Elevaimematar News – Anime de fã de Holy Avenger

4 jul

O mercado de animação no Burajiru consegue ser mais triste que assistir Túmulo dos Vagalumes do Studio Ghibli quando você já tá em depressão. O que temos de animação? Apenas peixe grande como o Maurício de Sousa e o RR Soares usando seus cheats de dinheiro infinito para produzir animações que com um pouco de esforço conseguem ficar mais bonitas que o desenho animado do Chaves.

E os animes? PFFFF! Estamos ainda engatinhando nos mangás nacionais, imagina se conseguimos fazer uma animação disso.

E por que eu tô falando dessas coisas? Além de eu não ter assunto, é porque eu queria comentar uma iniciativa que vi no Twitter:

Deixa eu ver se a otaka aqui entendeu!

O amigo aí vai fazer uma animação de Holy Avenger? CORAGEM!

Aí o leitor do blog já tá aí com uma coceira no esôfago de ansiedade esperando que eu vá criticar, que eu vá falar que esse cara é um idiota e que o projeto vai afundar na água mais que os otakus que estavam na enchente do Anime Dreams 2011. Mas você tá enganado! Te peguei! Enganei você!

Eu quero dar os parabéns pra esse moço, e daria um troféu Mais de Oito Mil se o meu blog tivesse alguma credibilidade. Por que? Num país em que tudo está contra as pessoas, ele quer lutar para fazer um anime do negócio que ele gosta. Tá, se ele gosta de Holy Avenger o mau gosto é dele, mas ele tá de parabéns pela iniciativa. E fiquei até encantada que o criador de HA não foi atrás do cara pedir pra ele parar, como muita empresa faria. Pelo contrário, até divulgou o negócio.

“Ai Mara, sua gorda com uma incrível capacidade de surpreender as expectativas, você não vai falar mal de nada? Você se vendeu pro sistema?”

Tá, se é pra falar mal de algo, vamos lá!

Vejam a primeira imagem divulgada:

Quer ver como animação no Burajiru tá foda? Um anime feito por uma pessoa já tá melhor que BRASIL ANIMADO!

***

(Me siga no Twitter!)

(Já me curtiram no FACEBOOK?)

22 Respostas to “Elevaimematar News – Anime de fã de Holy Avenger”

  1. Ana Lage 04/07/2011 às 16:14 #

    Eu te entendo… E com esse trailer do Brasil animado aih, por exemplo, me irrita como as únicas pessoas que conseguem produzir algo animado no país ficam de mãodevaquisse e economizam na porra da dublagem da parada…. As produções dessa Mariana Caltabiano são fofas, mas não dá pra assistir enquanto a dublagem tiver essa cara de fundo de quintal… igual as dublagens dos trabalhos da MSP… esse eu ateh mandei uma msg tipo fkdk pro senhor MS, pq sou muito fã, e me dói o coração T_T

    E vou te falar, o desenho do RR até tem uma dublagem direitinha xD

    Curtir

  2. Panino Manino 04/07/2011 às 16:17 #

    Poder dar certo.
    O que é preciso é organização e método.
    Tem muito artista muito bom por aí, amadores mesmo.

    Basta fazer o roteiro direito e um story board adequado, detalhado.
    Separe os trabalho por partes e ofereça para quem quiser fazer e tiver capacidade. Uma boa solução é usar a escola Shaft de animação. Muitos criticam falando que parece flash, mas eles usam muitas técnicas espertas, e investem na arte. É na arte que e fotografia que eles se exibem e não em quadro de animação, e dá muito certo, fica muito bonito.

    Se esse projeto fizer o mesmo, definir um padrão visual, e separar o trabalho para ser feito e entregue a distância, a animação toma forma.
    Tem filmes que são feitos assim.
    Já assistiram Serenity? Tem um visual bastante bem feito, efeitos especiais e CGs convincentes, mas cada uma dessas cenas foi feita por um estúdio e equipe minúsculas diferentes que recebem o storyboard e as orientações e fizeram seu trabalho como acharam melhor.

    Só peço, minha recomendação pessoal, que ADAPTEM o roteiro.
    Holy Avenger é bom, mas tem muitos deslizes otakus desnecessários em vários capítulos.
    Retirem esses excessos e retrabalhem esses segmentos de história mantendo apenas o bom humor da série.

