Aleatoriedades

Screw the rules, I have the source!

E aqui estamos de volta à programação normal do blog, sem esse apelativo fundo negro que indica luto e sem aquelas auto-afirmativas hashtags #freemaisdeoitomil e #forçamaramariachi. Agradeço todo o apoio dos leitores que acharam que eu tinha desistido do blog quando, na verdade, apenas aproveitei o barraco para tirar uma folguinha porque não tá fácil pra ninguém.

Mas tem algo que nunca tira folga, e não estou falando da hipocrisia! Estou falando da nossa generosa imprensa especializada (pffff) que sempre nos presenteia com grandes momentos para o blog. Então vamos falar de coisa ruim?

Vamos ver o que deu na Henshin sobre aquela merda de Yu-Gi-Oh?

Deixa eu ver se a otaka aqui entendeu!

Só no mês de Março de 2011 a série vendeu mais cards que em todo o ano de 2009? Mas Yu-Gi-Oh não era uma merda?

Depois dessa grande notícia, sou obrigada a assumir que eu errei mais uma vez em julgar Yu-Gi-Oh, que sempre achei ruim e de baixa qualidade. Uma série ruim nunca venderia dezenas de bilhões de cards em tão pouco tempo!

Sabem o que isso significa, minna? Que todos vocês são injustos! Todos vocês são incrédulos! Yu-Gi-Oh é a grande série do milênio, e não Naruto ou One Piece.

E vocês sabem que só tem DUAS MANEIRAS de uma série como Yu-Gi-Oh venda 25 bilhões de cards em um único mês. A primeira maneira seria a série ter passado por uma intensa ação de merchandising e divulgação para que consolidassem a marca em diversos segmentos de público.

A segunda maneira seria…

…alguém traduzir errado a notícia do ANN e não avisar que, na verdade, a Konami anunciara que, a partir de 31 de Março de 2011, o Yu-Gi-Oh é o detentor do recorde do ano fiscal que passou.

Quem nunca, né?

***

(Eu tenho Twitter!)

(Já me curtiram no FACEBOOK?)

Anúncios

20 comentários em “Screw the rules, I have the source!

  1. O anime é uma coisa, os cards são outras.
    O anime sempre será uma porcaria, mas isso não faz os cards serem automaticamente ruins.

    Curtir

  2. É isso ai, Mara! Bola pra frente! Yu-Gi-Oh nao devia vir com um “!” e sim com um “?” alguem entende como aquilo faz “sucesso” ainda?

    Não sabe inglês (como eu) fica quieto =D

    Curtir

  3. HAHAHAHAHAHAHA caralho, como to rindo nesse blog de humor HAHAHAHAHAHA… MUITO INTELIGENTE HAHAHAHAHAHAHA… Que ENGRAÇADO HAHAHAHAHA… Muito HUMOR MESMO HAHAHAHHAHAHA… Hahahahahaha… morrendo, morrendo de rir, caraaaaa… demaais o humor… demais…

    #NOT!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  4. Os caras do ANMTV ainda tão fazendo fake com toda cara de pau e vindo aqui comenta.

    ANMTV perdeu muito “ibope” com o seu merchan

    É,nem eu sei como Yu-gi-oh ainda tem séries,é um saco quando as empresas começam a usar o mesmo mundo daquele anime e com outros personagens pra fazer uma nova série,acho um cúmulo isso,kk’ eu ri do finzinho,e parece que o ANMTV copiou da Henshin (ainda não vi mas minha amiga gosta de rir dos erros deles e vai la comentar…)

    Curtir

  5. engraçado eles vem aqui fala mal da mara e coisa e tal, mas vai postar um comentário falando mal deles la para vê se é aceito.

    Curtir

  6. yu-gi-oh existe porque dá dinheiro! é obivio, mesmo a serie sendo ruim eles vendem um monte de cartas, e se é rentavel vale a pena continuar, a história não importa o importante é ter série passando na tv pra vender carta!

    Curtir

  7. O card game pode ser jogado sem assistir a série, portanto, não depende do capricho, qualidade ou roteiro dela. Único lugar que vi jogarem isso foi num AnimeXtreme — numa época que o Magic estava com problemas alfandegários no Brasil.
    Aliás, Yu-Gi-Oh card game também é enquadrado como “jogo de azar”?

    Curtir

  8. Eu gostava de assistir aquela primeira fase de Yu-Gi-Oh!, mas depois quando veio GX eu parei de acompanhar. Eu me lembro que na época que o desenho passava na Globo, houve uma verdadeira febre por causa dessas cartas. tanto que no colégio onde eu estudava o que mais se via na hora do recreio era gente jogando partidas com cartas de Yu-Gi-Oh!. Então essas quebras sucessivas de recorde são compreensíveis.

    Curtir

  9. O anime é apenas um grande merchan de meia hora semanal, coisa que o manga também virou (outra coisa que eu não entendo é por que eles colocam a mesma historia no manga e no anime quase ao mesmo tempo, mas enfim). E também serve de desculpa para algumas cartas terem mais suporte e serem mais valorizadas.
    Jogo Yugioh mas deixei de acompanhar o anime pois comecei a ficar com sono de ver o Yuki se achando a cada episódio e tirando combos da bunda nas horas mais improváveis possíveis.

    Também é legal jogar as versões de Nintendo DS e dar um cacete no Yugi, Yuki, Yusei quando você vê que os decks deles NÃO FUNCIONAM de verdade e é tudo invenção do roteirista. :D

    Curtir

  10. Os cards fizeram aniversário de 10 anos em 2009…. a FRANQUIA de cards. Ê má vontade de interpretar direito, hein. Contexto existe, mesmo que não esteja esmiuçado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s