Animes

As 12 piores premissas de animes da temporada -Inverno 2019-

A cada três meses, o medidor de masoquismo dos otakus volta a bater o pico e a Grande Nação Japonesa se vê obrigada a injetar novos animes horríveis para baixar esses índices. Toda estação do ano rende uma temporada nova lá no Japão, e como sempre a equipe da Crunchyroll Brasil reuniu numa única lista (dividida oportunisticamente em duas partes, aqui e aqui, quem nunca?) todas as estreias, com sinopse e local de exibição oficial no Brasil.

Parasita como sou, peguei prints dos resumos linkados deles e estou aqui para mostrar 12 premissas horríveis que apareceram nos animes dessa temporada de Inverno. Vamos lá porque é muita coisa ruim para um curto período de tempo!

Nome: Ikki Tousen: Western Wolves
O que é: Adolescentes mulheres lutadoras quebram o pau em cenas de ação com limitações de orçamento, tudo isso enquanto balançam seus peitos e mostram suas calcinhas. 
Pode ser bom? Bom não é, mas é uma das premissas mais sinceras da temporada.

Nome: BanG Dream! 2
O que é: K-On
Pode ser bom? É o tipo de anime que você encontra uns 8 parecidos em cada temporada. Deve atrair aquela pessoa virgem que se apaixona perdidamente por uma garotinha com uma guitarra e encomenda uma capa de travesseiro com ela estampada.

Nome: W’z
O que é: Garoto sonha em ser um DJ importante sem precisar fazer uma participação no Big Brother Brasil e muito menos idolatrar os verdadeiros DJs deste mundo que são DJ Dennis e DJ Alok.
Pode ser bom? Não consigo nem pronunciar o nome desse negócio.

Nome: Pastel Memories
O que é: Não entendi muito bem a sinopse, mas cumpre aqueles clichês de autorreferências otakas para fãs punheteiro, exaltação do Akihabara Way of Life e garotas tão genéricas quanto naquele anime anterior da bandinha.
Pode ser bom? Não, mas conta a história de um futuro distópico no qual a cultura otaku está na falência, então é extremamente confortante.

Nome: 3D Kanojo: Real Girl 2
O que é: Propaganda enganosa, não vi nada de 3D.
Pode ser bom? Alguém precisa chegar nos otakus, olhar cara a cara e dizer “amigão, nenhuma mulher vai te olhar de verdade enquanto você agir dessa forma”, e não criar animes que alimentem essa ilusão.

Nome: The Rising of the Shield Hero
O que é: Isekai? Confere. Título genérico? Confere. Direitos adquiridos pela Crunchyroll e com chances de se tornar o próximo anime que Gabi Xavier irá analisar todas as semanas a pedido de seu público ávido por isekais? Confere também.
Pode ser bom? Talvez, se você tiver passado por uma experiência de coma induzido nos últimos 15 anos e não tiver visto qualquer outro isekai com características mais marcantes que este.

Nome: Virtual-san Looking
O que é: Um “A Fazenda” da Record, porém com pessoas famosas 2D.
Pode ser bom? Falta um Théo Becker ou uma Ana Paula Renault para ter algum atrativo maior.

Nome: Meiji Tokyo Renka
O que é: Garota fujoshi é transportada para a Era Meiji e terá crushs infinitos por personagens históricos desenhados de forma andrógina.
Pode ser bom? Somente se tivermos relações homoafetivas entre personagens que só se beijarão em análises minuciosas do CSI Fujoshi de Yuri On Ice.

Nome: The Quintessential Quintuplets
O que é: Série descartável com um monte de garotas que só chama a atenção por ser produzida pela Tezuka Productions, empresa que provavelmente tá só levantando um dinheiro fácil para investir no anime de Dororo.
Pode ser bom? Prefira Dororo.

Nome: Magical Girl Spec-Ops Asuka
O que é: Sailor Moon mais edgy.
Pode ser bom? Se nem o original prestava…

Nome: B-Project: Zecchou Emotion
O que é: Harém invertido de uma garota no meio de um monte de idol idealizado. Eu sinceramente acho que já escrevi uma sinopse dessas hoje.
Pode ser bom? Até o The Voice Kids me atrai mais, e olha que odeio criança.

Nome: Bermuda Triangle: Colorgul Pastrale
O que é: Série moe com idols que tem o grande contra (para o público) de não ter calcinhas para exibir.
Pode ser bom? Até o minigame da Ariel em Kingdom Hearts parece mais legal.

36 comentários em “As 12 piores premissas de animes da temporada -Inverno 2019-

  1. Impressionado por ainda lançarem Ikkitousen, foi tipo o 1° anime com luta e peitos q vi lá nos meus longínquos 13 anos.
    E cara q epidemia é essa de anime de Idols, porra daqui a pouco vão misturar isso com Isekai (q é outro gênero saturadissomo), isso se já n fizeram.

    Curtido por 4 pessoas

  2. só vou ver os da mahou shoujo pq né, amo mahou shoujo. mas sem esperanças de que esse seja realmente “bom”

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu fiquei com vontade de ver o Rising of The Shield Hero quando vi o trailer na tv, mas aí li essa parte de “comprar escrava” e perdi totalmente o interesse.
    Eu quero mesmo é a temporada nova de MP100, e o resto de Attack on Titan, mas The Promised Neverland parece que vai ser foda tbm…
    Aliás quando que sai o Dororo novo? Eu li emprestado da biblioteca os volumea do mangá e me apaixonei, que essa animação nova seja à altura e tenha um final satisfatório!

    Curtir

  4. Bang dream 2 provavelmente vai ser excelente igual a 1° temporada, Tate No Yuusha é literalmente um isekai diferentão e muito bom , 5-tou é divertidinho, o resto tem alguns que da para dar rage mas a maioria é rage atoa e sem sentido.

    Curtir

  5. Eu vi os dois primeiros episódios da primeira temporada desse 3D Kanojo e é ruim em um nível em que causa dor física.

    Curtir

  6. Eu acho que o Maisdeoitomil e o “Choque de Cultura” da Web (so que em textos bem escritos no lugar de videos de sete minutos).

    Dragon Ball Super: Bloly
    Nanatsu no Taizai: Tenkuu no Torawarebito
    Dragon Ball Super (CN fd#!)
    Mob Psycho 100 2 (dublado?)
    The Promised Neverland (curioso)
    Boogiepop wa Warawanai (posso dropar)
    Dororo (posso dropar)

    O resto e lixo… ou nao.

    Curtir

  7. pior que o shield hero é até que legal no manga, o protagonista passa 90% do tempo puto com todo mundo e toda a galera sem ser o nicho “principal” é meio filha da puta, oq da uma quebrada de leve na plot batida dos Isekai.

    Curtir

  8. Pra ano que vem eu tô no aguardo de Dr. Stone e Kimetsu no Yaiba, grandes mangás que já me pegaram no primeiro capitulo <3

    Curtir

  9. Pensei que ia ter uma menção honrosa para Domestic Kanojo – não que a premissa seja exatamente ruim, mas aquilo tem cara de anime que o povo vai punhetar (literalmente) por misturar romance com safadeza (referência não intencional)

    Curtir

  10. Pode ser bom? Não, mas conta a história de um futuro distópico no qual a cultura otaku está na falência, então é extremamente confortante. melhor comentario!

    Curtido por 2 pessoas

  11. Faz tempo q tô curiosa com esse Meiji Tokyo Renka e nenhuma fujoshi babona me impedirá. :V

    Além desse, só tive interesse nos filmes de Psycho-pass. A cada temporada fica mais difícil encontrar o q assistir com tanto bagulho saturado e genérico.

    Curtido por 1 pessoa

  12. BanG Dream! >>>>>>>>>>>>> K-on.
    Pelo menos BanG Dream! tem um jogo mobile da hora.

    No mais, vou conferir esse anime da Tezuka Productions.

    Curtir

  13. BanG Dream! >>>> K-on!
    Pelo menos BanG Dream tem um jogo mobile daora. xD
    No mais, vou conferir o anime da Tezuka Productions.

    Curtir

  14. Pode ser bom? Até o The Voice Kids me atrai mais, e olha que odeio criança.

    Mara, please come to Brazil

    Curtido por 1 pessoa

  15. Caramba, a dona desse blog nao passa uma postagem sem falar da “punheta alheia” Não devo ter sido o unico que percebeu isso de tão gritante que é. Depois quer ter moral pra se posicionar em assunto serios que rondam o meio “otaku”, mas nao passa uma postagem sem fazer pouco caso do publico masculino

    Curtir

  16. Ela nao precisa se preocupar em zoar a “punheta alheia”. Vejo os jovens gazebos masculinos otacus se auto bestializando desde os anos 90 por uma calcinha fofinha.

    Nada de novo no front.

    Curtido por 2 pessoas

  17. Hystericaldark:

    Não assisti ao desenho, mas creio que, nessa história do “Shield Hero” (o Eric da nova geração; será que também tem Mestre dos Magos?), a parte dele “comprar uma garota escrava” é um recurso dramático que já li em um livro (mas do qual não lembro o título): provavelmente ele deve encontrar algum dono de escravos maltratando horrivelmente uma jovem e se oferece pra comprá-la com o intuito de libertá-la em seguida. Mas ela continua do lado dele, seguindo-o em suas desventuras, num misto de gratidão e de não ter outro lugar pra ir. E, provavelmente, vai pintar um climão entre os dois, naquela maneira leeeenta das séries (e dos mangás animês em particular).

    Se o desenho der certo, devemos esperar temporadas e mais temporadas de quase-beijos, abraços protetores no meio de batalhas seguidos de corações batendo rápido e diálogos cheios de mensagens truncadas:

    — Garota Ex-Escrava…
    — Sim, Naofumi?
    — O que eu disse foi errado. Não podemos nos relacionar neste mundo em guerra, ainda mais que quero voltar a meu mundo.
    — Sim, você tem razão.
    (__Continuam andando_)
    Ele (pensando): –“Droga, devia ter dito o contrário…”
    Ela (pensando): –“Droga, queria que ele tivesse dito o contrário,,,”

    Curtir

  18. Esse tal de Meiji Tokyo Renka me fez lembrar de Fushigi Yûgi e quase vomitei. Daí lembrei que comprei essa porra toda e acabei cagando na calça.

    Curtir

  19. Eu assisti o 1° episódio de The Rising of the Shield Hero e achei muito bom. Se o anime continuar dessa forma, ele será um exemplo da típica frase “não julgue um livro pela sua capa”. Eu também não tive uma boa impressão por causa dessa questão de escravos, mas quem assistir vai entender o por quê disso. Vi que no site Myanimelist o anime está recebendo com frequência as notas 8, 9 e 10 só com esse episódio, então acho que vale a pena dar chance a ele.

    Curtir

  20. O mahou shoujo spec-ops asuka praticamente não tem nada a ver com sailor moon, tirando o fato de ser sobre garotas magicas. tá mais pra um filme do Rambo misturado com mahou shoujos

    Curtir

  21. Alguém me explica esse “Virtual-san”? Pelo que tô vendo, me parece uma sátira aos “reality shows”, feito o saudoso “Ilha dos Desafios”, mas, em vez de ter personagens originais, usa caricaturas animadas de blogueiros e videoblogueiros famosos do Japão. Tô certo ou tô errado?

    Curtir

Os comentários estão fechados.