Barraco

Cantinho do Barraco: Quem é a mãe dos mangás bimestrais?

“Naniii?? Dois posts do Mais de Oito Mil no mesmo dia??? Deve estar rolando muita coisa no mundo dos aniems!!!”

Claro que sim, leitor, e o segundo post do dia nada tem a ver com a falta do que falar de A Regra do Jogo. Não sei se você ficou sabendo (até porque não noticiei por aqui por estar ocupada trepando ou dormindo), mas a JBC finalmente se rendeu aos mangás bimestrais que já eram adotados pela Panini e pela Newpop (no caso desta eles eram bimestrais mais por atrasos que por outros fatores). A primeira tentativa de se lançar mangás a cada dois meses foi com o Eden, afinal tem o tamanho de dois mangás e a redação da JBC devia estar atolada demais com o tanto de mangá que é lançado bimestral dá tempo para os leitores arranjarem os quarenta contos do preço.

Aí o eterno editor do dragão que  não tem uma orelha anunciou que Ultraman, que é mangá de banca, seria bimestral. E hoje, no Henshin Online, Cássius anunciou que Gangsta também será um mangá bimestral, alternando o lançamento com Ultraman. Nosso bolso agradece e isso é uma forma muito legal de termos mais títulos à venda e dar pra comprar mais. Em nenhum lugar com mercado de mangás saudável temos títulos de 200 páginas saindo todo mês, nem o Japão consegue produzir algo nesse ritmo.

Eu já falei no passado sobre os motivos da JBC não apostar no mangá bimestral (alegando que o público esqueceria o título etc) e já falei muitas outras vezes que é melhor lançar bimestral se a outra opção é apressar uns 10 volumes mensais e depois ficar publicando um volume a cada 6 meses (como um certo exorcista azul aí), então de certa forma é um avanço muito grande que eles estejam seguindo o que a Panini já faz há um bom tempo. Inclusive é muito bom saber que o Cassius reconhece como positiva uma estratégia da concorrência e…

jbc-mae-dos-bimestrais

Não precisa twittar um “Valeu, Panini“, mas dar RT numa pessoa que diz que a JBC inventou esse esquema de publicação é consentir com o que está escrito. Fica a dica, tá?

Anúncios

9 comentários em “Cantinho do Barraco: Quem é a mãe dos mangás bimestrais?

  1. PROTESTO: Mara mentirosa dizendo que tava trepando.
    Otaku não trepa. Só bate uma pra waifu e husbando 2D

    Curtir

  2. e a newpop inventou os esquemas de publicação de mangás trimestrais, semestrais, anuais, por década, etc… ah! e ainda tem surpresa que você não sabe quando vai ter o novo volume

    Curtir

  3. Depois que eles se consideraram criadores do formato big, e dos relançamentos em tanko, nada me surpreendente vindo deles.

    Curtir

  4. Mas a publicação do spin-off de CDZ, The Lost Canvas, era bimestral (quando não atrasava e virava trimestral), isso em 2007. Depois, vieram os Gaidens da série e tiveram a brilhante ideia de lançar tudo mensalmente, e a edição brasileira alcançou a japonesa em quatro ou cinco volumes…

    Curtir

  5. mangá de Vagabond pela Nova Sampa finalmente foi cancelado!!!! Já rende assunto pta um post essa notícia!!!

    Curtir

  6. Acabei de conhecer esse blog, mas já me identifiquei, virei leitor. Não sei porque mas ele me dá uma sensação nostálgica, me lembra os tempos que comprava Ultra Jovem, Anime-Do, que lia a seção do leitor dos mangás de CDZ e DB da Conrad. Quando conhecia vários animes velhos nas revistas e pensava se um dia eu assistiria (a maioria não assisti até hj). E isso tudo com zuera ainda.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s