Aleatoriedades

Grande Gincana da JBC – Descubra o novo mangá!

Na contramão de qualquer iniciativa de marketing profissional, a Editora JBC surpreende com uma gincana para descobrir seu mais novo mangá. Tudo começou com a seguinte mensagem postada pelo editor Marcelo Del Greco em seu Facebook pessoal:

Depois desse post emblemático, está oficialmente aberta a nova brincadeira da Editora JBC! IKIMASU brincar!

São tantas combinações possíveis e tanta informação liberada que eu já estou me divertindo só de escrever esse post. Você pode chutar tanto coisas coerentes:

Quanto coisas que não fazem SENTIDO ALGUM:

Os otakus piram num Roda a Roda Jequiti =)

(Print Screen roubado descaradamente do @DiH_KAL3S)

***

(@maisdeoitomil)

Anúncios

46 comentários em “Grande Gincana da JBC – Descubra o novo mangá!

  1. Minha aposta vai em: ………………………………………………………..
    Cara Louco.

    Curtir

  2. Nossa mara essa foi fraca em o cara so aperto varis x e pronto faz um post sobre satanas e sua influencia nos mangas

    Curtir

  3. Nossa, Sou Eater, que legal!

    Opa, chegou o novo volume de One Peice aqui, nem lembro mais sobre o que era o post.

    Agora, falando sério. Aprendi que não devemos comprar nada da JBC, por melhor que seja o título, NUNCA que darei preferência a um trabalho feito pelo Del Greco.
    Prefiro comprar importado, ou até mesmo ler online, pois ainda assim será melhor que o papel higiênico que o Del Greco empurra pela goela dessa molecada.

    Curtir

  4. que pena mais um titulo que vai ser estragado pela jbc, é uma pena.2

    Qualquer coisa que sai pela JBC vira uma bosta enorme =/

    O pior é que tem idiota que ainda compra e compra mesmo reclamando do tal mangá que ficou ruim… por isso eles fazem tudo uma merda rsrs

    Curtir

  5. ” MARA GORDA” aposto que o Del Greco é fã do blog (afinal ele gosta de coisas avacalhadas)

    Danem-se os futuros lançamentos da Jbc, enquanto ele não lançarem a lendária edição especial de Sakura eu não quero saber de nada vindo de lá (tô mofando esperando Kobato 2)

    Curtir

  6. soul eater, hero tales, sket dance. já não basta estragar fairy tail e FMA?
    Não comprei fma, comprei o volume 1 de fairy tail e joguei fora, e não comprarei o próximo que sair.
    Enquanto a JBC não entender que se eu quisesse ver chaves eu não estaria lendo mangá eu não compro nada deles.

    Curtir

  7. Velho… Que merda.
    Eu sempre sou enforcado nessa brincadeira. Tomara que seja um mangá XXX como o título sugere *piada de tio*.
    Off-topic: mais alguém viu uma PICA na cabeça da guria naquela capa de Deadman Wonderland que a Panini soltou hoje? Ou eu tô pensando demais em pica?

    Curtir

  8. tipo sinceramente, se vc nao tem o que fazer fica quieto, nao gosta de ter o manga na prateleira? foda-se o problema e seu, pelomenos eles nao estragam a alegria de fãs de tokusatsus

    Curtir

  9. Eu acho que alegria e fã de tokusatsus não aparecem na mesma frase. Acho muito contraditório.

    Curtir

  10. Tudo bem reclamar pra CARALHO do trabalho de alguns títulos da JBC. Os principais erros sao de tradução (como em Fairy Tail) e nas edições de capa (como em CDZ: Saint Seiya; apesar de em mãos eu ter gostado, e EVA).

    Mas generalizar a coisa é falta de ética. O papel usado é tão ruim quanto o da Panini e a JBC faz som um trabalho razoável igual o da Panini em alguns títulos. Por exemplo: Ga-Rei, Rosario+Vampire, Futari H (o título pode ser criticado mas o rabalho desempenhado não é ruim não).

    O pessoal tem que ter um pouco mais de imparcialidade e parar de puxar sardinha pra editora 1 ou 2. Tanto uma quanto outra tem que evolui muito ainda. Tão parecendo o Pokémon do Ash po*#.

    Curtir

  11. eu voto em “PUTA BOSTA”, já que não importa o título a ser escolhido, esse será condizente com a qualidade do mangá. [2]

    Pelo amor de Kami-sama, que não seja Soul Eater!!!!!! Não quero a JBC estragando mais um mangá que eu amo! Não basta aquela porcaria que foi fairy tail? Kobato? FMA? Mais um, serio? É por isso que nem comprei Bakuman, que eu adoro demais. E ainda bem que meu amado Kuroshitsuji vem pela Panini.

    Curtir

  12. Pq um consumidor tem que ser imparcial? [2]

    Não lembro do MdOM pegando leve com nenhuma editora… só deu que o lançamento da vez é da JBC, e coincidiu do anúncio ser tão esdrúxulo quanto o editor residente.

    Curtir

  13. Depois que eu comprei Negima meio tanko custando R$7,90 e Evangelion com a borda roxa e uma “Edição Especial” feito no WordArt bem no meio capa concerteza estou com medo de Soul Eater na JBC.

    Curtir

  14. esperando que não seja Sket Dance…. sou fã desse mangá e não quero ver ele ser estragado aqui com as “traduções” das piadas que a editora faria …

    Curtir

  15. Senseinoção
    23/02/2012 às 11:29 #
    Imparcialidade?

    Pq um consumidor tem que ser imparcial?
    ______________________________________

    Eu quero dizer que não é só a JBC que é ruim… a maioria aki tah esculaxando a editora pq o papel é uma droga ( o da Panini tbm é ruim ).

    Porque a JBC não traz nem um título interesante ( ai quando traz td mundo mete o fumo antes mesmo do trabalho ser apresentado )

    que ninguem publica kanzenban ( quando publica todo mundo fala mal, que ta caro, etc e tal; o Speed Racer da New Pop tah 60 reais ).
    ______________________________________

    O que ninguem pesa aki é que se o mercado monopoliza a qualidade pode cair ainda mais. Ou seja, essa disputa por lançamentos de títulos é bom para nós otakus.

    Pode reclama, mas espera ter fundamentos primeiro.

    Curtir

  16. poxa, Sket Dance e Soul Eater, ao meu ver, sempre foram a cara da Panini D:
    Mas vamos ver, quem sabe não sai algo razoável?
    PS: post ótimo, HUSHUHAUHSUHAUS

    Curtir

  17. Perfeita lógica.

    Em um mercado onde existe o monopólio – onde apenas uma empresa produz determinado bem – os consumidores são obrigados a aceitar as condições que são impostas, uma vez que não há concorrência que altere tão situação. Qual a solução? Mais empresas fazendo a mesma coisa!!!

    Temos quantas empresas de mangás no Brasil? Umas 3, 4, 5? Ah, isso muda totalmente a situação!!! Neste caso temos um oligopólio – quando mais de 2 empresas operam em um mercado sendo capaz de determinar preços e quantidades – e isso faz o que? Que os preços melhores? Não! Que a qualidade melhore? Não e pq? Não existe concorrentes suficientes no mercado para não permitir que haja o controle por parte destas empresas.

    Ah, mas aí podemos entrar em um terceiro conceito econômico: cartéis. O cartel é uma esécie de acordo – tácito ou não – que faz com que os preços, quantidades e características básicas sejam similares, assim não adianta vc comprar o mangá (mesmo que fosse o mesmo exato título) em outra editora: o preço seria praticamente o mesmo, a qualidade seria praticamente a mesma, a tradução seria praticamente a mesma.

    Oh, e quem poderá nos defender? Chapolin Colorado? Não! O Governo com uma Agência Reguladora de Mangás (ANMA – Agência Nacional dos Mangás? Bom nome) Não.

    A forma de fazer com que a qualidade e os preços melhores é e só pode ser uma única: O apoio em massa de toda a população otaka e não otaka, para demonstrar para as editoras que todo mundo realmente ama mangá e que vale a pena investir no mercado brasileiro, trazendo mais títulos, com menor espaçamento de tempo e maior qualidade!!!! Mas é óbvio!!!

    Qual é a empresa, ou grupo de empresas, que não irá se comover com uma massa de consumidores totalmente satisfeitos com a possibilidade da melhora do produto ao longo do tempo? Qual empresa, ou grupo de empresas, não irá reduzir seus preços, aumentar a qualidade e prover melhores serviços tendo uma massa tão fiel de consumidores que comprar aquilo que é posto no mercado – sem nenhuma exigência que não seja: continuem a publicar!!!

    Mas é claro! Como somos todos burros! A solução é aceitar tudo, incrementar ainda mais e esperar que as empresas aproveitem a economia de escala que o aumento da demanda irá proporcionar e repassar toda essa economia de escala – ou grande parte – ao consumidor, afinal, para que uma empresa quer vender mais com menor custo e maiores lucros? Aff, que empresa imbecil faria isso?

    Otakus de todo o mundo uni-vos!

    Curtir

  18. Senseinoção
    24/02/2012 às 03:16 #

    idem – seu ultimo post.

    É o que eu penso, se algumas editoras parassem pra analisar ( temos a Abril – que ja investiu a um tempo atras em HQs -, a On Line – que tah investindo em Star Wars, poderia olhar pro mercado de mangás tbm -, a Globo – que perdeu a Turma da Mônica pra Panini ) o mercado de mangás deve ter crescido mais de 100% nos últimos 10 anos.

    Junto com esse crescimento e acompanhando o mercado capitalista os preços subiram os mesmos, na verdade muito mais de 100%.

    Concordo com esse ponto de nós otakus reclamarmos dos preços abusivos e do ponto de vista de isso ser uma formação de cartel. O que podemos fazer?

    Parando de comprar o risco pode ser a morte dos quadrinhos orientais.

    Curtir

  19. Perdão, mas isso é idiota.

    Os quadrinhos orientais não vão morrer, eles continuam a existir em diversos países do mundo, inclusive no seu original – Japão – e nos EUA. Ah, mas então eu devo parar de comprar no Brasil e mandar importar? Sim, é uma possibilidade muito interessante, além de ser mais barato (o que atrapalha é vc não saber um dos idiomas [inglês ou japonês]).

    Ah, mas isso acabará com o mercado brasileiro!!! Não necessariamente, o mercado pode perceber, forçadamente, que seus preços, quantidades e qualidades não estão adequados e reestruturarem suas produções. Ah, mas isso tornaria tudo mais caro? Tb não necessariamente, existem diversas formas de fazer com que uma produção aumente em qualidade e mantenha baixos custos, o uso da economia de escala é o principal, e para que haja escala é necessário que haja demanda, que depende de um planejamento de marketing bem feito e não apenas um “vou publicar o mangá xxx xxx, descubrão pessoar”. Grande parte dos produtos mais cobiçados hoje em dia – apesar de parecerem essenciais – não representavam nada, como um ipod, iphone e ipad (que hoje são como o ar que respiramos, mas que antes de existirem não faziam a menor falta, ou seja, foi uma demanda fabricada), então é possível estimular e criar demanda (Ben 10 que o diga).

    E porcentagens são complicadas, 100% de crescimento parece maravilhoso, mas se vendiam 100 agora vendem 200 e se custava 5 agora custa 10. E essa expansão do mercado em conjunto com a expansão dos preços mostram exatamente a lógica por trás desta prática. Se vocês querem qualidade, preço etc. ou façam valer sua condição de consumidor ou consumam em outras praças.

    Curtir

  20. E quem é que liga pra mercado Brasileiro? Se é pra ter esse LIXO que as editoras jogam nas nossas bancas, prefiro que não tenha mangá nenhum por aqui.

    Eu espero que aconteça com os mangás a mesma coisa que aconteceu com os animes aqui no Brasil. Prefiro ter nada, do que ter bosta.

    Quando um Scan consegue fazer um trabalho melhor que o de uma editora, é porque tem alguma coisa errada aí.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s