Cosplay · Vergonha Alheia Televisionada

Vilã de A Força do Querer morre após delírio com cosplayers assassinos

Não existem registros de quando começou a Arte do Cosplay no Brasil. Alguns dizem que foi com os eventos da ABRADEMI nos anos 90, outros ainda arriscam que foi quando Marcelo Del Greco brincava na infância de Ultraseven, mas uma coisa é certa: toda a trajetória do cosplay nesse país serviu apenas para chegarmos na mais sensacional cena de novela DE.TODOS.OS.TEMPOS. Sério, a cena de A Força do Querer exibida no final do capítulo do dia 17 de outubro é praticamente o Cowboy Bebop dos doramas brasileiros.

A Força do Querer já havia chamado a atenção da otakada ao introduzir Yuri, um rapaz que está sempre com seu cosplay de Kakaroto Son Goku e se comunica com seus pais através de WhatsApp. A Organização Nacional dos Cosplayers (isso nem existe, mas foi quase isso) ficou pistola com o personagem sendo retratado como qualquer criança de 14 anos num evento de anime, então a autora Gloria Perez deve ter tido a ideia de introduzir os cosplayers da novela em uma das cenas mais importantes da trama, a morte da vilã Irene.

Vou explicar o contexto para você que se acha superior por preferir Black Clover em vez de A Força do Querer: Irene é uma vilã safadíssima que roubou o marido de outra mulher e agora está a própria Grávida de Taubaté ostentando uma barriga falsa para segurar o homem. Acontece que Irene também é uma assassina perigosíssima que matou o marido de uma mulher nos EUA, pintou o cabelo e se mudou para o Brasil para mais um golpe.

Mas já dizia a professora chata da Sakura Card Captor: “não existem coincidências, apenas o inevitável“. No fim todo mundo se conhecia e nesse capítulo ela foi descoberta e encurralada. Quer dizer que ela foi pega né? Claro que não, a galera que a encurralou num estacionamento era todo o elenco terceira-idade da novela, então eles ficaram impedidos pelas doenças reumáticas:

Por algum motivo que parece mais sensato que o roteiro de animes com moe, os personagens velhos estavam naquele estacionamento acompanhados de um grupo de cosplayers voltando de algum evento que cobra uma fortuna por atrações requentadas. Eis que sabe-se-lá-por-que os cosplayers saíram correndo do carro e foram brincar de pega-pega no estacionamento macabro.

Como Irene já estava totalmente louca e descompensada, ela viu aqueles cosplayers correndo E TEVE UM PUTA SURTO. Sério, a coitada começou a acreditar que estava grávida e sendo perseguida por Goku e seus amigos cosplayers.

IKIMASU ver imagens do delírio:

Irene ficou gritando “monstros! vocês querem me pegar” provavelmente já imaginando que algum deles viria com Abraços Free ou oferecendo assinatura de mangá da Panini. Depois de muitos minutos dignos de um anime do mesmo desenhista de Another, Irene foi encurralada no estacionamento macabro: de um lado estava o grupo de personagens da terceira idade e do outro a galera cosplayer assistindo àquilo imóveis.

Irene então preferiu cair no buraco do elevador:

Sabem o quão importante foi termos cosplayers envolvidos na morte da vilã da novela mais assistida dos últimos 5 anos? A cultura otaca está saindo do núcleo cômico dos doramas e passando a integrar o rol de protagonistas! É muito orgulho isso!

Para acompanhar essa cena (que sozinha já é melhor que 95% dos animes da temporada, e a Irene grita menos que o Asta), basta clicar aqui para ver gratuitamente no Globoplay (que é o Crunchyroll dos doramas da Globo).

Anúncios

20 comentários em “Vilã de A Força do Querer morre após delírio com cosplayers assassinos

  1. Caraca, quando vi o titulo pensei que era zoeira, mas né que era verdade xD
    Meu Deus, nunca vi premissa de morte de vilã mais engraçada xD
    Perseguida por idosos e adolescentes de cosplay de Goku e cia, fica doida e caí no buraco do elevador, ouro puro xD
    Imagino na cabeça dos cosplayers que ficaram lá parados olhando a mulher alucinando.

    Curtido por 3 pessoas

  2. Sinceramente, cosplay assassino do Goku? Se pelo menos fosse o cosplay do Ryuk, aí talvez… Lamentável.

    Curtir

  3. Essa novela respondeu a pergunta “E se o Goku tivesse os poderes do Itachi, como ele seria?” Pois vivemos para ver Kakaroto Son Goku mandar um genjutsu em alguem!!!! Que momento meus amigos, que momento!!

    Curtir

  4. Gloria Perez entregando roteiros cada vez mais surreais e absurdos…

    …Amei! Coloca ela pra escrever TODAS as novelas de todos os horários, Globo!

    Aliás, alguns mangakas podiam usar o talento dessa mulher pra entregar tramas que de tão sem sentido, viram geniais. Kurumada é um deles (até porque entregar uma trama pior que as dele, nem ela nem ninguém consegue).

    Curtido por 1 pessoa

  5. Só umas correções:
    – os cosplayers estavam INDO de carona pra um evento perto do teatro onde o Eurico ia;
    – a Irene caiu porque queria fugir da terceira idade e “achou” que o elevador ainda estava ali.

    Eu sempre me perguntava que evento é esse as 21,22hs que esses cosplayers iam? Agora vi que é um evento satânico com direito a sacrifício e necrofilia. Parabéns aos envolvidos e ao orgulho cosplayers. É esperar os próximos reflexos disso.

    Curtir

  6. Eu também me jogaria do elevador se me visse no espelho de Sailor Moon.

    Curtir

  7. Que final bisonho! Nem acreditei que fizeram isso… Ô loco bicho!

    Ê Gloria Perez, que acertou em alguns elementos de cena, mas seria muito melhor se não tivesse a otacada lá. Ou, se vai colocar os otacos, pelo menos contextualiza o delírio, pois desse jeito fica muito mais gag de filme besteirol, onde as coisas aparecem de forma nada a ver com o intuito de ser engraçado… E não bote o Kakarotto de pobre lá, eu mais ri que me envolvi com a cena…
    Se era para investir em algo macabro, funcionaria melhor uma temática Silent Hill (ou até os cosplayers de alguma obra de terror). Do jeito que foi pintado ficou o trash… Acho que a glorinha quis se vingar da otacada que não gostou da ignorância dela em otacologia, porém, falhou miseravelmente. Não assisto novela, mas deve ser um dos finais mais trash da história das novelas das 9, que futuramente será da 10!

    Obrigado site, senão jamais teria visto a cena. O nível de vergonha alheia está mais de 8000!!!

    P.S.: Conheço o termo otaku.

    Curtir

  8. Exatamente o que eu tava pensando, Aslanterna! Cena de terror com cosplayers de terror teria sido infinitamente melhor e mais condizente com a cena (óbvio). Ri bastante, mais pelo absurdo do que pela graça. Não boto a culpa na Glóiinha, os demais profissionais envolvidos é que trabalharam porcamente nisso e não souberam entregar uma cena de terror verossímil.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s