Aleatoriedades

Filme de Dragon Ball Super atinge 1 milhão no cinema brasileiro e surpreende ninguém

Mês de janeiro nunca é muito produtivo de pautas, mas é muito prolífico no cinema. Aproveitando a quantidade de pessoas de férias (e a distância de filmes como Referências Ralph e Homem-Aranha no Melhor Filme da Série Homem-Aranha) a Fox Films do Brasil adiantou o lançamento do filme de Dragon Ball Super e… se deu muito bem na empreitada.

Depois de uma primeira semana que simplesmente bateu todos os recorde da franquia, o filme que introduz Broly canonicamente na história chegou a um milhão de pessoas assistindo ao filme no cinema, segundo informações do site Adoro Cinema. Repito: UM MILHÃO de pessoas.

Para se ter uma ideia, segundo minha apuração, isso é mais público que TODOS OS 3 ÚLTIMOS FILMES DE DRAGON BALL SOMADOS (A Batalha dos Deuses, A Ressurreição de F e até o Dragon Ball Evolution).

Não podemos deixar o mérito somente nas costas da Toei, do Toriyama e do cafoníssimo cantor que fica gritando GO BROLY GO durante a interminável batalha dos saiyajins no filme, mas precisamos aplaudir a Fox Films do Brasil por ter feito o que se espera de uma distribuidora: divulgar bem seu produto.

Claro que ajuda muito você trazer um filme cujo anime original é um sucesso mundial e tem seus episódios exibidos diariamente num dos mais assistidos canais infantis, mas a Fox Films passou os últimos meses fazendo publicidade em todos os cantos possíveis, seja de forma física em estande da Comic Con quanto em divulgação digital, inclusive usando influenciadores otakus.

No final de dezembro, poucos dias após a estreia do filme no Japão, a empresa promoveu num cinema em SP uma grande exibição para convidados e imprensa. Infelizmente não fui convidada pelo Mais de Oito Mil, mas estive lá de qualquer jeito porque nessa vida sempre damos nossos corres. Uma das coisas que mais me chamou a atenção foi que não foi simplesmente uma cabine para imprensa e convidados, a Fox fechou três salas inteiras do cinema para acomodar o tanto de gente convidada para ver o filme do Goku.

Confesso que cheguei a pensar “nossa, precisava chamar tanta gente? Se todo mundo que estivesse aqui fosse pagar uma entrada, já dava pra bancar a vinda desse filme“, mas estava redondamente enganada. Aquele pessoal acabou ajudando com matérias e no boca-a-boca, ajudando o filme a se tornar um sucesso de bilheteria e divulgando ainda mais o longa. Fechar três salas de cinema foi um preço baixo se comparado ao sucesso que o filme seria. É aquela famosa frase: é preciso gastar dinheiro para ganhar dinheiro.

É interessante esse case de sucesso surgir poucos dias após a mais recente mesa redonda das editoras de mangás onde se debatia como fazer os mangás ficarem populares e voltarem a vender bem. Imagina quando as editoras descobrirem o poder de divulgar seus próprios produtos em vez de apenas jogar os mangás nos pontos de venda e torcer para o público descobrir isso.

12 comentários em “Filme de Dragon Ball Super atinge 1 milhão no cinema brasileiro e surpreende ninguém

  1. Mara está um pouco adiantada. Juntando os outros 3 filmes de Dragon Ball dá 1.2 milhão.
    Evolution – 478.815
    Bills – 400.987
    Freeza – 338.507
    Dados do Filme B
    Segundo a matéria do JBox esse filme do Broly vai se tornar a segunda maior bilheteria de um filme japonês no Brasil, só vai ficar atrás do primeiro filme de Pokémon.

    Curtido por 1 pessoa

  2. ain mimimimimi, cadê o post de lacração e choro em cima do heroi do escudo mara? vc ta decepcionando esse ano

    Curtir

  3. Esse post todo foi só pra bater nas editoras. YAHAHAHAHAHAHA!!!!
    Realmente a divulgação do filme foi forte, viram q a serie realmente tava em alta, vire e mexe vejo o comercial na TV em canais q nem sequer exibem desenho. Soma isso ainda com o fato de adiatarem a exibição do filme aqui foi melhor ainda. Pra ter ideia o filme estreou por esse semana no EUA.
    Vamo ver se rola disso com outros animes, em relação a editoras nem adianta falar.

    Curtido por 3 pessoas

  4. Nao sei que grande trabalho foi esse da FOX, o filme foi muito mal distribuido.
    Varios cinemas nem estrearam, sem menionar as poucas sessoes na estreia.
    Eu fui na estreia e so havia duas sessoes lotadas, no dia seguinte abriram 6 sessoes.

    Curtir

  5. Nao sei que grande trabalho foi esse da FOX, o filme foi muito mal distribuido.

    – Não estou surpreso com essa puxação de saco. E sim muita gente reclamando da má distribuição feita do filme.

    Curtir

  6. O pessoal fala que o filme foi mal distribuído, de fato… mas cara, houve um esforço da FOX, e, se falar que isso foi uma indireta bem direta para as editoras, a graça só aumenta; pois a distribuição mais ou menos da FOX supera qualquer tipo de distribuição de editora brasileira desde o tempo da Conrad

    Curtido por 1 pessoa

  7. Comparado a uma distribuidora de filmes o tranalho da Fox foi horrivel disse:

    O pessoal fala da Fox como se fosse editora de quadrinhos 🤔

    Curtir

  8. Eu ia comentar mas…

    Ei, olha ali agachada no canto da sala, aquela menina com armadura de cavalo, segurando uns mangás estranhos de colegiais e sereias! Nossa, ela ta chorando… Por quê será?!

    Enfim, não vou comentar nada sobre a Fofox porque tenho trauma de distribuidoras a.k.a. sato And everest video….

    Curtir

  9. Fui assistir Referencias Ralph no dia com desconto lá no cinema do shopping, e meu irmão…que filha enorme que tava naquele dia.
    Ela se estendia até um ponto em que vc não sabia mais se aquelas pessoas paradas ali estavam ou não querendo comprar ingresso.
    Meu tio – de intrometido – chegou a perguntar pra algumas crianças o que elas iriam ver, e era sempre Wifi Ralph ou Broly (talvez até os dois se os horarios baterem); Então realmente não tenho permissão de me espantar com essa noticia

    Curtir

Os comentários estão fechados.