Arquivos | Fanfics de Sucesso RSS feed for this section

Fanfics de Sucesso – 50 tons de persocons

18 nov

Será que todo o meu público está pronto mais uma seção que só vai ocupar o espaço de categorias ali do lado porque só terá uma postagem? “Estamos, capitã!”. Não estou ouvindo! “Estamos, capitãããã!!!!”

Ooooooo….

*imaginem isso cantado*

Ele é um editor, ele adora criar…

Tá bom, já chega. Vamos começar hoje a seção Fanfics de Sucesso, porque o nome “Analisando Fanfics” seria repetitivo demais até para este blog que só fala de Ação Magazine e Cavaleiros do Zodíaco. É o espaço de divulgação de obras literárias que vocês mesmos podem fazer no desconforto do lar.

O mundo das fanfics é um lugar fascinantemente parecido com o mundo dos quadrinhos nacionais, porque é todo cheio de pessoas que tem o ego maior que a fila do Mupy no Anime Friends.

As fanfics são criadas por fãs de uma obra original que, insatisfeitos com a original, criam uma história com menos qualidade e com shippings desnecessários. Algumas vezes essas fanfics são publicadas de verdade, como “Cinquenta Tons de Cinza” e aquela Fanfic que a J.K.Rowling publicou no último capítulo de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”.

A nossa fanfic de hoje é de uma celebridade no meio, e nos foi recomendada por Raphael Sohma. Alexandre Lancaster é editor da revista Ação Magazine, criador do cenário de RPG Brigada Ligeira, criador do sucesso Expresso, pauta vitalícia do MdOM, e ex-colunista que criticava o mangá Chobits do Clamp. Sua fanfic se chama “Persocontos”, e se passa no universo de… peraí, é isso mesmo produção?… se passa no universo de Chobits. IKIMASU!

Nome da Fic: Persocontos

Autor: Alexandre Lancaster

Duração: Cinco (intermináveis) capítulos

Quer ler? Clique aqui.

Resenha: Os Persocontos foram criados como uma insatisfação do autor com o universo criado pelas senhoras do Clamp. Incomodado em como tudo era resumido a piadas e uma profundidade rasa, o autor pegou o universo e tirou as piadas, mantendo apenas a profundidade rasa.

O protagonista é um jovem de nome japonês genérico (que eu não consegui guardar) que escreve fanzines eróticos porque é um frustrado na vida. E falando em frustrado, os japoneses estão infestados com a mania das persocons, que são robôs que fazem tudo que os humanos fazem. Aí os japoneses não andam trepando mais, então o governo japonês chama todos os autores de fanzines punheteiros para criar histórias que incentivem as pessoas a transarem com gente, e não com robôs.

Essa é a história dos persocontos, que é adorada pela crítica, observe o comentário eloqüente da moça a seguir:

Persocons bonitinhas, fofinhas e que cantam “let me be with you”…
No campo dos contos de fadas, parece uma linda história de amor…
Mas e quando a realidade é tocada? E quando, atrás de um amor pueril, do amante perfeito, da fantasia impossível, a vida fica de lado?

E QUANDO A REALIDADE É TOCADA, HEIM MINNA? E DIGA QUANDO!

Como fui cativada pela tosquice da história, vou inaugurar esta seção de fanfics dando a nota máxima: Cinco Bellas Inexpressivas para Persocontos!


Aguardo o assassinato de Yuu Watase e seu “O Namorado Perfeito” no segundo capítulo.

Mentira, não vou ler o segundo capítulo.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.121 outros seguidores