Aleatoriedades

O esperado post onde a Mara critica o Jbox

Após muitas teorias sobre a autora do Mais de Oito Mil (me sinto o Pelé da imprensa especializada falando de mim mesma na terceira pessoa) ser na verdade o Carlos Moncken do Jbox, o post de hoje vai acabar com todas as dúvidas. Não, leitor pervertido, não vou postar uma foto minha dos meus peitos. Na verdade eu vou CRITICAR o Jbox.

Esse momento nunca antes imaginado na história da blogosfera animística da república das bananas foi muito aguardado pela imprensa especializada em primeiras impressões ou em sites concorrentes que falam sobre anime, mangá e TV (muito bons na habilidade de editar a hora do post para sempre serem os primeiros).

O Jbox foi quase uma mãe para mim, tivemos até entrevista com o pessoal de lá (clique aqui e leia), mas acabou esse período imune às críticas. E quero que tanto o Larc quanto o Tio Cloud ou eu mesm… digo, o Carlos Moncken, me perdoem por isso, mas realmente vai doer mais em mim que em vocês…

IKIMasu… ver… o que deu… no… no… jbox:

superrequentamento

Sério mesmo que vocês me fizeram clicar nessa notícia acreditando que vocês tinham informações novas sobre o mangá do Super Onze e a notícia é um requentamento de todas os dados já falados à exaustão? Vocês são idiot…

EU NÃO CONSIGOOOO….  Não posso falar mal do único site que trata os animes e mangás do jeito que deveriam ser tratados (uma palhaçada amadora).

Por isso eu pego esse post e mudo o ponto de vista da crítica:

Sério mesmo que tá acontecendo nada no mundo dos mangás do Burajiru que esse pobre site precisa ficar requentando notícia? QUE FEIO, EDITORAS!

Anúncios

7 comentários em “O esperado post onde a Mara critica o Jbox

  1. Jbox era bom antes da existência desse blog, pode falar mal Mara. E se você trabalha pra eles também então criaram um monstro e agora precisam arcar com as consequências.

    Curtir

  2. Foi confirmado, ainda que sem data ou horário específicos, a série No Game, No Life. Poderia ser mais uma série de animes, se não fosse por um detalhe: trata´se de uma série baseada de uma obra de um mangaká…brasileiro.
    O nome do autor é Yuu Kamiya, e é uma mangaká e autor de light novels. Seu verdadeiro nome, entretanto, é Thiago Furukawa Lucas, um brasileiro que foi ao Japão e tornou-se um mangaká. Ele já foi tema de uma matéria na revista Made in japan, que era publicada pela JBC. Para saber mais sobre o anime e a light novel de que ela se inspirou (além da versão mangá da obra, que está sendo publicada no Japão pela Monthly Comic Alive, uma revista seinen), eis os links abaixo:
    http://en.wikipedia.org/wiki/No_Game_No_Life
    http://www.mangaupdates.com/authors.html?id=2200
    http://afontegeek.wordpress.com/2013/08/30/primeiro-brasileiro-tera-anime-de-sua-autoria-estreando-esse-ano/
    O que prova, mais uma vez que aquele velho dito popular:”santo de casa não faz milagre” está certo.

    Curtir

  3. Oh nekomimi, thanks.
    é um trab de formiguinha mesmo. e sorte para o nosso querido brasileiro!

    Tassio Bruno
    http://afontegeek.wordpress.com
    [editor-chefe do afontegeek]

    ps: aproveitando, vi seu coment la no VQ. rapaz…eu realmente n gosto do vlog deles..respeito..mas eles entendem mais de shonen, natural q eles n entendam outros gêneros.

    aproveitando, oi editora do mais de oito mil ;)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s