Garimpando Novidades

9 ago

Deu no Chuva de Nanquim:

Deu no J-Wave:

Deu no J-Box:

Deixa eu ver se a otaka aqui entendeu.

Descobriram o novo mangá da Panini porque a pré-venda foi para as lojas e elas divulgaram. E foi assim com todo mangá da editora, que a gente só fica sabendo através de lojistas.

E ficamos sabendo das novidades da JBC através do Facebook do Marcelo Del Greco. Foi assim com muitas coisas recentemente.

E a descoberta do Gate 7 pela Newpop foi através do site oficial do Clamp.

Só eu estou vendo alguma coisa errada nisso tudo?

Não vou considerar o mercado japonês, que costuma anunciar os mangás nas próprias antologias, vou pegar como exemplo o americano mesmo. Lá as editoras costumam fazer painéis em que revelam toda a programação de lançamentos do ano para os leitores, que costumam estar vestidos de idiota com suas fantasias em eventos. E o que temos aqui? A idéia que alguém teve de anunciar apenas faltando uma semana para ir pra banca. Não posso falar que é falta de planejamento da editora, pois imagino que tudo isso faça parte do keikaku deles, mas é uma falta de consideração com a pessoa que mais precisa planejar tudo: O LEITOR.

Como é que podemos levar nossas editoras a sério quando a Panini não anuncia nada (e deixa seus revendedores “vazarem” a informação), a JBC usa o álbum do Facebook que é o lugar onde apenas colocamos fotos constrangedoras para marcarmos nossos amigos para fazer anúncios e a Newpop deixa as criadoras do mangá anunciarem a bagaça? O anúncio do fechamento por causa de luto na quitanda da minha rua tem mais repercussão que esses anúncios das editoras.

E por que eu tô reclamando disso? Alguém já pensou o que acontece quando não divulgamos nada? Vou dar um exemplo:

Lançam sem divulgação e o cara da Focus Filmes vai chorar numa entrevista do Jbox falando que não vendeu.

Vendo essas divulgações das editoras percebemos que a Paninipouco se lixando em divulgar seus mangás, a JBC tá tentando usar as redes sociais e falhando miseravelmente nisso e a Newpop continua correndo por fora anunciando coisas há anos e nunca saindo (aquele Hansei & Gretel e o Red Garden que o dono da editora divulgou na entrevista de 2010 do Jbox, cadê?).

No fim, apenas um tipo de pessoa está tranqüilo e relaxado com toda essa palhaçada:

Os assessores de imprensa das editoras, que aproveitam a falta de trabalho para descansar.

***

Tem site que vai concordar comigo.

***

(Me siga no Twitter!)

(Já me curtiram no FACEBOOK?)

34 Respostas to “Garimpando Novidades”

  1. Mah 09/08/2011 às 19:40 #

    Éé..

    Curtir

  2. Panino Manino 09/08/2011 às 19:41 #

    Pois é, eu também fico intrigado com isso.
    Nos eventos lá fora, tem os painéis das editores onde eles respondem as perguntas dos fãs no local e anunciam todos os planos. Isso é muito bom para você planejar o que te interessa para comprar. Algo impossível de fazer aqui até hoje.

    Recentemente teve a NewPOP lançou K-ON! e aconteceu a mesma coisa. Anunciou uma semana antes do lançamento em evento, só que a bastante tempo algumas pessoas já sabiam porque ela foi falar com essas pessoas, no caso fansubs como o Kyun para pedir para retirnar nossas traduções. O tempo passou, nada de eles falarem mais nada e de repente, o mangá está nas ruas.

    É mesmo um problema quase tão chato quanto de anunciar os lançamentos do mês e você não encontrar por causar da distribuição ruim ou porque não foi para as ruas mesmo.

    Mas isso é tudo sintomas da falta de comunicação das editoras com os leitores, e quando ocorre, é por via de pessoas que não estão aptas a desempenhar essa função de porta-voz.

    Vamos torcer para que logo isso melhore de alguma forma.

    Curtir

  3. Heider Carlos 09/08/2011 às 19:46 #

    Pelo menos os mangás tem uma qualidade maior. A pessoa tem que ser muito dã de uma série (ou muito idiota mesmo) pra comprar dvds censurados, sem extras e com audio mono.

    Curtir

  4. Laís 09/08/2011 às 19:54 #

    Para comparar: a série Guia Mangá da editora Novatec, que teve uma divulgação super bacana (sem contar a tradução que, segundo a divulgação, contou com especialistas das áreas dos livros).

    Curtir

  5. Uke Possessivo 09/08/2011 às 20:03 #

    tenso isso… eles nem se importam com a gente e toda essa reclamação que fazemos não da em nada…

    o mercado de mangás do Brasil é terrivelmente ruim =/

    Curtir

  6. Roberta 09/08/2011 às 20:09 #

    Isso é uma vergonha, com tantos sites bacanas ai (tá…nem são tantos assim, mas temos uma meia dúzia que gozam do respeito dos otakus. Jbox e Chu Nan que o digam) que adorariam fazer essa divulgação e as editoras não veem que podem lucrar muito mais sendo mais sociáveis. Fora, o respeito com o publico, que é zero. Se agente quiser saber de alguma coisa, temos que ir no macumba online pra descobrirmos.

    Curtir

  7. souichi 09/08/2011 às 20:18 #

    Há uns anos atrás a Panini fez uns comerciais de Karekano e de mais alguns, acho, que passaram no SBT se não me engano.

    Curtir

  8. souichi 09/08/2011 às 20:20 #


    http://www.youtube.com/watch?v=5I97nn58XPw << Feitos no Movie Maker pelo visto. XD

    Curtir

  9. souichi 09/08/2011 às 20:25 #

    Terceiro comment seguido, mas enfim…
    Só pra constar: Merupuri deve um dos mangás mais bem sucedidos da editora, considerando que lançaram quase tudo da autora em seguida. Não que eu ache que esse comercial chinela tenha feito muita diferença, mas se fizeram um comercial pra tv, devem ter feito oturas formas de promoção do lançamento.

    Curtir

  10. Lud. M. 09/08/2011 às 20:26 #

    Será que eles contratam assessores de comunicação, profissionais de marketing, etc…? Será que eles pagam bem quem tá responsável por isso?
    Pois aqui no Piauí, isso explica muito trabalho mal feito.

    Curtir

  11. Lud. M. 09/08/2011 às 20:31 #

    E tipo, eu como já estagiando numa Assessoria de Comunicação de um Instituto de Educação Federal, via sempre os organizadores de evento(encontro, simpósio, mostra, tudo), nos entregando o briefing- as informações para elaborar a divulgação, etc sempre 1,2 dias antes do evento. Claro que o chicotinho sangrento ia na estagiária de produção gráfica, EU, elaborar folder, cartaz, banner, banner pra internet, fazer fotos de outros eventos em quanto isso, tudo perfeito e bem feito, ai de mim se não tivesse bom.

    E pense como falavam mal da Assessoria depois.

    Assim também fica difícil de trabalhar.

    Curtir

  12. barthkoch 09/08/2011 às 20:34 #

    Não sei se o mercado editorial no Brasil é burro ou preguiçoso… Ou os dois!

    Curtir

  13. Lud. M. 09/08/2011 às 20:35 #

    Se a minha chefe negasse, pois mais de 8 mil vezes ela sempre pediu que informassem dos eventos com antecedência pra se programar (fizemos inclusive uma campanha de divulgação falando sobre isso), se ela negasse, falavam mal o dobro, dizendo que a gente tinha má vontade, era feio, gordo etc…

    Desculpe o momento confissões de uma estagiária de comunicação, mas é preciso conhecer a rotina de produção para entender certas coisas…@@

    Curtir

  14. GFreitas 09/08/2011 às 21:23 #

    Tá tudo errado mesmo ¬¬”. O pior na minha opinião é a Panini, que nem um site decente tem, pelo menos da JBC ás vezes sai pela Henshin, e no ano passado eles anunciaram todas as novidades do ano no Anime Friends, deveriam ter feito a mesma coisa nesse ano, álias, todo ano fazer isso.

    Curtir

  15. Mickie-chan 09/08/2011 às 22:06 #

    Essas editoras JBC, Panini, NewPop demostram o quanto são pequenas, no tamanho e mentalidade de seus gestores, quando aceitam ficar restritos apenas ao público fiel (que tem relevado na boa o serviço porco delas), e ficamos revoltadinhos com isso. As editoras não ligam para a nossa chiadeira, vide o caso de Fairy Tail.

    Enquanto a maioria aceitar docilmente este tratamento distante das editoras, nada mudará, pois a opinião de “grupos isolados de leitores” (como disse o Del Greco certa vez) não conta para eles. Enfim, temos que fazer mais que participar de enquetes pra provar nosso descontentamento com tal e tal mangá.

    Curtir

  16. Hotaru Tomoe 09/08/2011 às 22:57 #

    Aqui no Brasil sofremos com esse mal, que é a falta de planejamento não só na área de mangás mas nos transportes, sáude, educação, alianças políticas e etc. Mas voltando a esfera dos mangás, acho muito boa a inciativa de reclamarmos da faltade planejamento. Quantas vezes eu já não fui a banca e vi um mangá novo da panini sendo que nunca tinha ouvido falar de nada antes? A Jbc ainda divulga as coisas com um pouco de antecedência, mas nas outras editoras é muito esculhambado. Tenho certeza que aumentariam muito os lucros e os mangás teriam mais público se rolasse uma publicidade decente.

    Ps: Quanto ao comercial do Karekano da panini, se eu não soubesse que era bom antes de comprar e visse essa “coisa” eu passava longe viu?

    Curtir

  17. MMC 10/08/2011 às 02:29 #

    Entre escolher lançar o produto sem divulgação ou fazer uma divulgação porca, prefiro a primeira.

    Curtir

  18. Daegar 10/08/2011 às 09:56 #

    Sério, eu sempre quis saber se eles tinham um pequeno problema com a divulgação o problema é que a Panini em si realmente não divulga apenas lança em sua checklist o mangá que ira sair em lançamento sem dar devidas informações, alguns poucos mangás são informados sobre a sua chegada antecipadamente, como é o caso de Air Gear, “se não estiver enganado” mas do que adianta essa divulgação antecipada se mesmo depois apenas um ou dois titulos são divulgados bem antecipadamente e os outros lançados sem conhecimento do público geral,é realmente triste isso

    Curtir

  19. Mariana (@boogiepop) 10/08/2011 às 11:02 #

    Mas problemas de marketing e propaganda são bem comuns em qualquer produto BR hoje em dia. Acho legal o uso de midias sociais pras divulgações (e isso é ESSENCIAL hoje em dia), mas a maioria das pessoas responsáveis por uma marca mal sabem o que é isso, ou subestimam seu alcance.

    Lembro por exemplo do meu amigo webdesigner pra quem o chefe chegou um dia encomendando “um viral pra sexta-feira”. O cara queria que a agência desenvolvesse um viral em tipo, 3 dias, pra coincidir com o lançamento do produto, obviamente ele mal sabia o que significa um viral.

    Com os mangás é claro que não é diferente, mas acredito que seja mais relaxado ainda por ser um público “específico” e menor do que o de outras revistas em geral…

    Curtir

  20. Mariana (@boogiepop) 10/08/2011 às 11:05 #

    Hahahhah lendo o post da @Lud. M. lembrei das histórias hilárias que meu amigo contava sobre os pedidos bizarros do cliente ou do chefe ahhahah briefings sexta-feira de manhã com job pras 18h, por aí vai!

    Trabalhar com marketing, propaganda e design sempre foi algo que eu quis, mas ainda bem que minha vocação pra exatas falou mais alto e eu faço Geologia.

    Curtir

  21. J.r. Pereira 10/08/2011 às 11:57 #

    Percebe-se que as editoras, ao lançarem esses títulos aí, estão visando o público feminino e gay.
    Acabaram os mangás para homens, tipo Lobo Solitário ou Samurai Executor.

    E que mania maluca é essa deles colocarem na capa o personagem enfiando o dedo na cara do leitor?

    Curtir

  22. Juliana 10/08/2011 às 12:26 #

    É, Zé Roberto, que mania louca essa da JBC de pegar o desenho da capa original japonesa e usar aqui.

    E antes que você fale que é uma afronta ao leitor um personagem fazer isso, saiba que os japoneses entendem muito mais de venda de quadrinhos que você, seu Megaman fail e seu tablet juntos.

    Seu tempo já passou, agora deixa quem ficou no mercado de quadrinhos continuar o trabalho.

    Curtir

  23. Felps 10/08/2011 às 13:19 #

    Gracias que pra mim esses mangás e merda são a mesma coisa <3

    Curtir

  24. gwy 10/08/2011 às 13:21 #

    Seja quem for que “ficou no mercado de quadrinhos” tá fazendo serviço porco, contando com a sorte e nem ligando pra divulgação.
    Depois que quebram, a culpa é do leito que nao teve capacidades mediúnicas de adivinhar o que estavam vendendo.

    Curtir

  25. David Denis Lobão 10/08/2011 às 13:23 #

    É dificil pro mangá atingir o público masculino hetero (que em geral compra Marvel e DC) e o infantil (Turma da Mônica). Por isto as editoras lançam muitos mangás visando o público feminino e o público gay.

    Curtir

  26. tiago 10/08/2011 às 13:46 #

    Eu prefiro que nem passe comercial do que passar na tv uma coisa trash igual esse do karekano. Eew.

    A Lucy tá mostrando a chave espiritual (não sei o nome, não gosto de fairy tail) dela lá na capa.

    Zé Roberto, volte para a sua caverninha com seu TABLET, CELULAR DE ULTIMA GERAÇÃO E NETBOOK comprados com dinheiro do seu best seller Mil Estrelas. Obrigado.

    Curtir

  27. Nana 10/08/2011 às 14:16 #

    Haha, sério que estou lendo coisas sobre o “público masculino hetero” vindo de alguém que não o troll J.R. Pereira? Porque pelo menos tô acostumada com os comentários malucos dele, mas alguém CONCORDANDO… uau. Aconselho que pessoas se livrem de estereótipos idiotas, conheço muitos caras (heteros, aliás, não que orientação sexual signifique algo sobre gostos, masss enfim) que se interessam, sim, por mangás que não sejam só ~~PORRADA~~ e tal. E garotas que gostam de, sei lá, One Piece. Eu, hein.

    Curtir

  28. Romulo 10/08/2011 às 16:01 #

    Idiotice achar que um homem heterossexual não pode gostar de outra coisa que não seja “porradeiros”. Conheço mulheres que adoram Fairy Tail, enquanto eu, que sou homem e hetero, li e gostei de Helen Esp.

    Curtir

  29.   10/08/2011 às 19:53 #

    “anunciaram todas as novidades do ano no Anime Friends, deveriam ter feito a mesma coisa nesse ano, álias, todo ano fazer isso.”

    O problema é que o AF não é um evento direcionado para as empresas oficiais.
    E pra ser sincero, acho que quanto menos empresas oficiais se envolverem com o evento é até melhor para os organizadores, já que a molecada vai ter mais dinheiro pra gastar em seus stands de DVDs piratas.

    Curtir

  30. Mônica de Mattos 11/08/2011 às 01:43 #

    Por que sempre falam o Clamp? Não deveria ser a Clamp? Já que são mangakás mulheres, então a empresa/”panelinha” delas deveria ser no feminino.

    Curtir

  31. Arthur Duarte 11/08/2011 às 09:17 #

    CLAMP é um grupo, um coletivo. O grupo CLAMP, grupo é suprimido, o CLAMP.

    E as editoras daqui não se esforçam nada em divulgação. Nada mesmo. a JBC até que tentou daquela vez que anunciou uns nove títulos, mas deveria ter uma página oficial no facebook pra ir divulgando capas, títulos, etc. A Panini não funciona, ninguém ali parece conversar com ninguém. A editora só joga os títulos nas bancas e se não fosse a pré-venda da LigaHQ só saberíamos dos mesmos ao encontrá-los acidentalmente nos pontos de venda. A NewPop só faz algo a cada eclipse solar. Complicado

    Curtir

  32. Hibino Hareluya 11/08/2011 às 12:01 #

    E desde quando Fairy Tail e derivados são mangás pro publico masculino adulto? BKoitado mandou a real mesmo, aqui no Brasil só chegam esses mangás de menininha ou esses shounens de aventura chatos pra cacete.

    Queria chegar em uma banca e poder comprar mangás como Yamikin Ushijima-kun, Koko Tekkenden TOUGH, Garouden, Hokuto no Ken, Kaiji, Sun-Ken Rock, Boys On The Run…

    Curtir

  33. Hotaru Tomoe 11/08/2011 às 22:42 #

    Hokuto no Ken é másculo demais para terras tupiniquins, desista Hibino Huahuahauahauahauah

    Curtir

  34. gwy 12/08/2011 às 12:00 #

    Ué, Berserker não era “másculo” o suficiente?

    Como muita coisa no Brasil, falta planejamento de produto e comunicação. Acho que as editoras japonesas deveriam exigir isso na hora da negociação.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: