Aleatoriedades

Dia do Jogo (In)justo

Todos aqui sabem que não entendo nada de videogame. É uma faceta da cultura da Grande Nação Japonesa que não compreendo, mas tenho meu estimado namorado para me botar a par das coisas (e para arrumar o meu R4 sempre quando faço alguma burrada nele).

Ele me contou que tá rolando uma campanha chamada Jogo Justo que, ao contrário do que parece, não é um reality show para escolher um novo juiz de futebol. Eu não entendi muito bem, mas é meio que pra tirar os impostos dos jogos e videogames que são um absurdo.

Aí eles inventaram que vão fazer o dia do Jogo Justo, que é um dia que os produtos estarão sem os impostos nas lojas pra mostrar pro governo do Burajiru que as vendas aumentariam se eles diminuíssem as taxas.

Eu achei a idéia boa, e fui atrás do site oficial pra saber mais sobre isso. E olhem o que eu vi:

Deixa eu ver se a otaka aqui entendeu!

No dia em que as coisas estarão mais baratas NÃO ESTARÃO nessa mamata os lançamentos, os jogos antigos e nem os videogames. Se não vai valer lançamento, jogos antigos (ou seja, os que não são lançamentos) e nem videogames, vamos poder comprar O QUE com desconto?

Olha a película de DS! Tá no descontão do Jogo Justo!

***

(@maisdeoitomil)

35 comentários em “Dia do Jogo (In)justo

  1. resumindo: as empresas e lojistas querem entrar nessa só pra falar que entraram, sendo que no fim não vão tirar imposto de nada lol pior que não duvido nada que tem gente achando isso INCRÍVEL ne.

    Curtir

  2. pelo que eu entendi, não é bem que não vai ter nada, ou coisa ruim á venda nesse dia, o que acontece é que não vai haver lançamentos muito recentes tipo 2 meses atrás e nem jogos muito antigos tipo 3 anos atrás, eles esperam chegar em um meio termo, e vão explicar melhor no dia

    Curtir

  3. Está escrito que não estarão participando jogos muito antigos nem jogos muito novos, ou seja vão pegar o que estiver no meio.

    Para a srta. Mariana: Acho que você poderia ter se informado mais antes de fazer esse comentário lamentável.

    “O Dia do Jogo Justo aplicará cortes fiscais em jogos de catálogo. Lançamentos não terão cortes (para não falir ninguém), e ele não ficará restrito aos antigões.”

    Curtir

  4. Vi a mensagem do Moacyr no post e entendi o trabalho que deve ser convencer os lojistas. Porém não podemos negar que o que motiva o jogador são jogos de peso, ou no mínimo com bom replay.

    Vi ele comentando que as lojas irão deixar nesse dia de receber a sua receita. Ainda não sabemos quais títulos estarão disponíveis, mas diante desse processo seria bem interessante ter pelo menos um lançamento de peso. É só olhar as vendas de Halo Reach, será que o jogo não venderia como água aqui se custasse até 140 reais?

    Tenho certeza que muitas lojas teriam um certo prejuízo, mas até onde eu sei esse dia D está sendo realizado para mostrar para o governo que esse mercado pode vender quando o valor cobrado é justo.

    Curtir

  5. Calma gente, esse blog é humorístico.

    Mas Mara, vc realmente tá mal informada. O Moacyr, responsável pelo projeto, está firmando parcerias com muitas lojas e redes varejistas. E sim! Teremos pelo menos 1 lançamento incluído nesse dia. Não podemos esquecer q esse é um projeto pioneiro, e q ainda existem barreiras monumentais a serem derrubados.

    Curtir

  6. Falir? Cara você acredita mesmo quem alguém venderia alguma coisa até falir?
    Claro que não é isso que estamos esperando, mas que cada loja podia realmente investir ai uns R$ 10.000,00 (Em prejuízos) para bancar o dia sem imposto, isto sim podiam. Isto é se elas acreditam mesmo na idéia… Agora baixar preço que coisas que já estão em estoque é praticamente uma obrigação no varejo. Além do custo de compra da mercadoria existe um custo de manutenção. Ou seja se a loja não vender com uma margem menor ou até mesmo com prejuízo o produto ocupa espaço de uma produto em que ela pode ganhar mais. Realmente se os descontos vão se limitar aos produtos de catalogo na prática as empresas não vão estar investindo quase nada na idéia. Mas tomará que estejamos errados e que o dia sem impostos seja um sucesso!

    Curtir

  7. se você quer ficar feliz com mixaria, fique à vontade.
    o Jogo Justo nos favoreceria MUITO, se realmente fosse válido. ninguém vai falir vendendo jogo de video game com imposto reduzido, my dear, é só ver pela enorme diferença de preços entre aqui e no exterior.
    eu sou a favor do projeto, mas as indústrias e revendedores estão apenas tapando o sol com a peneira e dizendo “olha a gente apóia mas não pode deixar de ficar rico”.

    Curtir

  8. Ah…só complementando.

    Esse projeto não se resume a baixar impostos não.

    O projeto tb prevê formas de facilitar a entrada de empresas estrangeiras, e tb impulsionar o crescimento de escolas e faculdades de desenvolvimento de games. Ou seja, é um projeto grande, com resultados de médio a longo prazo.

    O projeto já foi apresentado a diversas autoridades federais. Claro q convencer políticos bitolados não é nada fácil, e é por isso mesmo q temos q apoiar.

    Curtir

  9. [i]é só ver pela enorme diferença de preços entre aqui e no exterior.

    “olha a gente apóia mas não pode deixar de ficar rico”.
    [/i]

    Quem abre uma loja sem o objetivo de ficar rico? É muita inocência pensar o contrário.

    A diferença dos preços se devem aos impostos praticados lá fora e os praticados no Brasil. O problema não é a margem do lucro das lojas, mas sim do imposto.

    O “dia do Jogo Justo” é apenas pra mostrar ao governo como seriam as vendas com imposto reduzido, como já disseram aqui. O projeto não visa mudar como as lojas vendem, porque as lojas pagam os impostos abusivos, então o que tem que ser mudado é a taxação do governo, esse sim é o ponto principal do projeto.

    As lojas e empresas que estão apoiando são as maiores interessadas, assim como os gamers.

    Porém eu entendo que esse seja um blog humorístico, apesar da piada não ter sido muito coêrente (e deveria? hehe) devido a interpretação errônea dos objetivos do projeto por parte da dona do blog.

    Curtir

  10. não fui inocente no meu comentário, eu sei bem que não existe ninguém em qualquer mercado que não vise ficar rico lol apenas citei um exemplo pq tem gente achando que os caras são a última bolacha do pacote falando que aderiram e panz.

    quem falou sobre a margem de lucros foi o primeiro cara, não eu, eu sei o quanto um jogo é taxado quando entra aqui, por isso mesmo eu não compro aqui.

    ingenuidade pra mim e acreditar que é possível mudar a lei sobre taxação, mas eu assinei o abaixo assinado anyway. outro projeto que teve muita influência da internet é a lei “ficha limpa”, mas ela mesma já está sendo podada e ignorada em vários casos, por isso me perdoe se não dou tanta credibilidade.

    in before: é por sua culpa que o país não vai pra frente bla bla bla

    posso até comprar algum jogo no dia do “Jogo Justo” (se não for nenhum jogo creyço), mas duvido que minha cidadezinha minúscula esteja incluída no projeto, nem vende-se jogos/video game aqui.

    Curtir

  11. Mara resolve tocar terror nos gamers. Quanto ao Jogo Justo isso é só um alarde que não deu em nada. Tem que cobrar do governo e não dos lojistas.

    Curtir

  12. Sobre falir, isso foi um quote de outro usuário, por isso as aspas. Era apenas para ilustrar que esse argumento de que as lojas não irão baixar imposto de nada poderia ser evitado com uma pesquisa rápida. E sim isso foi um exagero por parte do autor.

    Anyway, a questão é o seguinte: Jogos em catálogos já tem um preço reduzido o que implicaria em preços menores ainda com a isenção do imposto, certo?

    Quanto ao investimento das empresas:

    Bem, se nós não vamos pagar os impostos alguém teve/terá que pagar.

    Curtir

  13. Você não é capaz de ver além disso, não é?
    O Dia do Jogo Justo não é o objetivo do projeto é apenas um passo e por mais que seja pequeno será importante para o objetivo maior.

    Sobre falir leia a resposta para o João Paulo.

    Curtir

  14. Olá pessoal quem melhor para explicar isso senão o idealizador do projeto não é mesmo, então aqui estou eu para “tentar” explicar melhor.

    Minha cara dona do blog (desculpe não achei seu nome aqui para citar) primeiramente você acha fácil fazer um movimento como esse e um dia como esse a nivel nacional ? Se você tem idéia melhor e vontade para isso, dou meu apoio total a você e a quem tenha um projeto melhor.

    Como falar que as empresas querem ganhar dinheiro se elas estarão perdendo dinheiro nesse dia ? Bem fácil falar agora fazer é outra coisa bem diferente. Muito simples o calculo se as empresas pagam R$ 250,00 em um jogo vai ser mais ou menos 80% a menos desse valor, porem vem a seguinte questão …

    – QUEM VAI ARCAR COM ESSE VALOR ?

    Ai dizem que será as lojas e as distribuidoras “gananciosas” que querem vender encalhes ou “pelicula de DS”

    Vamos a uma aula de Administração básica, um jogo dependendo de como for é comprado a R$ 250,00 independente do tempo em que foi comprado, se ele te vender a R$ 100,00 ele ganhou ou perdeu ? Na conta de muitos que criticam o dia parece que ganhou, mais para minha pessoa a conta não bate, ou seja, se ele gastou R$ 250,00 e vendeu a R$ 100,00 ele PERDEU R$ 150,00 dificil né.

    Bom agora outra coisa bem básica, ninguem NUNCA fez nada por esse mercado e quando alguem faz aparece pessoas falando, ha isso é uma enganação bla bla bla chego a me irritar com tanta idiotice que vejo, pessoas que não sabem ou tem preguiça sequer de ler um bendito texto.

    Pois bem estou lutando para que seu namorado deixe de comprar um R4 que é totalmente ilegal e possa comprar um jogo direto da nintendo e para que eu não escute o que eu escutei quando fui para os EUA e falei que era do Brasil e o atendente da Gamestop me disse: – Ha o pais da pirataria…..

    Más não tem problema algum se você não quiser participar do dia do jogo (IN)justo como você mesmo descreveu, não terá problema, porque temos uma grande gama de gamers que querem que o projeto jogo JUSTO funcione.

    Abraços Moacyr

    Curtir

  15. Não vai ter lançamento, não vai ter na minha cidade, mi mi mi…

    Arrr Vcs reclamam demais!

    Vcs lembram do Dia da Gasolina sem Imposto??

    Nas cidades onde ocorreu o movimento durou só algumas horas, e foi em apenas UM posto de gasolina da cidade inteira!!!

    Todos sabemos q é preciso q haja uma grande reforma tributária. A reforma não deve englobar só os combustíveis, ou só os eletronicos!

    É por isso que, quanto mais forem organizadas esse tipo de evento mais a população se conscientizará de que é necessário exigir das autoridades alguma mudança!

    Parem de reclamar! Se vc quer mudança, mas ao mesmo tempo tem preguiça de levantar do sofá (como eu) então pelo menos, apóie projetos desse tipo.

    E votem direito!

    Curtir

  16. mas meu querido: eu assinei ao abaixo-assinado

    e eu não reclamei de não ter lançamento nem de não ter na minha cidade, afinal, EU NÃO COMPRO JOGOS NO PAÍS MESMO. boa sorte pra quem compra e tal, minha parte (ABAIXO-ASSINADO), eu fiz. só achei engraçado todo mundo achar que fez a diferença, sendo que nós sabemos que não é assim que funciona (pelo menos pensei que todos soubessem).

    quanto ao “votem direito”, fala sério. qual político você vê com projetos de governo baseados na menor taxação de games? acredito que as pessoas tenham outra coisa em mente quando escolhem um candidato, tipo educação, saúde, etc.

    Curtir

  17. “Não li porque otakus não lêem textos muito extensos.”

    “Minha cara dona do blog (desculpe não achei seu nome aqui para citar)”

    Então o sr. idealizador também é otaku, já que ficou com preguiça de ler apenas a primeira linha do “Quem Sou eu?”, no canto direito do blog?

    Curtir

  18. Já que a p#%#$ do papo ficou sério, só para constar “Musashi”…

    Não é só o governo que tem que se convencer que a carga tributária (DE TUDO) é alta.

    Mas, as empresas têm que acreditar que o Brasil é um mercado viável. E na boa… não é!

    Sabe que é bem capaz de eu levantar a questão “seriamente” no http://www.papodebudega.com?

    A Mara fala brincando, mas eu falo sério.

    Sandra Monte

    Curtir

  19. Mara, vc não gosta de receber críticas mesmo eim.

    Ficou reclamando no twitter e tal…Que mal há em o povo não ter gostado da sua piada?

    O pessoal q acredita nesse projeto se sentiu atingido, e o q vc fez? Botou mais lenha na fogueira.

    E quando eu disse: votar direito…eu quis dizer: votar direito!

    Eu não disse vote direito naquele q vai diminuir os impostos sobre games ¬¬

    Curtir

  20. ninguém está lendo os comentários, todos sabem que briga de internet é tipo paraolimpíadas.

    Curtir

  21. Mas Sandra,

    As empresas estão começando a entrar no Brasil.

    A UbiSoft, famosa produtora francesa, abriu escritório em São Paulo ano passado.

    A Blizzard, dona de Warcraft, abriu escritório no Brasil esse ano.

    A Microsoft agora está vendendo pacotes de XBOX 360 em português brasileiro.

    A Sony finalmente abriu um departamento de games no Brasil esse ano, e já está vendendo seus consoles oficialmente no Brasil. Algo inédito até esse ano de 2010.

    Outras empresas estão interessadas em abrir escritórios aqui. Mas essas empresas esbarram na falta de incentivo por parte do governo.

    A Editora Tambor publicou esse ano um encarte especial bilíngue que foi enviado a executivos das maiores companhias de games do mundo. Esse encarte continha indicativos economicos e sociais do Brasil para que as empresas saibam o potencial brasileira para games.

    Ou seja, esforço por parte das empresas não falta.

    Sugiro q leia uma entrevista que o jornalista Pablo Miyazawa fez com o diretor da Sony no Brasil.

    É o q eu falei antes. Esse projeto não se resume a baixar impostos, mas tb incentivar a criação de todo um mercado, e formar profissionais brasileiros capacitados para atuar no mercado desenvolvendo jogos.

    Curtir

  22. Que estranho eu amo anime japones, (já fiz parte da Orcade) e nunca vi dizer que otaku não gosta de ler ou tem preguiça de leitura. Well pelo jeito os de hoje estão mudando, quanto ao blog de H-U-M-O-R vou ser bem claro:

    1o) não dei permissão para brincarem com um tema tão sério quanto esse.

    2o) isso aqui não tem humor nenhum, mesmo é uma critica infundada, explicita e muito mal elaborada.

    Curtir

  23. LOL
    Eu nem ia falar nada, mas…

    “1o) não dei permissão para brincarem com um tema tão sério quanto esse.”

    DESDE QUANDO as pessoas precisam da sua permissão para falar o que elas pensam, ou só fazer uma piada? ‘-‘
    Eu pensei que houvesse pelo menos um pouco de liberdade de expressão nesse país O_O’

    “2o) isso aqui não tem humor nenhum, mesmo é uma critica infundada, explicita e muito mal elaborada.”

    Eu achei engraçado, VAI ENCARAR? u_u

    E mesmo o negócio de otaku não gostar de ler, é só humor ¬¬
    Eu mesma amo muito ler, e tenho uma estante cheinha de livros que eu adoro *—*
    Ok, parei XD

    Mas é sério, vai perder seu tempo com alguma coisa útil ao invés de ficar armando barraco em um site humorístico por causa de uma piada que você não entendeu ¬¬

    Curtir

  24. pera, o cara acha que tem que dar permissão pra… fazer piada… na internet?

    tipo, eu até achava você um cara legal pela sua iniciativa, mas agora vejo que você tá sendo meio prepotente. talvez seja só sua faceta na internet, mas mesmo assim, não gostei da sua posição não, é muito coisa de BR sair brigando por causa de uma sátira.

    boa sorte com teu projeto.

    Curtir

  25. tipo, MARA e MARIANA são pessoas diferentes com nomes diferentes.

    e ai, se ofender pq criticaram algo que vc gosta e acredita? zzzz me poupe.

    Curtir

  26. Desculpa pq mesmo hein? O blog é teu…
    Esse povo devia estar era feliz pq vc fez propaganda deles pra muitos otakus que podiam não conhecer a iniciativa do Jogo Justo. Aí eles mesmos vem manchar a própria imagem usando de autoritarismo pra cima do blog dos outros… e ainda dizem que não precisam da Mara pra campanha! Que “campanha” seletiva, né!
    O cara diz que vc não sabe ler, mas ele aparentemente não sabe nem do que esse blog trata. Não sei nem como ele se deu ao trabalho de responder esse seu post! Amigo, aprenda a ler você!
    Tava até empolgado com essa história do Jogo Justo. Agora, se não existe um pingo de bom senso dos responsáveis pela campanha ao encarar um post de um blog brasileiro de humor sarcástico, o que será que vem por aí, né… É ver pra crer.

    Curtir

  27. A crítica ao projeto é realmente válida. Porque realmente é um reflexo do que aocorre no Brasil. Os grandes lançamentos sempre ficam com um preço mais alto (mesmo quando são antigos como no caso Metal Gear Solid 4 que custa 110 reais quando outros jogos mais fracos custam 89,90). Os lojistas são seletivos quanto aos jogos que ficam baratos, porque sabem quais que vendem mais. Mexer com os lojistas cobrar deles preço justo aos jogos é fácil, agora persuadir o governo a diminuir os impostos para esse tipo de produto é que são elas.

    Curtir

  28. Olha mina, vc ta certa, eu chorei de rir quando percebi o sentido. To do seu lado.

    Curtir

  29. Tomara que não seja apenas promessa esse dia… falaram que iria ser em Novembro, já estamos em Dezembro e até agora nada… Bom, fazer o que!

    Uma coisa é certa… se vier, é lucro, e comprarei pelo menos 1 joguinho que não esteja enquadrado entre os “antigos” e os “lançamentos”.

    Curtir

Os comentários estão fechados.