Mais de Oito Mil Interview – Pedro Leite e Rafael Koff, criadores das Tirinhas do Zodíaco

8 nov

Olá minna! Estamos de volta com mais uma entrevista relevante. Ou não. Um dos maiores sucessos nas redes sociais dos últimos tempos foram as Tirinhas do Zodíaco, que traziam os cavaleiros de Atena em situações engraçadas. Ou não. Através de um grande esforço jornalístico, consegui trazer os dois criadores para uma entrevista no blog, para falar sobre sucesso e sobre o lançamento do livro deles com as tiras. Será que eles responderam tudo? Será que foi tudo rápido e melancólico? IKIMASU ver a entrevista…ou não!

Mara- Vamos saber um pouco do histórico de vocês. O que faziam antes do dinheiro, glamour e mulheres que as tirinhas proporcionaram?

Pedro- Ainda faço o que fazia antes das Tirinhas do Zodíaco, exceto pela parte das mulheres (se antes elas nem me olhavam, agora elas olham e dão risada da minha cara). Sou publicitário e trabalho como Diretor de Arte em uma agência de propaganda, além te ter outros projetos de quadrinhos e cartuns que podem ser vistos no meu site (www.pedroleite.com.br).

Koff- Eu faço a mesma coisa que fazia antes das Tirinhas do Zodíaco também: passar a maior parte do dia vendo pornografia na internet. Fora isso, também trabalho com criação em uma agência de publicidade e faço tirinhas, entre outras coisas (livros, principalmente). Dá pra ver um pouco do meu trabalho aqui: flickr.com/koff | questionamentos.tumblr.com | tirinhasdejesus.blogspot.com

Mara- Eu vou perguntar como que o blog ficou conhecido. Vocês vão dar a resposta de “Os amigos foram divulgando e, quando vimos, era sucesso” ou vamos ter uma resposta inovadora e descontraída?

Koff- Os amigos foram divulgando e, quando vimos, era sucesso. Não somos inovadores ou descontraídos.

Mara- Vocês apareceram até na Folha Online. O sucesso foi planejado ou tudo não passou de uma grande coincidência deste universo onde não há pontas soltas? (Esta pergunta foi enviada pela leitora Yuuko)

Koff- Era de se esperar que as tiras tivessem alguma popularidade, principalmente porque esse desenho marcou muita gente no Brasil no meio da década de 90. E a gente nunca tinha visto uma paródia dele. É diferente de pegar um tema como Star Wars para parodiar, por exemplo (o que já foi feito milhares de vezes por pessoas muito talentosas). Nesse caso era algo que era inédito e explorava a nostalgia dessa geração. Mesmo assim, fizemos as tiras mais para a gente se divertir mesmo – o sucesso foi só consequência dessa diversão.

Mara- As pessoas julgam o sucesso das tiras dizendo que vocês estão ganhando popularidade com personagens e histórias de outra pessoa?

Pedro- As Tirinhas do Zodíaco são uma paródia do Saint Seiya, então definitivamente definitivamente a gente está “ganhando popularidade” com os personagens de outra pessoa. Não tem como alguém discordar disto. A diferença é que o projeto foi algo original para a série, nunca feito antes desta maneira.

Mara- Com as tirinhas dá pra ver que vocês possuem um grande conhecimento sobre Cavaleiros do Zodíaco. Vocês ainda acham essa série a melhor coisa do mundo ou são lúcidos de mantê-la apenas como memória afetiva?

Pedro- Somos fãs dos Cavaleiros do Zodíaco, mas sabemos que esta série está longe de ser a melhor do mundo. Não somos tão fanáticos assim, mas como muitas pessoas da nossa idade, fomos impactados por este anime quando crianças.

Koff- Eu realmente acho muito bom ainda. Claro que o desenho tinha problemas, mas tinha também uma premissa genial!

Mara- Imagino que essa seja uma dúvida que muitos tenham. O trabalho de vocês é claramente baseado no Cavaleiros do Zodíaco, que pertence à editora Shueisha e ao Masami Kurumada. Como o livro, ao contrário do blog, deve dar algum dinheiro, como funcionou o acordo a respeito dos direitos autorais?

