Eventos

CCXP promove Arquivo Confidencial do Faustão no lugar de painel de Cavaleiros

A frase “Vai ser épico!” pode ser tanto usada por um livreiro ao explicar do que se trata “A Odisseia” de Homero quanto como frase de efeito de evento nerd. Em ritmo de crescimento, a CCXP 2018 alcançou proporções gigantescas falando sobre cultura geek, seriados, games e otakic…

…ok, otakices ainda são deixadas de lado por esse evento, mas Cavaleiros do Zodíaco é quase uma categoria à parte. O anime que dominou a cabeça da molecada nos anos 90 tal qual os tazos e a playboy da Carla Perez continua tão revelante agora em 2018 que conseguiu até mesmo um painel próprio no evento que ignora a cultura japonesa. Mesmo com a credencial negada, consegui visitar o evento e conferir uma das palestras mais ironicamente sensacionais dos últimos anos.

Painéis sobre novidades da franquia Cavaleiros do Zodíaco não são novidades na CCXP. Embora certas coisas anunciadas nunca tenham saído (um beijo, Alma de Ouro! Por onde anda?), o Brasil segue com essa relação de comensalismo com a Toei sempre oferecendo um painelzinho para expor algo da franquia. Dessa vez o tema foi Saintia Shô, o vindouro anime que coincidentemente estreia nesse final de semana (chegando na segunda-feira lá na Crunchyroll).

Estiveram no palco do auditório Ultra o Noriyo Sasaki (que trabalhou em Hades e no Pachinko) e Kaoru Okehara, um assistente que está em Saintia Shô e no remake da Netflix (que já ganhou matéria aqui no site para falar sobre a mudança do Shun, clique aqui pra ler). Para que pudéssemos entender aquelas palavras em japonês, entrou em cena o maravilhoso tradutor Arnaldo Massato Oka (que já traduziu muita coisa na JBC) e a mediação foi feita por Eduardo Vilarinho, nada menos que o DONO do Site dos Cavs.

O bate papo foi quase um live action do próprio anime original de Cavaleiros do Zodíaco, repetindo todos os memes e clichês do anime como um easter egg para quem se dignou a entrar numa palestra da franquia. “Kurumada queria mostrar o crescimento de Saori de alguma forma“, explicou Sasaki em pelo menos quatro momentos do bate-papo, nos fazendo lembrar dos famosos diálogos repetidos pelos personagens surdos de Cavaleiros do Zodíaco.

Vilarinho, aliás, trouxe para os eventos um novo modelo de palestra. Deixando de lado perguntas sobre a produção do anime e curiosidades, o bastião do Site dos Cavs fez questão de surpreender os convidados com questionamentos pautados da falta de relevância. Perguntou sobre os pachinkos (que não serão lançados no Brasil) e até questionou sobre o blu-ray da série que não teve qualquer capítulo exibido até o momento. Ao final da palestra, após pedir para que as perguntas da platéia fossem sobre temas relevantes, Vilarinho perguntou o signo de cada um dos convidados. Informação, a gente vê por aqui!

O painel ganhou também um contorno de bajulação de celebridades. Assim como no Arquivo Confidencial do Faustão, o mediador decidiu conferir o currículo do convidado, relembrando sua participação na época da produção do anime. “Na época do anime original, eu estava em outro projeto“, comentou Sasaki contrariando o próprio release divulgado pelo evento.

Mas um verdadeiro Arquivo Confidencial é feito com surpresas, não é mesmo? Ao abrir a palestra para perguntas da platéia, alguém pegou o microfone e ouvimos uma voz grossa que se apresentou como a pessoa responsável por ter colocado Cavaleiros do Zodíaco na grade da Rede Manchete em 94. Por mais que os incrédulos digam que esse momento foi mais armado que o programa do João Kléber, eu estava lá na frente quando Vilarinho se levantou espantado: “O quê?? Cadê você?“. O homenageador se tornou o homenageado.

Ao som de gritos efusivos da plateia (alguns o chamaram de “mito” ou de “pai dos animes no Brasil”), Eduardo Miranda subiu ao palco do painel para perguntar se Saintia Shô teria cenas impróprias como o anime original, como gente pelada tomando banho e fazendo monólogo. “Nosso limite na exibição na TV é o tamanho da saia da Sailor Moon“, explicou Miranda. “Eu trabalhei em Sailor Moon!!!“, comentou animadamente Sasaki, mas infelizmente nenhuma das pessoas do palco estava interessada na informação. Um grande momento que teve como som de fundo pessoas de 18 anos pedindo o retorno dos bons tempos da Manchete, a emissora que fechou há 20 anos.

O painel ainda tem muito o que melhorar como entretenimento, afinal mesmo com esses plot twists e o formato importado de um dos mais relevantes dominicais da televisão, a parte de informações sobre Saintia Shô ficou devendo. Mais sorte na próxima.

12 comentários em “CCXP promove Arquivo Confidencial do Faustão no lugar de painel de Cavaleiros

  1. gente do céu, que farofada kkkkkkkkkk

    saintia shô esquecida no churrasco, afinal de contas, não existia há 30 anos atrás quando adolescentes machos primeiro entraram em contato com anime né mesmo rs

    Curtido por 2 pessoas

  2. eu nunca fiu em evento algum e sempre q paro pra pensar chego a conclusão q é melhor ñ ir, são artigos como esse q mantem a minha duvida se devo ir ou ñ… porem esses eventos tem o seu lado positivo… acho q consiguiria comprar algo na promoção ou raro

    Curtir

  3. Ufa!!! Q bom chega dessa discussão do Shun mina. E porra maluco vir pergunta de putaria em Santia Sho, tá de sacanagem. Tipo ate tem umas cenas ecchis no mangá mas são rapidas e somem após alguns volumes.
    A pergunta q devia ser feita mesmo ninguém fez: Como q um traço tão bonito foi ignorado pra fazer a adaptação numa versão piorada do Traço do Shingo Araki ?
    Po queria muito q Santia Sho desses certo, mas da maneira q tá indo vai ser só mais um spin off de cdz jogado por ai.
    E po n teve nada de Dragon Ball nesse evento? Filme ta saindo em janeiro porra!! Vamo fazer o marketing e n só painelzinho com estatuas dos personagens e logo do telecine.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Essa papagaiada toda e o Villarinho não fez uma pergunta que prestasse? Nenhuma informação relevante foi dada? x.x

    Curtido por 1 pessoa

  5. Que lástima. Nos vídeos que andei vendo, tem um monte de trintões e quarentões gritando, “manchete, manchete, manchete”.

    Talamiséria! Bando de mentecaptos!

    Curtido por 2 pessoas

  6. Normal. Sabe-se qie a fandom do CDZ e assim mesmo.

    No mais o Santia Sho e subproduto mesmo. Pode ser ate bacana, mas vai estar preso a CDZ.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Ah eu acho um saco essa babação de ovo em cima do pessoal da Sato Company e outras distribuidoras que trouxeram esses animes e seriados pro Brasil, eles são tratados como heróis quando na verdade só são empresários, trouxeram essas bagaceiras pra cá por causa de dinheiro e não por caridade.

    Curtido por 2 pessoas

  8. “Kurumada queria mostrar o crescimento de Saori de alguma forma“

    Então alguém precisa informar que ele falhou miseravelmente, porque até quando a Saori ganhou armadura ela continuou sendo a mocinha indefesa inútil. Quando ela for mostrada saindo na porrada, perdendo uns litros de sangue e soltando uns golpes especiais, aí a gente conversa.

    Curtido por 1 pessoa

  9. A propósito, Mara, leu os crossovers da Turma da Mônica com a Liga da Justiça? As histórias nos gibis da Turma criança até que ficaram divertidas, agora, a primeira parte do crossover na Turma da Mônica Jovem (justamente a que o crossover poderia ser explorado com mais maturidade e talz) tá um verdadeiro show de horrores, cheia de piadinha sem graça e de cenas tiradas do cu. E você ainda reclamava do crossover com as criações do Tezuka…

    Curtir

  10. @SKY estou indignado aqui: como nao conseguiu a credencial do evento? Que morte horrivel. E pensar que ela fez ppr merecer com seus topicos que seguem a cartilha imprensa atual e a puxacao dr saco com a CR e a NP.

    Mas dias melhores virao.

    Curtir

  11. Nossa. Gastar uma grana preta pra ver isso? Até desanima ir em uma CCXP pra ver coisas relacionadas à animes.

    Curtir

Os comentários estão fechados.