Vergonha Alheia Televisionada

Cavaleiros estreia atrás da Cultura e da Record News, mas ganhou da TV Aparecida

Pois bem, após um anúncio pomposo com a assinatura do contrato com a Toei e de uma festa de duas horas televisionada ao vivo com merchãns de remédio para disfunção erétil, ontem finalmente estrearam Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball Z, além de um programete chamado Senpai TV (!!!!!!!!!!!!!!!!!) digno dos anos 90 da MTV com um VJ otaku anunciando o episódio do dia num fundo chroma key.

Mas não estou aqui para falar da vergonha do Senpai TV (!!!!!!!!!!!!!!), dos cortes bruscos de edição e nem do fato do programa ser tipo um Bem Estar que trocou os consultores formados em medicina por Marcelo Del Greco e pelo Estagiário dos Cavs, o post de hoje é para falar sobre audiência. Afinal, de que vale ter uma notinha compartilhada 65 vezes se isso não render audiência para seu programa?

Para você que não entende, pontos de audiência não são sinônimo de porcentagem de audiência. Cada ponto do Ibope significa 67 mil domicílios na Grande São Paulo (apenas na Grande São Paulo, pois esses são os números usados para o mercado publicitário no país inteiro). Depois desse trecho que tem mais cara do Coisas de TV que do Mais de Oito Mil, vamos para o gráfico mostrando a audiência da estreia de Cavaleiros do Zodíaco (afinal não faço ideia até o momento dos números de DBZ, mas devem estar no mesmo nível).

IKIMASU colocar o gráfico na tela com os dados tirados do Portal 4 (o único site que parece ter se dado ao trabalho de postar audiência da Rede Brasil)!!!

audiencia-cavs

Como podemos analisar, a Globo ficou em primeiro lugar com a exibição de seu dorama Haja Kokoro. A Record veio logo atrás com a transmissão do dorama histórico Escrava Okasan. Logo depois vem o SBT exibindo algum jornal com Rachel Charizard, a Band passando sei lá o Datena, a Cultura talvez reprisando Castelo Rá-Tim-Bum… mas cadê a Rede Brasil? Bem, ela está ali somada com as outras emissoras. Vamos dar um zoom?

audiencia-cavs-2

Segundo os dados apurados até o momento, Cavaleiros do Zodíaco teve média de 0,4 pontos de audiência. E pico (ou seja, o maior número conquistado em algum momento) de 0,9. Considerando que cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo, isso quer dizer que tivemos cerca de… de… hm…. de…

vegeta-confused-math

Enfim! Considerando que os números sejam bem expressivos para o padrão de uma emissora que tem bem menos que isso e ainda é difícil de sintonizar na Grande São Paulo, até que não tá ruim. Só tá longe de ser um padrão Manchete. Ou longe de incomodar qualquer outra emissora. Talvez incomode a TV Aparecida

[ATUALIZAÇÃO Z]

Saíram também os dados de Dragon Ball Z no site Portal 4 e a audiência média foi de 0,2 pontos de audiência, ficando em 13º lugar entre as emissoras de televisão (e talvez uma ou outra televisão de elevador). Parabéns aos Guerreiros Z por darem a METADE da audiência dos Cavs!

Anúncios

18 comentários em “Cavaleiros estreia atrás da Cultura e da Record News, mas ganhou da TV Aparecida

  1. Vegeta Tedesco: São mais de 26000! Chegando a 60000!
    Mas aí fui procurar quanto que era a audiência da Rede Brasil antes da estréia de Cav/DBZ.

    Programa Lucimara Parisi: 0.2
    Perdidos no Espaço: 0.2
    A Lenda: Um Luxo de Sonhar: 0.1
    RB Notícias: 0.1
    Em Revista: 0.1
    Sessão Animada: 0.1
    Cine Rede Brasil: 0.1
    Viagem ao Fundo do Mar: 0.1
    Papo Vip (domingo): 0.1
    É 10: 0.1
    Fonte: https://portal4.wordpress.com/2016/10/30/top-10-confira-as-maiores-audiencias-da-rede-brasil-8-a-14-de-outubro/

    O dobro! Já é alguma coisinha…

    Curtir

  2. Pra um canal que nem precisou pagar pelo programa, está bem de boa. Triste só é pra Toei Animation, que teve que se contentar com o fundinho queimado da panela, já que todos os outros canais recusaram a animação.

    Curtir

  3. Vai incomodar a TV aparecida só até a estreia de A Padroeira em 2017 no horário…

    Curtir

  4. Cada “grande anuncio” de revival de alguma coisa dos anos 90 é isso: o botão de compartilhar no facebook é esbodegado, mas pergunta pro vivente se ele vai assistir…

    Curtir

  5. Uma coisa que eu li na finada comunidade do Orkut Anti Vídeo Show escrito pelo seu proprietário (Danilo Rodrigues que acho que até trabalhou com lance de jornalismo de TV). Cavaleiros nunca foi grande audiência a ponto de afetar a programação Global no horário nobre nos anos 90. Rendia boa audiência, mas não o suficiente pra emissora se sentir ameaçada em mudar sua programação de novelas e colocar um anime no lugar. O negócio deu certo porque era novidade bem como a TV era o entretenimento principal das famílias brasileiras.

    Mas o povo esquece que os tempos mudam e a realidade muda.

    Curtir

  6. E isso ae vai se manter e tal. Acho q n sai disso n, se duvidar ate diminui, querendo ou n ta num horário q geral ta vendo outra coisa e sinceramente da pra ver esses animes a qualquer momento em qualquer lugar da internet.

    Curtir

  7. “Deveriam ter negociado animes com peitudas”

    Tipo o saudoso US Mangá (até hoje não entendo esse nome…), com animes genéricos com sangue pra todo lado, mulheres com peitos de fora e aquela abertura icônica com a vocalista se esgoelando nas rimas “pode até mataaaaar!” com “US Mangáááá!!”??

    Curtir

  8. Provavelmente ninguém vai ler isto, mas…

    Jasque:

    Até certo tempo o canal tinha uma “Sessão Tokusatsu”, com reprises de seriados japoneses (Jaspion, Changeman, Jiban, o primeiro Ultraman e… o desenho da Sailor Moon, que não sei como se enquadra na categoria de “filme com efeitos especiais”, que seria o significado da expressão japonesa). Eu via às 7h da matina, antes de ir pro trampo, mas passei a trabalhar mais cedo e não sei mais o que foi feito da sessão.

    Era legal curtir a nostalgia, mas não adaptavam o formato 4:3 dos filmes pra passar numa tela 16:9 e era chato ter que ficar alterando o formato da tela toda vez. Além do mais, não tinha legenda como nas fitas ou nas cópias da TV Manchete, e a gente fica sem saber o nome de certos monstros ou lugares mostrados nelas. E, pior ainda, os Changemen eram exibidos com uma irritante distorção que deixava todo o mundo com voz grave, como se passada por um filtro pra fazer “voz de monstro”.

    Brave Sound Drop It:

    O nome da sessão U. S. Mangá vem da distribuidora dos desenhos na época, a “U. S. Mangá Corps do Brasil”, uma subsidiária da “U. S. Mangá Corps International”.

    Dito isto, digo que explica, mas não justifica essa escolha troncha de nome pruma sessão de desenhos. Quanto à cantora esgoelada, é uma lembrança da adolescência que sempre vai ficar comigo, bem como a letra: “É a dimensão do mal / que invade a mente / e assusta a genteeee…”

    Curtir

  9. Então ta igual esse blogzinho insignificante, Cavaleiros e DBZ fizeram parte de infância de muita gente, vai assisti casos de familia vai..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s