    Curtir

  3. Ricardo 04/07/2011 às 16:55 #

    Com relação a animação nacional, tirando os desenhos da Turma da Mõnica, que são toscos, alguns autores conseguiram ganhar mercado em canais da TV a Cabo,mas também tiveram que ser produzidos fora do Brasil, o melhor exemplo, é As Princesas do Mar do Fábio Yabu, é uma produção infantil, não é a toa que passa no Discovery Kids, mas comparado com outras animações nacionais, até que a qualidade não é ruim, nesse mesmo caminho, também no Discovery Kids,temos mais duas produções infantis nacionais: Peixonauta e Meu Amigãozão e que estão dando certo no canal, mas ainda falta muito para que o Mercado de Animação Nacional dê certo e a qualidade ainda é um grande problema.

    Curtir

  4. DJRod 04/07/2011 às 17:20 #

    Eu acho incrível como as pessoas postam respostas de 300 linhas aqui. Quando o propósito é se divertir.

    Amo-te Mara, fala mal de Bleach tb, eu amo Bleach, mas amo mais ainda quando tu fala “mal”.

    =*********

    Curtir

  5. Panino Manino 04/07/2011 às 17:30 #

    Princesas do Mar era mó legal.
    Eu assistia.

    Curtir

  6. Flavia 04/07/2011 às 18:03 #

    Pfff isso pq a Mara não viu o desenho da Gisele Bundchen :P

    Curtir

  7. Walker 05/07/2011 às 13:12 #

    AUHUAHUSAUHAUUASUHSA
    Mara trollou all agora kkk
    Mas como ela disse, é uma boa iniciativa :D

    Curtir

  8. Mônica de Mattos 05/07/2011 às 14:17 #

    Ei, Mara, você não vai comentar a seção “Prima Rica, Prima Pobre” do Não Salvo?

    http://www.naosalvo.com.br/vc/selecao-pokemon-de-cosplay-win-vs-fail/#comments

    kkkkkkkk

    Curtir

  9. Felipe Marcantonio 05/07/2011 às 14:19 #

    O Cassaro noticiou sim a respeito desse projeto de fã, ele postou no Tweeter dele.

    Muito boa sorte para o cara, por que eu sei muito bem como fazer animação é osso!

    Curtir

  10. David Denis 05/07/2011 às 22:23 #

    Tem algo em comum entre Holly Avenger e Brasil Animado… um determinado dublador (e showman) carioca!

    Ou seja, ambos são péssimo!

    Curtir

  11. Chris Galford 06/07/2011 às 17:16 #

    Beleza, o cara criou.

    Mas eu daria apoio e incentivaria se ele criasse suas próprias coisas e não ficasse lambendo o saco do marcelo catarro.

    Curtir

  12. J.Roberto Pereira 07/07/2011 às 09:28 #

    Eu fico triste por esse menino. Sério mesmo. Ele tem dedicação, formação técnica e determinação…
    Mas não tem inteligência.
    Usar os personagens dos outros é não apenas errado, como é crime.
    Como é que ele vai levantar a carreira dele usando o que não lhe pertence?
    Fosse ele adulto e sério, pediria autorização do Cassaro. Se pediu, tudo bem. Se não pediu, fez merda.

    Mas a maior merda é ele animar H.A.
    Esse gibi simplesmente é péssimo, com personagens horríveis e com propostas das piores possíveis em termos de roteiro…
    E está cancelado! Ninguém mais lê essa bosta de gibi capenga!

    Qualquer aspirante a animador usaria um personagem maior, mais famoso pra, assim, se projetar. Claro que existem as homenagens, eu mesmo fui homenageado com um gamezinho simpática e engraçado em que o rapaz zoa comigo, com o Mil Nomes, peixoto, etc.

    Só que a brincadeira começa e acaba ali. O cara não leva a idéia adiante, não INVESTE na própria capacidade e joga no lixo todo o esforço e talento.

    Agora, você sabe quanto custa um piloto de animação que nem esse? Alguns milhares de dólares.
    E o moleque fez de graça pro Cassaro que simplesmente não irá aproveitar esse e outros tantos talentos que pulam no colo dele.
    O destino desse menino é o esquecimento e o lixo porque, do lado de lá, ninguém irá lhe aproveitar o trabalho.

    Fico triste por ele, por sua ingenuidade e por ele ter escolhido personagens que não tem o menor valor comercial.

    Merda isso…

    Curtir

  13. J.Roberto Pereira 07/07/2011 às 09:38 #

    Aliás, eu fui lá ver o trabalho desses meninos.
    Não é ruim, não. É bastante aceitável, mas apenas em termos de Brasil.
    O que eles podem fazer é, no máximo, webanimation mas não tem como enfrentar os gringos.
    Porque as idéias desses meninos é muito careta, muito limitada.
    A gente percebe que a formação cultural deles não é uma Brastemp. Que fazer animação requer uma coisa rara no Brasil: AUDÁCIA!
    E projeto.
    Eles deveriam estar chutando o saco do mundo e não simplesmente sendo convencionais…
    Ou sendo extremamente convencionais, desde que buscassem a excelência SEMPRE.

    Curtir

  14. Panina Manina 07/07/2011 às 14:18 #

    J.Roberto, ele não quer ser criador, ele quer ser animador.
    Tanto faz ter pego HA ou outra obra alheia, é um projeto de fã, qualquer história pronta servia.
    O que ele está tentando colocar em movimento é um grupo de animadores competentes, só isso.

    E HA é como qualquer outro produto que foi moldado pela recepção do público, tem seus altos e baixo, por isso disse que basta tirar esses excessos em pronto. HA não é ruim, é apenas irregular, e não foi cancelado não, foi devidamente encerrado.
    Tem seus personagens, nem melhores nem piores do que quaisquer outros, cada um com sua história, e isso que é importante, eles tem uma história a ser trabalhada e expandida. Igualmente tem um universo pronto, vivo e detalhado.

    Holy Avenger é a pedra fundamental da animação futura brasileira.
    Tem história, tem um mundo, tem personagens. Bem usados eles funcionam sozinhos, e principalmente, tem todo um potencial de merchandising e uma história por trás que pode ser explorada para lucrar.

    Curtir

  15. J.Roberto Pereira 07/07/2011 às 21:34 #

    Panina, eu não me importo com o que o carinha quer ser.
    Me importo com essa estratégia burra de pegar personagem descartado e batalhar em cima.
    H.A. é passado, é coisa antiga, datada e fútil.
    Fosse o carinha lá mais esperto teria aplicado seu talento num projeto que desse frutos.
    E H.A. não é nada, exatamente porque acabou.

    Eu sei lá que diabos se passa na sua cabeça ao achar que H.A. é “pedra fundamental na animação brasileira”.
    Como é que um gibi encerrado e cancelado pode ser “pedra fundamental” de alguma coisa?

    Se você se refere àquele “piloto” que o cassaro fez, me desculpe, mas piloto não é produção!
    É PILOTO!

    Como é que você vai mexer com o “potencial” de H.A. se NEM O AUTOR QUER FAZER ISSO?

    É impressionante esse deslumbramento com coisas que não são suas!
    H.A. não é seu!
    H.A. não é do carinha lá!
    E H.A. acabou!
    Pra que investir seu tempo, talento e criatividade em algo que nem o Cassaro se interessa????

    Coincidentemente, estou batalhando pra viabilizar a animação de meus personagens. Portanto eu sei da pedreira que é isso tudo.
    Só que diferente do Cassaro, meus personagens foram e estão sendo publicados, eu vou dar continuidade ao projeto e estou encaminhando-o para produtores no exterior.
    Olhe como está ficando:

    Longe de mim ser exemplo coisa alguma, mas eu acho que é melhor se trabalhar em algo nosso do que trabalhar em coisas dos outros que não darão em nada…
    Exatamente por não serem nossas.

    Curtir

  16. Panino Manino 08/07/2011 às 10:31 #

    “pedra fundamental na animação brasileira” e eu usei foi mais para ficar bonito e enfatizar que pode ser o início de uma nova produção brasileira de animação, sem ser aqueles flashs de turma da Mônica e semelhantes.

    E Holy Avenger está morte? Bem, até vulcões de milhões de anos pode voltarem a ativa, então Holy Avenger também pode, como disse, tem um público das antigas e potencial para alcançar um novo público, mais todo um contexto que facilita criar derivados e produtos.
    Mas aí, é escolha do grupo usar personagens não originais, afinal, eles são fãs daquele universo. Fãs, que querem fazer aquele universo prosperar. Se existem fãs de Holy Avenger dispostos a tentar isso, realmente não daria certo assim como diz de o público recusar?
    O Cassaro aprovou a iniciativa, então qual o motivo de tanta crítica em cima disso?
    Esse grupo não querer criar nada original, não é o objetivo deles e nem precisam. Um estúdio de animação não precisa criar nada, apenas animar. Temos grupos de criam animações originais por aqui, mas esses estúdios ainda tem uma qualidade de animação que parece primitiva. Esse grupo não poderia investir nisso, fazer uma animação com cara de profissional e caprichada com visual vistoso? Parece ser isso que eles querem conseguir fazer, não criar uma obra original do zero e tentar vender isso.

    Como animador, você tem sua posição para criticar eles, mas qual o seu ponto? Você não critica, apenas discorda por estarem fazendo diferente de você.
    Se você quer criar sua animação original e tentar vendê-la, a escolha é sua, boa sorte no seu projeto. Mas o em que isolar o outro grupo contribui para a animação nacional? O nosso mercado não precisa de concorrência, tudo de que ele precisa é de colaboração para poder crescer do pequeno e insignificante que está. Veja iniciativa como a Ação Magazine, eles estão criando suas histórias, claro, ficaria mais complicado usar personagens não originais se alguém quisesse, mas a questão é que os autores do projeto não estão competindo entre si, eles estão colaborando, lutando juntos, trocando ideias, e essa união de forças é o que pode fazer o projeto dar certo.
    Não poderia acorrer o mesmo com a animação?
    Por que todo estúdio tem que lutar sozinho dessa forma? Não poderiam trocar conselhos e experiências? Certamente que essa atitude de “está tudo errado” que não vai ajudar a ninguém.

    Curtir

  17. J.r. Pereira 09/07/2011 às 20:21 #

    Quando a gente quer deixar “bonito”, carrega nas tintas e a premissa fica exagerada.
    Não é assim que adultos agem, mas a nave espacial “maturidade” ainda não aportou no mundo dos meninos e meninas apaixonados.

    O fã é uma coisa abominável. Execrável e desprezível.
    Porque ele é fanático e o fanático NUNCA tem razão.
    Goste, curta, se divirta mas não seja fã.
    Porque o fã transforma seu pensamento em cisterna e sua boca em esgoto, despejando absurdos que contrariam meus cabelos brancos.

    H.A. pra começo de conversa não lhe pertence. Um adulto que tem empresa séria JAMAIS arriscaria ter seus equipamentos apreendidos e ter que pagar multas por CRIME DE CONTRAFAÇÃO (pesquise isso no Google).
    Porque quanto a gente pega um personagem dos outros e usa sem autorização dos donos dos direitos autorais, é crime.
    Dá multa, apreensão e cadeia.
    E não tem “amor de fã” que te proteja do oficial de justiça e dos PM’s que entram na sua casa e apreendem suas coisas.

    Segundo, supondo que o cassaro autorize a animação (o que eu sei que ele não fará porque não recebe nada por isso), já fazem mais de 5 anos que H.A. foi cancelado. Não teve processo de continuidade e, portanto, o leitor comum o esqueceu.
    “Ah, mas tem quem lembre”.
    Beleza.
    Quantos são esses saudosistas? Tem pesquisa que comprove a existência desse nicho de mercado, ou é achismo, chute e delírio? Porque empresário sério SABE COM CATEGORIA quem é esse público.

    Ele não vai investir seu tempo, suor e dinheiro num segmento de mercado que não existe. A não ser que ele queira queimar dinheiro de origem duvidosa.

    Eu converso com produtores e donos de estúdios de animação que produzem programas para o Cartoon Network, Nickelodeon e Discovery Kids. Gente nervosa e que sabe das coisas.
    NENHUM deles entra nessa de “apenas animamos”.
    Acho que isso só existe aqui nos comentários da Mara, porque esse pessoal não apenas cria, como recria, pesquisa, busca e investe em TROCENTAS idéias diferentes.

    Eles não mantém uma visão limitada feito esta aí de cima.
    Eles investem em TODAS as áreas que aparecerem, tendo foco na animação, claro, mas sempre CRIAM PRODUTOS PRÓPRIOS, sempre estão abertos a novas propostas…

    E JAMAIS fazem animações de produtos dos quais não tenham autorização, pois dá processo, multa, cadeia, etc.

    Nós não temos mercado.
    Porque não temos empresas que forneçam material a ser exibido no UOL, Terra, MTV, enfim, em sites de entretenimento.
    E que material é esse?
    PRODUÇÃO PRÓPRIA!

    Como seria essa produção própria?
    Começa com um plano de negócios que demonstra metas, objetivos, character design, background de personagem e, principalmente, número de episódios com MONETIZAÇÃO da série visando continuidade.

    Agora, pra ter isso, tem que ter o que?

    PRODUÇÃO PRÓPRIA! CRIAÇÃO PRÓPRIA!

    Eu acho muito louco esse beija-mão na produção dos outros: se é pra homenagear o cara, vá lá.
    Mas se é pra torna-lo um ícone da idolatria do sonho de riqueza, aí é exagero que peca contra o “estúdio” e denigre sua imagem, mostrando que eles não são sérios e, sim… Fãs.

    E o empresário não gosta de fãs porque eles são moleques.
    Você investiria, digamo, 50.000 reais em moleques apaixonados? Nem eu!

    Enfim, eu acho válido neguinho tentar.
    Mas acnho inválido neguinho tentar E ERRAR! Porque tem que tirar da cabeça essas idéias de fãs, pois os empresários que podem investir nas suas coisas tem HORROR a fãs.
    Eles são homens sérios que querem seriedade.

    Se você passa a imagem de que é fã, eles nem te recebem e você fica aí, no gueto dos fãs para, daqui a pouco tempo, desistir e mudar de profissão, jogando no lixo seu sonho.

    Está errado, vai dar errado e não é assim que se trabalha.

    Desculpa, mas é essa a verdade pois quem está te dizendo isso não é um fã: é um cara que está batalhando pra viabilizar a mesma coisa que vocês.

    Mas eu fui perguntar pra quem sabe: os gringos, editores e investidores.
    Vocês perguntaram pros amigos e fãs.

    Sacou a diferença?

    Curtir

  18. Panino Manino 10/07/2011 às 17:21 #

    Sim, percebo a diferença, as e daí?

    Fã é chato, mas todo fã é assim? Só atrapalha?
    É um sonho meio utópico mesmo você ser fã e querer fazer algo com o material de que gosta e acontecer de sair algo daí. Mas, já aconteceu, mais de uma vez. Não custa sonhar.
    Se o fã não apenas sonha, mas trabalha por esse sonho, mesmo errando, tanto faz. Ele tentou, e se lutou, no final ele sai no lucro. Não alcançou o objetivo, mas é inegável que vai aprender com esses erros.

    E daí que tem estúdios “sérios” e “profissionais” por aí, para serem contratados e tal, ou tentar vender seu produto original?
    Cada um com seu cada um, o mercado te espaço para todos, ou pelo menos deveria.

    Na falta de um mercado de animação mais sério, competente, e organizado, iniciativas de fã acabam sendo benéficas por incentivarem o surgimento de novos profissionais da área.
    Fã, ou não, tem aos montes por aí. E profissionais disponíveis para criar ou participar de um processo criativo?
    Enquanto houverem apenas fãs só para ler e admirar, esse mercado nunca crescerá. Estará condenado a estagnação no fundo do poço, sem um mercado sadio e criações originais, de autores e um mercado para comprar e vender eles.

    Um Sérgio Cajazeiras pode até incomodar muita gente, mas estou torcendo para começar a chover mais deles.

    Curtir

  19. J.r. Pereira 10/07/2011 às 18:51 #

    Porra, e você ainda tem coragem de me perguntar “e daí”?
    E daí que é a diferença entre ir preso e foder sua vida, e trabalhar sério e ampliar os negócios.
    É a diferença entre ser um eterno moleque que fica punhetando merda e um adulto que realiza, que acontece, que acrescenta.

    Entenda uma coisa: o empresário não gosta de fã.
    Quem vai financiar seu projeto, o cara que vai botar 200 mil reais em sua animação JAMAIS vai fazer isso se você for um fã.
    Se ele sentir o cheirinho de fã, ele nem te atende. Sei disso porque trabalhei, e trabalho, no mercado de licenciamento de produtos e tô na área antes mesmo de vocês nascerem.

    A geração de vocês acha que não tem risco, não tem consequência, hahaha, deus ajuda, “normal”…
    Não é assim.
    O rótulo que você assumiu para ser reconhecido pelo seu grupo NÃO FUNCIONA FORA DE SEU GRUPO!
    Eu até entendo que vocês vem de um sistema que lhes entupiu de ilusão, mentiras e delírios mas CARA!
    Eu coloco comida na boca de meus filhos com meu trabalho!
    Pessoas dependem de mim e se eu falhar, elas perdem!

    Vocês não perdem nada porque não arriscam nada.
    E não arriscam nada porque não tem o que apostar, daí vem esse discurso do “tanto faz”.

    O mercado nacional não tem espaço para todos. Isso é sofisma que você viu nos Thundercats!

    Não tem nada de fã incentivar porra nenhuma.
    Fã não incentiva nada.
    Fã é o cocô da mosca do cavalo do bandido.

    O que ocorre é que os estúdios de animação nacionais só decolam quando abraçam o comercialismo em suas propostas. Vide Peixonautal

    NENHUM estúdio de fã do Brasil levantou qualquer coisa fazendo animações pirata.
    Exatamente porque quando o empresário e financiador de seu projeto ver que sua empresa cometeu contrafação, ele retira o investimento!

    Ou nem te recebe porque você já se queimou previamente, exatamente porque foi fã!

    “Há espaço para todos”.
    Não.
    Há espaço para quem ANDA NA LINHA e tem café no bule!
    Pisou na bola, não tem café? Passa terça!

    Eu conheço dúzias de excelentes profissionais. Eu sou um deles. Meus roteiros são ótimos, minhas idéias são sensacionais. Tanto que meu trabalho vai pro exterior graças às facilidades que os gringos apresentam.

    Ô Panino!
    Vou fazer 50 anos.
    Abaixa sua bola que você não sabe do que está falando.

    Curtir

  20. Panino Manino 11/07/2011 às 00:03 #

    Não sobre usar algo sem autorização, falo sobre usar material não original.

    Tirando de usar sem permissão, falo de usar com permissão, pelo que entendi são contra isso também, usar material não original e que é preferível ou melhor criar algo original você mesmo.

    É dessa forma?

    Curtir

  21. J.r. Pereira 14/07/2011 às 23:35 #

    Panino…
    Acho que seu pai te ensinou uma coisa, mas é melhor repetir: SE NÃO É SEU, NÃO USE!
    E fim de papo.
    Se você for fazer uma versão artística da obra alheia, beleza. É compreensível, DESDE QUE isso não lhe traga benefícios econômicos.

    Agora, pegar o que não lhe pertence, sem autorização, é crime.

    Tá, eu sei que o Brasil é isso, que a pirataria daquilo, mimimi…

    Só que uma empresa SÉRIA precisa ter atitudes SÉRIAS! Exatamente pela IMAGEM que você terá ao lidar com OUTROS clientes.
    Eses clientes não vão ver com bons olhos qualquer atitude de fã.

    Eles vão te chamar de moleque e nem fazem negócios com você.

    Mas se você aparecer com uma declaração formal, por escrito e com firma reconhecida do Cassaro de que ele te autorizou a fazer a parada, BELEZA!

    Contudo, é uma questão de estratégia: se você tem recursos, equipamentos, tempo e disposição para fazer uma animação do Cassaro…

    A TROCO DE QUE NÃO VAI FAZER AS SUAS PRÓPRIAS?

    Porque eu não vi o Cassaro te homenagear com alguma coisa, certo?
    E do jeito que conheço a fera, se você pedisse a parada formalmente, COM TODA CERTEZA ele ia querer uma grana pelos direitos autorais.

    O que importa é que é preciso separar as coisas: paparicar um cara que está cagando e andando pra você, me desculpe a sinceridade, é coisa de moleque. E isso FODE a empresa em termos de seriedade.

    Seria melhor desenvolver uma criação própria, certinha, bem bolada, do que ficar simnplesmente punhetando em cima de um cara que tá pouco se fodendo se você vive ou morre.

    Caralho, além de ser uma ofensa pra si mesmo, é uma atitude que arregaça a imagem de sua empresa.

    Pense primeiro em você.
    Pense primeiro nas suas coisas.
    Se trabalhar de graça pro cara lá te trouxer algum benefício em termos de grana, beleza.

    Se não dá nada, só um sorriso dele, pra que perder seu tempo com bosta?
    Vá ganhar dinheiro que é melhor, porra!

    PORRA!

    Curtir

  22. macielportugal 23/12/2011 às 09:45 #

    Holy Avenger mau gosto? kkk para vc nunca deve ter jogando Rpg e por isso nao entendeu nada e nem deve ter jogado no sistema 3d&t se nao ia entende que loko é Holy avenger

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: