Top 10 piores capas de mangá no Burajiru! (Parte Final)

11 mar

No mundo existem capas e capas. Algumas são legais, como a capa do Mario, e algumas são horríveis, como capa de gordura. E de que capa que estamos falando hoje? Das piores possíveis. Já que editora de mangá do Burajiru tem preguiça de fazer algo bem feito, juntamos as melhores piores capas de mangá já lançados. E aqui estamos com a segunda parte das piores capas de mangá. Se você quer ver cores não harmônicas, character designs inconstantes e várias viúvas defendendo o gênio Togashi, clique aqui e reveja tudo. Se você quer continuar com a parte final da matéria, aperte 9 e aguarde para ser atendido.

IKIMASU para a parte final porque o tempo ruge!

#05 – Vitral (Editora HQM)

 Com um design atrevidamente exótico tal qual o chapéu da Dona Clotilde, esse mangá brasileiro de homem se pegando para fangirls não é apenas ruim, mas tem uma capa digna de fanzine. E se você tem dúvida de que uma capa é importante para as vendas, pegue o caso de Vitral como exemplo: faz uns dois anos que a segunda edição tá atrasada. Olha, nem a Newpop consegue isso, parabéns para o autor!

#04 – Ação Magazine (Lancaster)

Seja o novo! Seja Brasileiro! Tenha orgulho de sua nação! Todas essas exclamações nós vemos nas entrelinhas das declarações do editora da revista Alexandre Lancaster. Mas quando você olha a capa só vê um estilo japonês de capa, tipo uma Shonen Jump sem critérios, com um logotipo difícil de ler e mais fontes na capa que trabalho acadêmico. É tanta poluição visual que o nome do arquivo da capa só pode ser “timessquare01.jpeg”. Por favor tirem esse estilo de capa da edição 3 quando for sair, lá em Março de 2013.

#03 – Shin-chan (Panini)

A Panini, antes de ser essa editora que enfia –chan e –kun até no nome dos funcionários no expediente do mangá, era uma editora que até inovava um pouco. Quando foi lançar Shin-chan, alguém pensou “por que não podemos fazer a capa parecer um daqueles livros de piadas de português?”. O resultado foi o estagiário demitido e as doze edições de Shin-chan com uma capa vergonhosa.

#02 – Futari H (JBC)

O maior problema do Floquinho é que você nunca sabe quando ele tá indo e quando tá voltando. E o maior problema das capas de Futari H é que você nunca sabe quando saiu uma edição nova, pois todas as capas possuem a protagonista em alguma pose sensual genérica e um fundo amarelo horroroso. Aposto que tem gente que comprou e gostou da primeira edição, e nunca mais comprou porque acha que ela está na banca até hoje.

Alguém sabe me responder que tara é essa com capa amarela?

#01 – Medabots (Abril)

Precisa falar o motivo dessa capa ruim ou esse Ikki com seios e cara desesperadora já é o bastante para de noite você sonhar com um teatro cosplay de evento da Yamato sobre Tiger & Bunny? O mangá era ruim, a capa parece que foi desenhada com o cotovelo do estagiário e esse estilo verde do fundo é pra fazer conjuntinho com a edição de Dragon Ball da parte 1.

50 Respostas to “Top 10 piores capas de mangá no Burajiru! (Parte Final)”

  1. Diego Miyabi (@diegomiyabisama) 11/03/2012 às 21:06 #

    Não teve Cdz? o.o
    Eu cheguei folear esse mangá do Medabots, meus olhos…

    Curtir

  2. Phillipe 11/03/2012 às 21:09 #

    Obrigado, Mara. Levei tanto tempo pra esquecer do mangá do medabots, e hoje terei que dormir sonhando com essa capa.

    Curtir

  3. Eduardo Ketsura 11/03/2012 às 21:10 #

    É cada uma pior que a outra, que porra.

    Curtir

  4. O Judeu Ateu 11/03/2012 às 21:11 #

    Pra mim ainda faltou as capas de Hikaru no Go da JBC.
    Tiraram o background detalhado e bem trabalhado do Obata pra colocar um fundo de tabuleiro de damas, que não tem absolutamente NADA a ver com a história.

    O que eles tavam pensando? “Vamos trocar o fundo, pra enganar o leitor, fazendo ele pensar que esse é um manga sobre jogo de damas. Depois é só continuar fazendo isso por mais 23 volumes, ninguém nunca vai desconfiar”

    Hikaru no Go Original:

    Hikaru no Go JBC:

    Curtir

  5. Marco-kun 11/03/2012 às 21:13 #

    “Aposto que tem gente que comprou e gostou da primeira edição, e nunca mais comprou porque acha que ela está na banca até hoje.”
    HUSHUAHUAHUAHUSHUHAUS
    E.. sem CDZ? [2] Ta aí uma surpresa.
    Essa capa de medabots é triste… não consigo nem tecer um comentário decente. E eu comprei o príncipe do best seller SUPER enganado… Não faço questão da edição #02 VIXE

    Xcution Team
    http://xtremedivider.wordpress.com/

    Curtir

  6. Diego Miyabi (@diegomiyabisama) 11/03/2012 às 21:14 #

    O que eu ganho em ser o primeiro? :B

    Curtir

  7. Seiya-sama 11/03/2012 às 21:21 #

    pensei que Saint Seiya seria o número 1, mas acredto que não vitou só para dizer implicitamente, “Meu blog sobrevive sem CDZ”.

    Curtir

  8. Tiago 11/03/2012 às 21:27 #

    Ri muito aqui.

    ” Não entendo mulher que curte ver dois caras se pegando em mangá,”
    me faço a mesma pergunta quando vejo uma yaoizera

    Curtir

  9. BordelAnimes 11/03/2012 às 21:33 #

    temq rever isso aí! Tem coisa q merecia colcoações “melhores”!!!

    Curtir

  10. Flavia 11/03/2012 às 21:43 #

    ” Não entendo mulher que curte ver dois caras se pegando em mangá,”

    Pelo mesmo motivo que homem gosta de ver mulher se pegando? ‘-‘
    P.s.:não curto yaoi

    E puts, acho o traço de FutariH muito tenso.

    Curtir

  11. Luciano von F. 11/03/2012 às 21:59 #

    Cá entre nós, a Mara nunca foi feliz com as primeiras colocações dela em outros top 10.

    Curtir

  12. Tiago 11/03/2012 às 22:51 #

    Eu achei a primeira colocação digna

    Curtir

  13. jasque 12/03/2012 às 01:41 #

    A capa da ação está ótima… comparada com o protótipo que deixaram escapar ^^’

    Curtir

  14. Ana Clara Santana 12/03/2012 às 09:06 #

    nenhuma dessas capas me convenceu a comprar o manga. Sempre achei que a Mara gostava de yaoi :(

    Curtir

  15. Sora 12/03/2012 às 09:48 #

    “Não entendo mulher que curte ver dois caras se pegando em mangá”

    Pelo mesmo motivo que homem adora ver mulher se pegando em filme pornô e o sonho de vida da maioria é fazer um menage…

    O maior motivo das “yaoizeiras” (que na verdade chama fujoshi, pros ignorantes que não sabem) verem esses mangás é porque 90% das meninas de anime são retardadas e submissivas para com os caras (tirando Spice and Wolf que tem a personagem feminina mais inteligente que eu já vi. Palmas pra Horo, ela merece), coisas que um mangá yaoi mostra uma relação de igual para igual entre os personagens. A cultura machista do Japão é culpada por retratarem grande parte das meninas assim. (vou dar o exemplo de Bakuman porque a Mara já falou dele aqui… reparem como as garotas são toscas)

    Sem contar que eu particularmente tenho raiva de muitas mulheres de anime, por isso eu prefiro ver dois caras bonitinhos ao invés de ver uma menina chata.

    Entenderam ou querem que eu desenhe?

