Grande Nação Japonesa · Problematizando

O que podemos esperar dessa polêmica com o autor de Rurouni Kenshin?

Desculpa aê, pessoal. Sei que vocês entram aqui no Mais de Oito Mil esperando novos capítulos sobre a fanfic distópica ou qualquer crítica sobre mangás péssimos (cofcofCOINLAUNDYLADYcofcof), mas o assunto de hoje é beeeem pesado. A pauta é PEDOFILIA. Mas não aquela distorção de pedofilia que certos movimentos brasileiros querem sair alardeando, e sim a pedofilia real. Segundo o site Anime News Network, o autor Nobuhiro Watsuki (de Rurouni Kenshin – Samurai X, Busou Renkin, Gun Blaze West e Embalming) foi pego com DVD de pornografia infantil em seu estúdio. Confrontado com isso, ele CONFESSOU que curte garotas entre 10 e 14 anos.

Bem, essa é a notícia. Se fosse alguma celebridade brasileira que cometesse um crime (sei lá, tipo um apresentador de telejornal flagrado fazendo um comentário racista ou então um famoso ator garanhão assediando uma camareira), já podíamos esperar um grande movimento de #SomosTodosQualquerCoisa, o afastamento do responsável e aí ele retornaria futuramente quando a poeira baixasse. Mas aqui é a Grande Nação Japonesa, país de primeiro mundo, então o que pode acontecer? Sinto muito te desanimar, mas o histórico nos mostra que nada de muito grave pode acontecer com o Watsuki.

Em 2002, o autor Mitsutoshi Shimabukuro (de 27 anos na época) estava publicando um mangá na Shonen Jump e foi preso porque pagou por prostituição infantil. Sim, ele foi a um hotelzinho com uma garota menor de idade pagando por isso. A Shueisha não viu outra saída a não ser cancelar o mangá do autor, que se encontrava no 24º tanko. Isso quer dizer que a carreira dele acabou para sempre, certo? ERRADOSeis anos depois, com a poeira devidamente baixada, Shimabukuro não só voltou para as páginas da Shonen Jump como desenhou por anos o grande sucesso Toriko. Sim, aquele mangá que nos perguntamos todos os meses por que a Panini do Brasil inventou de publicar veio da mão de um autor preso por prostituição infantil anos antes de sua criação.

Quanto à carreira do Watsuki, vamos lembrar que ela conseguiu ir minguando antes mesmo de qualquer crime cometido. Depois de Samurai X, o autor não conseguiu emplacar nenhum grande sucesso em sua carreira (o máximo foi Busou Renkin que é apenas mediano pra baixo) e atualmente vive de requentamentos de seu único sucesso. Inclusive, ele estava trabalhando no novo arco de Samurai X que ele teve a ideia quando estava publicando o mangá e nunca colocou no papel. Num exercício de futurologia, já posso falar que esse crime não vai mexer com seu mangá (tanto que a Shueisha apenas colocou o mangá em hiato, e não o cancelou depois da notícia). Uma pena, né?

Mas um assunto que precisa ser dito nesse post é como o Japão “permite” numa boa a sexualização de crianças para o deleite de adultos. Coloquei entre aspas porque né… nenhum lugar na constituição japonesa tá escrito “tá liberado pegar umas novinhas aê, galera“, mas a pena para crimes assim é MÍNIMA E o Japão é muito coniventes com coisas beeeem perturbadoras.

Recentemente assisti ao documentário “Tokyo Idols” (que está na Netflix) e fiquei muito incomodada. Nele acompanhamos a vida de algumas Idols japonesas, que são artistas jovens com músicas bem juvenis (as letras lembram bastante uma coisa como Sandy & Junior). Acontece que o público alvo não é o público jovem como as artistas, e sim quarentões que acompanham assiduamente a vida de suas cantoras favoritas. A palavra PEDOFILIA não é dita no documentário, mas não deixa de ser perturbador que até mesmo a família de garotas de 13 anos estimulem a carreira de suas filhas sabendo que o público alvo são adultos babões. Mas o mundo dos mangás também estimula de certa forma a sexualização juvenil.

Há alguns meses, publiquei uma matéria aqui sobre como o desenhista do mangá Boruto estava desenhando a personagem Sarada (que tem apenas 13 anos) de uma forma extremamente sexualizada. Claro que os otakus especializados em Conservadorismo e passar pano em comportamentos nocivos já vieram tacar pedra usando um argumento bizarro de ação e reação: segundo eles, seria impossível alguém ler o mangá Boruto e sair cometendo pedofilias por aí. Na verdade, a coisa funciona como um grão de areia: pequenas coisas como a sexualização da Sarada vão tornando normal esse tipo de coisa e a sociedade como um todo que vai ficando doente e aceitando coisas como aquela.

Adoraria terminar esse post com alguma mensagem positiva ou frase de efeito tipo “PEDÓFILOS NÃO PASSARÃO!!!11“, mas sei que isso seria apenas idealização. Posso estar bem errada nesse caso, mas o histórico da sociedade me faz acreditar que eles não só passarão como continuarão produzindo seus mangazinhos de sucesso e aplaudidos por um público conivente com muita coisa errada.

58 comentários em “O que podemos esperar dessa polêmica com o autor de Rurouni Kenshin?

  1. Nessas horas eu me pergunto porque a gente é conivente com certas publicações aqui (não falando nesse caso sobre Rurouni Kenshin, claro). Num mercado onde não deveria ser naturalizado, e ainda é vendido como conteúdo de qualidade. :/ O que significa dizer que um conteúdo desses é de qualidade? Que está ok um comportamento e sexualização desses? E até que ponto isso só existe porque o mercado (muitas vezes de nicho, né) de lá consome e a gente traz como se tudo que saísse lá fosse bom?

    É como vc disse, é um grãozinho de areia que vai aumentando cada vez mais…

    O que acho bom é que a gente pode discutir isso por aqui e tentar pensar em soluções, só queria que tivesse mais retorno dos próprios leitores br e não só poucos reclamando…

    Curtido por 1 pessoa

  2. Concordo com a Camila. Não podemos mudar o mercado japonês, infelizmente, mas será que não há como nos mobilizarmos com relação ao mercado nacional? Questionarmos o lançamento de obras que sexualizam crianças?
    Mara, só um adendo, você diz que o Watsuki curtia garotas na faixa etária dos 14 anos, o que é verdade, mas olhando a citação original, é ainda pior…: “In his deposition, Watsuki allegedly said that he “liked girls in late elementary school to around the second year of middle school.” 14 anos é a idade ~máxima~. 10 aos 14…

    Curtir

  3. Essa é uma tática covarde da esquerda otaka br comparar pedofilia REAL com pedofilia que não existe. Entenda que ninguém vai sair comendo criancinha só pq lê um Corpse Party Musume.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Mara, pela sinopse CoinFuckingLady parece uma história maçante. Vai que rola uma “toca do coelho” a la Carroll dentro da máquina de lavar pra animar a história? Esses japas são ninjas, nunca subestime.

    Essas putarias que acontecem são só um reflexo da sociedade, não só da japonesa. E se sexualizam crianças em mangás famosos, é porque tem MUITA demanda a nível global. Ou seja, é pior do que se imagina. Isso é só a ponta do iceberg.

    Enfim, já vi tanta merda por aí que já perdi a fé na humanidade. (e olha que nem acessei a deep web)

    Curtido por 1 pessoa

  5. Bom, aqui no Brasil tem gente que acha normal um cantor famosão ter transado com uma garota de 13 anos quando o mesmo tinha 40… Os japoneses não são os únicos omissos.

    Curtido por 4 pessoas

  6. “Essa é uma tática covarde da esquerda otaka br comparar pedofilia REAL com pedofilia que não existe” ??????????????????

    o que seria uma pedofilia que não existe? COMO ASSIM????? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Curtir

  7. Se alguém mata uma pessoa a culpa é da arma. Se alguém estupra uma pessoa a culpa é dos mangás. Se alguém joga GTA essa pessoa tem tudo para ser um assassino. E assim caminha a humanidade.

    Curtir

  8. pocketmyth8102, o penúltimo parágrafo do post já se adiantou ao seu comentário surrealista.

    Curtir

  9. Sobre o mangá novo de rurouni kenshin só entrar em hiato e não ser cancelado: olha………..

    Ao meu ver, fizeram isso pq rurouni kenshin já deu muita grana no passado e esse comeback fará (ou faria) muito mais grana graças ao fator nostalgia que tá cada vez mais presente em nós. Os anos passam e o que mais tá fazendo sucesso são coisas antigas (!), seja remake/reboot ou continuação ou até mesmo referências ao produto original.

    Ninguém quer perder dinheiro, então só pra não ficar “tão feio assim”, só botaram o mangá em hiato pra esperar a poeira abaixar. O pior é que, enquanto aqui a poeira demoraria pra abaixar, lá no japão daqui a pouco vão “esquecer” :\

    Confesso que eu ainda tenho interesse em ler esse mangá, pq afinal eu gosto da história de Rurouni Kenshin, mas:
    1) não darei meu dinheiro pra lê-lo
    e 2) não lerei outras obras do watsuki

    Curtido por 1 pessoa

  10. isahbellah, to pensando aqui no seu coment…

    O exemplo é escroto, mas se eu desenhar uma moça de 18 anos de seios pequenos e buceta raspadinha (heheheee) e disser que se trata de uma pré-adolescente, você não vai me julgar porque eu já deixei claro que é uma adulta. Se eu mostrar o mesmo desenho para outra pessoa e disser que se trata de uma pré-adolescente, serei condenado e julgado.
    Quer dizer, desenho não é real, é relativo. É questão de ponto de vista. O problema é que vez ou outra putarias reais acontecem por algum leitor de mente fraca que não separa as coisas.

    Curtido por 2 pessoas

  11. Cara, que triste isso… tinha o Watsuki em alta conta pelo trabalho sensacional que ele fez com Rurouni Kenshin, um dos melhores mangás que já li (se bem que não li muitos mangás na vida, mas mesmo assim, a história é muito boa), mas isso é uma decepção enorme.

    Acho que assim como nas denúncias crescentes de Hollywood, estamos descobrindo que excelentes profissionais não são necessariamente excelentes pessoas.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Bem,sempre pode botar uma bala na agulha e estourar a cabeça desses pedo.Não a punição maior que uma bala na cabeça não resolva.Melhor que afastamento,melhor que ostracismo,uma bala na cabeça.

    Curtido por 1 pessoa

  13. Uma adolescente de 16 anos,ainda que menor,é bem diferente de uma criança de dez.

    Curtir

  14. ALBN, não entenda mal, cara. Não confunda pedofilia com idade de consentimento sexual… Alguém aí acha que tendo 10 ou 16 anos muda a definição de “menor de idade”? oo”

    Só quero deixar claro que não estou defendendo ninguém. Sensualizar ou sexualizar menores idade é crime! Diga não! Cortem os pintos!

    Diga não as drogas!

    Curtir

  15. Se todo mundo que gosta ou cometeu algum crime sexual for exposto e perder a carreira, só sobra eu!

    Curtir

  16. No estatuto da criança e adolescente,crianças pré-púberes e inicio na puberdade é considerado pedofilia,não há o que discutir.Continua crime para 16 por ser de menor,principalmente se for coagida,obrigada ou se prostituir,mas não se constitui pedofilia nesse caso.

    Curtir

  17. Ah, ótimo. Tava só te testando ALBN. XD

    Você tem razão, mas não falei merda… só escolhi as palavras erradas (aham, sei). O que eu quis dizer foi: pedofilia ou não, é crime do mesmo jeito. O Akira poderia ser criminalizado pela Bulma em DB tanto quanto ser acusado de pedofilia em Katsura/Akira por sensualizar uma garota de 14 anos.

    Mas a discussão não é sobre garotas e 16 anos… só citei a Bulma para reforçar o grau de fixação (leia “nível de putaria”) de adultos por menores de idade.

    “…ele CONFESSOU que curte garotas entre 10 e 14 anos.”

    Watsuki é Pedo. Akira também. Caso encerrado.

    chupa.

    Curtido por 1 pessoa

  18. Não ligo para vida pessoal do autor e seus problemas, assim como Roman Polanski, eu aprecio seu trabalho não sua pessoa.

    Curtido por 1 pessoa

  19. Peraí,tamos com problema de comunicação aqui,e nem sabia que estava em um campeonato de quem tá certo ou errado,e mandar um chupa não ajuda,só faz a pessoa se fechar e não escultar mais os argumentos. Watsuki cometeu um crime,não há o que discutir,10 e 14 é pedofilia.Se o Akira é pedófilo ou não,eu não sei,até o momento que aparecer uma vítima direta e indireta dele para provar o contrário.Mas sinto que esses casos são sintomáticos na forma como tratamos o sexo,não em um relacionamento saudável,não importando o número de parceiros ou outras atividades,mas a fixação em uma dominância absoluta pelo que tem desejo.O pedófilo sente essa atração por criança por gostar do poder que poder exercer sobre ela,no qual os desejos e as vontades são completamente descartadas pelo molestador,como se visse no outro ser humano apenas um boneco de borracha para satisfazer os seus desejos. 16 e 17 é uma idade ideal para afloramento da sexualidade,onde uma boa educação sexual ensinará essas pessoas de se protegerem de relacionamentos abusivos e aprender que relacionamento é uma relação de equilíbrio,um não é maior que o outro,a vontade de um não esmaga a vontade do outro,mas um sente a falta de um do outro, ou ao menos se relacionar com pessoas que goste e confia. Porque fico fulo quando as pessoas não respeitam o tempo de cada um,levando menino pra perder cabaça em prostíbulo ou reprimindo ao máximo a sexualidade nascente de uma mulher.

    Curtir

  20. Isso foi praticamente um declive escorregadio da senhora (ou senhor)? Essa associação de pedofilia um personagem fictício como no caso do mangá Boruto na qual resolveste requentar novamente? Um caso é o seguinte o criador do Samurai X estava em posse de imagens eróticas de crianças reais, no outro é somente um caso de um desenho de uma personagem de forma extravagante. É incomodativo para alguns, assim como a Chi Chi aparecia com biquinho no Dragon Ball. Mas isso era personagem vindo de uma história fictícia. E mesmo assim tem muita personagem que se criam versões eróticas (lembra da regra 34?) e tem diversos trajes.

    Engraçado que a senhor(a) se calou do caso MAM no seu Twitter? Estranho essa selectividade.

    Vamos por uma ponta mais filosófica: existe uma diferença entre o trabalho do artista e o artista em sua vida particular. Artistas são humanos, cometem erros e sim merecem serem punidos pelos erros comprovados por investigações como no caso do autor do Samurai X. Se você faz um trabalho que cativa as pessoas e ganha com isso não vejo nenhum erro, mas o artista como qualquer mortal é um ser humano capaz de cometer erros como qualquer outro. Claro que isso fica marcado, mas se seu trabalho for bom e levar entretenimento de qualidade merece colher o sucesso. Não ponho a mão no fogo por artistas.

    Curtir

  21. Agora eu sei pq o BK ficava pentelhando os outros, isso vicia XD

    Não temos problema de comunicação, amigo. Não sou o pica das galáxias, gosto de outras opiniões e costumo pesquisar bastante para argumentar com embasamento. Agente tá num blog zoeiro afinal, Manolo. Não leve tão a sério.

    Você parece conhecer bem do assunto. Você é sexólogo? Conte-me mais. (flamewar)

    PS: Lá vem o Apo aloprar minhas filosofagens de merda…porra, Apo!

    Curtido por 1 pessoa

  22. Ótimo texto. Isso sempre me incomodou; o caso da Sarada me fez passar longe do mangá de Boruto (pelo menos no anime eles tomaram noção e deixaram a personagem com roupas decentes). Também fugi do tal Eromanga-sensei. Acho impressionante quem consegue se sentir confortável vendo personagens femininas tão jovens retratadas dessa maneira.

    Curtido por 2 pessoas

  23. Quem define pedofilia como crime, ignora que na verdade há contextos mais severos aí, tanto que em alguns países pedofilia é classificado como doença e de tratamento obrigatório.

    Há culturas que crianças de 11 anos são prometidas para velhos de 30-40 anos. Há os “Sugar Daddys” (jovens que se oferecem para serem acompanhantes em troca de “presentes”), há uma renca de coisas por aí que nem sabemos a fundo. No Japão, há esta discussão sobre erotização de crianças.

    Depois de ver a explosão de denúncias de assediadores e pedófilos, tenho pensado se isso no final não está gerando mais um problema ao invés de corrigi-lo.

    Ao expor e julgar publicamente alguém que praticou pedofilia ou assédio, ignoramos também os contextos culturais que muitos de nós ou conhecidos nossos podem ter passado, A falta de conversa sobre sexualidade, a questão de publicações sobre erotização, a cultura do “fiu-fiu”, etc… tem muita coisa aí que é mal resolvida e mal discutida pois “todos querem estar certos de razão absoluta sobre o caso”.

    Uma cultura que erotiza corpos e ignora contextos (e isso não é só os mangás de hentai com “miniinhas”, mas também o nosso “funk proíbidão faz”) acaba gerando estes problemas.

    Será que proíbir a sexualização de crianças, seja em um mangá ou seja no funk, vai resolver o problema no futuro de erotização precoce? Possível, mas acho que dá para ir além.

    Um mangá/animê/produto ocidental que trate melhor sobre sexualidade, talvez? Isso hoje até tem algo por aí, não duvido.

    Só temos que parar de levantar fogueiras para queimar bruxas, e ao invés disso entender se são bruxas, charlatãs ou se estamos nos enganando.

    Curtir

  24. Não sei se o que eu disser será válido, mas acho que vocês estão pegando duas coisas diferentes e jogando pro alto, com a mesma medida: definitivamente não é indutivo. Tal qual um jogo de tiro não vai criar uma pessoa SAUDÁVEL com tendências destrutivas, um mangá com garotas pequenas sensualizadas não vai transformar pessoas SAUDÁVEIS em pedófilos. Não é um ato do engole e muda. Não é remédio, não é droga.

    A questão é que um pedófilo em potencial terá esse meio para “ampliar” seus caracteres pedófilos. É o objeto que atiça a parafilia. Aí podem vir dois juízos de valor: por um lado é possível que isso tire o foco de um ato real de pedofilia (diferentemente do caso do autor, já que não se trata de um objeto fictício), porém é muito mais provável que isso tenha o efeito de NORMATIZAR a condição da sexualização infantil, o que é MUITO PIOR do que “preencher” as necessidades nefastas de uma pessoa que não é sã: no geral, as pessoas entenderão que isso é comum e está longe de ser uma parafilia. Assim, a cultura de novinhas irá ser banalizada e não caberá a uma pessoa não saudável aproveitar-se disso. A normatização significa que isso é sadio para qualquer um e não terá ótica punitiva.

    Daí vocês tirem as suas próprias conclusões mexendo com o tico e o teco (na real, eu só falei o óbvio que foi retratado aqui de montão. Ainda assim, é bom frisar o que tem de ser frisado, nem que seja para obrigar a pessoa a repensar seus ideais para formular uma opinião “definitiva”).

    Curtir

  25. Jesus me chicoteia! Devia ser proibido fazer comentários na internet pra quem tem idade mental menor do que as garotinhas do Watsuki! É tanto especialista em merda nenhuma, gente que não entende a seriedade do assunto, outros que só sabem repetir o que viram no programa da Regina Casé ou então os que parecem que nem leem o que escrevem!

    Curtir

  26. Só gostaria de levantar uns pontos pra Mara, se é que ela lê os comentários, já que nunca responde:
    Em Rurouni Kenshin não há Ecchi/Fan Service algum. As os mangás que ele lê o influenciaram tanto a ponto de ele possuir pornografia infantil, mas não a ponto de isso se refletir em sua obra?
    Lembrando que sexualização de crianças não está presente apenas no oriente. Ocorre no brasil mesmo, como no MasterChef Junior ou no funk. Veja um clipe dessas crianças do proibidão, vide MCBrinquedo.
    Veja bem, eu não estou dizendo que ele não tem que ser preso, TEM SIM. Mas no caso do autor de Toriko, se a própria constituição não prevê perpétua ou pena de morte, ela queria o que? Que ele passasse a mendigar? Mudasse de profissão, pedreiro talvez? Usasse um pseudônimo? O problema é trabalhar na mídia? Ou a editora lançar? SE FOSSE WEBCOMIC TUDO BEM? SÓ APONTAR E DIZER “TA ERRADO!” NÃO COSTUMA SOLUCIONAR PROBLEMAS.
    Dizer que o Japão é uma nação doente é errado. Não querendo dizer que “A GRANDE NAÇÃO JAPONESA” é um exemplo de sociedade perfeita. UTOPIAS NÃO EXISTEM E SER HUMANOS PERFEITOS MUITO MENOS!

    Já comentei isso e repito: FOCA NA COMÉDIA MARA! Sua argumentação sempre é fraca e tende
    a pender pro seu lado feminista, que critica tudo sem tentar entender contextos e ver outros lados ou apontar soluções. Não é sequer uma crítica construtiva. Essas matérias sensacionalistas podem até gerar umas views e uns trocados a mais, até que quem acessa direto vai cansar de ver o +8000Catracas.

    Curtir

  27. Falando das garotinhas do Watsuki, acho que vc se perdeu do bando, RPM.
    Como vou levar a sério um cara que não se leva a sério não levando os outros a sério? Oh! Filosofagens que sustentam tão preciosos argumentos de merda! XD

    E não fala mal da Regina Casé! Seu bobão cara de cocô!

    —————–
    Esse esses fan boys são muito divertidos.

    Curtido por 1 pessoa

  28. “Quem é o cantor famoso de 40 que transou com uma garota de 13?”

    O Caetano Veloso se envolveu com a ex-mulher dele pela primeira vez quando eles tinham essas idades, se não me engano.

    Curtido por 1 pessoa

  29. Eu aqui fui botar “regra 34” no google e tou aqui rindo feito besta! auihushsuhuehueh Valeu, Apo!

    Curtido por 1 pessoa

  30. Sabe duma? Melhor deixar prá lá… A A julgar pelos meandros da cultura japonesa isto tudo vai terminar em sushi… É fato conhecido que esta adoração obsessiva por ninfetas está arraigada há décadas na cultura japonesa. Tanto que uma das fantasias sexuais masculinas tipicamente japonesas é a irmã mais nova(imouto).
    A propósito :de acordo com pesquisas psiquiátricas recentes, os pedófilos não são todos iguais;descobriu-se que alguns têm preferência por menores de uma determinada faixa etária, enquanto desprezam outras. Watsuki sente atração por meninas de 10 a 14 anos;logo, pela nova nomenclatura, ele é HEBEÓFILO. O termo é uma junção do nome da deusa grega da juventude Hebe(geralmente representada em pinturas e esculturas como uma garota de 12 a 14 anos presumiveis que andava nua)com o sufixo grego philia(forte amizade ou paixão por alguma coisa). Os hebeófilos tem interesse em menores entre 10 e 15 anos;já os que têm interesse por menores entre 15 a 18 anos são denominados EFEBÓFILOS.A raiz da palavra vem do termo efebo, que é como eram chamados os jovens que completavam 15 anos na Grécia Antiga;quando atingiam essa idade, eles já eram declarados adultos. Já o pedófilo propriamente dito, é aquele que tem atração por menores na faixa etária de 01 a 10 anos. É claro que estas novas nomenclaturas não vão livrar(pelo menos, por um tempo) a cara do Watsuki. É esperar para ver o andar da carruagem.

    Curtir

  31. Eu aqui fui botar “regra 34” no google e tou aqui rindo feito besta! auihushsuhuehueh Valeu, Apo!

    Taí e ridículo e mais chocante que a capa do Mangá Boruto que usaram. Lembro-me que quando era jovem – menos de 25 anos hoje já passei dos 30 – em que buscando Hentai era um tal de erotizar Sakura e Shoran do Card Captors. Isso era muito pior. Sem contar os Danboruu e Gelboruu da vida que tem de tudo o que é perversão lá dentro, era pro mundo estar num pós apocalíptico tremendo. Mas isso não importa: o importante é implicar com obras comerciais e seletivizar e sinalizar virtude.

    Curtir

  32. Olha, até agora eu li em vários sites e não ficou claro se nesses tais DVDs tinha “apenas” nudez infantil ou sexo com essas meninas. Infelizmente nudez de meninas de qualquer idade é relativamente fácil de achar na net. Agora, se for SEXO mesmo, por mim podem fuzilar esses desgraçados todos.

    Curtido por 1 pessoa

  33. Indiferentemente da nomenclatura ou do conteúdo dos vídeos, a única certeza nesse mundo é que existem regras e pelo menos algumas delas devem ser seguidas ou você vai para o inferno em vida (o único e verdadeiro inferno). Independentemente de quem é você e qual é a sua doença, o mundo não vai te perdoar e muito menos tentar te entender. Esse aí foi pro hell de flecheira e nem Jesus na causa vai salvá-lo da vergonha geral (ao menos, da família e de muitos leitores pelo mundo). No filme “Ninfomaníaca” a principal chega a “premiar” um pedo “consciente” que se segurou na vida pra não fazer shit, porque sabe que é doente. A melhor coisa que alguém assim pode fazer é, ou ficar escondido num buraco até zerar o videogame da vida e pegar um character melhor ou resetar logo essa bagaça e ver se nasce direito dessa vez.

    Curtido por 1 pessoa

  34. Sabe o por quê é tão difícil punir uma pessoa por praticar violência sexual contra crianças ou possuir material com crianças sendo expostas sexualmente ou violentas?

    Por causa da banalização da violência.

    Porque é algo banal, que todo mundo faz, que está aí, que não é beeem assim, etc, pais no Japão colocam as filhas pequenas para serem idols e fazerem shows e apresentações para homens na faixa dos 30 aos 50; mangakás desenham meninas ou adolescentes usando a sexualidade para obter o que querem de homens velhos; homems, adolecentes ou velhos, não vêem problema em ler mangás ou animes eróticos com personagens “adultas que parecem adolescentes” ou adolescentes mesmo ou até meninas de 8 anos…

    E apesar de todo esse contexto cheio de pistas de que há algo muito podre na sociedade, nós mesmos ignoramos. Não é nada demais. É só um mangá. É só um anime. É só um vídeo erótico com uma mulher vestida de colegial… Ou é só um vídeo erótico em que não dá bem para saber qual a idade da moça, mas… Se fosse algo realmente errado não seria fácil achar, né? Não teria tanto gif, hentai ou pornô dúbio assim, não é? Deve ser maior de idade.

    Numa sociedade onde não é segredo nenhum que altas pessoas que trabalham com idols são cafetões ou da máfia; que a indústria de hentai/pornô privilegia mulheres jovens ou com muita cara de menor de idade e o uso da violência; que várias idols fracassadas vão parar na prostituição oi indústria pornô Não sei Mesmo como a gente consegue fingir que, ó, que surpresa que fulano ou beltrano é pedófilo! Vindo de uma galera que já deve ter acessado material pornográfico com crianças e adolescentes sem querer na internet.

    Não tenho paciência pra essa sociedade de merda que faz tudo errado e depois finge surpresa. E ainda me vem se escandalizar com o caso do Museu!

    Sim!! Uma menina (de que idade seja) ver um homem (que mulher seria ok, né…?) pelado é pedofilia!1!!1 Ô, essa nudez maléfica.
    …mas se for algo mais pervertido, mais subentendido, como uma adolescente mostrando a buceta (sem mostrar a buceta) para um velho que vive apalpando a bunda e os peitos dela, aparecendo a noite pra mexer na roupa dela, oks.
    Sem problemas.
    Pode até virar desenho e passar de manhã pra criançada assistir que não é nada demais, ninguém vai virar pedófilo por isso não é mesmo…?

    A quem interessar possa, pesquisa o índice de violência sexual contra crianças e a correlação entre a violência e a suposta doença pedofilia. E não ouse fingir surpresa quando descobrir que a esmagadora maioria dos homens que estupram meninas ou consomem materiais com essas cenas ou que remetam a essas cenas Não são pedófilos ou conaiderados doentes.

    Curtido por 1 pessoa

  35. Voltei! Mas não pra detonar psiquiatras de fundo de quintal que acham que se esfragar em um objeto de borracha é uma doença mental! O fato é que isso sempre existiu nos quadrinhos japoneses! Crying Freeman, mangas da CLAMP, Dragon Ball… A lista é imensa! Não adianta mais fechar a Caixa de Pandora, graças à turma do Peixoxoto e sua corja maligna, além dos Caballeros! Deveríamos fazer uma devassa no nosso próprio umbigo também! Ou já se esqueceram de Amor Estranho Amor?

    Curtir

  36. Acho que essa questão de representação feminina, e meninas, na mídia japa é uma outra discussão.
    A discussão aqui é, “Watsuki comprava pornografia infantil, ponto”.
    De fato está ferrado mesmo, o que ele comprava era de mesmo vídeos com sexo com crianças. Por isso reforço, vamos discutir apenas o que aconteceu com o Watsuki e não estender tanto a discussão para falar da mídia em geral por lá, o assunto aqui é especificamente a produção e a venda de material pornográfico com crianças. É o que a ONU tanto “enchia a paciência” do Japão cobrando para eles tomarem uma atitude. O Watsuki comprou os DVD de uma loja online famosa, uma senão a maior loja do tipo (conhecida) e ela foi apenas fechada em Maio desse ano. Antes as leias apenas proibiam a produção do material, mas para contornar isso bastava apenas criar as lojinhas em locais pouco visíveis e ficava por isso, a lei não podia impedir os receptores de comprar e assim essa “indústria” era alimentada, nas vistas de todos. Mesmo depois das leis que proibiam ter o material demorou esse ano todo para as autoridades irem fecharem aquela loja, popular, com descrições explícitas do conteúdo que vendia na página inicial.
    “Sexo vende”, é comum ter erotização de tudo em qualquer sociedade, só que nesse caso aqui não era polêmica nem problematização, era só crime mesmo. Os crimes acontecem mais ou menos longe das vistas do público.

    Curtir

  37. Misturou alhos com bugalhos e ainda voltou com o negócio do lolicon da Sarada.

    A pessoa cometeu um crime e deve pagar por isso, a qualidade dele como artista é outra coisa. Embora seja muito difícil de separar. Lembrando que a posse de pornografia infantil é considerado crime apenas desde 2015 no Japão.

    E não pode acontecer nada com o autor? Ele pode enfrentar até 1 ano de prisão e pagar multa de até 1 milhão de ienes. E parece que lá a lei vale para todos.

    Já o outro autor do Toriko cumpriu a pena dele, quer que façam mais o quê com ele?

    Curtir

  38. A doença das redes sociais criou uma legião de SJW, mas engana-se quem pensa que isso tudo é original: no fundo, estamos apenas copiando o que está acontecendo nos Estados Unidos, onde desde estupradores em série desmascarados como o Bill Cosby e Harvey Weistein estão sendo punidos até delinquentes sexuais pé-de-chinelo como o Louis C. K. que não estuprou ninguém estão sendo punidos da mesma forma por ficar se expondo.

    Curtir

  39. Fui ler os comentários da matéria que você deixou o link e levei o tapa transfóbico diário.

    Gosto muito do seu blog mas as vezes fica complicado acompanhar as discussões :/

    Curtir

  40. “Na verdade, a coisa funciona como um grão de areia: pequenas coisas como a sexualização da Sarada vão tornando normal esse tipo de coisa e a sociedade como um todo que vai ficando doente e aceitando coisas como aquela.”

    Hua isso vale pra Sarrada e não pra exposição?

    Vai entender…

    Curtir

  41. “segundo eles, seria impossível alguém ler o mangá Boruto e sair cometendo pedofilias por aí. Na verdade, a coisa funciona como um grão de areia: pequenas coisas como a sexualização da Sarada vão tornando normal esse tipo de coisa e a sociedade como um todo que vai ficando doente e aceitando coisas como aquela.”

    “A pauta é PEDOFILIA. Mas não aquela distorção de pedofilia que certos movimentos brasileiros querem sair alardeando, e sim a pedofilia real.”

    hmmm conte-me mais sobre isso

    Curtir

  42. O ator de Toriko , foi com garota de 16 anos … Em um hotel , por lei óbvio não pode , do jeito que vc disse parece que foi uma criança kkk

    Curtir

Os comentários estão fechados.