Precisamos conversar sobre kanzenbans de 65 reais

15 out

Como tem feito nas últimas semanas, a JBC monopolizou o assunto dos otacos nas sextas-feiras ao colocar Marcelo Del Greco vestido de Seiya anunciando as novidades sobre o polêmico kanzenban de Cavaleiros. A Panini até tentou roubar um pouco da atenção anunciando ao mesmo tempo a capa de Slam Dunk e a caixa de Dragon Ball, mas nos grupos e nas redes sociais as pessoas só queriam falar do que ESTE HOMEM trouxe das estrelas:

del-greco-kanzenban

Segundo o anúncio da JBC, o kanzenban dos Cavs terá papel especial, capa dura e vai custar nada menos que 65 dinheiros em cada edição, numa periodicidade não definida. Só essa informação já foi o bastante para surgirem muitos especialistas em mercado editorial comentando o assunto, afinal o que a internet mais oferece atualmente é a obrigatoriedade de todo mundo ser especialista em tudo e conseguir comentar todos os assuntos possíveis, de indicações do Nobel de literatura ao combate de doenças.

Na verdade, qualquer coisa que venhamos a falar sobre o sucesso ou não dessa empreitada é um exercício de futurologia. Não temos a menor ideia se isso será um sucesso ou um grande fracasso. Claro que, na minha opinião, eu NUNCA gastaria meu suado dinheiro comprando uma versão luxo de um mangá que eu considero um lixo. Sem contar que eu não curto nem um pouco capa dura, nem pra livro e muito menos para quadrinho. Enfim, mas não podemos negar que há muitos fatores jogando a favor da JBC: a fanbase dos Cavs tem pouco discernimento e chega a comprar horrorosos bonequinhos a peso de ouro apenas em nome da tão falada nostalgia. É como se Cavaleiros do Zodíaco fosse uma fanbase diferente dos otacos, que se sustenta independentemente do mercado nacional. Quanto ao preço, também está bem próximo dos praticados pelas edições de luxo de qualquer outro quadrinho no Burajiru: encadernados da Salvat são caros, os da Panini também e aqueles capa dura da Abril também não saem por menos de 60 reais. Ok, eles não são séries, e sim volume único, mas muita gente compra aqueles quadrinhos de heróis que formam uma lombada com desenho. E vamos lembrar que em muitos grupos de discussão da Internet sobre mangás encontramos várias pessoas que se dispõem a comprar qualquer coisa se o material for em boa qualidade gráfica e tiver uma lombada retinha.

Texto longo, né? Pensando nos leitores mais casuais da internet, aqueles que só leem textos dispostos em formato de lista ou de GIFs animados, preparei dois fluxogramas bem simples para responder algumas dúvidas sobre o kanzenban:

fluxo-1

fluxo2

Na verdade, retomo a minha maior questão que já falei no outro post: é meio triste que o mercado de mangás esteja tão focado em apresentar produtos de qualidade apenas para quem pode pagar muito por isso (e só quando é algo como Cavaleiros). Embora exista mangá de luxo no Japão, o mangá padrãozão também tem uma qualidade boa. Enquanto isso, temos aqui um Kanzenban com papel maravilhoso a 65 reais, mas os outros mangás continuam transparentes, com impressões defeituosas, erros de revisão absurdos e páginas ondulando. Queria ver esse cuidado com todos os títulos, não só com o favoritinho dos editores.

23 Respostas to “Precisamos conversar sobre kanzenbans de 65 reais”

  1. Eduard Santos 15/10/2016 às 12:54 #

    Cobrar 65 golpes num mangá em um momento de crise econômica, com congelamento de gastos por parte do governo, recessão profunda, desemprego a mil.

    Olha bicho, acho que isso tem tudo e mais um pouco para dar errado, a não ser que a tiragem seja mínima, apenas para cobrir os gastos de produção… E já que a periodicidade será variável, há fortes indícios de cancelamento se o caldo entornar.

    A fanbase de Cavaleiros pode até ser fiel e ter um número considerável, mas será que é demanda para esse tipo de produto?

    Curtir

  2. ALly 15/10/2016 às 12:58 #

    Além da principal questão: quem garante que mesmo custando essa pequena fortuna, eventualmente não vai ter papel transparente ou problemas com impressão em alguma edição?! JBC eu duvido é de nada! xD

    Curtir

  3. Javan Eduardo 15/10/2016 às 14:12 #

    Se vai encalhar nas livrarias e lojas especializadas eu não sei (ou saiba!) mas que a JBC tem “Balls of Steel” pra fazer uma aposta desta, ela tem, é algo no minimo respeitavel

    Curtir

  4. GG Izzy 15/10/2016 às 14:17 #

    “nada menos que 65 dinheiros em cada edição” Amazon e Saraiva não existem mais descontos né, tá parei hahahaha

    Curtir

  5. renatomotta 15/10/2016 às 15:04 #

    Se for fazer um senso pode colocar meu nome ai!! eu vou comprar esse manga, adoro cavaleiros do zodiaco não tenho os cloth myth, mas gostaria de ter, assim como diversos otakus possuem action de diversas outras obras. Tudo vale a pena dependendo da sua situação financeira e gosto!!! Não sou rico e nem classe média. Irei comprar na saraiva com aquele desconto maroto de 40% que consigo todo mês.

    Curtir

  6. Marcos Sakata 15/10/2016 às 15:23 #

    HAHHAHAHAHA de fato. Convenhamos que, em termos de qualidade, existem muitas histórias superiores a CDZ.

    Curtir

  7. renatomotta 15/10/2016 às 16:47 #

    As coisas que fazem/fizeram sucesso constroi uma fanbase sólida, pessoas que irão consumir aquilo que for lançado, mesmo que as outras pessoas que não fazem parte dessas seitas/clubes/grupos não concordem com isso.
    agora o que é ridiculo é otaku ter preconceito com aqueles que consomem coisas diferentes daquilo que ele acha adequado gastar seu dinheiro, voce que consome produtos considerados nerds já faz parte de um nicho pequeno que sempre foi ridicularizado e ainda é por aqueles que se acham os “grandes espertões”.
    então voce o, “grande sabe tudo”, ridicularizar uma obra que fez/faz um grande sucesso até os dias de hoje só para afirmar sua posição contraria, so me faz lembrar da celebre frase “Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor”
    se usarmos de uma licença poetica e trocarmos a palavra EDUCAÇÃO por LEITURA, temos o mesmo efeito desses otakus que dizem que obra X é melhor que obra Y ou que a obra W é um lixo!!! deixe de ser um grande sabe tudo(idiota) e vá curtir suas obras e deixem quem goste curtir os lançamentos de kanzenbans, tipo kanzenbans, tanko padrão, offset ou o raio que o parta!!!!

    Curtir

  8. Frango com Farofa 15/10/2016 às 17:44 #

    Como sempre o mercado nacional indo muito bem e nem um pouco elitizado \o/

    Curtir

  9. Rafhael Victor 15/10/2016 às 18:16 #

    “agora o que é ridiculo é otaku ter preconceito com aqueles que consomem coisas diferentes daquilo que ele acha adequado gastar seu dinheiro, voce que consome produtos considerados nerds já faz parte de um nicho pequeno que sempre foi ridicularizado e ainda é por aqueles que se acham os “grandes espertões”.
    então voce o, “grande sabe tudo”, ridicularizar uma obra que fez/faz um grande sucesso até os dias de hoje só para afirmar sua posição contraria, so me faz lembrar da celebre frase “Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser opressor” ”

    Faço de suas palavras as minhas. Cada um tem seu gosto, independente das qualidades intrínsecas de cada obra que esteja incluída aí. O que é necessário é bom senso para identificar e aceitar os problemas que determinado mangá apresenta e, mesmo assim, aproveitar ele. Além de que cada um gasta dinheiro com o que quer, né?! Mas como há essa necessidade de reafirmação do próprio ego, na internet, as pessoas continuarão a demonstrar essa mais do que intensa insatisfação com o gosto alheio.

    Curtir

  10. JMB 15/10/2016 às 19:26 #

    É nessas horas que agradeço pelo fandom de CdZ ser formado em grande parte por velhos saudosistas sem nenhum discernimento (e que por serem velhos, possuem empregos e podem comprar tudo/quase tudo o que sai dos Cavs). Pelo menos se pagar esse negócio vai. Ruim ou não, C&A e Cia vende e o pessoal tem que aprender a lidar com isso.

    Curtir

  11. Heitor, o Atrasado 15/10/2016 às 20:34 #

    “Queria ver esse cuidado com todos os títulos, não só com o favoritinho dos editores.”
    Concordo, (Fazendo o advogado do Diabo) mas o nosso mercado comporta um nível de qualidade acima do atual de forma a compensar o investimento? Eu tô descobrindo agora como o mercado de papel das gráficas no geral é uma bosta, produzimos a celulose, mas compramos o papel ¬¬.
    Acho interessante levarmos esses raciocínios pra discussão deste assunto.

    Curtir

  12. Heitor, o Atrasado 15/10/2016 às 20:42 #

    Aff, trocaram meu bichinho de perfil, eu gostava mais do outro…
    Enfim, falando sobre a Mara achar Cavs um lixo ou não… Gosto. Gosto é gosto. Eu adoro Bakuman, quando vi a crítica da Mara sobre o primeiro capítulo, eu disse “Foda-se, eu gosto, é o que importa.” Se você fica todo consternado sobre alguém criticar ou dizer que algo é ruim ou não… Bom, você precisa de um momento de reflexão. Tudo dito por uma pessoa em forma subjetiva relativo a juízo de valor sobre algo é… Bem, subjetivo, portanto, nada é realmente uma verdade universal, não importa o que um crítico diga, (ou alguém que faça uma crítica) logo… É só uma opinião. Ninguém morreu por ouvir uma opinião.

