Mercado Nacional

Mangá da Devir sofre reajuste de preço… no segundo volume!

2018 será um ano difícil. Não só porque teremos um ano com muito Neymar e Bruna Marquezine nas capas de portais, mas sim porque a economia não está fácil. Ou seja: vai rolar aumento em tudo, inclusive nos mangázinhos. Beth Kodama, que utiliza seu perfil pessoal de Facebook para divulgar os lançamentos do mês da Panini de uma forma mais competente que a própria editora, até aproveitou a capa do novo volume de Lobo Solitário para mandar aquela crítica política enquanto explicava os reajustes de mangás:

Pois bem… Enquanto algumas pessoas usam o Uol ou o Facebook como página inicial do navegador, o editor do site Biblioteca Brasileira de Mangás começa a usar a web já no site do ISBN, e com isso descobriu um detalhe curioso. O segundo volume de The Ancient Magus Bride, publicado pela Devir, já aparece no serviço de catalogação e algo chama a atenção: o preço do volume está DOIS REAIS mais caro que o primeiro volume, que já não era assim um barato do dia do Subway.

Eu poderia vir aqui e falar que isso foi um pouco de amadorismo da Devir, porque não tem cabimento um mangá aumentar seu preço já no segundo volume sendo que esse tipo de coisa (segundo o que falam JBC e Panini) é sempre estipulado em contrato. Prefiro então acreditar que é apenas uma irônica crítica política implícita à inflação absurda de décadas atrás, para mostrar aos leitores que compram o The Ancient Magus Bride que devem votar com consciência para que o país não fique no mesmo estado que estava no começo dos anos 90, quando os gibizinhos mudavam de preço de um dia pro outro.

Como mensagem política, nota 10. Como estratégia editorial… bem…

Anúncios

20 comentários em “Mangá da Devir sofre reajuste de preço… no segundo volume!

  1. se eu já achava 25 reais caro (e mesmo assim comprei o vol 1), imagine agora. vou piscar e o volume 3 vai sair por 35, o 4 por 40 reais e assim por diante…

    não sei se rio ou choro

    Curtir

  2. O maior problema é que esse lance de “votar com consciência” vai simplesmente descer pelo ralo como sempre, tendo em vista que boa parte do povo que votou em quem está lá agora não assume a parcela de culpa, usando como desculpa que queriam apenas que o indivíduo emprestasse a bola e o campinho, mas que ele não podia brincar também.

    Não estou politicando nem de um lado e nem de outro, pra mim político nenhum presta e acho a maior idiotisse pessoas brigando ou babando ovo por este ou aquele indivíduo que está pouco se lixando pra você.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pelo visto você não conhece a editora Devir, que sempre aumenta o preço dos seus produtos no segundo volume. Pode ver qualquer quadrinho que ela solta, sempre rola aumento de preço nas outras edições.

    Curtir

  4. Será que a Beth fazia criticas tão mordazes na época que a estoquista de vento e saudadora da mandioca levava a nossa economia pro buraco?

    Ela estava muito ocupada cometendo o erro de se de levar em conta apenas o que se vê.

    Curtir

  5. “VOTEM COM CONSCIENCIA” DA VONTADE DE RIR, AFINAL IMPOSTO É ROUBO E O ESTADO É UMA GANGUE ARMADA. PODE VOTAR COM CONSCIENCIA QUE O ESTADO VAI CONTINUAR FERRANDO COM A POPULAÇÃO

    Curtido por 2 pessoas

  6. “Será que a Beth fazia criticas tão mordazes na época que a estoquista de vento e saudadora da mandioca levava a nossa economia pro buraco?”

    Dilma, Temer, Aécio, Marina…

    Trump ou Hillary…

    Não importa quem governasse a desgraça seria garantida, porém o povo sempre coloca a culpa no outro para eximir da culpa.

    Eu só acho que o povo deveria fazer mais protestos com o Temer porque ele está enterrando a Lava Jato e “pagou” os deputados por apoio. Não acho que liberação de verba por apoio e o mensalão sejam tão diferentes… Ah, que fique claro que quem vota contra o Temer fica verba!
    Enquanto a Dilma sofreu impeachment por… uma jogada contábil questionável! Não pela crise, afinal, no setor público, incompetência não é crime.

    Além disso, quem sucateou a máquina pública foram os aliados, o PMDB e o PL… Perto deles o PT é ladrão de galinha com fama de ladrão de banco.

    Duas medidas, meus amigos, duas medidas…

    Sobre o preço do mangá: Ajuste normal…

    Curtido por 2 pessoas

  7. “Enquanto a Dilma sofreu impeachment por… uma jogada contábil questionável! Não pela crise, afinal, no setor público, incompetência não é crime.”

    É GOPÍÍÍÍÍÍÍ

    “Além disso, quem sucateou a máquina pública foram os aliados, o PMDB e o PL… Perto deles o PT é ladrão de galinha com fama de ladrão de banco.”

    kkkkkkkkkkk, pobre PT, foi corrompido pelo sistema. Amigão, quem tinha a chave do cofre? Os aliados só roubaram (bem menos que os petistas) por que o PT deixou roubar.

    Curtir

  8. kkkkkkkkkkk, pobre PT, foi corrompido pelo sistema. Amigão, quem tinha a chave do cofre? Os aliados só roubaram (bem menos que os petistas) por que o PT deixou roubar.

    Fonte: juro por Deus

    Curtir

  9. Até parece que o público de mangás (e o user Kamen Rider acima) tem idade pra votar.

    Curtir

  10. Meus “dois centavos” (sujeitos a contestação):

    O principal problema de administrar um país/cidade/estado está, além de no custo das campanhas (que força uma troca de favores com doadores), na base aliada e na dívida pública. Enquanto os candidatos continuarem achando que só por chegarem “lá” vão poder implementar tudo que querem, vão continuar trupicando com a cara no chão. Os partidos aqui não têm a chamada “vida orgânica”, ou seja: continuar agindo fora das eleições. Um partido digno do nome deve organizar seminários, armar pequenos eventos em associações de bairros/estudantes/mulheres/sindicais/urbanas/rurais/etc (mas não tentar controlá-las, vejam bem), e realizar constantes reuniões entre os militantes (e não só pra jogar pelada) para discutir e decidir os rumos da entidade (e não deixar só os “caciques” decidirem tudo).

    Então, se você milita em um partido ideológico, e já briga por seus candidatos nos anos pares de eleições, precisa ralar também nos anos ímpares, que são onde se disputa a consciência do eleitor para as eleições que realmente importam, as de deputado, senador e vereador. Porque os filiados e amigos dos partidos do “poder para a grana” já estão pondo em prática sua própria versão da “vida orgânica”: fortalecendo sua própria imagem de “coroné”, empresário, homem de mídia (e/ou de Bíblia) para no ano seguinte usarem essa imagem para se elegerem ou a seus aliados.

    Por outro lado, você pode ter uma base parlamentar sólida e não conseguir nada. Porque a dívida pública pode engessar teu governo de modo que você não consiga passar da fase “respirando por aparelhos”. A Grécia teve o governo do partido Syriza, que se elegeu com um grande número de deputados e com a proposta de renegociar as dívidas interna e externa, tornadas gigantescas com as lambanças dos governos anteriores. Mas os banqueiros e o FMI não deixaram, exigindo ser pagos integralmente e sem renegociações.

    (Existe um livro, “Confissóes de um Sabotador Econômico” [“Confessions of an Economic Hitman”, onde “hitman” significa “Assassino, um termo bem mais adequado para o que eles fazem], que fala de consultores especializados em propor “negócios da china” a líderes de países subdesenvolvidos, com empréstimos a “juros amigos” para obras faraônicas [a ser executadas por empresas norte-americanas], deixando uma dívida monstruosa que permitiria aos bancos internacionais mandarem na economia desses países. é bagaceira ou não é?]

    Desculpem se tergiversei e se me alonguei demais. Parabéns à Mara e ao seu criador Fábio por possibilitarem uma arejada na cabeça cheia de LCL da galera!

    Curtir

  11. Não tenho procuração da Devir nem de nenhuma editora para falar sobre custos e estratégias.
    Mas tenho uma suposição.
    O primeiro volume de todo livro colecionável é um teste. Para quem já comprou coleções planeta deagostini (brinquedos, réplicas) ou de coleções da publifolha, verá que sempre as primeiras edições são mais baratas e quando não, vão dois livros/objetos juntos.
    A ideia é permitir ao leitor conhecer o inicio e buscar seduzir ele a começar a coleção, cujo custo é calculado de numa escada.
    Outra situação é mais simples ainda: o mangá foi lançado com uma previsão de venda num preço X e a venda foi menor que isso. Então, a editora é obrigada a recalcular os custos para dar conta da continuidade do produto ou decidir suspender a publicação.

    Curtir

  12. Eu tava refletindo sobre o Pride o Supercampeão e me veio à mente como deve ser as cartas que o autor recebe

    “Sensei, na página 57 você fez o protagonista com a cabeça muito pequena”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s