saber o que é anime, e a Crunchyroll não existiria. Nasceram no paradoxo de atacar quem os criou. Se limitarem o consumo de animes para assinantes, todo o nicho do mercado irá cair. Quem não assiste anime provavelmente nunca assistirá, o marketing digital que a ilegalidade proporciona vai diminuir e menos gente vai recomendar um anime para um amigo, pois ele terá que pagar para ver.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Yahahahahaha!!!! Cara de novo o otaku da uma de maluco e quer burla a lei de direitos autorais, se apropria de obra dos outros sem da um unico centavo pra quem produz, com alguns ainda tirando um dinheiro em cima disso e maluco ainda quer pagar de certo. Vá a merda.

    Pior é gente defender essa porra. Cara no momento q vc tá se apropriando de algo q n é seu, é distribuido por meio legal vc tá errado e ponto.

    Infelizmente o mal costume dessa galera é foda, ver anime geral quer, agora financiar o trampo nem pensar.

    Antes q venham com a ladainha do “ajuda a divulgar” ou afins: a casos e casos dentro do meio da pirataria, mesmo q ajude propagar uma obra infelizmente ainda é um meio ilegal, se quem tem um direito reclamar é aceitar e seguir em frente.

    Curtido por 2 pessoas

  6. Cara, esse cara que escreveu essa nota, ao contrário do que fez aquela nota infeliz do MEC, deveria ser contratado pra fazer notas oficiais pro governo. Que talento que tem pra defender o que tá errado! Onde estão aqueles otakus raiz escrevendo tudo sem concordância, Mudando a Caixa das letras aleatoriamente?
    E Mara, Antes do DVD tinha aquelas fitas VHS, você deve lembrar mais quis pagar de novinha. Assistia as fitas tanto de Fansub quanto Gravado da Locomotion.

    Curtir

  7. No texto do AnimesCX diz: -O objetivo de nossos sites sempre foi o de “DIVULGAR”…
    Tem divulgação melhor que redirecionar o produto para seu autêntico dono (que possui a licença).
    Divulgar é fazer propaganda do produto e não exibi-lo na integra e posteriormente querer ficar com os creditos pela popularidade!
    Ter retorno de feedback de materiais licenciados estimula a industria a trazer mais produtos japoneses para o Brasil.

    Curtir

  8. Esta é apenas uma pequena representação do Brasil: Onde a lei está aí para ser descumprida e quem tenta fazer a lei valer é o vilão.
    Anitube e cia são heróis e as os milhares que eles ganham de publicidade mal dá pra pagar o trabalho de upar os vídeos que geralmente nem são eles que legendam num player aleatório…

    Curtido por 1 pessoa

  9. Mas fazer oq se as fansubs boas entregam uma qualidade melhor q a do Crunchyroll? Além de q mtas pessoas, como eu, preferem ter os epis disponíveis offline. Enquanto Crunchyroll não disponibilizar isso, vou ter q ficar na pirataria mesmo.

    Curtido por 2 pessoas

  10. Pessoal, para com essa história de que fansub entrega legenda de melhor qualidade. Todos fansubs brasileiros fazem tradução do inglês, ou seja, vocês estão assistindo uma tradução da tradução. Se já é difícil traduzir qualquer coisa de um idioma para outro, sendo que sempre é perdido algo durante o processo, imagina a qualidade de algo traduzido do japonês para o inglês e depois para o português. E nem estou contando com o nível do português e qualificação como tradutor do pessoal de fansubs.

    Posso está errado, mas eu acredito que os serviços oficiais devem ter pelo menos um tradutor de japonês com qualificação de tradutor.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Por que esses desocupados não aproveitam a maior presença de distribuidores oficiais para traduzirem animes ainda indisponíveis em sem legendas até hoje?
    Traduzam a séries do WMT vagabundos!

    Curtido por 2 pessoas

  12. menos conhecido (e também com opções em português) tem o hidive também, comecei a assinar há dois meses e me surpreendi com o catálogo e a qualidade.

    Curtir

  13. @Eu
    Não é assim que funciona. A crunchyroll faz propaganda aqui e ali, você que não vê. a maioria das pessoas que assistem animes conhecem eles desde que passavam na tv aberta. O pessoal pega o negócio pirata e ainda quer reclamar? E também tem lançamento de dvds aqui no brasil

    Curtir

  14. Não vou ser hipocrita em dizer que não assisto em site de fansub.

    No entanto, na política e na guerra, tudo tem suas motivações. A Crunchyroll pegar os domínios e direcionar para ela foi uma tacada interessante até. É tipo a Sony ou a Fox pegar estes sites de pirataria de filmes e direcionar para elas também. É uma tentativa de se fazer o mercado circular e render, para assim fazer jus ao salário de toda uma legião de pessoas – inclusive os criadores de produção.

    Entendo que de todos os lados há seus motivos. Não dá (e nem vale a pena) botar um moleque que nem ganha mesada direito na cadeia porque viu uma série licenciada no BR em um site de piratas. E de fato, quaisquer media para tentar diminuir a pirataria, tem que ser inteligente o suficiente para poder desarticular o que hoje é aculturado.

    Acabar com a pirataria não vai acontecer do dia para a noite. Mas entender o porque das motivações de combate-la ajuda a entender que todos nós ainda estamos em um sistema capitalista e que se o cara que fez a série não ganhar o dinheiro dele, ele não vai fazer outra.

    Curtido por 1 pessoa

  15. Meu comentário burro, raso e rasteiro 1

    A CR também começou exibindo animes sem a devida licença. Ponto.
    MAS, se eles conseguiram ter “licenças” posteriormente, mérito deles. E agora estão ganhando uma grana “bsurda”!

    Se a qualidade de alguns animes e suas legendas é questionável, que cobrem deles e encham o saco deles até que eles surtem. Afinal, o licenciador “oficial” que não ouve o seu S.A.C. é idiota e está fadado a perder clientes para o “serviço paralelo”.

    Curtido por 1 pessoa

  16. Meu comentário burro, raso e rasteiro 2

    Os Fansubs já prestaram UM GRANDE favor no passado ao trazer, praticamente, toda a cultura mangasística e animesística do Japon pra cá. Ponto.

    MAS, me irrita ver alguns “discípulos” de gente dos anos 2000 ou remanescentes “velhotes” que ainda fazem isso até hoje, colocarem nos seus sites, “é um trabalho gigantesco e cansativo para levar este projeto/trabalho até vocês”.

    Olha só manganão, trabalho duro e desgastante teve o criador da obra, ta?
    Para com a choradeira hipócrita e manhosa, porque se um produto “X” agora é licenciado de forma oficial no país, porque então você, PARALELO, não traz um anime que ainda não veio de forma oficial?

    Afinal, você não diz que não ganha nada com isso e é só “divulgação”?. Então vá divulgar o que ainda não tem e para de hipocrisia. Ou então não sabe que eu sei que você usa Bleach, DB e Cavaleiros pra ganhar grana nos acessos?

    Curtido por 2 pessoas

  17. PS: tenho saudade do mineirinhoooooo.

    PSII: tenho nojo de quem posta na justificativa de suas “tretas”, Lei Tal, Artigo Tal, pra tirar o brioco da reta.

    Ah é! Fazer grana nos acessos de site, usando Bleach, DB, One Piece, etc mesmo nao lucrando diretamente nas obras, ainda é pirataria, se a obra ja tem licenciador no país.

    Curtir

  18. Por mim a Crunchroll nao vai ver meu dinheiro nunca.

    Luta contra pirataria de Fansubbers. Mas vao surgir outros pra fazer esse trabalho. Eu que nao pago pra ver algo semi amador.

    Curtido por 3 pessoas

  19. Que gente retardada, o pessoal do fansub deveria é ficar feliz, agora eles estão livres e vão poder usar aquele tempo que gastavam legendando de graça pra fazer algo de util da vida, tipo trabalhar pra pagar a chunchrol.

    Curtido por 2 pessoas

  20. É dificil dar bola pra algo “legal” quando ele demonstra um serviço inferior ao que não é; além que pirataria se tornou uma especie de comodismo dentro da realidade de vários fãs de animes pelo mundo, então é uma tarefa ardua combater-lo

    Curtido por 1 pessoa

  21. @Eu
    Bingo!

    @Daniel Nem sei como ta o nivel agora, mas ao menos antigamente tinha mais gente que traduzia do japa direto, além de qm fazia logico a tradução da tradução

    @Panino Manino
    BINGO! A primeira coisa que pensei

    A CR nao ta errada nao, mas acho curioso como ainda hoje pessoal teimar pegar alguns animes licenciados e legendam. Eu lembro tinha tipo um “acordo” entre Scanlators (pelo menos alguns cumpriam) de nao traduzir mangá q ja esteja licenciado no país, pelo visto isso nao chegou nos animes.

    Por curiosidade, alguem sabe a lista de sites que estão sendo redirecionados ao site do CR?

    Curtir

  22. Ha, não só a pirataria vai continuar, como todos continuarão vendo animes FULLHD de graça sem se preocupar com nada. Partindo dessa linha de raciocínio, para que pagar Crunch se posso ver de graça? Continuaremos vendo normalmente na melhor qualidade, desde lançamentos a obras mais antigas.

    Curtido por 1 pessoa

  23. A gigantesca maioria das pessoas que são usuárias de um serviço de streaming pago optam pela Netflix, que não tem lá uma grande variedade de animes(apesar de estar empenhada em mudar isso ultimamente). E maioria dessas pessoas não têm condições de pagar por dois serviços de streaming (as vezes nem de pagar por um) somente pra ver animes que não estão em catálogo na Netflix. E isso pode ser até prejudicial prós criadores de conteúdo e eu vou explicar o porquê.
    Quando você disponibiliza o streaming de um anime de forma gratuita, você aumenta drasticamente o alcance deste. Fazendo isso, você consequentemente aumenta drasticamente o número de fãs, que vão gastar seu dinheiro com merchandising ou com o material original se o anime for uma adaptação. Então mesmo que esses animes seiam exibidos de forma ilegal, eles estão contribuindo fortemente de forma indireta com os criadores daquele conteúdo, e eu posso garantir que esse tipo de consumo gera muito mais dinheiro do que a mensalidade dos assinantes de um serviço de streaming. E além disso, você vai estar de certa forma elitizando a comunidade otaku no Brasil, uma vez que o preço da mensalidade desses serviços pode ser acessível pra você, mas pra muitas pessoas é inalcançável como uma mensalidade. Eu não tô querendo defender a pirataria ou alguma coisa assim, eu só tô analisando os fatos e a consequência que esse tipo de ação pode causar.

    Curtido por 2 pessoas

  24. @Yuri achei seu argumento muito curioso, mas eu só tenho um questionamento: Se o sujeito n tem dinheiro pra pagar 25 reais da mensalidade da Crunchyroll ou qualquer outro streaming, como q esse sujeito vai ter dinheiro pra consumir produtos licenciados q são extremamente caros? Todo produto relacionado a anime custa uma nota, seja bonecos, jogos, camisas e afins. Nada é menor q 60 reais, se for importado então ferrou.

    “A mas eu compro meu chapeuzinho otaku e minha camisa em evento”. Sinto dizer q em sua maioria esses produtos n são oficiais logo tem alguns problemas nesse seu argumento.
    1° se o cara n tem dinheiro ele n consome, logo o criador e derivados n ganham lucro;
    2° comprar falsificado ou artesanal tbm n da dinheiro pros principais produtores da obra.
    Logo isso n movimenta e nem gera lucro pros principais produtores e ninguem tá fazendo anime e mangá só por amor a arte ou reconhecimento n.

    Agora se vc dizer q o cara tem dinheiro pra gasta em produtos derivados, mas n quer gastar com o consumo da obra principal, ae pra mim esse cara é bem canalha . Como q um cara pode comprar um boneco a 220 reais, mas n paga uma mensalidade de 25 ?

    Curtir

  25. Outra coisa curiosa é o tanto de gente insistindo com o argumento “e quem não tem dinheiro?”. Dá pra assistir de graça em hd no Crunch com poucas exceções (o episódio da semana atual e alguns pouquíssimos animes como DB Super).

    Então o argumento de não dar pra assistir porque tem que pagar o CR não é válido. O que me faz pensar que a maioria desse povo tá bem mal informado sobre as coisas.

    Curtido por 1 pessoa

  26. eu tb fiquei putasso com essa merda que aconteceu eu era doador mensal de um site ai de animes e do nada agora noite fui entra la e cade a pagina. certeza que se eles nao volta a traz com a familia Otaka desse brasil que vai rolar de processos de sites ai e administradores contra o chunch.
    eu acabei de deletar minha conta no chunch e deixei uma msg pra eles : SO PQ QUEREM FERRAR COM O BRASIL TAO COM ESSE MIMIMI DE PROCESSAR SITES DE ANIMES PRA MIM JA CHEGA SEMPRE FALEI QUE GOSTEI DE VOCES MAS HOJE PASSOU DOS LIMITES TEM MUITO BRASILEIRO QUERENDO METER PROCESSO CONTRA VOCES.!

    Curtir

  27. Acho interessante comentários do tipo, “A qualidade de tradução de Fansubs é melhor que Crunchyroll” quando a pessoa não sabe nem japonês pra julgar isso, e nem se tocou que a Fansub só está traduzindo da legenda em inglês, que muitas vezes já possui erro de tradução… Ou mais do que isso, está copiando da legenda da Crunchyroll Americana…

    Fansubers dizem que tem muito trabalho… Trabalho copiando legendas em inglês de outros sites, quero ver trabalho quando produzir seu próprio Anime e ver Fansubers ganhando em cima de sua animação dizendo que são deles.

    Fansubers deveriam mesmo é legendar Animes que não estão licenciados e que não possuem legendas em inglês. Antigamente era assim que Fansubers trabalhavam. Não tinham reconhecimento nenhum mas faziam tudo por aquele anime que só tem em japonês e nunca veio pra cá… Aí eu quero ver falar sobre qualidade de legenda.

    Quer um Crunchyroll melhor? Assine o serviço e diga para seus amigos assinarem também. Assim a empresa terá dinheiro e verá que vale a pena investir no serviço neste país, trazendo novas funções e mais Animes licenciados… O objetivo das Fansubers lá atrás era esse, Empresas trazerem Animes pro País. E agora que estão aqui… Boicotam… Parabéns crianças, estão de parabéns.

    Curtido por 1 pessoa

  28. Já imaginava que a Crunchyroll fosse fazer cagada dessas em terras brasileiras, ainda mais esta sendo uma terra dos “amigos do rei” (espero que mude). Está certo que a pirataria deva ser combatida e desestimulada, mas a questão com os sites de animes é bem mais complexa do que estourar fábricas de DVD’s piratas, estes vendidos em qualquer esquina do país. Os fanssubers não são encarados como sites de pirataria pelos fãs pois estes não vendem as obras, apenas as transmitem. E num país onde a economia pende mais para um socialismo disfarçado do que o livre mercado, onde qualquer coisa é muito cara pelos montantes de impostos e dificuldades do estado, o pirata é visto como um Robin Hood da cultura. Por isso tudo a estratégia que os canais de streaming devem fazer é a estratégia do convencimento. Bater de frente contra uma rede de fãs com estratégias de gangues (tipo: saí daqui que agora o território é nosso) é um tiro no pé. O canal é segmentado demais para aguentar uma campanha de reprovação feita por redes de otakus na net. É mais fácil convencer com mel do que com porretes.

    Curtido por 1 pessoa

  29. Galera. Uma coisa é você gostar de anime e manga e não ter como pagar, e ir atrás desses “métodos alternativos”. E aí tudo bem, vai atrás assiste e tal. Outra coisa é querer dizer que o detentor do direito que: tá trazendo a franquia que você gosta oficialmente pro país; tá fazendo com que o país passe a ser reconhecido como público consumidor daquele tipo de obra (e isso tem um impacto sim, basta vê o que se tornou a comic con experience, não foi atoa mas a partir do reconhecimento de público brasileiro de cinema/games/quadrinhos) e também, não menos importante para quem se diz fã: remunera os artistas, permitindo a eles viverem daquilo que eles produzem, talvez futuramente viabilizando obras que não são tão quistas no japão mais são bem vistas fora (cof cof, cavaleiros).

    Você tratar tudo isso como mesquinharia e endeusar fansub que coloca um monte de link suspeito pra você abrir para assistir um único episódio, que não paga um puto de direitos aos autores originais. Na época que a gente assistia essas coisas piratas, a gente sempre justificava que era por que não tinha como consumir legalmente. Agora tem, e tem como dialogar parar trazer a série que a gente quer com os serviços de stream. E mais, se esses sites tem um serviço tão bom quanto o do crunchroll, que diabos eles tão fazendo que não tão correndo atrás também de licenciar algo eles próprios?

    Curtir

  30. Ah sinceramente, embora eu use um site “alternativo” (americano, mas enfim, é pirata do mesmo jeito) pra acompanhar alguns poucos animes atualmente, fica difícil ficar mto do lado desses sites, AINDA mais os br, por motivos que vou citar logo mais. Mas tbm não sou fã dessa atitude da Crunchyroll, acho que foram um pouco longe demais, mas eles têm direito de exibição né…
    Tá, mas voltando aos sites piratas: o Ciro Monteiro tocou num ponto que concordo com ele, os links suspeitos, eu lembro quando baixei eps de Bungo Stray Dogs no anime Vision, ou sei la qual o nome e mel dels, tudo que eu clicava era link de apostas, link pornô (que aliás, é uma coisa que tem aos montes nos sites br de streaming pirata, por isso que uso site americano) , e a gente sabe as chances boas que tem de de pegar algum virus com esse tanto de pop up e sei la o quê. Não é a toa que Netflix e Amazon estão se consagrando cada vez mais, melhor pagar 15, 20 reais por mês do que correr risco de pegar virus, abrir um monte de pop up pornô, etc. ainda mais pra quem tem criança pequena…ah enfim.
    Mas por outro lado, CR precisava dar uma melhorada no acervo. Eu entendo que pra pôr certos animes antigos, não-tão-recentes no catalogo seria preciso pagar quantias muito altas pra licenciamento e essas coisas, mas existem mtos fãs de anime/toku/sentai antigos por exemplo que gostariam que tivesse mais conteudo clássico no Crunchyroll. Eu mesma gostaria que tivesse animes clássicos, pois tirando algumas coisas aqui e ali, não me interesso tanto pelos lançamentos. E nos sites piratas tem mtos títulos antigos, enquanto no CR ficamos mais presos quase que somente a novidades.
    Acho que outra coisa que deixa mta gente chateada é que houve um grande aumento no plano mensal…se for mesmo por causa dos impostos extras devido a falta de conteúdo nacional, talvez o ideal é que eles tivessem corrido atrás do prejuízo e montar sei lá, uns programas de variedades br sobre anime/cultura pop japonesa pra driblar isso aí, o preço aumentou quase 10 reais.
    E por último, voltando aos sites piratas, vale lembrar que em Novembro, estes já tiveram uma espécie de “alerta vermelho” quando vários deles saíram do ar. Talvez o mínimo que eles pudessem ter feito é tirar os animes que a CR já tinha no acervo deles, pois assim realmente fica difícil defender mto eles.
    Enfim, indaguei, divaguei, fiz esse comentário gigantesco (desculpa!) sendo que não ia escrever nada, mas só posso dizer que não tô mto do lado de ninguém mesmo, até o momento.
    PS: é possível ver alguma coisa gratuitamente, mesmo que com propagandas, no app da Crunchyroll? Pois só acompanho 4 animes atualmente ( MP100, Dororo, Promised Wonderland e Hinomaru zumo), e se tivesse como ver de graça lá, mesmo tendo que esperar mais pelos eps, não ligaria tanto assim, desde que minha net desse conta, afinal isso pode comear a acontecer com sites de outros países tbm, vai saber. Não podemos tomar nada como garantido >_>

    Curtir

  31. Sobre esse assunto fica uma pergunta: porquê o site da Punch nunca cai?
    Há anos que todos os fansubs (e até alguns speedsubs “menores”) vêm tendo problemas desse tipo mas nunca vi nada contra a Punch, sendo que ela é a principal “concorrente” de todos os serviços oficiais, e ainda por cima ganham dinheiro com isso (diferentemente da maioria dos fansubs).
    Aí tem coisa…

    Curtir

  32. Eu me senti lendo algo equivalente às matérias do Brasil247 e da Revista Fórum querendo justificar as besteiras feitas pelo partido que amam quando li essa nota da Animes CX no Facebook. Mais malabarismo argumentativo do que isto é impossível.

    Política à parte, os caras sequer tiveram criatividade de criar legendas próprias. Roubaram as da Crunchyroll com extrema cara-de-pau e ainda alegam “uso justo” como motivo de defesa.

    Curtir

  33. Espero de verdade, que o autor do texto tenha fracassado em seu sarcasmo e ironia, pois se for verdade, apenas em algumas linhas já se nota a falta de informação, e alienamento do mesmo, mas não quero retratar isso, apesar de ser algo banal e infantil ¬¬’

    Espero que não fechem esses sites de animes. Até pq já vi o site da suposta empresa, e não é grande coisa. Mas concordo com o dono do comentário. Pagar para assistir anime? Aí já é demais, além do mais fere o direito do cidadão na internet, onde está a liberdade de expressão? Pirataria é crime, mas divulgar animes de fansubs e afins, NÃO RETIRADOS DO CRUNCH não é crime. Mas né, vamos ver no que vai dar.

    Curtido por 1 pessoa

  34. Pediram pra um aluno do 4o período de direito da ESTÁCIO DE SÁ – CAMPUS CURICICA fazer uma análise jurídica da situação e deu isso aí.

    Curtir

  35. Nessa assimo embaixo o que a Mara escreve.

    Impressionante o nível de malabarismo mental pra desenvolver um argumento desses. Tá, vamos supor que não dá pra extirpar completamente a pirataria por questões culturais (quando eu digo que o problema do Brasil é o brasileiro…), mas quer dizer que ela não pode e deve ser combatida? O crime deve ser deixado reinar, só por que é impossível combater a violência do ser humano também, por acaso?

    Que aqui tem que ser a terra do pode-tudo, onde os caras que negociam, pagam, e trabalham duro pra licenciar um produto de maneira oficial são os errados, monopolistas, gananciosas capitalistas malvados enquanto um zé mané que fica na internet upando vídeos de autoria de terceiros sem autorização são os certos e os bastiões da moral e bons costumes? PQP, meu, vão se fuder.

    Não vou negar que já consumi pirata, nem todas as plataformas tem todas as opções… Mas também que vibrei a cada vitória do streaming no Brasil também, já assinei a Crunchy (vou voltar pelos animes dublados) e assino Netflix. Eles estão fazendo o papel de popularizar e trazer as produções pra cá de maneira digna e oficial. Os fansubbers e sites de anime online vão ter que se contentar em ser apenas nichos, se quiserem existir. Ou se mudem pra dark web de vez.

    Só quando pararem de relativizar e passar a repudiar veementemente essas atitudes dos pirateadores que as coisas poderia mudar. Desculpinha de divulgar não cola mais não, ninguém tá mais importando caixa de VHS pesado e cheio de mofo e traduzindo direto do japonês mais não. Se querem dizer que é divulgação, vão divulgar animes obscuros que não tem por aqui de maneira oficial. Monopólio? Então por que não abre sua própria empresa de streaming, paga taxas, impostos, contrata funcionários, pega um CNPJ e licencia diretamente com as produtoras.

    Cambada de arrombados, relativistas morais do caralho. Parem de ser vagabundos e vão trabalhar pra produzir seu próprio conteúdo, deixar sua marca no mundo. Brincar com os brinquedos dos outros é muito fácil…

    Curtir

  36. todo mundo pagando de antipirataria, cambada de hipocrita, na real eu taria pouco me fodendo pra isso se a crunchyroll n tivesse uma legenda porca feita por google tradutor e tivesse um catalago amplo, crunchy só vai atrás e briga por aquilo que ela sabe que vai fazer sucesso… fora isso fodam-se os outros animes.

    Curtido por 1 pessoa

  37. mas deboa, a maioria das pessoas que tão pagando de antipirataria só assiste anime modinha, Boruto, Naruto e etc…

    Curtido por 1 pessoa

  38. A única coisa que justificaria esse tipo de ação, seria eles terem “todos”, ou a maior parte dos animes no acervo deles, que até agora é limitadíssimo. Não me importaria em pagar para ver animes, porque afinal é assim que as empresas que criam animes lucram, mas para isso tem que ter os animes que eu quero ver, sem eu precisar esperar chegar, ou pedir para eles colocarem, afinal estou pagando e é obrigação deles ter tudo resolvido na mão, do contrario… vem nim mim pirataria

    Curtido por 1 pessoa

  39. A Crunchyroll tem direito de exibição sim porém não de tomar domínios de outros sites, isso é totalmente ilegal pois a partir do momento em que a pessoa registrou e pagou pelo seu domínio é dela e ninguém (salvo a justiça) pode toma-lo porém ressalto que apesar de ter a licença de exibição NÃO POSSUEM LICENÇA DE ATUAÇÂO no país, não possuem CNPJ (não são uma empresa legalizada) logo não pagam impostos e portanto não tem direito de atuar no Brasil. Com a noticia se espalhando para diversos sites e redes sociais como já está acontecendo a alguns dias tenho certeza que o ministério público irá intervir e abrir uma investigação contra a Crunchyroll e sua atuação no Brasil, E quanto a qualidade do serviço apenas digo que é uma falta de respeito com o consumidor um serviço pago que não consegue se manter online nos horários de pico, lamentável.

    Curtido por 1 pessoa

  40. @Anony

    A galera entregou o domínio por vontade própria de aceitar o acordo.

    Se não quisessem entregar o domínio, era só terem escolhido acertar as coisas na justiça e assim continuariam com o domínio caso ganhassem a causa. :)

    Curtir

  41. Os fansubbers de antigamente pelo menos traduziam do japonês. Os de hoje fazem uma tradução porca do inglês para um português mais porco ainda.

    Os animes na Netflix são traduzidos do inglês também. Na Crunchyroll tenho nem ideia

    Curtido por 1 pessoa

  42. No post do Fansuber ele acertou ao dizer que a CR não tem poder de polícia nem justiça para obter os dados pessoais sem liminar e ainda exigir o redirecionamento da página. A CR deveria agir via orgãos competentes.
    Imagina se a moda pega, e você que faz um reclamação de uma marca em seu site e recebe visita de representantes solicitando a retirada do site do ar?

    Curtido por 1 pessoa

  43. O cara tá publicando animes que nem foi ele quem produziu, muitas vezes lucrando encima disso e ainda tá falando que a CR não agiu sob legalidade? Tá sertu.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s