Pedro- Para produzir o livro nós procuramos a empresa que possui os direitos autorais da série no Brasil, apresentamos o projeto e mostramos que pela receptividade que o nosso site teve esta publicação poderia ser um sucesso para os leitores dos Cavaleiros do Zodíaco. Como não houve interesse da parte deles, então nós produzimos o livrinho de maneira independente: pagamos a impressão com o nosso próprio dinheiro. Como o projeto é uma paródia e não uma cópia do anime, nos apoiamos na lei de Direitos Autorais que nos deixa a produzir este tipo de material sem precisar de uma autorização de quem possui os direitos da série.

Mara- Cavaleiros do Zodíaco nunca teve publicação de tiras cômicas, então mostra que vocês são pioneiros. Vocês ficam chateados que, se quiserem continuar pioneiros, vocês não poderão fazer um musical com travestis que nem já fizeram com a série do Masami Kurumada?

Koff- É estranho que tenha mencionado isso porque o nosso próximo projeto é uma série de tiras exclusivamente para travestis. Este mercado foi pouco explorado e tem tudo para fazer sucesso. Aguardem.

Mara- Obrigada pela entrevista. Querem deixar uma mensagem para os leitores do Mais de Oito Mil? A maioria escreve errado, mas são gente boa.

Pedro- Comprem o nosso livro e nos deixem milionários!

Koff- Nunca desistam dos seus sonhos. O meu sonho, no caso, é tirar todo o dinheiro de vocês com as vendas desse livro.

***

(Me siga no Twitter!)

(Já me curtiram no FACEBOOK?)

18 Respostas to “Mais de Oito Mil Interview – Pedro Leite e Rafael Koff, criadores das Tirinhas do Zodíaco”

  1. Guilherme 08/11/2011 às 20:26 #

    First, e thumbs up se você percebeu a mensagem oculta da Mara (supondo que foi proposital, claro).

    Curtir

  2. Luciano von F. 08/11/2011 às 20:37 #

    “Koff – Nunca desistam dos seus sonhos. O meu sonho, no caso, é tirar todo o dinheiro de vocês com as vendas desse livro.” Que deselegante. Agora mesmo que não compro o livro das tirinhas que decaíram de qualidade quando param com a homofobia em relação ao Shun e cia.

    Curtir

  3. A.L. 08/11/2011 às 20:49 #

    Muito legal essa entrevista! Ambos estão de parabens, foram bem carismáticos e conseguiram me arrancar risos com as respostas.
    Ainda quero análise de HxH (ta, nao tem relação nenhuma com o assunto).
    Nunca desisti do meu sonho, se nao tiver em uma padaria eu compro em outra :/

    Curtir

  4. The Fool 08/11/2011 às 21:23 #

    “Nunca lemos uma sátira dele(Se referindo a Cavaleiros do Zodíaco)”

    Oi, viveram nos anos 90 e não leram a Hyper Comix com Los Caballeros Ridiculos???
    Conta outra, bando de loroteiros!

    Curtir

  5. @pidepimenta 08/11/2011 às 21:49 #

    essa entrevista veio bem a calhar pra ter assunto com eles quando os encontrar no animextreme nesse findi.
    parabéns Mara… ou não!

    Curtir

  6. mateusrse (@mateusrse) 08/11/2011 às 23:46 #

    o melhor foi a citação da Yuuko-sama

    Curtir

  7. Sandra Monte 08/11/2011 às 23:53 #

    Olha, na verdade, até onde me lembro, não daria para eles se respaldarem na Lei de Direitos Autorais como disseram.
    Queria ver eles fazerem uma paródia com a obra do Mauricio de Sousa, Warner ou Disney, vender e ficar por isso mesmo.

    Mas, se nem o representante nacional está nem aí…
    Daí que vê que a coisa está largada mesmo no Brasil no que diz respeito a Toei…

    Sandra Monte
    http://www.papodebudega.com

    Curtir

  8. gwy 09/11/2011 às 09:32 #

    Legal… ou não.

    Curtir

  9. gwy 09/11/2011 às 09:33 #

    ““Nunca lemos uma sátira dele(Se referindo a Cavaleiros do Zodíaco)””

    “Oi, viveram nos anos 90 e não leram a Hyper Comix com Los Caballeros Ridiculos???
    Conta outra, bando de loroteiros!”

    E também nenhuma revista MAD.

    Curtir

  10. Marskel 09/11/2011 às 10:27 #

    Eu tinha dúvidas sobre esse lance dos direitos autorais, não sabia que se for paródia, pode reverter em lucro… O__o’

    Mas as tirinhas são bacanas. A melhor é a dos cavaleiros negros, hauheuah! Ya mon!

    Curtir

  11. Koff 09/11/2011 às 10:53 #

    Opa! Valeu pela entrevista! Ficou bem legal! Sobre os comentários:

    Não conhecia esse Los Caballeros Ridiculos ou as paródias da MAD. Mas imaginei que já tinham feito outras paródias e que a nossa ideia não era a coisa mais criativa do mundo, nem tinha essa pretensão. Eu só não conhecia.

    Quanto aos direitos autorais, não sei sobre isso. Acho que não tem problema fazer paródia. Acho que o cara que faz o “Todo Mundo em Pânico” não pagou para os realizadores do “Pânico” e o cara que fez “Top Gang” não pagou para os realizadores do “Top Gun” e o Mel Brooks não pagou para o George Lucas pra fazer o “Spaceballs”. Enfim, eu espero que não dê nada. Se der, tem que multar os caras desses Caballeros Ridiculos também e todo mundo que faz fanzine e vende.

    O meu comentário do sonho era uma piada, assim como quase toda a entrevista, então não levem a sério.

    Abraço, Koff.

    Curtir

  12. William R Guevara R (@WillGuevara) 09/11/2011 às 11:27 #

    Não sei porque o povo fala dos direitos autorais. O Mauricio de Souza vive desenhando personagens de outras séries (Star Wars por exemplo), só modifica levemente o nome e pronto. E a desculpa que ele dá é que foi uma homenagem, que nada mais é que um nome bonito para plágio…

    Curtir

  13. Marskel 09/11/2011 às 12:08 #

    /\ Eu falei dos direitos autorais porque tinha essa dúvida, não estou recriminando o trabalho dos caras.

    Sobre o Maurício de Souza… bem, o cara é a contradição encarnada. Reclama da artista de rua que se veste de Magali, mas em contrapartida bota desde o Capitão América até o Astro Boy fazendo ponta nos ‘seus’ quadrinhos…

    Curtir

  14. Marskel 09/11/2011 às 12:09 #

    /\ Eu falei dos direitos autorais porque tinha essa dúvida, não estou recriminando o trabalho dos caras.

    Sobre o Maurício de Souza… bem, não é porque o cara faz que ele não vá coibir depois, é a contradição encarnada. Reclama da artista de rua que se veste de Magali, mas em contrapartida bota desde o Capitão América até o Astro Boy fazendo ponta nos ‘seus’ quadrinhos…

    Curtir

  15. julio 09/11/2011 às 12:27 #

    seria mais viavel eles terem feito as tirinhas lunares( sailor moon) porque eu nuca vi uma satira/parodia….

    Curtir

  16. andremugen 09/11/2011 às 12:39 #

    “Oi, viveram nos anos 90 e não leram a Hyper Comix com Los Caballeros Ridiculos???” Conteúdo bem “politicamente correto” hahahahaha

    Pois é. Nem lembrava disso. Nem sei se ainda tenho essas edições guardadas. Hyper Comix de vez em quando era divertido. Ainda me lembro a de Hokuto no ken. BETTY.

    Só falta começar a fazer livro de tirinha de memes.

    Curtir

  17. Hayashy 09/11/2011 às 13:28 #

    onde acho o livro pra comprar?

    Curtir

  18. Mônica 09/11/2011 às 23:08 #

    Legal a entrevista! Queria mesmo comprar o livro. Gostei das tiras.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: