Mercado Nacional

O que cada editora está fazendo para respeitar o bolso do otaku nesse tempo de crise?

A conta da crise editorial chegou e quem vai pagá-la é o público que compra mangás mesmo. Nessa bela sexta-feira (18), o site da Amazon colocou no ar páginas para diversos mangás da Panini e a imprensa especializada averiguou algo horrível: muitos aumentos. Enquanto One Piece aumentou 4 reais, Lobo Solitário teve um salto de SETE reais no preço.

Pensando nisso, e também no preço praticado por outras editoras que ceifa do otaku a possibilidade de ir tomar um mupy na Liberdade com os amigos, decidi mostrar o que cada editora está fazendo para respeitar o bolso do otaku nesse tempo de crise (literalmente o título dessa matéria).

Panini

Respeito com o consumidor é um termo muito relativo para a grande corporação Panini. No topo de seu império editorial, a gigante italiana banca a Valesca Popozuda e afirma que lá do alto nem dá pra ver o pessoal (no caso, a gente).

Os aumentos de preço apareceram por causa da crise, mas o público não teve acesso nem a um textinho falando “foi mal, é a crise”. É como se a Panini jogasse o mangá na banca e torcesse para que o público não percebesse o aumento de sete reais na capa do Lobo Solitário. E coitado do otaku se ele não comprar logo esses mangás, pois o negócio evapora das lojas como caixa de morango a 2 reais: quem deixou para comprar The Promised Neverland agora na Amazon já encontra o título custando QUARENTA REAIS.

Mesmo dizendo em eventos que está sofrendo graças às crises de papel, editorial e de distribuição, o setor de lançamentos da Panini não aceita a palavra “crise” e continua anunciando títulos com a mesma frequência que trocam o galão de água na empresa. São tantos lançamentos que nem ao menos a equipe das redes sociais consegue fazer posts programados disso, deixando o público ainda mais desinformado sobre o que vem por aí.

JBC

Com o problema da distribuição, a editora se viu num problema: e agora, como vamos escoar nossos mangás derivados de Cavaleiros e Fairy Tail nas bancas? A saída foi apelar para uma estratégia diferenciada de mandar vários volumes seguidos de mangás para lojas especializadas ao mesmo tempo. Em vez de lançar um My Hero Academia por bimestre, agora teremos um blocão com QUATRO TANKOS INTEIROS LANÇADOS NO FIM DE JANEIRO, comprometendo todo seu orçamento familiar.

 

Embora o lançamento em blocões se equipare à quantidade de coisa lançada pela Panini, pelo menos a JBC explicou que os títulos estarão sempre sendo reimpressos e disponíveis em suas lojas. Na teoria, podemos comprar quando tivermos dinheiro. Ainda tenho meus pés atrás, mas vou dar o voto para a editora principalmente porque tem sido muito transparente com o público (estou falando da sinceridade, não do papel da primeira edição de Gangsta).

NewPOP Editora

Sempre comendo pelas beiradas e focando sempre no nicho, a NewPOP parece não ter sofrido tanto com a crise. Seus mangás tiveram aumento de preço, mas ainda não chegaram aos 20 reais como a concorrência. Continua fazendo seus anúncios, mas até aí tem mangá anunciado em 2012 que não deu as caras até agora.

Poderia dizer então que a NewPOP é a editora que melhor está tratando o público consumidor otaku? Até poderia, mas ela não chega aos pés da editora que mais tem pensado no nosso bolso.

Sim, estou falando da…

Editora Nova Sampa

Com preços em alta, distribuição em crise e problema nos pontos de venda, a Nova Sampa nos poupa do trabalho de colecionar mangás lançando absolutamente ZERO títulos. Ficar sem saber o final de Pride – O Supercampeão é apenas um pequeno contra se pensarmos na grande vantagem que é não precisar comprar um mangá caro! E se pensarmos que dá pra usar as revistas de costura como um curso para fonte de renda extra para pagar mangás das outras, nossa, mil possibilidade para o otaku sem dinheiro.

25 comentários em “O que cada editora está fazendo para respeitar o bolso do otaku nesse tempo de crise?

  1. Como diria o Duas Caras em Dark Knight: Ou você morre herói ou vive o suficiente para virar vilão.

    A Panini realmente deve estar testando até quanto as pessoas vão pagando conforme eles aumentam, porque não é possível, são valores exorbitantes e sem justificativa, já que “a crise não os afetou”, mas sua linha de mangás e comics não param de receber aumento. Bom, pra mim apenas deu, é uma pena porque queria ler Children of the Sea, Wotakoi e continuar minha coleção de Mob Psycho 100, mas não vou compactuar com isso, terminou Pluto, vou manter apenas Vinland Saga que sai volume sabe lá Deus quando e só, de resto teve anuncio que me interessou pela Panini? Vou fingir que nem vi.

    Curtido por 6 pessoas

  2. Resposta curta ao título: nada, mas esse plot twist no final do post hein hauahajsuajshaus

    Curtir

  3. MEU BROTHER HELLBOLHA LÁ DI SUPER AMICHES JÁ CANTAVA ESSA PEDRA DA NOVA SAMPA MELHOR EDITORA!!!! YAHAHAHAHA!!!

    Cara Panini a cada oportunidade sendo mais babaca. Bem estou seriamente pensando em larga OP assim como flopei Mob Psycho, foda é Lobo Solitario, q n queria parar de comprar, talvez apele pra Amazon…TALVEZ!!!!
    O mais engraçado foi ver q hj a Beth postou uma imagem ironizando o plano de governo de Sp e o aumento de passagem, sendo q a editora dela ta na mesma.

    Curtido por 3 pessoas

  4. Nesses tempos de crise eu tomei uma decisão sobre minha coleção: ”Se eu não completei, vende.”
    A maioria eram títulos da Panini, Aoharaido, Assassination Classroom (Esses dois por sinal tem volumes impossíveis de achar :v), Pokemon, One-Punch Man e mais uns outros volumes soltos.
    Vendi tudo pelo mercado livre, agora o único titulo sem quantidade certa de volumes que compro é The Ancient Magus Bride, todo o resto que estou comprando já tem uma quantidade definida: Fullmetal Alchemist, CDZ Lost Canvas. Assim mesmo que o preço seja um pouco caro, eu posso planejar, esperar desconto e conseguir comprar vários volumes juntos.

    Curtir

  5. Mara, faltou a citar a Devir que ta vendendo mangás caro pra caralho com um nicho q nem sei se existe tipo o preço absurdo e exorbitante de UZUMAKI e MAHOUTSUKAI NO YOME

    Curtido por 1 pessoa

  6. MangaBird e muito mais melhor que essas quatro opcoes ai em cima. No MangaBird, se voce gostar de Echi, la tem Jujutsu Kaisen… Nao que tenha Echi em Jujutsu Kaisen (sem preconceitos com quem gosta de safadeza pff… pff…)

    Curtir

  7. A Panini tá igual a Apple: Aumentando o preço do iPhone para testar o publico. Só que esse ano, a Apple já caiu da cadeira. Vamos ver até quando a Panini consegue levar essa estrategia…

    Curtido por 5 pessoas

  8. Eles tão cavando a cova.
    Aumenta o preço de forma absurda –> cliente dropa por dar prioridade a outras coisas –> aumenta mais o preço e muda a periodicidade aumentando o tempo que gastará como mangá –> menos gente compra –> geladeira da panini. Minha aposta é que a geladeira no fim desse ano vai estar recheada de títulos, não pela qualidade da história, mas pelo preço. Ou então, teremos uma nova era de vários títulos quadrimestrais, pra pelo menos fazer companhia a Toriko.

    Curtido por 2 pessoas

  9. Tá na hora de uma greve !!!
    Otakus na rua com suas bandanas de Naruto, cartazes com kanjis de ordem e cantando openings de protesto.

    Curtido por 4 pessoas

  10. Como só compro Berserk meio tanko e Vinland Saga, eu quero é ver o circo pegar fogo 😂😂😂 . O único mangá que eu compraria, seria Eyeshield 21.

    O que será que esse povo vai aprontar quando lançarem o kanzeban de Dragon Ball?

    Curtir

  11. @Freitass

    É o contrário: Ou você morre vilão ou vive o suficiente para virar herói.

    Vide Dragon Ball

    Curtido por 1 pessoa

  12. Não tem outra e so concluir o que foi lançado e maneirar nos lançamentos. Ao invés de gastar com novo procura uma maneira de disponibilizar os titulos de uma forma decente.

    E que isso se exploda. Não compro mangá faz tempo

    Curtido por 1 pessoa

  13. Eu já acho um grande absurdo os volumes da Panini sumirem das prateleiras tão rápido. Como é que pode, sendo que a empresa com certeza tem capital pra bancar uma tiragem boa!? Quando eu vi o aumento de preço, fiquei chocada! A minha sorte é que compro poucos mangás e acho que nenhum deles foi reajustado ainda, então posso continuar a comprar sem problema, mas tenho pena de quem tava fazendo várias coleções e possivelmente vai parar de comprar.

    Curtir

  14. o Apo quer que o mercado de mangá acabe só porque ele não consome
    É muita hipocrisia

    Curtir

  15. Lembram do tempo em falavam que a Panini era a melhor editora do mercado? hahahaha
    Será que ainda tem Otaku paga pau da Panini?
    se sim, podemos chama-los de Panakus? ou Panakas? kkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  16. Ta. Adoro o humor ácido de vocês. Impagável. E ilustro meu comentário com a maior pérola da filosofia mundana ever:

    “Quem com ferro fere, tanto bate até que fura!”
    (Magda)

    Curtido por 1 pessoa

  17. Em tempo, quando a panini começou a atrasar, encarecer e bagunçar a distribuição em banca de “os novos 52” e “guerras secretas” láááá a uns 3, 4 anos atrás já liguei o sinal amarelo e pensei: ” vai dar merda”.

    Compras online de HQs na panini é exercício pra Dalai Lama porque chega a ser porco de tão ruim desde essa época também.

    Porque to comentando de HQs aqui? Como todos sabem, a panini sempre tratou HQs infinitamente melhor do que mangás, então se na “divisão de HQs” ta uma merda, pensa como que ta o negócio na “divisão de mangás” da editora hahahahahaha

    Sabe aquela frase, “cagando e andando proceid”? Pois é…

    Curtido por 2 pessoas

Os comentários estão fechados.