Recapeando

Recapeando o curta-metragem brasileiro baseado em Cavaleiros do Zodíaco

Uma das minhas andanças pelo Site dos Cavs havia me revelado que estava rolando um grandioso projeto de fãs para a criação de um live action brasileiro baseado no anime que tanto amamos odiar. O curta metragem chamado “A Lenda de Fênix” teve até uma pré-estreia em Mogi no último dia 26 de janeiro e foi lançado no dia 2 de fevereiro no YouTube. Como fãs de Cavs é um nicho que não se espalha para outros otakus, ninguém deu uma foda para essa produção audiovisual. Como acho isso injusto, estou aqui cumprindo minha função de Otaka Influencer e mostrando um recap desse maravilhoso curta-metragem produzido sem qualquer centavo vindo de leis de incentivo ao cinema. IKIMASU ver o que tem nesse filme!

O curta-metragem já começa tal qual grandes clássicos dos filmes de heróis, com uma longa narração do dublador Flavio Dias ambientando o público para esse universo tão rico criado por Masami Kurumada:

É aí que vemos um belo campo arborizado em que Ikki de Fênix aparece para deixar flores para sua crush de infância Esmeralda, a filha de seu mestre que ele sentia desejos por ser estranhamente idêntica ao seu irmão. Nesse momento ouvimos Leonardo Camilo, o dublador do Ikki no anime, falando um texto emocionado como sua armadura o acompanhou em todas as batalhas:

É quando vemos um flashback mostrando como a jovem Esmeralda cuidava bem de Ikki lá na Ilha da Rainha da Morte, passando merthiolate nas feridas recém abertas pelo mestre maléfico do rapaz.

Completamente apaixonada pelo aluno de seu pai, Esmeralda o pega pela mão para mostrar algo lindo e maravilhoso que encontrou na Ilha da Rainha da Morte:

A cena que mais parece plot inicial de filme erótico na verdade tinha uma finalidade mais lírica. Tal qual o poema de Drummond, Esmeralda queria mostrar que mesmo num lugar feio e cheio de filtro sépia como a Ilha da Rainha da Morte era possível nascer uma flor.

(parabéns à produção do filme que colocou o dublador do anime no personagem live action, deixando o curta com a mesma bizarrice do anime de termos atores cinquentões dublando adolescentes de 14 anos)

Mas o flashback precisou ser interrompido porque o vilão filler surgiu no túmulo de Esmeralda:

O vilão pede para seus capangas atacarem Ikki para que o curta tivesse cenas  de ação (que, inclusive, estão bem coreografadas, parabéns aos envolvidos):

Mas o vilão tinha suas próprias motivações, que só foram explicadas quando Ikki fez a pergunta clichê:

Meu Deus! Como assim Ikki matou a família dele? Sorte que temos mais um flashback para explicar a reviravolta:

E é aí que vimos que o roteiro segue fielmente o jeito de Masami Kurumada de criar narrativas, inclusive tirando coisas do éter para que a história seguisse esse caminho e pronto:

Infelizmente o flashback não foi o bastante para convencer o vilão a deixar de ser vilão, então Ikki de Fênix usou outro recurso muito utilizado nos animes: O TEXTÃO DE AMIZADE!

Após deixar a alma destroçada de seu adversário através de um textão, Ikki de Fênix foi embora e o curta terminou.

Se quiser conferir o filme você mesmo, basta clicar aqui e ser feliz!

10 comentários em “Recapeando o curta-metragem brasileiro baseado em Cavaleiros do Zodíaco

  1. precisa nem assistir o curta pq o recap da mara já faz isso e ainda melhora a história! kkkkkk

    Curtir

  2. Depois que assisti o Death Note do Acre, nunca mais perco tempo (sóbrio) assistindo esse tipo de produção novamente.

    Como parei de beber…

    Curtir

  3. Sempre achei que os Cavaleiros do Zodíaco fosse um desenho bancado pelo Valter Mercado para divulgar a astrologia no Brasil.

    Curtir

  4. Como o proprio ex-mestre uka uka de ikki te falou mara:

    ” te falta ódio para desnecessariamente apunhalar esse live que possui todos os elementos de um ep filler normal de cdz”

    Cdz tem essa mania de engrandecer as coisas. “A lenda de fenix” poderia ser um ep de casos de familia “meu pai nao suporta meu futuro marido e me prefere ver morta”

    Pelo menos não tiveram a idéia do hyoga porque seria uma novela mexicana bem melosa. Seria 90% lagrimas e “mamae”

    Curtir

  5. bosta

    fede bosta

    parece bosta

    tem textura de bosta

    só pode ser bosta

    preta velha sempre acerta

    abraços

    Curtir

Os comentários estão fechados.