Vergonha Alheia Televisionada

É pra se empolgar com o retorno dos animes à Band? NÃO!

Os sites otakus de notícia na noite de ontem vibraram com a revelação dada pelo site Notícias da TV: a Band estava criando um novo bloco de animes em sua grade, com a exibição de Beyblade, B-Daman e Super Onze.

Muita festa e rojão virtual, e de longe já enxergávamos os jovens adultos que não assistem televisão vibrando porque é o retorno dos animes na tv aberta. A Band, como se sabe, é muito querida pelos otakus por ter transformado belos tapa-buracos (como Dragon Ball Z, Cavaleiros e Slayers) em evidências claras de uma preocupação com animes.

Esse tipo de exaltação nas redes é bem comum, vide a comoção popular com a estreia de Pokémon na RedeTV inversamente proporcional à audiência que o negócio teve, mas não estou aqui para cortar o barato do povo. Estou aqui para cumprir minha função de advogada do Dabura e mostrar o outro lado dessa “maravilha para os animes”: pelo menos SESSENTA PESSOAS foram demitidas.

Talvez você não saiba, mas a Band está quebrada. Se sustentando basicamente no tripé bandiano (composto por edições arrastadas do MasterChef, merchans da Cátia Fonseca e desgraças do Datena), a emissora se viu obrigada a demitir equipes inteiras de programas como o Cozinha do Bork e o Superpoderosas. Para se ter uma ideia, até o próprio Bork foi demitido da Band, e olha que ele É PARENTE DO DONO DA EMISSORA.

Sem ter o que passar no horário matutino, restou à Band apelar para desenhos japoneses baratinhos oferecidos por alguma distribuidora. Ou seja, ela não tem o menor compromisso com os três animes e muito menos vislumbra a enésima recriação do Band Kids com uma versão shippuden da Kira… a Band só quer algo barato para ocupar espaço da grade. Se não der audiência (spoiler: não vai dar), ela troca por qualquer outra coisa igualmente barata. Pode ser pegadinhas, reprise do MasterChef e por aí vai.

O público otaku mais velho do Brasil ama bater palma para qualquer iniciativa porca de exibição de anime na TV aberta e sonhar com o retorno de uma realidade que funcionava no começo dos anos 2000, mas ignora completamente que isso pouco importa e que a cultura de ver anime na TV ficou lá atrás.

E vamos ser bem claros, não é porque a Band vai exibir ~clássicos da sua juventude~ que sua infância vai voltar. Dsclp.

24 comentários em “É pra se empolgar com o retorno dos animes à Band? NÃO!

  1. Vai ser igual foi com Power Rangers:
    1 – Vai começar tudo conforme o planejado e vai funcionar por umas duas semanas;
    2 – O bloco começa a perder espaço na programação
    3 – Acontece uma mudança de horário e o bloco fica menor de novo
    4 – O bloco sai da programação de repente
    5 – Na madrugada de sábado para domingo um dos animes fica sendo exibido como tapa buraco e fora de ordem

    Curtido por 3 pessoas

  2. A BAND ao que parece vai finalizar com a Disney. Uma coisa que não foi citado é que os telecultos da IURD estão se afastando da TV Aberta.

    Melhor animação do que esses programas femininos flopados, não vão dar audiência do mesmo jeito e faturamento deve ser bem pouco pra ela. É trocar 6 por meia dúzia no final das contas.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Carai, n tava sabendo dessa crise da Band n. É rapaz tá ficando feio o negocio.
    Quanto aos animes: Quem comemorou essa porra ? Serio 2 dos 3 são animes avulsos q sinceramente ninguem liga. Beyblade n consegue fazer sucesso no Cartoon (onde é exibido de maneira mais irregular possivel) e o B-daman tem mo cara de mais um genérico alá Bakugan, mecard e afins. O melhorzinho é o Super Onze, mas sinceramente n acho q vá atrair publico. Galera as vezes se deixa enganar foda.
    Bem como todo mundo já falou ae, dura umas semanas e depois vai pro vinagre.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Beyblade n consegue fazer sucesso no Cartoon (onde é exibido de maneira mais irregular possivel).

    -Então é por isso que não está fazendo sucesso, aliás foi assim que mataram aquele remake dos Thundercats.

    Quem sabe que essa exibição mais certinha dê algum resultado…

    Curtido por 1 pessoa

  5. Tá com cara de q vai ter o mesmo tratamento do CRTV na Rede Brasil, se não até pior.
    Os animes que gostei desse bloco tive até q procurar o resto pra ver na net, de tão ruim q o negócio tá.
    Só o Mob Psycho 100 que conseguiram exibir mais ou menos direito (isto é, sem ficar pulando nem passando eps errado, ou mudando de horário)

    Curtir

  6. Cara, o Mob Psycho na Crunchyroll TV/Rede Brasil foi perfeitinho. Consegui acompanhar até o último episódio. E pensa em uma dublagem perfeitinha?

    Quanto ao retorno dos animes na Band, ow Mara, uma sugestão: notícias como esta tu não deveria ser irônica totalmente no texto. Faz o começo do texto irônico e o resto deixe bem claro como a neve a situação, sem tantas ironias. A situação é bem séria, e acho que sendo um pouco mais clara do que foi neste texto, talvez a otakaiada caia a ficha que a situação das mídias no Brasil tá um porre. E a Band só não cai do cavalo porque ainda tem um pouco de gás.

    Curtido por 2 pessoas

  7. Eu queria que voltassem a passar cine band privé, pra depois, logo em seguida, exibirem a programação da Igreja Universal do Reino de Deus kkkkkkkk

    Curtido por 2 pessoas

  8. @vagligeirinho, tbm achei muito boa a dublagem do Mob Psycho, eu acho que eu até prefiro a dublagem do próprio Shigeo em português mesmo. Mas nem a exibição desse anime foi 100%, pq já vi cortarem um pedaço do final duas ou três vezes na época do horário politico. Mas claro, comparado com o tratamento que os outros animes estão tendo no bloco (ESPECIALMENTE os de domingo), isso não é nada.

    Curtir

  9. Não vou mentir, eu AMO Super Onze mas a chance do programa ir pro buraco antes da terceira temporada (a da Copa do Mundo) me desanima.
    Sobre as demissões, essa é a parte triste do lance.
    Vendo por um outro lado, o SBT ganhou concorrência nas manhãs. Até quando, só Deus sabe.

    Curtir

  10. Se você realmente se importasse com as pessoas sendo demitidas, você não teria apoiado certo candidato pra presidente. Então vamos ficar felizes por ter animes na tv aberta e torcer pra dar retorno.

    Curtir

  11. Sinceramente, eu nem apoio esse tipo de exibição por mim (que me encaixo exatamente no grupo dos tais “jovens adultos que não assistem televisão”), mas sim por muito moleque por aí que mal tem acesso a internet direito, e já pode ao menos aproveitar a exibição desses animes infantis como mais uma opção aos desenhos saturados do SBT e da TV Cultura. Provavelmente seja só mais um tapa buraco nessa emissora que tá aí indo pra vala, mas nada impede também de algo bom sair disso, e não custar incentivar…

    Curtido por 1 pessoa

  12. Tem gente que ainda acha que emissora de TV e instituicao de caridade e tem que manter programas que nao dao lucro.

    Superpoderosas dava traco de audiencia e a Cozinha do Bork era comandado por um cara com alta influencia na emissora. Essa mudanca de postura ate que e bem vinda.

    Curtir

  13. “Eu queria que voltassem a passar cine band privé, pra depois, logo em seguida, exibirem a programação da Igreja Universal do Reino de Deus kkkkkkkk”

    E você acha que os “missionários” iam se importar? Dando espaço pra eles venderem suas crenças e conseguirem mais otários pra dar dinheiro pra eles, pode até colocar a programação da Universal DENTRO do Cine Band Privé…

    Curtir

  14. Se a Band ligasse mesmo para animês, já tinha colocado Shokugeki no Souma no ar.

    Afinal, é o mais próximo de uma versão em animê do MasterChef.

    Curtir

  15. sejamos otimistas:
    se a band tratar os animes de uma forma diferente do que a redetv! fez com o pokémon, pode até dar certo.
    e se isso acontecer talvez a band coloque os animes proximo ao futuro bloco da disney, ou os use como tapa buracos mesmo.
    Temos que levar em conta o fato de que esses animes são para o público infantil, e só pra citar um exemplo é esse público que já vinha colocando o sbt em primeiro lugar aos sábados.

    Curtir

  16. Eu tenho pena de vocês, sério.
    Sem gozação, sem curtição, na moral mesmo, tenho pena de vocés que tentam incentivar ou acreditar nessas empreitadas de TV aberta.
    Tem muita coisa que geral não sabe sobre o que acontece numa emissora de tv, então deixa quieto.

    Uma coisa eu garanto sem medo:
    A referida emissora nunca gostou de programação infanto-juvenil, nem na minha época de criança, quando passava zé colmeia e pepe legal a tarde toda, apenas pra tentar ganhar ibope do sbt que tinha a mara maravilha como concorrente.
    Até o satanás tem medo desse povo…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s