    Curtir

  16. Haruhi_chan_10 12/03/2012 às 12:09 #

    É cada uma pior que a outra, que porra.[2]

    E como fã de yaoi, faço minhas as palavras da Sora! Realmente, a maioria das personagens femininas de anime são simplesmente idiotas.

    Curtir

  17. helinhooo 12/03/2012 às 12:17 #

    Eu gosto das capas de futari H, sempre fiquei pensando em como o autor tem tanta criatividade para posições e roupas da personagem

    Curtir

  18. OOO~シャウタ~ 12/03/2012 às 12:32 #

    Mangá Medabots é ÉPICO!

    Curtir

  19. Lua Mae 12/03/2012 às 12:41 #

    Até concordo com vc,Sora(principalmente com a parte das “heroinas” serem retardadas)…mas não se esqueça que essa historia de “amor de igual para igual” não é fato em yaoi.Todo yaoi tem aquela velha lenga lenda de seme e uke ¬¬
    Eu não acho que isso seja uma relação igualitária:”um por cima um por baixo”,como naquela “posição papai e mamãe”,um numa posição dominante e outro submisso….como uma visão machista de como deve ser uma relação entre um homem e uma mulher.
    Eu não acho que isso seja amor entre iguais…

    Curtir

  20. Keroicon 12/03/2012 às 12:59 #

    Faltaram também aquelas capas horrorosas de Utena.

    Curtir

  21. Sora 12/03/2012 às 13:43 #

    Lua Mãe….

    Sim, tem o lance de seme/uke, no qual o outro é dominante na cama… Mas cá entre nós, se não houvesse isso, como é que eles iriam fazer sexo? Ah sim… tem uma autora chamada Kazuhiko, ela quebra bastante esses esteriótipos de seme machão e uke mulherzinha…

    Mas a relação entre eles no cotidiano é diferente…

    Vou citar um comentário que achei em um site, e que eu acho que explica tudo:

    “BL toca exatamente onde toda garota é fraca: Comportamento masculino. Acho que esse comportamento fantasioso que faz alguns gays reclamarem de yaoi é exatamente o atrativo dessa categoria, algo tão ideal que chega a ser fascinante. E pra quem acha q isso pode ser encontrado em um shoujo hétero, eu digo logo o pq não: Relações de companheirismo perfeito nascem de uma igualdade, e quer mais desencontro físico e social que o do homem com a mulher?”

    Curtir

  22. Ligia Miguel (@OtaLig) 12/03/2012 às 14:01 #

    De perto, a capa de “Vitral” é ainda mais feia do que vendo na tela do computador.
    Pra falar a verdade, eu até tinha me esquecido deste “fanzine profissional”.

    Curtir

  23. Suna 12/03/2012 às 14:29 #

    Medabots e Futari H honraram o top. A capa de Vitral é sem graça, mas pelo menos tá bem desenhada. No blog da autora tinha uma capa pro indefinido volume 3 que era assim mesmo: Fundo branco com os dois personagens de corpo inteiro, ela só mudou as roupas. É padrão.

    Shin-chan teve a capa que mereceu. E a Ação nem tem o que comentar, já nasceu errada só por querer ser cópia da Jump.

    Já que o ponto é yaoi, eu concordo com a Flavia. Só não vejo atrativo nenhum em personagens com o biotipo de um cabo de vassoura com ombreiras. Quanto aos relacionamentos…Não dá, yaoi é muito shoujo pro meu gosto.

    Curtir

  24. Sora 12/03/2012 às 14:54 #

    Suna,

    Yaoi é realmente um shoujo, mas os personagens são homens…

    Eu não sou fã de mangás só de romance, eu prefiro ler doujins e fanfics yaoi com personagens de shounens que eu gosto (sim, podem me chamar de pessoa que estraga a imagem dos personagens, tipo fazendo casal FMA de EdxRoy e Elricest…)

    Ou como por exemplo o anime No.6 que é shounen-ai e teve ação…

    Curtir

  25. jasque 12/03/2012 às 17:13 #

    Eu até que gostei de Princess Princess. Já Gravitation estou tendo dificuldades…
    Acho esse lance de fujoshismo só engraçado.

    Se por um lado os outros mangás vêem as mulheres de uma forma preconceituosa, esses yaois também vêem os gays de uma maneira muito diferente da realidade.

    Ao menos pelo que vi, porque depois de Gravitation vou passar longe de qualquer coisa do tipo…

    Curtir

  26. Marskel 12/03/2012 às 17:26 #

    Caralho, nunca vi vendendo a maioria dessa leva.

    pros ignorantes que não sabem

    Opa, desculpa aí, excelência! _o/

    Curtir

  27. Sora 12/03/2012 às 17:31 #

    Jasque,

    Por isso que para os gays existe o estilo chamado Bara que são caras mais fortes que o Goku e Vegeta se pegando… Yaoi é feito de mulher para mulher…

    Marskel

    Desculpado ^^

    Curtir

  28. Lua Mae 12/03/2012 às 17:43 #

    Sora,
    Concordo com Suna e como vc mesma afirmou Yaoi é um shoujo,porém do pontos de vista homossexual masculino.Só!
    A maioria dos yaoi tem o mesmo romantismo de um shoujo,todo muito idealizado.

    -“tem o lance de seme/uke, no qual o outro é dominante na cama… Mas cá entre nós, se não houvesse isso, como é que eles iriam fazer sexo? ”

    Tem tantas formas deles fazerem sexo =P….eles podiam começar se revezando XD

    -“E pra quem acha q isso pode ser encontrado em um shoujo hétero, eu digo logo o pq não: Relações de companheirismo perfeito nascem de uma igualdade, e quer mais desencontro físico e social que o do homem com a mulher?”

    “Desencontro físico”?!Numa relação homem e mulher ?! BIOLOGICAMENTE eles foram “feitos um para o outro”, se reproduzem.Eles se “encaixam” e se não acontece isso não seriam da mesma especie.O que acontece é um desencontro social e cultural,de fato,devidos há muitos motivos…

    O problema do Yaoi para mim é o fato de que o Japão NÃO consegue imaginar uma relação amorosa igualitária entre homens e mulheres,por que NA CABEÇA deles isso NÃO existe.Então “crio-se” o yaoi para continuar essa ideologia,onde só existiria uma “relação verdadeira e de companheirismo perfeito!” entre dois homens(não sei enquanto ao yuri,que nunca li muito…)…e esse slogan acaba sendo a propagando do yaoi,que no fundo acaba sendo uma babaquice!Achar que por causas de diferenças tão idiotas quanto uma questão de sexo definiria IGUALDADE.

    Mas enfim…não tenho nada contra quem lê yaoi ou gosta,todo mundo tem seu gosto próprio e esta livre para escolher. =)

    Curtir

  29. Tiago 12/03/2012 às 17:50 #

    “O maior motivo das “yaoizeiras” (que na verdade chama fujoshi, pros ignorantes que não sabem)” te chamou de ignorante Mara, porque esse termo foi usado por você em um post (não lembro qual foi, tenho coisa mais importante pra lembrar :P) e eu achei o termo tão “original” que usarei daqui pra frente sim. É que nem aquela palhaçada de Otome e Otaka, as pessoas tem o direito de chamar do que quiser.

    Ah e claro, yaoi é muito diferente de shoujos com protagonistas femininas songa-mongas, a diferença é que o personagem principal tem um pinto no lugar da vagina, e…. Desculpa, mas não consegui achar nenhuma outra diferença.

    Curtir

  30. Suna 12/03/2012 às 19:01 #

    Sora,

    No 6 eu quero assistir, gostei do background e visualmente me agradou. Além disso, ouvi boas referências sobre ele até de gente que nem curte yaoi, então, tô otimista. E não vou te chamar de nada, oras! Tá certo, eu torci o nariz pros 2 exemplos de FMA que você deu, mas o gosto é teu e isso não te faz nem mais, nem menos pervertida do que quem curte fanfic e doujinshi hétero. Ambos tem pares dignos de shippar wtf com facepalm, mas gosto (bom ou mau) é gosto e cada um cuida do seu. E olha que eu amo FMA, hein!

    O que me afasta de yaoi é o mesmo que me faz olhar torto pro açucarado e nauseante shoujo: A maneira como o romance é abordado é absurda demais pra mim. Não vejo igualdade num relacionamento onde um controla o outro o tempo todo, e é esse o padrão obedecido por esses dois gêneros, porque essa é a realidade do Japão, não a minha. Só pros japas que isso é normal e tido como ideal. Aqui, nem tanto. Pra eles a submissão da mulher é algo do dia a dia e em yaoi acontece a mesma coisa, a única diferença é que tem um homem no lugar da mulher mas, no geral, ele é tratado da mesma maneira. Não aceito isso de jeito nenhum, nem mesmo em um simples mangá.

    Curtir

  31. Panino Manino 12/03/2012 às 20:22 #

    @Sora

    Reparei em algumas coisas estranhas no que você escreveu.
    Você fala da mulheres das histórias, que elas não tem um tratamento digno nos romances desenvolvidos, são submissas, retardadas e abusadas, e diz que esse é o motivo de as mulheres gostarem de yaoi por brincar com isso? Colocar um homem no lugar da mulher abusada e que isso é o romance ideial?
    Tem ativo e passivo porque senão… “como eles fariam sexo?

    Que papo furado.
    Me desculpe, mas do jeito que você explicou aqui eu só consigo pensar que isso tudo não passa de fantasias de menininhas.

    Não está gostando da forma como a parceira é retratada na história, procure outra melhor oras. Existem bons romances onde a mulher e retratada com dignidade, você mesmo citou. Ao invés disso, você recorre a uma relação igual ou pior por tantas vezes se desenvolver através de abuso psicológico e físico, “mas está tudo bem, já que não é uma mulher que está sendo abusada, é só um homem, ele não tem problema, igualdade de direitos nos romances de merda”.

    Mulheres… mulheres!

    Curtir

  32. jasque 12/03/2012 às 20:35 #

    Seme+uke é tipo Zé Bonitinho + garota peituda.

    Só que troca a peituda pelo Shun.

    Curtir

  33. Sora 13/03/2012 às 00:27 #

    Vamos lá…

    @Lua Mae,

    Tudo bem, eu entendi o seu ponto. Eu sinceramente não ligo pra esse lance de igualdade. É só uma explicação geral do motivo inicial (não que necessariamente chegue a acontecer isso nas histórias, entende?) que levam as autoras a escrever esse tipo de romance.

    @Tiago,

    Você já leu algum yaoi antes de falar essas coisas?

    @Suna,

    Acho que você vai gostar de No6, é muito bom… Mas bem, estou defendendo o yaoi, mas o que eu realmente gosto é de ler as doujins ou fanfics mesmo. Como eu disse, eu não gosto muuuuuito de romance, mas uma boa fanfic com ação de personagens que eu já gosto e uma pitada de romance é bem legal ^^

    @Panino Manino

    Prazer! Sempre leio seus comentários aqui e estava esperando vc aparecer pra comentar em cima dos meus, hahahaha (sério)

    Vamos lá… Eu disse que eu gosto de yaoi por achar as meninas chatas em anime, mas eu gosto de alguns casais hetero. O problema é que é raro achar uma relação legal entre eles, por isso eu PREFIRO yaoi.

    Meu favorito é Soul/Maka (mesmo que eles não tenham tido nenhuma relação ainda, mas acho a Maka uma boa personagem que foge disso).

    Mas em que momento eu disse que sobre abuso?

    Você meio que generalizou esse negócio de abuso físico/psicológico em yaoi. Quer dizer que só porque o cara é uke ele é abusado ao invés de ir por baixo porque ele gosta?

    Quanto ao fantasia de menininhas, a maioria das autoras de yaoi são mulheres de 25 anos pra cima. Claro que pode ser um fetiche e fantasia, agora eu te pergunto: que mal há nisso? Homens não vivem tendo as deles?

    Voltando ao abuso… Nem todo yaoi vive de abuso, o meu foco nem era falar que as meninas de anime eram abusadas, mas sim que elas são songa-mongas, fazem de tudo pelo protagonista idiota, ou são tsunderes que mal-tratam eles mas no fim morrem de amor por eles e acabam fazendo alguma idiotice, ou é a peituda que… bem, é peituda.

    Não quero desrespeitar nenhum gênero, só quis mostrar porque as fujoshis gostam de yaoi. Aliás… Yaoi não é perfeito. Eu sei. Nenhum gênero é. Meu favorito continua sendo shounen (talvez eu pareça contraditória aqui).

    Como apenas uma explicação virou uma conversa grande né?

    Curtir

  34. RicardoSavageStrike 13/03/2012 às 00:39 #

    A Sora tem toda a razão, ela já tinha deixado claro desde o começo:

    Compense um ressentimento com uma tara pessoal e bizarra! o/

    Curtir

  35. Sora 13/03/2012 às 07:15 #

    @ RicardoSavageStrike

    Hahahaha, achei divertido o jeito que você escreveu… Mas você acha isso tão bizarro assim? Procure no google o que é Toddlercon, isso é umas das coisas que eu acho bem tenso.

    @ Panino Manino

    Esqueci de perguntar que mangás você já leu pra você falar que a relação entre os personagens é abusiva.

    Curtir

  36. Panino Manino 13/03/2012 às 10:29 #

    @Sora

    Olha, encontrar uma história de romance hétero agradável não está fácil pra ninguém.
    Sempre tem alguma forçação, um personagem idiota. Eu apenas acho que yaoi não é alguma solução para isso, não é um romance que exista para tapar esse buraco. Eu vejo como apenas um outro romance qualquer, sujeito aos mesmos problemas. Então quando leio alguém dizer que é o romance ideal, retrata uma reação ideal e semelhantes eu acho bobagem.
    Não posso nomes de yaoi que eu tenha lido, nem me lembro de cheguei a ler algum completo, assim como eu também não termino de ler todos os romances héteros que começo. Mas o que me lembro do que eu li, tando nos yaoi quanto no yuri, foi a maioria ser o mesmo tipo de romance forçado que tanto me decepciona nos romances héteros.
    Como eu disse no tuíter, relação igualitária entre um casal é amor e respeito e só. Todos tem o direito de terem a personalidade que quiser e um romance justo na minha opinião é aquele em que ambas as partes do casal aceitam e convivem com as particularidades do outro. Tem algumas coisas que são convenções da sociedade que pra mim são demonizadas atoa, da mulher ser mulher e do homem ser homem. Há casos em que só pelo homem assumir seu “dever” de homem da casa é visto como machista. Não é bem assim, assim como a mulher que é desleixada em casa e tem personalidade forta também não é uma feminista querendo se impor.

    Eu generalizei sobre yaoi ter abuso, mas você também generalizou um pouco com sua idealização.
    No fórum eu cheguei a comentar sobre o que uma garota escreveu lá, que yaoi tinha o fetiche meio que de dar o troco nos romances onde a mulher é songa monga, pegando o homem e colocando ele no lugar dele. Provavelmente foram estes que eu acabei lendo.

    Perai, tá uma zona aqui e não estou conseguindo pensar direito.
    Vou aproveitar que estamos no assunto para tentar, mais uma vez, começar a ler After School Nightmare. Acho que ele tem tanto yaoi quanto yuri, e tem uma puxada mais psicológica.

    Enquanto isso, está convidada para se juntar ao tópico – http://forum.subeteanimes.com/thread-230-page-74.html

    Curtir

  37. Sora 13/03/2012 às 11:56 #

    @ Panino Manino

    Já me juntei a discussão!

    Esse lance de igualdade, chega a irritar mesmo… feministas são muito ofendidas pro meu gosto, eu concordo que há diferenças e gosto de ser mulher.

    Quanto ao lance de igualdade entre os mangás, eu também não gosto de romancezinho forçado, nem hétero, nem yaoi. Mas é inegável que a relação entre um casal yaoi é diferente de um hetero. Talvez não na proporção exatamente igualitária como eu citei, mas o comportamento deles é diferente. Acho que essa diferença é que importa e diferencia os gêneros. Talvez eu tenha errado falar que seja TOTALMENTE igualitário (apesar de eu não ter falado exatamente assim, mas deixado a entender) mas a relação deles tem muito mais igualdade do que um casal hetero na maioria das vezes. Não que eles sejam iguaizinhos, senão seriam os mesmos personagens e chamaria Selfcest… e seria sem graça.

    Interpretação de texto é algo tão subjetivo ^^”

    Curtir

  38. Renan 13/03/2012 às 13:31 #

    Muito obrigado, conseguiu me fazer rir muito!

    Infelizmente terei que dormir com a capa de Medabots me atormentando…

    Curtir

  39. Shirubana 13/03/2012 às 17:29 #

    Putz! Esse blog caiu no meu conceito ( nunca esteve na verdade) Não pela crítica da capa do meu mangá, pois é questão de gosto já que não tem nenhuma visão técnica, mas pelo fato de ter dito que sou autor de Vitral. Caramba! Eu sou mulher! Autora de Vitral mangá! Como vcs fazem um blog com um erro desses!? Busquem informações antes de criticar. Não é porque é crítica que tem quer ser cagada.
    E outra, é uma tremenda especulação dizer que não vendeu por causa da capa! Vendi mais do que eu esperava por ser BL ( mangá pra fujoshi-mangá- e não fangirl- música ), e também acho que não mereci esse parabéns porque a culpa de não ter saído 2 não foi vendas e nem minha culpa, eu tenho um contrato que diz que meus mangás seriam publicados de 3 em 3 meses, mas nunca foi cumprido pela editora, apesar de eu desenhar a série toda.
    Eu sou vítima do sistema do mercado nacional como todo mundo que tá tentando. E sim, comecei como fanzineira e não tenho vergonha disso!
    Infelizmente, todo e qualquer desenhista bom ou ruim, vai enfrentar o que eu enfrento todo dia no mercado nacional. Além disso tudo eu ainda sofro preconceito de pessoas que odeiam homossexuais. Nada funciona no Brasil, e eu fico triste que as pessoas aqui não entendam que o gênero yaoi/BL existe no Japão e é feito pra um público específico. É só no Brasil que ofendem o meu público com baixaria.
    Eu gostaria de não levar a culpa por não ter saído a continuação e gostaria que não confundissem direito de expressão com preconceito/homofobia. E jogar informações especulativas e erradas sobre as obras dos outros. Infelizmente, não sei quem são as pessoas que fazem esse blog e qual é objetivo real dele. A gente fala com gente que não existe. Venho aqui falar com gente que não se expõe mas exige ser ouvida, estranho… Querem que o mercado de quadrinho melhore, mas não tem nem a decência de buscar as informações corretas. Eu não entendo essa via de mão única.

    Curtir

  40. Soni 13/03/2012 às 17:57 #

    Complementando o que a minha irmã disse, eu não entendo o erro primário do blog, mas entendo em parte a especulação, afinal, as editoras não emitem notas oficiais sobre nada e nós artistas também ficamos a ver navios. A gente não faz a menor ideia do porque nossos mangás Vitral e O Príncipe do Best Seller não forma lançados no ano passado. Só agora nosso editor está nos informando melhor sobre problemas com preço de capa e de distribuição que está totalmente além e aquém do Futago resolver. O que deveria ser simples: desenhar e enviar para a editora e ela lançar, não é. Pois estamos no BURAJIRU… Só aqui que enfrentamos muita coisa ridícula como rankings de capas, e isso realmente expressa a perspicácia do brasileiro com relação ao que acontece.
    Perguntar pro Futago Estúdio o que está acontecendo não passou pela cabeça do povo desse blog, mas fazer ranking… Mas também entendo porque não perguntaram, já que acham que a gente vai mentir, enfeitar a situação pra parecer importantes… Acho que imaginam que quando a gente não sabe o que aconteceu, devem pensar que a gente tá escondendo que não vendeu. Tá com vergonha… Mas a vergonha é que estamos aqui no Burajiru enfrentando uma situação ridícula e ainda tem esse blog pra afundar mais um pouquinho o pé na nossa bunda. Thank you desu!

    Curtir

  41. Sora 13/03/2012 às 19:01 #

    @ Shirubana e Soni

    Não se envergonhem quando te chamam de fanzineiros… Alguns deles desenham muito melhor do que certos autores “consagrados” por aí.

    Apóio vocês e espero que vocês se deem bem, porque tá difícil…

    Curtir

  42. Mister Shadow 13/03/2012 às 19:11 #

    Cadê um MdOM Mangás do Príncipe do Best Seller?
    Agora merece

    Curtir

  43. Roger 13/03/2012 às 20:58 #

    Meu Deus do céu quanta estupidez, quem teve a brilhante ideia de criar esse ranking? Ah poxa vida, vão procurar algo pra se ocupar e se for criticar, critique CONSTRUTIVAMENTE. Um bando de pau no cu, sinceramente.

    Curtir

  44. Mônica 13/03/2012 às 21:50 #

    Nossa quantos haters… Quando a Mara fez o ranking das piores fantasias de Carnaval ninguém reclamou, por que será?

    Editora HQM? Que editora é essa? Tipo a Newpop? Bom, pelo menos alguns títulos estão saindo da dicotomia Panini/JBC.

    Curtir

  45. tiago 14/03/2012 às 00:48 #

    Quanto butthurt por nada ._.

    Curtir

  46. Chris Galford 14/03/2012 às 15:46 #

    Sobre as capas: Realmente, todas são um lixo. E o mangá do Medabot MEDAMEDO.

    Sobre yaoi: É o genero MAIS OVERRATED que existe. E esse artigo no DeviantArt expõe meu ponto de vista

    http://notafangirl2.deviantart.com/#/d364j8p

    Curtir

  47. Samira Lira 15/03/2012 às 07:29 #

    Yaoi é coisa de bicha, ponto final. E quem gosta de yaoi, mesmo as meninas, é porque no mínimo tem tendências homosexuais. Pronto, disso tudo! Doa a quem doer, essa é a verdade! Yaoi é coisa de bicha! Hahahahahahahaha!!!!!

    Curtir

  48. Eduardo 15/03/2012 às 19:31 #

    Eu conheci o blog a pouco tempo e estava gostando, até ler esta matéria. Procurei a capa de Vitral e, além de não ser feia, não há qualquer cena proibida para maiores que pudesse ser censurada aqui no blog. Isso foi chato.

    E sobre as garotas gostarem de yaoi, fala sério, o que alguém que não gosta tem a ver com isso? Pra que o interesse em saber? Elas gostam e ponto. Não há muito que discutir sobre o gosto alheio. E se for fazer, respeito é bom. :)

    Há um tempo assisti Imagine Eu e Você, contando a história de duas mulheres lésbicas. O filme terminou e fiquei apaixonado por tudo aquilo… O romance encanta as pessoas e isso não tem a ver com orientação sexual. Não era sobre duas mulheres se ‘pegando’, eram duas mulheres que se amavam. Por que é tão difícil alguns entenderem isso?

    Samira Lira

    Chamar gays de bichas e fãs de yaoi de meninas com tendencias homossexuais te faz superior, não é? Só assim, porque sua vida deve ser tão interessante quanto foi seu comentário. Hilário.

    Curtir

  49.   15/03/2012 às 20:11 #

    “Procurei a capa de Vitral e, além de não ser feia, não há qualquer cena proibida para maiores que pudesse ser censurada aqui no blog.”

    A capa não foi censurada por ser imprópria, mas sim porque as autoras proibiram a exibição da mesma no post, então a Mara removeu. :|

    Curtir

  50. Eduardo 16/03/2012 às 17:29 #

    “A capa não foi censurada por ser imprópria, mas sim porque as autoras proibiram a exibição da mesma no post, então a Mara removeu. :|”

    Obrigado pelo esclarecimento. : )

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: