Mercado Nacional

Panini salva Toriko do cancelamento tornando ele mais difícil de ser encontrado

Há algum tempo, uma notícia corroeu o coração dos otakus: Toriko, mangá da Panini, estava vendendo tão mal que a editora estava pensando em formas de viabilizá-lo por aqui. Essa notícia, divulgada através de resposta de social mídia em vez de declaração oficial, uniu numa campanha todos os otakus que defenderam o mangá que eles mesmos não compravam. Grande correntes em grupos de mangás surgiram, pedindo para que todo mundo desse likes no post como se fosse energia para uma Genkidama. Todo esse apelo com certeza ajudou a Panini a ver que Toriko tem um grande público, e ela divulgou em suas redes sociais um comunicado falando do destino desse e de outros mangás:

O comunicado, lançado nas redes durante a partida de Brasil x Alemanha (mostrando que timing é sempre uma das virtudes da equipe das redes sociais da editora), basicamente mostra que eles não querem cancelar mangás, então Toriko, Triage X e Ninja Slayer terão mudanças na periodicidade e outras coisinhas.

Para salvar Toriko, a editora decidiu então transformar o mangá em QUADRIMESTRAL, ou seja, saindo a cada 4 meses se não rolar atrasinho. Faltando apenas 13 volumes para terminar esta bagaça, a nova estratégia da editora fará com que demore nada menos que QUATRO ANOS E MEIO para finalizar as aventuras de Toriko por aqui.

Mas, assim como nas propagandas da Polishop, NÃO É SÓ ISSO. Como o mangá dava um prejuízo do cão, ele agora será disponibilizado apenas em lojas especializadas de quadrinhos e no site da editora, ou seja, temos um dos primeiros mangás da Jump (normalmente os mais ambicionados pelas editoras de mangá por venderem bem) que não está indo para as bancas e tendo uma venda mais limitada. E possivelmente por diminuição na tiragem, todos esses mangás do comunicado terão preço de capa aumentado: Toriko vai pra 18,90, já Ninja Slayer passa a custar mais que a linha mais cara da editora, já que One-Punch Man custa 18,90. E tudo isso no bom e velho papel jornalzão.

Você negaria 19 reais a um mangá com essa capa?

Piadas à parte, é bom ver que a editora está se esforçando para não cancelar os títulos, porque mesmo o público de Toriko (6 otakus) e os leitores que curtem Ninja Slayer (também conhecido como Bruno Zago) merece ter as histórias até o fim. Só chega a ser meio estranho esse aumento na periodicidade de Toriko: não seria mais vantagem se a Panini bancasse um prejuízo agora e lançasse logo os 13 volumes que faltam? Ou será que o mangá dá TANTO prejuízo que até esse projeto a longo prazo parece mais atrativo?

Enquanto os leitores estão revoltados, me peguei pensando em detalhes como preço. Ultimamente, com nossa economia indo de mal a pior, costumamos ter reajustes anuais de preço nos mangás. Isso quer dizer que a cada 3 volumes de Toriko vai rolar outro aumento de preço? Quanto será que ele vai custar no final? Será que ele vai chegar ao final? Quais as chances desses 6 leitores irem abandonando o mangá nos próximos quatro anos e meio? E cês tão ligados que o final de Toriko está previsto para depois das eleições presidenciais de 2022?

Anúncios

29 comentários em “Panini salva Toriko do cancelamento tornando ele mais difícil de ser encontrado

  1. A panini tem que revisar essa merda ae urgente, quando a serie foi lançada eu estava com o orçamento apertado e n pude acompanhar. Na época eu tava mó puto pq tive que abdicar de alguns lançamentos que eu queria pra n prejudicar os que eu tava acompanhando. Hj só tenho que agradecer a crise por ter me livrado de um problema enorme.

    Curtir

  2. Me pergunto se a resistência em lançar Haikyuu!! seria por medo de acontecer alguma coisa parecida, mas aí eu lembro que Toriko é só ruim mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Como ainda não lançou a edição 30 e a série finaliza na edição 43, não faltam 14 edições pra finalizar? Isso daria 4 anos e 8 meses a partir do lançamento da edição 30.

    Curtir

  4. Eu achei uma boa estratégia da Panini, porque se lançasse tudo agora seria um grande investimento imediato para algo que ficaria encalhado até essa turma juntar mesada o suficiente para comprar o resto da coleção.

    Da forma como está, dá pra ir adiando a inevitável morte do mangá e ir imprimindo cada vez menos volumes à medida que o tempo passa.

    Vai chegar no volume final e vai ter uma única impressão, que vai ficar dois meses encalhada na loja da Panini até alguém comprar e tentar revender por 10x o preço no Mercado Livre.

    Curtir

  5. Que estratégia hein? A editora terá mais custo lançando nessa periodicidade a longo prazo (um fatinho da ponta do iceberg é a inflação) Se resolveu continuar a lançar, é viavél pagar o pato agora saindo a cada dois meses. Seria como uma conta chata do cartão de crédito mas no fim sairia do serasa. Panini me desapontou com Kekkaishi, me esforçei tanto para colecionar e ainda tenho guardados. Desde então não cometo o erro de começar outra coleção de uma série em mangá.

    Curtir

  6. Se o “livrarias” ali incluir a Amazon, pra muita gente vai ser é mais fácil de ser encontrado, porque Vinland Saga 19 mesmo nunca apareceu nas bancas de alguns lugares até hoje.

    Mas acho que a melhor forma de resolver seria mudar o formato da publicação, pra queimá-lo mais rápido.

    Usando um exemplo gringo: Twin Spica.
    A publicação ia mal das pernas então a editora resolveu aumentar o número de páginas por edição à partir do volume 7, completando a série em 12 volumes, em vez dos 16 originais.

    E curiosidade, mesmo com um aumento de 50% no número de páginas, continuaram cobrando o mesmo preço de capa dos volumes anteriores.

    Você negaria 19 reais a um mangá com essa capa?

    Mas se ninguém comprar, como que o autor vai conseguir dinheiro pra poder gastar em prostituição infantil? :(

    Curtir

  7. A panini tem que começar a fazer uma coisa chamada: AVALIAÇÃO DE MERCADO/PUBLICO
    Ficam publicando qualquer coisa que ta em um momentinho de hype, pra dar nisso, aumentar de forma ridícula o preço de capa com a desculpa de “n vamos meter na geladeira”
    KKKKKKKKKK
    to sabendo

    Curtido por 1 pessoa

  8. Bem…sou obrigado a dropar Toriko e talvez, quem sabe no futuro muito distante, pegar os numeros que me faltarem pra completar essa merda. Se eles estão se lixando pra nós 6 compradores e vão levar 4 anos pra terminarem não me custa nada esperar publicarem tudo e depois comprar (nem que seja em sebo, encalhes de lojas ou mercado livre) , ou até mesmo nem comprar nada. Já dropei Bleach depois de 50 edições, pra esquecer Toriko não será nenhum sacrificio

    Curtir

  9. Prefiro esperar mais de quatro anos para ver o final de Toriko que ir a um bar com Marcelo Del Greco.

    Curtir

  10. Se é pra falar de mercado sem entender do que tá falando nem precisa.

    1 – ao espaçar a publicação você dilui o gasto que seria muito maior em um período menor de tempo. publicar tudo de uma vez pra se livrar logo de um produto é burrice que só otaku acredita. o mercado de livros prova isso com espaçamento maior entre os lançamentos (a Leya faz muito disso com suas series de fantasia, e a Record tambem).
    2 – cortar a distribuiçao das bancas não é pra dificultar encontrar o mangá, e sim pra cortar os gastos. está claro que esses mangás não vendem pela decisão da panini, então pra que continuar gastando dinheiro pra distribuir pelo país inteiro algo que não vende?
    3 – “mas gabriel seu gordo, entao por que o preço aumentou tanto?” simples. a tiragem deve ter sido reduzida drasticamente. vamos enfatizar a parte da panini provar que NÃO VENDE e que provavelmente essa tiragem vai ser reduzida em mais da metade do original. entao CLARO que vai aumentar. não precisa ser muito inteligente pra saber disso.

    claro que as pessoas nem vão ler esse comentário porque é muito melhor reclamar de mangás que nem compra do que entender algo que o texto desse blog nao consegue e nem tenta explicar.

    Curtido por 4 pessoas

  11. Gabriel Sarcosi meu amigo, essas justificativas seriam bem mais aceitáveis se optassem por espaçar a periodicidade OU aumentar o preço, não? Não vejo motivo lógico para fazerem os dois a mesmo tempo, me parece só uma prática abusiva em cima de um consumidor que se vê em desvantagem e tem que “aceitar o que tem”. Mas na realidade, a menos que um de nós seja tesoureiro da Panini, ninguém aqui vai ter resposta certa… o texto da Mara quis propor reflexão e não solução.

    Curtir

  12. Po eu tava triste q minha coleção de Toriko ia empacar no 17, eu n ia poder completar e tal.
    Mas 18,90… Meu amigo desse barco eu pulei. N da n cara, ta muito caro, porra Toriko é mangazão padrão, com uma história q n é boa e nem ruim e é lançado em um dos formatos mais vagabundos dos tempos atuais e porra 18,90. Se eu fosse comprar Toriko no serio teria q pelo menos abandonar outros títulos da Panini e n vou fazer isso pq eles são melhores q Toriko. E meu prejuízo ainda seria maior pq ainda tem q adquirir o restante q nem comprei do preço normal. Bem uma pena. Acabei virando o otaku chato q reclama, mas no fim nem consome, mas a crise ta foda parceiro e já tive q fazer muitos cortes.
    E sim, sei das artimanhas do mercado, li os comentarios dos companheiros acima e tal, mas situação n ta bacana n. Se fosse em outros tempos nem taria reclamando e ia comprar de boa vontade.

    Curtir

  13. Pior que já esperava esse cenário dentro do mercado de mangás: um mangá de uma linha famosa (Jump) tendo que ser lançado desse modo pra ao menos o público poder completar. Só comprova o fato do mercado de mangás ser esse nicho maravilhoso que é. A ponta do Iceberg ficou evidente mais uma vez

    Curtir

  14. hum… quer dizer q o produto está dando prejuízo, então vamos arrasta-lo por mais muitos anos custando mais caro e assim os poucos q ainda compram desistam de vez de compra-lo! Parece que faz sentido =P
    Acho engraçado a própria Beth Kodoma tratava o mangá de Toriko com desdém, era textão na divulgação de One Piece e de Toriko apenas o número do volume… ou seja, parte dessa culpa toda é sim da Panini também e dessa editora patética q eles tem… lamento por Toriko, bem feito pra Panini!

    Curtir

  15. Do que adianta espaçar tanto assim sendo que novos fãs jamais conseguirão comprar o início da série.

    Isso, pra mim, é um dos maiores problemas no Brasil. Tantno nos EUA quanto na França consigo os volumes iniciais de mangás que já terminarem há mais de 5 anos.

    Curtir

  16. Não entendo porque tanto espanto com os preços. A Panini colocou os mangás na geladeira, eles congelaram, ficaram mais pesados e por isso estão mais caros, simples assim.

    Agora, falando sério. Sobre a mudança de periodicidade, como o preço aumentou, acaba aquela desculpa de “vou dropar a série porque já compro muita coisa e não consigo sustentar esse aumento”, afinal, a pessoa vai ter o dobro de tempo para conseguir o dinheiro. Lógico, tem a questão de custo-benefício, mas aí, é outra história.
    Além disso, como os mangás vão só para lojas especializadas, sempre tem a chance de rolar aquele “desconto bacanudo®”. Afinal, ao contrário das bancas em que mangás são vendidos em consignação (e se a coisa não vende, a editora fica com todo o prejuízo), as lojas costumam comprar os produtos para revender, por isso, vão fazer o possível – talvez, o impossível – para desencalhar o estoque.
    Fora que, quatro anos para terminar uma coleção nem é tanta coisa, ainda mais se o pessoal espera ver mangás recentes e ainda em publicação serem lançados por aqui. Aliás, melhor esperar quatro anos por um mangá que tem final do que passar anos a fio comprando algo que nem se sabe quando, ou mesmo, se vai ter fim (Né, Togashi? Né, Miura? Né, Inoue?). Claro, se a Panini vai mesmo publicar até o final já são outros 500… (mas, para não perder o argumento, pelo menos, tem um fim! xD)

    Curtir

  17. E a pergunta que não quer calar: Cadê os fanboys da Panini agora? Cade os onii-chans da Panini sugoi desu? Baka gajin tudo calados agora.

    Curtir

  18. Convenhamos, quem foi o gênio que achou que Triage X e Ninja Slayer seria um sucesso no nosso mercado? Toriko ainda da pra engulir, enganou até os japoneses que tiveram que voltar com Dragon Ball Kai depois que o animê disso fracassou.
    Panini só mostra sua própria incompetência na hora de analisar mangás pra lançar por aqui.

    Curtir

  19. só tenho a agradecer a panini em relação a Toriko
    era o que me faltava pra definitivamente decidir em não comprar mais nada novo dela

    na minha opinião Toriko tinha que ter virado mensal ano passado no lugar de One Piece

    aumentar o preço e torná-lo quadrimestral:
    agora é que vai ter prejuízo e a longo prazo
    já que os “poucos” que compravam vão dropa-lo (eu sou um desses)

    Curtir

  20. @esferasdodragaoz acho q Triage X veio por ser desenhado pelo mesmo cara de Highschool of the death, como essa porra tinha muito fã (creio eu) e acabou, pois tragicamente o retorista faleceu, a Panini com certeza tentou pegar o publico q consumia HOTD só pq tinha o mesmo desenhista, ou seje, aquelas logicas de merda q as editoras metem sem uma justificativa realmente plausivel. Ninja Slayer é a incógnita dessa equação, seria até legal a Mara fazer um trabalho investigativo nisso ae. Eu mesmo nunca ouvi falar de joça até uma temporada de anime ae onde esse cacareco ganhou um anime, sendo q ninguém nem sequer deu muita atenção a ele.

    Curtido por 1 pessoa

  21. Sou um dos 6 leitores fãs de Toriko e confesso que os traços são sofríveis, entretanto acho a história fodástica! De qualquer forma, entendo essa ação da Panini, visto que é uma empresa que visa lucro…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s