Animes

Sou amarga demais para gostar de Card Captor Sakura: Clear Card

Toda temporada de animes é a mesma coisa: todo mundo corre para descobrir quais serão as séries boas pra assistir. Seria o Central do Brasil steampunk de Violet Evergarden? Seria o kama-sutra para mechas mechas de Darling in the FranXXX (o erro de digitação foi intencional)? Não, para todo mundo o anime do momento é Card Captor Sakura: Clear Card, a nova temporada desse clássico dos anos 90 que está de volta para provar ao Clamp que, como diria Renato Russo, “tudo o que você faz na vida volta pra você”. Mas será que a nova temporada de Sakura é realmente um anime legal? Infelizmente não sei responder isso.

Como uma das mais chatas principais formadoras de opinião da Imprensa Especializada (pff), muitas pessoas queriam saber o que eu estava achando da nova série de Sakura. Ok, eu sei que na verdade as pessoas queriam que eu falasse que o anime é uma bosta, mas não posso falar isso. Entretanto, posso afirmar que eu odeio esse anime. O motivo? É FELIZ DEMAIS.

Eu explico. O mundo de Card Captor Sakura é extremamente idealizado e feliz. Todos os personagens transbordam alegria. Não existe tristeza nessa série, tudo é perfeito demais. E isso reflete na narrativa. Cerca de 90% de cada episódio se trata apenas de slice of life em que nada acontece e todo mundo é extremamente feliz e companheiro, como numa propaganda de margarina. No segundo episódio, por exemplo, acompanhamos as crianças todas felizes na escola e depois fazendo um cheesecake. 10% do episódio foi com algo relevante em si, que foi a Carta Mágica do dia causando probleminhas que foram resolvidos de forma imbecil.

Talvez por ser uma pessoa naturalmente amarga o anime de Clear Card me irrita profundamente. Toda vez que sento para assistir a um episódio passo por uma montanha russa de ódio. Ele me incomoda mais que posts de otakus batendo punheta para lombadas alinhadas! Toda aquela felicidade e falta de conflito pra mim é tão inverossímil que até a existência de cartas mágicas parece mais acreditável que pessoas alegres daquele jeito.

Inclusive tenho uma teoria de que Card Captor Sakura na verdade é uma história que se passa num coma da protagonista, que pode ter batido a cabeça quando foi capturar a carta vento no primeiro episódio. Isso explicaria por exemplo porque a tecnologia não é muito uniforme: enquanto Sakura usa um smartphone moderno, Tomoyo continua hipster com sua máquina filmadora dos anos 2000.

Estou falando que Clear Card é um anime ruim? Não é bem isso. Reconheço que é uma produção de animação impecável com um marketing bem feito que acalenta o coração daqueles que assistiam ao anime original 20 anos atrás (curiosamente essa frase também vale para Dragon Ball Super e Digimon Tri). Mas não consigo acompanhar com tamanha falta de conflito.

Não digo que a série precisa ter bullying, violência ou gente morrendo toda hora, mas uma história necessita de um mínimo de conflito para seguir sem parecer ser uma fanfic escrita por fãs. Mas não, Clear Card (e a própria série original) é escrita de uma forma entediante para nunca contrariar o público alvo.

Quando a série original foi exibida aqui eu gostava bastante. Hoje, um pouco mais velha, sinto dizer que estou amarga demais para curtir esse anime. Mas felicidade pra você que gosta.

29 comentários em “Sou amarga demais para gostar de Card Captor Sakura: Clear Card

  1. Pior que eu tô na mesma… continuo assistindo pq eu quero ver sakura e syaoran juntos, mas de resto… tô achando bem zzzzzzz

    Esperava mais. Ou talvez seja pq eu não faço mais parte do público central desse anime? Vai saber.

    Curtir

  2. Recomendo ver um outro anime, A Place Further than Universe…
    Sobre uma garota ainda pequena que perdeu a mãe que participou em uma expedição no Alasca, e apesar de ninguém apoiar ela, juntou uma puta grana até a adolescência pra poder procurar ela fazendo bicos e sofria bullying esse tempo todo (pessoal da escola zoava ela chamando de “Alasca” e rindo do sonho dela).
    Junto com mais 3 outras garotas (cada uma com seus conflitos) que se inspiram no sonho dela, elas vão participar de uma expedição que vai partir em breve pra lá. Mas ainda vai ter muito chão até conseguirem viajar.
    Acho que era isso que faltava em Sakura, um pouquinho mais de realidade e menos de comercial de margarina.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Depois de assistir aqueles filme horríveis do digimon tri, e o filme chato do yugioh, o Dark side of dimension, passei a ficar com pé atrás desses clássicos revividos.

    Curtir

  4. Existe espaço pra todo mundo, mas é bom que exista histórias mais alegres que o naturalismo depressivo anti idealista de muitos animes por ai que as pessoas se “identificam” devido aos valores atuais.

    E é conhecido que alguns animes demorem a engrenar nos primeiros episódios.

    Curtido por 2 pessoas

  5. Tá só no terceiro episódio Mara. Os animes da Clamp sempre são assim, o começo é extremamente feliz e os conflitos só aparecem do meio pro final.
    Com as outras temporadas de Sakura também foi do mesmo jeito.

    Curtir

  6. O anime é muito claro em sua iluminação. Quando termina a abertura e começa o episódio, percebo que está com iluminação meio excessiva.

    E achei engraçado as duas primeiras imagens do post. XD

    Curtir

  7. Acho o anime o mais leve entre os Mahou Shojos, até Ojamajo Doremi (que não tem vilão) tem mais conflitos que Sakura
    Pretty Cure está ao mesmo nível que Sailor Moon em relação a conflitos.

    Curtir

  8. Ih Mara… é complicado essa Sakura Clear Card. Boa parte é o que você falou, do mundo idealizado e perfeito. Até fui rever uns episódios antigos e parece mais degustável que esse. A quantidade de tempo slice of life e Sakura “fueeeeeeee” chega a enojar. Até o episódio 3 foi irritante, mas o 4 melhorou um pouco esse ritmo. Não sei dizer os próximos… é esperar pra ver. Clamp pra mim nunca foi grande coisa, mesmo tendo obras renomadas. Peguei raiva delas na época de Tsubasa Resevoir. Enfim… vou me forçar a ver mais alguns episódios, se continuar esgotante eu largo.

    Curtir

  9. Espero que essa nova versão não tenha aquelas maluquices tenebrosas de professores adultos declararem seu amor por estudantes de 11/12 anos…

    (Graças ao Kami-Samá do Céu a dublagem brasileira “transformou” os professores em “alunos mais velhos”! Acho que a maioria das versões traduzidas por aí afora fez isso.)

    Curtir

  10. YAHAHAHAHAH!!! Pior que eu n vi Sakura ainda exatamente por isso.
    Adorava quando era moleque, mas depois de velho vi que talvez n seja algo que eu consiga assistir de boa, que ira me incomodar fácil com a ambientação do negocio. Realmente deve ser bacana pra quem é fã e tal, mas realmente não e uma parada q vejo como algo que eu assistiria hj em dia.
    E outra vc falou q parece fanfic, mas o Clamp é isso ae, um bando de fanfiqueira que se juntou pra fazer manga. YAHAHAHHAHAHA!!!!

    Curtido por 2 pessoas

  11. O que eu mais acho estranho é que nessa história nenhuma criança se comporta como criança. Ok, é meio cretino exigir realismo numa história com cartas mágicas, mas eles tem tipo uns 10 anos, certo? Mas as ações deles são muito maduras, toda hora tem um diálogo profundo sobre sentimentos e relacionamentos. E pra mim a Sakura era muito Mary Sue: uma menina de 10 anos que cozinha, limpa, uma boa aluna e é boazinha com todos.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Eu estou curtindo o anime justamente por isso: o mundo ideal. Concordo que retratar a realidade é algo importante e interessante de se ter em uma obra, mas tem horas que a gente tá tão cansado desse mundo “feio” em que vivemos, então apenas poder ver um lugar onde as pessoas se tratam com respeito, sinceridade e igualdade é bom, traz esperança e reafirma os ideias que eu acredito e procuro levar pra minha vida, embora esteja cada vez mais difícil mante-los =/
    Mas estou também na torcida para que a serie mostre algum perigo real e um pouco mais de romance, afinal todos já cresceram um pouco xD

    Curtido por 1 pessoa

  13. ai mara, sua otaka mao comida, vc q nao assistio o animo direito.

    os erros foram de proposito.

    Curtir

  14. Eu estou curtindo o anime justamente por isso: o mundo ideal. Concordo que retratar a realidade é algo importante e interessante de se ter em uma obra, mas tem horas que a gente tá tão cansado desse mundo “feio” em que vivemos

    O “mundo” não é feio, a cultura atual que é celebrada é que é ruim.

    Curtir

  15. Essa nova série é claramente bem mais infantil que a anterior e quem elogia agora são aqueles que cresceram vendo a série original.

    Eu já era adulto (e transava regularmente) quando vi a primeira série da Sakura, então não tenho essa nostalgia cega para com a série.

    Curtir

  16. Achar essas coisas chatas é típico da mentalidade pós-moderna forjada pelo marxismo, que é contra qualquer conceito de hierarquia e que para isso prega a destruição de tudo que reflete valores. Os pós-modernos são incapazes de construir, apenas de destruir, e elegeram a sociedade estruturada nos valores ocidentais o seu grande inimigo, sem parar para olhar que foi essa sociedade que lhes deu a liberdade para se expressar e discordar, a liberdade para dialogar. Qualquer historinha dessas em uma sociedade como a muçulmana resultaria em morte para todos.

    Curtido por 1 pessoa

  17. Acho exagero afirmarem que o anime é irritante ou passível de ódio (mesmo com a expressão da palavra), só por ser fofo. Irritante pra mim é coisa mal feita e mal desenvolvida, a exemplo de outros remakes e reboots de clássicos da década de 80 e 90; que não vou mencionar, e que sabe-se lá o porquê da otakada ter tido paciência de acompanhar até hoje . Na minha opinião, Sakura tem sido o mais acertado até agora, dos que eu pude ver. E faço minhas palavras a de algumas pessoas que comentaram acima, nem tudo precisa ser “realista” o tempo todo.

    Fora que, a história sempre seguiu esses tons. Tá meio arrastado sim, mas ainda está no início e tem muito chão pela frente. Um ou outro personagem mudou, mas a protagonista continua a mesma de sempre, então não vejo motivo de espanto. Imaginem só se ela continuasse com o “ai ai ai Yukito”, vocês surtariam de vez, haha.

    Acho que no fim das contas, uma parte da galera só ” cresceu” e mudou a forma de enxergar as coisas mesmo. Fazer o que.

    Curtir

  18. Eu também achei esse começo um pouco fraco, mas parece que vai começar a engrenar com o Syaoran entrando em ação, nesses primeiros episódios ele estava parecendo um personagem NPC de game que só aparecia para dizer “Sakura, estou aqui por você.”

    Curtir

  19. Vou ter que comentar! “Cresci” vendo a Sakura quando eu era adolescente, mas não consegui ver tudo na época e revi tudo ano passado, foi uma das melhores decisões que tomei o ano todo haha agora sobre a nova saga, bom, tá muito clara pra mim, no início achei até que era má qualidade do video e dps percebi que é do anime mesmo. A história já está no cap 18 agora, tá engrenando mas tem muito chão pra rolar… tbm tô muito ansiosa pelo casal pq shippo eles demaaaais, mas em tempos de mulheres poderosas (e a Sakura é uma) me irrita ela ter que depender do Syaoran ainda, afinal, na saga passada ela mostrou para o que veio. Aí por não aguentar comecei a ver Tsubasa Chronicles pq nao aguentei a espera hehe eu amo de paixão, não consigo negar como adoro esse anime e a leveza da história, acho que isso é o que mais me encanta <3

    Curtir

  20. Quando eu assistir Sakura Card Captors já adulto eu pensei. Meu Deus meninas no Japão se mataram por causa desse anime. Depois de assistir um Mundo tão feliz voltar pra vida real deve se um choque que faz as pessoas quererem morrer. É tão estranho.

    Curtir

  21. Concordo, estou odiando. Ela pega as cartas de um jeito super bocó, parece que nao tem esforço. A historia dos sonhos flui de uma forma muito lenda e tediosa. Alem de que nao aparece nada novo, nenhum desafio diferente. Parece uma cópia mal feita da versao antiga. Ate as magias das cartas sao muito semelhantes. A Sakura de agora é muito mais retardada do que antes, parece que nem amadureceu com o passar das temporadas. E outra, as partes da Tomoyo acho muito forçadas, do nada ela tem umas roupas nada ver com a situaçao ou ja sabe que material da roupa vai “combinar” com a carta que a Sakura ainda nem sabe que vai pegar. (tipo carta gelo, ela ja tinha uma roupa impermeavel -_-) . Ate parece que nao tem emoçao nos capitulos, fica uma coisa muito superficial, nem dá vontade de assistir. É muito tedioso e simplismente decepcionante. Acho que nao deviam ter continuado o arco da Sakura…

    Curtir

  22. Quando eu era mais novo, eu assistia Sakura de forma aleatória na TV Globinho, e achava legal, era aquele “anime pra meninas” que a galera respeitava. Aí eu vi que sairia esse novo, e pensei “depois de anos, será que ainda tenho gosto pra esse tipo de anime?”, pois bem, antes de começar o Clear Card, revi o clássico (dessa vez eu assisti certinho, até o final) e me trouxe boas sensações com toda aquela inocência, nostalgia e o valor da amizade, me surpreendi até em vê que num anime tão de boa teve alguns momentos de cutucar o coração, ^^. Por respeito a obra, dar uma chance a Clear Card era o mínimo que eu podia fazer, e olha, vou te contar, eu adorei o que vi. Desde a animação à trilha sonora. O anime não entrou na moda de vários outros atuais que recorrem a sangue e/ou grandes cenas de ação para prender o telespectador, pelo contrário, a simplicidade reina, do jeitinho que era o clássico. Portanto, é um anime feito mais para os fãs do que a busca por acolher uma nova geração, o que achei ótimo. Logo, eu não tenho do que reclamar, toda vez que assisto um episódio, eu me sinto bem, é o que importa, independente da “felicidade excessiva” ser distante da nossa realidade. Felicidade esta que não me incomoda nem um pouco. Acho que quando a gente amadurece, aprende a consumir e separar as coisas de forma mais consciente, deve ser por isso que consigo aceitar melhor certas coisas. Fico feliz com o retorno de Sakura.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s