    Curtir

  13. dimarm 15/10/2016 às 22:14 #

    O mercado regula. Nenhuma editora é obrigada a lançar só o que você gosta.

    Curtir

  14. nextconqueror 15/10/2016 às 23:49 #

    Pessoal, CDZ tem outras 3 edições pro pessoal comprar se não tem dinheiro pra comprar a de luxo.

    Uma da Conrad com papel pisa-brite, uma tambem da Conrad com offset e uma da JBC em formato tankohon.

    Tem pra todos os gostos e bolsos. CDZ tem a fan-base tão grande quanto heróis DC e Marvel no Brasil. A coleção vai dar certo!

    Elevem seus cosmos!!!

    Curtir

  15. jasque 16/10/2016 às 14:21 #

    Eu se tivesse interesse esperaria.

    Certeza que esse preço vai baixar mais de 50%.

    Curtir

  16. Jorginho 16/10/2016 às 20:53 #

    A questão é que a JBC tem pisado na bola e MUITO ultimamente. Erros de ortografia aos montes, papel transparente, capa que solta o plástico, erros de diagramação. O problema não é a “série” em si e nem o “preço”, e sim a certeza que NÃO TEMOS de que a JBC fará um bom trabalho…

    Curtir

  17. Apo 17/10/2016 às 09:37 #

    Bom, apesar de discordar muito de algumas colocações da Dona Mara a respeito de CDZ (como no caso do material colecionável eu acho bacana os bonecos, mas o que ocorre é que mesmo quando eles chegam aqui alguns vendedores botam o valor muito acima do mercado afim de escalpelar o fã mesmo), tenho que parabenizar pela constatação que sempre fiz aqui. Mangá, assim como HQ atualmente, é pra quem tem grana. Dar de 15 a 20 mangos num mangá hoje em dia é complicado, sem contar algumas editoras (Newpop) que fazem um trabalho de distribuição nas coxas.

    É muita ousadia achar que edições de 65 reais vão vender bem, a não ser que sejam feitas poucas tiragens mesmo. É uma mania feia de mercado nacional em se prender em sucessos do passado. Sorte quem conseguiu completar a da Conrad que lançou lá pro anos 2000/2001.

    Esse pessoal da JBC precisa muito largar esse passado de CDZ e pensar em investir em marketing decente.

    Curtir

  18. Fabio Rattis 17/10/2016 às 16:29 #

    pessoal reclama muito, isso pode ser uma porta de entrada para mangás de luxo. se CDZ não dar certo, oq vai da certo aqui ? nego gosta de reclamar muito, é simples nao compra, só boicotar o lançamento, nao comprando. PONTO FINAL. quem gosta vai compra, quem nao gosta, pode ficar de MIMIMI.

    Curtir

  19. Gustavo Bossone 17/10/2016 às 19:15 #

    Acho que se fosse pra investir em algo desse nivel agora, que fosse num volume único ou numa serie menor, poxa, mais de 20 volumes a 65 cada? não, deus abençoe

    Curtir

  20. Seiya Tesão 18/10/2016 às 06:27 #

    Esquerdinha reclamando do Brasil comuna, que piada.

    Tenho certeza que todos terão dinheiro pra comprar, o bolsa esmola acabou com a pobreza.

    Curtir

  21. jasque 18/10/2016 às 13:03 #

    E não acho que seja só “compra quem quer”.

    Se a editora for à falência numa aventura dessas, deixando vários títulos sem final publicado não é só os acionistas que se dão mal.

    Curtir

  22. Cavaleiro do Horóscopo 25/10/2016 às 18:46 #

    “CDZ tem a fan-base tão grande quanto heróis DC e Marvel no Brasil. A coleção vai dar certo!”

    Hã… não. Se tivesse, CDZ estaria em destaque nos materiais de divulgação das CCXPs e Fest Comixs da vida. Sem contar que DC e Marvel, além da fanbase fixa, também conseguem vender pro leitor casual, já que os seus personagens são conhecidos em várias mídias (filmes, animações, brinquedos, etc.), enquanto as crianças de hoje nem sabem o que é CDZ (e mesmo a maioria das pessoas que viveram na época do auge de CDZ já nem lembram mais deles).

    Maaaas… é como o segundo fluxograma disse: não sou dono da JBC, nem funcionário da JBC, então por mim a JBC pode fazer o que quiser.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: