Arquivos | Análises RSS feed for this section

Diário Sailor Moon S01e02 – Saiba quem foi o primeiro eliminado

10 nov

Estamos de volta com a cobertura do melhor reality show das editoras de mangá do Burajiru (talvez por ser o único): o Diário Sailor Moon da JBC. Esse programa, assim como a Ação Magazine, dispensa periodicidade e se concentra em mostrar os bastidores da JBC a respeito da produção do mangá de Sailor Moon, que só não será a mais arrastada do século porque ainda temos o Hansel e Gretel da Newpop em produção desde a década passada.

Utilizando o método Site dos Cavs de homeopatização de notícias, o grande piloto dessa nave louca Cássius Medauar continua comandando a equipe de mangás nas pequenas decisões do dia a dia. Quem vai pegar a imunidade?  Vai ter show internacional do Ricardo Cruz na piscina em forma de cetro lunar? Será que Analy vai vetar a borda da capa? IKIMASU ver o capítulo de hoje!

02diariosailormoon01

AGORA O PROGRAMA TEM UMA ABERTURA COM O NOME DOS PARTICIPANTES!!!!! Aguardo já o próximo capítulo com um girinho rápido dos anunciantes, que pagarão uma cota nacional de 2 milhões para anunciar no segundo maior reality shows de otakus do mundo (segundo porque ninguém deve se lembrar do America’s Greatest Otaku, que eu já cobri nesse post).

02diariosailormoon02

O sempre sensual Medauar convocou todos os guerreiros para a sala e começou o programa. Quer dizer, quase todos eles, porque teve uma pessoa da equipe que ficou ali no canto sem olhar para a câmera. Seria porque ele estava compenetrado enviando o email diário para o Togashi pedindo o retorno do Hunter x Hunter? Vamos dar um zoom e descobrir o que ele estava fazendo.

02diariosailormoon03

O mundo é cruel para quem não veste a camisa da empresa.

02diariosailormoon04

E o primeiro anúncio da JBC: o tradutor será o Arnaldo Masato Oka!!!!

A não ser que o tradutor seja alguém que não saiba o idioma original (bjos Briggs), não vejo muita necessidade de anunciar isso. Seria tipo o Peter Jackson reunir uma coletiva de imprensa para anunciar que a Lucimara será a faxineira dos sets da próxima trilogia baseada em um livro de 100 páginas que ele produzirá.

02diariosailormoon05

E o segundo anúncio da JBC: o mangá não vai sair esse ano.

Claro que não vai sair, eles querem continuar mantendo o sucesso desse Reality Show por mais tempo, tipo quando o Sílvio Santos colocou mais 4 participantes na Casa dos Artistas pra render mais. E com o sucesso, eles podem conseguir realizar o grande sonho da equipe: convencer a Globo a colocar o Kitsune no próximo Medida Certa. Não estou ofendendo a aparência do Kitsune-Sama, ele continua lindo e com o sorriso contagiante, mas vamos fazer uma forcinha para perder esse físico de relacionamento estável?

Medauar também contou que quer deixar umas 5 edições prontas antes de começar a lançar, o que é uma indireta no bem para as editoras que anunciam os títulos assim que os japas mandam um email falando que confirmaram a compra do título.

Ao contrário do primeiro programa, que contou com cenários variados e várias cameos, dessa vez eles gravaram tudo com a webcam embutida de um notebook, então a imagem não varia nunca. Para não deixar o post chato para os leitores, passarei a inserir outras coisas ilustrativas, como vídeos e fotos.

Medauar então contou sobre o processo de aprovação das páginas. Eles mandaram os arquivos por email, os japas olharam e mandaram arrumar. Aí eles arrumaram, mandaram pros japas e eles pediram uma prova impressa. A JBC enviou essa amostra, eles olharam a comparação com o arquivo deles e falaram “beleza, agora vamos mostrar pra Naoko”. Aí a véia fez umas correções e BELEZA, as páginas do primeiro volume tão aprovadas.

Agora imagina, você não faz um sucesso desde 1990 e é obrigada a acordar todo dia e conferir se tão imprimindo o cabelo da sua protagonista com a cor que te agrada com provas de editoras do mundo todo. Você acha que a Naoko faz isso?

E agora vamos falar dos nomes.

02diariosailormoon06

Enquanto Medauar e os guerreiros ficam discutindo quais são as melhores opções para nomes na brincadeira, os leitores nos comentários do Youtube começaram as brigas de verdade. Destaquei a comentarista Bruna, que usa um português bonito e acentuado para uma visão quase Guilhermebriggana de “vocês precisam aprender coisas novas” como se mangá fosse para disseminar a cultura da Grande Nação Japonesa, e não ser apenas uma história em quadrinhos para entreter. Minna-san, essas coisas de aprender coisas funciona como curiosidade, não na base do “vai ser em japa para você aprender novas culturas e ponto final”.

02diariosailormoon07

(Gincana de última hora: descubra o que é e o que não é montagem na foto anterior)

E esse foi o lixo de novo episódio do Diário Sailor Moon. Esperamos que nos próximos eles apareçam em provas degradantes, competições acirradas e algumas cosplayers tomando sol na piscina do andar superior da JBC só para atrair a audiência.

Especial: Amor à Vida faz homenagem aos otakus e ao bairro da Liberdade

8 nov

Era mais ou menos dez e meia, horário que eu estava mais preocupada em upar meu Greninja quando meu celular vibra com várias mensagens mandando eu por na novela. O que mais podia ser se não o bairro da Liberdade todo lindo e em HD na novela das oito que começa às nove e termina às dez? Tá, não tinha otakinhos sentados na escadaria do metrô e nem vendedores mal-humorados xingando os brasileiros em japonês, mas ainda sim era o bairro mais querido de São Paulo.

Eu não acompanho direito essa novela por motivos de: NÃO. SOU. OBRIGADA., então não espere que eu vá entender a densidade dramática dos personagens e nem fazer digressões psicológicas das linhas temporais da história. Mas o que importa pra gente é que tá uma mulher chamada Patrícia com o Caio Gostoso Castro no bairro da Liba.

Agradeço ao leitor Israel que me deu a dica e falou que tem o capitulo da novela no site (me poupou de procurar o “amor.a.vida.s01e114.torrent” no Piratebay).

Como eu sei que você não tava vendo, IKIMASU dar aquela recapeada no negócio porque foi bizarro:

amoravidanaliberdade01

Pelo que entendi, os dois personagens estão em uma loja de enfeites japoneses e a mulher tá provando um kimono-san amarrado com o laço da Minie. Ela tá balançando de um lado para o outro tentando imitar a graça e a leveza de uma Haruhi Suzumiya, mas acertou um daqueles brinquedos que você dá corda e fica andando todo zoadinho. Claramente ela tá ofendendo a cultura mais rica, então os donos da loja ficam putíssimos, né?

amoravidanaliberdade02

Claro que não, porque japonês da Liberdade é festero-san e dançarino-kun, então o dono começa a dançar a Ragatanga enquanto a véia começa a rogar umas pragas em japonês, invocando um espírito com kimono amarelo que fez uma cameo ali no fundo.  Obvio que isso foi uma homenagem do autor da novela ao Eiichiro Oda e às aparições do Pandaman.

amoravidanaliberdade03

Nem era importante falar, mas achei legal colocar a foto da fujoshi safada que tava vendo a cena e imaginando uma fanfic yaoi com o Caio Castro e o japa véio dançarino.

amoravidanaliberdade04

O Caio Castro-sama improvisou um japonês da Aliança e saiu pedindo pra fujoshi safada se ela tinha quimono pra homem. Com aquele olhar de fanzineira, ela viu uma oportunidade de vestir o ator com o cosplay de um personagem de yaoi que ela leu e realizar suas fantasias eróticas.

amoravidanaliberdade05

Desculpa meu kareshi… mas o Caio Castro é muito gostoso né? Se um homem desses aparece pra mim falando que me deseja eu faço a Panini com o meu namorado e cancelo tudo entre nós pra ficar com o Castro-sama.

amoravidanaliberdade06

Caso você tenha ligado o seu computador agora e não sabe o que tá rolando, estamos vendo Caio Castro vestido de samurai em uma cena de cinco minutos de Amor à Vida, novela cujo minuto deve variar de meio milhão a infinito. Vamos continuar recapeando.

amoravidanaliberdade07

Legal que o autor se preocupou em dar um plot pros figurantes. A fujoshi fica tarada quando vê a katana do Caio Castro e toma uma bronca desse japa mais novo, e aí começa uma gritaria desnecessária que me fez achar que tava vendo um live  action de Love Hina.

Mas quem é mesmo o autor dessa novela?

amoravidanaliberdade08

SABIA QUE TAVA RECONHECENDO ESSE DESRESPEITO À CULTURA JAPA DE ALGUM CANTOO (saco, tô lendo muito o Mineirinhooo)!!!

Walcyr Carrasco, aquele autor que no começo desse blog anunciou que ia fazer uma novela sobre o Japão e foi atacado por otakus porque ele iria estragar a visão da sociedade sobre nosso nicho querido (Mais ou menos o que o G1 fez semana passada). Só que aí o cara só falou que nem sabia o que era otaku, e com a novela no ar ele demitiu todo o elenco japa porque falaram que era zoado.

HAHAHAHAHAHAHA

(Mas você pode ler a análise do primeiro capítulo dessa novela clicando aqui)

amoravidanaliberdade09

Aí os dois saíram correndo no meio da Liba, usando os cosplays. Momento parecido quando eu e meu kareshi fomos na Fonomag e vimos um mini arrastão de pré-adolescentes usando bandanas do Naruto. Na hora só consegui segurar forte as minhas coisas de valor que poderiam interessar a eles, como minha carteira e o meu bom senso.

Provavelmente esses dois continuaram o city tour pela Liba comendo aquele pastel engordurado na frente da loja de lámen com pratos de plástico na vitrine e depois tiraram uma foto daquela placa que aponta a Liberdade de um lado oposto do Paraíso (para postar no Insta e fazer a filosófica).

amoravidanaliberdade10

Para incentivar o turismo na região, eles também divulgaram a famosa aula de pilates em uma loja de cosméticos. Eu recomendo.

amoravidanaliberdade11

Mais um retrato fiel da Liberdade. Outro dia mesmo eu fui na prateleira pegar um condicionador e dei de cara com dois guerreiros disputando na espada para ver quem levaria o melhor produto e quem teria que usar Niely Gold por um mês.

A vida na Liberdade é assim, cada esquina é uma surpresa.

amoravidanaliberdade12

Os dois foram parar num karaokê e apareceu essa imagem que pra mim é a mais bela desse blog logo depois daquela capa da Caras de Otaku zoando o Marcelo Del Greco. Temos um figurante cantando enquanto um rapaz (com aparência de quem visita a sala yaoi) inveja os movimentos de Jagger da japa com o penteado da Tainá.

Acho que vou botar essa imagem de Wallpaper.

Acabo de receber um email de um leitor surdo perguntando se eles ao menos estavam cantando músicas de anime. Então, caro leitor surdo, eu acho que é… porque era uma música de melodia fácil, popular e com palavras em inglês.

amoravidanaliberdade13

ACHO que era abertura de Urusei Yatsura.

amoravidanaliberdade14

Aí o Caio Castro tava jogando bilhar quando recebe a torcida da menina e de duas cosplayers que acham super normal irem vestidas de coisas como Persocom para um bar. E a cena delas torcendo com voz fina é tão emblemática que você nem repara na estudante colegial com cabelo de caneta piloto e um fodendo protagonista de Yu-Gi-Oh 5DS ali no fundo, indicando que a Globo está muito interessada nesse anime e está testando a receptividade através da novela das oito.

Ouvi falar que Yu-Gi-Oh 5DS vai estrear em dezembro num bloco ao lado de Lost Canvas e Toriko. Aguardem notícias no Jbox.

amoravidanaliberdade15

Mais um momento de pura realidade. Quem não se identifica com a cena: alguém bebendo uma cervejinha no bar e do nada aparece a Asuka do seu lado? Comigo acontece direto, mas também aparece o Shinji, o Kaiji, o Kaworu… e aí todo mundo começa a bater palmas e me falar “parabéns, Mara” por cerca de 30 minutos. E de repente eu acordo na minha cama com a roupa que saí no dia anterior e abraçada ao meu travesseiro de bolinho de arroz (que provavelmente tentei comer durante a noite).

amoravidanaliberdade16

E assim acabou a cena. Por favor me avisem nos comentários se os otakus vão ficar putos com a falta de fidelidade do bairro, com o autor que colocou ocidentais vestindo quimono ou quando descobrirem que o protagonista do 5DS não é um viral do retorno da TV Globinho.

Analisando Séries: Diário Sailor Moon S01e01

16 set

Muitas vezes os que trabalham com mangá curtem falar que “a publicação desse título é quase uma novela *risos comedidos*”, mas dessa vez tivemos uma editora que decidiu realmente transformar a tal novela em algo público.

Como até a sua avó que teve um derrame tá sabendo, a JBC conseguiu os direitos de publicar no Burajiru o mangá de Sailor Moon, um dos títulos mais pedidos pela parcela do público que tem problemas de superar a infância. Como o mangá vai demorar a eternidade para sair, a editora decidiu transformar a edição do mangá em um grande reality show para os otakus, mostrando os bastidores do processo editorial.

Quando surgirá a primeira panelinha? Quem vai beijar o coqueiro na primeira festa? Já pode indicar Leonardo Kitsune para o primeiro paredão? IKIMASU acompanhar o Diário Sailor Moon!!!

diariosailormoon01

E agente sabe que o Reality show já começa com tudo quando o host (favor não confundir com os “hosts” de Ouran) veste uma gravata de sorveteiro. E por que essa vestimenta? Porque ele decidiu mandar um “CHUPAAA” para a Panini, afinal a JBC pegou Sailor Moon.

Todos nós sabemos que a Naoko Takeuchi é a versão japonesa e sem talento da Dolores Umbridge de Harry Potter, então ela vai implicar com as edições de seu grande (sic) mangá de todos os países. Ao invés de sofrer com o estresse, Cássius Medauar tratou de transformar tudo em reality show pelo bem de seu organismo.

Ou seja: esse Diário Sailor Moon nada mais é que uma exaltação de toda a filhadaputice da Naoko!!!

Cássius também contou que o processo tá bem no começo, e que anunciaram ao público logo quando tiveram a aprovação. Através do MdOMgram, consegui captar uma presença oculta no cenário:

diariosailormoon02

CORRE DAÍ, MEDAUAR! O fantasma da editora que anuncia as coisas cedo demais tá te rondando!

E vamos continuar com esse reality show.

diariosailormoon03

Cássius, aparecendo em um comprometedor e conveniente print screen zoado convida um assistente editorial para continuar contando a história dele de onde havia parado, porque deve ter ido ali no canto beber um Mupy de uva para recuperar a garganta. Quando apresentou o tal Marcelo, o editor do dragão (pfff) saiu enumerando as qualidade dele para a câmera… ou seja, pode esperar que vai ter um voto duas-caras no paredão.

diariosailormoon04

Cássius então foi mostrar os bastidores da JBC. Do lado da cara zoadamente printada do editor está um elaborado aparelho de segurança da editora. Você sempre se perguntou como nunca fizeram um piquete na frente da JBC por causa do papel transparente de Kobato e da tradução de Fairy Tail, né? É por causa desse dispositivo.

Apertando uma senha e colocando seu polegar no visor (não vale para dedos amputados), um canhão é acionado no topo do prédio e arremessa algumas edições número 1 de Chobits, dispersando as pessoas dos piquetes.

diariosailormoon05

Acostumado aos holofortes do Video Quest, o jovem Leonardo Kitsune foi tratado como um simples adorno de cenário no reality show comandando por esse grande Boninho das publicações japonesas Cássius Medauar.

diariosailormoon06

A seguir, Cássius ordena que um assistente editorial pegue uma caixa cheia de volumes de Sailor Moon só para  poder falar: NÓS JÁ PODEMOS LER E VOCÊS NÃO. Acho que isso vale um Piquet… opa, um volume raro de X-1999 caiu aqui no meu pé…. o que eu tava falando mesmo?

diariosailormoon07

E o drama desse primeiro episódio foi o plot da Naoko ter ordenado que o cabelo da mãe da Sailor Moon seja de uma cor diferente da do arquivo que ELES MESMOS MANDARAM. É tipo quando a madrasta da Branca de Neve joga o vaso no chão para a pobre menina limpar, sabem?

E Medaurar (eu percebi que digitei o nome dele errado quando revisei o post, mas achei tão bom que vou mantê-lo) deu a deixa para o drama do próximo capítulo: será que os nomes serão mantidos no original ou usarão os convenientes Serena, Lita etc? Eu, usando esse espaço de formadora de opinião, particularmente acho que deveriam usar os nomes… WATASHI NO KAMI-SAMA, O VOLUME Nº1 DE SAKURA! ERA O QUE FALTAVA PRA MINHA COLEÇÃO!!!!

Especial: Anime Friends e vergonha alheia no Programa do Sílvio Santos

6 ago

O que é pior do que ter que depender da Newpop ou da Lancaster Editorial para publicar um quadrinho nacional? É ver como o brasileiro não tem memória de seus heróis. Nesse último fim de semana as pessoas entendidas no assunto estavam surpresas com as apoteóticas brincadeiras enrolativas do senhor Abravanel com as mulheres da platéia, como a incrível “Homem, Mulher ou Armário” onde o apresentador decano expulsa celebridades do armário.

Mas por que a minha timeline do Twitter estava falando do Sílvio? Porque o Anime Friends apareceu no último domingo no quadro de sua filha Patrícia (aaah aaah).

Perdeu o programa? Eu poderia colocar aqui o vídeo dos 10 minutos de constrangimento e beleza, ia ter um post campeão de visitas (com 7 pageviews). Mas não. Quero ser ousada então farei um especial com o Anime Friends no Programa Sílvio Santos, me contentando com a metade da graça e visitação do Especial Encontro com Fátima.

E o programa já começa com Patrícia super sabendo onde tá:

silviosantosanimefriends01

E é nesse clima de reducionismo e falta de informação que seguimos a cobertura desse especial. O quadro é “Alguém que sabe tanto quanto você”, um nome longo demais para um bloco onde o prêmio é de apenas dois mil reais (e nem são em barras de ouro que valem mais do que dinheiro).

Depois de andar um pouco e cumprimentar os nativos (sempre com seus fenótipos incompatíveis ao dos personagens, mas não vou comentar isso aqui senão começam a falar que sou gorda e mal comida), Patrícia Abravanel encontrou um otaku digno para responder suas perguntas.

silviosantosanimefriends02

UM LEGIONÁRIO ROMANO!!!

Ou um figurante de Thermae Romae, contratado a peso de menires de ouro para a JBC divulgar seu mais novo e promissor mangá de massas sobre um japa que vai parar na Roma antiga através de uma casa de banhos (quase uma versão homoerótica do plot de Inuyasha… como se uma obra de Rumiko Takahashi não fosse suficientemente homoerótica).

Qual será a pergunta difícil feita por Patrícia? Como se soletra o nome de Nietzche (droga esqueci o S)? Qual o nome completo de Dom Pedro I? Quando sai a próxima Ação Magazine?

silviosantosanimefriends03

SÉRIO? Se bem que é uma pergunta ótima, porque se otaco não sabe nem quantos orifícios aproveitáveis tem uma otome, imagina saber quantas caçapas existem em uma mesa de sinuca.

MAS O OTACO ACERTOUUUU! Porém, ele só vai ganhar o dinheiro se achar alguém que também saiba essa resposta. Quem seria essa pessoa?

silviosantosanimefriends04

O fortinho que perdeu pontos por usar uma camiseta do Coringa em pleno 2013. Minna, o ator desse filme já morreu há anos, e é esse tipo de sentimento de não superação que faz surgir Sites dos Cavs e SOS Sailor Moons da vida…

Mas o fortinho acertou e deixou Patrícia estupefata com a inteligência da classe média brasileira.

silviosantosanimefriends05

MdOMgram entregaaaaando o pensamento do pilar do nepotismo no SBT.

silviosantosanimefriends06

Pergunta dificílima, mesmo com Patrícia usando todas as habilidades adquiridas em partidas de Imagem e Ação nas festas de Natal dos Abravanel realizadas naquela primeira Casa dos Artistas para dizer ao imperador romano que a resposta era MAESTRO.

paty

Mesmo com o figurante de Asterix errando a pergunta, ele ainda ganharia dinheiro se encontrasse alguém que também não soubesse. Ele indicou essa senhora segurando um coquetel molotov:

silviosantosanimefriends07

E a bomba foi que ela, por ter um nível de educação superior à terceira série completa, soube dizer que a resposta era MAESTRO. E César tomou no cu perdendo o direito de fazer figuração gratuita nesse quadro que é uma grande propaganda da Jequiti.

silviosantosanimefriends08

Minna, vocês viram alguma coisa? Tava aqui escrevendo e foi como se aparecesse um frasco de perfume na minha mente, me incentivando a comprá-lo e a adorar Dabura.

Mas vamos voltar ao programa que tá longo demais já esse especial. Ao invés de mostrar mais otacos se fodendo, vamos ver as perguntas!

silviosantosanimefriends09

SÉRIO? Parece aquele exame psicotécnico com o desenho de um abacaxi e três gatos e pede para encontrar qual é o diferente.

É um absurdo que o SBT, essa emissora que tanto prestigiou os otakus colocando Guerreiras Mágicas de Rayearth às 6h de domingo, trate nossos companheiros como completos imbecis. Os otakus merecem respeito e nunca se submeteriam a essas grosserias gratuitas e…

silviosantosanimefriends10

Ai, desisto.

Primeiras Impressões – Dragon Ball

21 abr

Eu considero as tais primeiras impressões de anime da imprensa especializada (pff) uma entrada de jantar pedante, na qual diversos críticos formados pela universidade da vida julgam se algo é bom ou não através do primeiro episódio, quando na verdade a função deste episódio é só te convencer a ver o resto da bagaça.

MAS infelizmente minha opinião não conta (ou seja, nada de pena de morte para editora que atrasa mangá… kuso!), e como essas primeiras impressões da imprensa especializada (pff) é tipo o anão Marquinhos dos blogs, decidi também fazer uma primeira impressão. E ao contrário da piada horrível que fiz ano passado com o post de Sakamichi no Apollon (relembre aqui), eu fiz um review de verdade sobre minhas primeiras impressões de um episódio de uma série. Nada dessa temporada, claro, ou você acha que vou perder meu tempo sendo o trigésimo site a comentar a rotoscopia de Aku no Hana? Prefiro ser vintage, porque isso é moderno, e fazer as primeiras impressões de…. DRAGON BALL.

primeirasimpressoesdragonball01

Depois de uma abertura que apresentou vários personagens que não aparecem no primeiro episódio (isso é uma grande falha), fomos apresentados a Son Goku. Este garoto parece ser fraquinho mas tem superforça e um rabo de macaco. Ele encontra uma garota chamada Bulma e ela o convence a ir atrás de umas tais esferas do dragão, itens mágicos que realizam um pedido quando são reunidas.

primeirasimpressoesdragonball03

A história é simples e decepcionante, principalmente porque o mangá original saiu direto das páginas da Shonen Jump. Onde já se viu, uma revista que lança séries de ação maravilhosas ter uma série que não tem nada de ação. Pra não falar que eu menti, tem uma lutinha de nada com um dinossauro (!) nesse episódio. Cadê os poderes estilo Cavaleiros do Zodíaco? E cadê a porradaria igual Hokuto no Ken?

primeirasimpressoesdragonball02

E os personagens? Completamente sem carisma. A Bulma é uma menina metida e Goku é tão inocente que dá vontade de dar um tiro na cabeça dele. Aliás, nem um tiro dá pra matar ele, mostrando como esse mangá é difícil de acreditar. Pra não falar que é completamente parada, o primeiro episódio apresentou o trio de vilões, mas é difícil acreditar que eles têm habilidade de manter uma história por toda a temporada.

primeirasimpressoesdragonball04

A série deve continuar dessa forma, com Goku e Bulma viajando pelo mundo atrás das esferas. Uma chatice sem tamanho, bem distante dos sucessos internacionais que a Shonen Jump já produziu. Se depender desse episódio, vou dropar a série.

Especial – Esquenta (Grande Nação Japonesa Edition)

9 abr

A não ser que tenha passado os últimos meses soterrado pelos meios-tanko que você comprou de Inuyasha, você deve ter ficado sabendo que Regina Casé fez um Esquenta especial com cosplayers. Tá, o programa foi exibido há três dias, e mais uma vez o Mais de Oito Mil se atrasa em um especial, mas eu tenho minhas justificativas. Não pude ver o programa inteiro ao vivo porque meu sogro é daqueles que não suportam ver a “Rede Bobo” e a maravilha do Net Virtua sempre faz de palhaça com a minha conexão tão eficiente quanto a revisão da Newpop. Mas por que estou me justificando com vocês, não são nem minha mãe e nem meu Pa….

ENFIM…

Não é a primeira vez que o Esquenta levou gente da cultura mais rica, como bem podemos lembrar desse post lindo direto do histórico do Mais de Oito Mil:

2013esquentaotaku01

Sdds janeiro de 2011, o blog era tão mais engraç…

Como as pautas da Regina Casé seguem um ciclo de repetição semelhante à reutilização de tempos em tempos de Cavaleiros como assunto do blog, a Grande Nação Japonesa surgiu na mesa da produção do Esquenta depois de “samba com Arlindo Cruz”, “culinária nordestina” e “festa da laje com gaúchos”.

Ao contrário do programa de 2011, esse Esquenta foi todo caracterizado da cultura mais rica, sempre mantendo, acima de tudo, o RESPEITO.

2013esquentaotaku02

Minna, quem colocou essa imagem absurda no meu blog?

Aliás, queria aproveitar o espaço e agradecer à Rede Globo por duas coisas. Primeiro por ser bem cuzona e não colocar o programa inteiro na internet pra analisar no blog, e segundo por ter limitado a visualização a 480p… já imaginaram todo esse colorido desnecessário no meu monitor? Eu teria um ataque fulminante pior que os otakus quando exibiram o episódio do Porygon.

2013esquentaotaku03

Regina Casé, felizmente em 480p, apresenta seus convidados todos caracterizados como elementos da Grande Nação:

2013esquentaotaku04

Preta Gil representando a grandiosidade (sem trocadilhos) da mulher oriental.

2013esquentaotaku05

O ex-Cidade dos Homens representando a falta de vergonha que os otakus têm quando se expõem ao ridículo.

2013esquentaotaku06

E a dupla de cantores sertanejos representando BUDA.

2013esquentaotaku07

Regina Casé continuou servindo seu escondidinho de culturas (hmm… escondidinho… que delícia) levando um sambista para se apresentar num cenário de restaurante japonês elegante enquanto mini Pretty Cures dançavam como se tivesse tachinhas no chão. Já posso riscar isso na minha lista de coisas que faltam para se ver de tudo no mundo, agora só resta a Ação Magazine 4.

2013esquentaotaku08

Depois Regininha foi mostrar os detalhes do palco, como o texto escrito no centro. Ela chamou um japa da matéria e pediu que ele lesse, e ele falou “Esukenta”. Ela bateu palmas pouco satisfeita.

Pô, Regina, se queria que ele falasse como você, devia ter escrito isso:

2013esquentaotaku09

Piada ruim e forçada de sotaque, leitores cariocas furiosos me arremessando biscoitos!

Vamos mudar de assunto porque o post tá grande demais e não falamos do PRIN-CI-PAL: OS COSPLAYS!!! A apresentadora chama um VT:

2013esquentaotaku10

Risos Rolando pelo Chão com a Globo reaproveitando imagens de arquivo de 2008, uma mensagem subliminar para alfinetar que os eventos de anime mudam tanto quanto a cara da Paula Toller com o passar dos anos.

A imagem aí é tão velha que tem gente achando legal fazer cosplay de Naruto, uma propaganda do Animax e uma apresentadora numa fase que era aceitável usar boné do Mario em eventos (é, superem isso, hoje é tão cafona quando placa de “abraços free” ou brincar de trenzinho).

Vamos aos cosplays para ilustrar a cultura da Grande Nação Japonesa!

2013esquentaotaku11

Se eu fosse Casé, chegaria na terceira cosplay e falava “Minha musume (“filha” em japonês), eu me mato pra fazer um programa especial da Grande Nação e tu me aparece com coxxxplay de Ariel? Vai lá nos baxxtidores, pinta a roupa de preto e me volta como a Rainha Beryl!”

Maaaass…. como Regina Casé é uma anfitriã muito mais educada que eu, ela…

2013esquentaotaku12

BOTOU TODOS OS COSPLAYERS PRA SAMBAR!

Tragam minha dose de Mupy com vodka tamanho Arlindo Cruz porque aguentar este programa foi dooooose! 

Especial – Uma Celebridade Oriental no Rola ou Enrola!

16 jan

Fechem os olhos. Fecharam? Agora abram, porque senão não vão conseguir ler este post. Conseguem ouvir o que é esse barulho no fundo? É um passarinho, lindo e alvo como as plumas de uma gaivota, que entoa uma canção em nossos ouvidos. E esta canção diz as seguintes palavras: “a Mara arranjou uma desculpa para cobrir de novo o Rola ou Enrola!”.

Isso mesmo, minna, não preciso esconder de ninguém que Rola ou Enrola é o amor da minha vida, que fez nascer em nosso imaginário popular personagens inesquecíveis como Vívian Otaka, Bárbara Nerd, Raquel Evangélica, sósia delícia do Caio Castro e o INESQUECÍVEL Homem-Alface.

Nesse verão, Eliana decidiu fazer algo de diferente e chamou cinco celebridades para participar desse emocionante jogo de paquera e flertação. Como as cinco celebridades chamadas não toparam, ela teve que se virar com essas neko-chans aqui, ó:

pavororolaouenrola08

Stefhany do Crossfox, Adriana sem a Rapaziada, Milene Pavorô, Miss-qualquer-coisa e as coxas da Mulher Melancia.

“Mas Maroca, sua gorda que seria colocada no paredão dos otakus por falta de afinidade, não tem nenhuma otaku e nenhuma nerd no programa. Qual sua desculpa agora?”

E minha resposta é: Milene Pavorô tem os olhinhos puxadinhos. Se pra você essa justificativa não é o bastante, vai lá pra outro blog ler a qüinquagésima análise de Sword of Art.

Vamos ver como tava a fauna local?

pavororolaouenrola01

pavororolaouenrola02

pavororolaouenrola03

pavororolaouenrola04

Minna, eu não vejo tanto fracasso desde um evento que eu fui que tinha ~balada otaku~, que era com as mesmas músicas que tocavam em um evento normalmente, mas em um local escuro e fechado que propiciava aquele peculiar cheirinho dos nossos tetudos.

Mas de que adianta vermos os homens se o time das mulheres for fraco, né? Será que essas aí têm tanto carisma quanto Vivi Otaka e suas asseclas (sempre quis usar essa palavra)?

pavororolaouenrola05

Pavorô, nunca ouvi falar de você, mas já gamei nessa sua certeza de que o estômago deve ser forrado antes do coração.

E as outras meninas são garantia de vergonha alheia?

pavororolaouenrola06

Saudades da Eliana trolladora. Lembro até hoje da vez que ela resgatou o homem mais zoado para sair com Raquel Evangélica, naquele encontro que o otaku ganhou uma bolsada corretiva em Cristo.

Pena que nesse programa, em questão de homem, nenhum se salv….

pavororolaouenrola07

Encerramos a cobertura desta merda, será que rende mais capítulos?

Ah, e darei um prêmio ao leitor que me trouxer o Facebook do Igor Gostosão.

Kissus e caru me maybe!

Análise DETALHADA do anime “Turma da Mônica Jovem VS Problemas Sociais do Bairro do Limoeiro”

16 nov

Ontem, aqui no Mais de Oito Mil, fiz uma análise detalhada do vídeo de 4 segundos da Turma da Mônica Jovem que apareceu na vinheta do Cartoon Network. Vinte minutos depois, um leitor sambou com a sua eficiência na minha cara trazendo O VÍDEO COMPLETO de um minuto.

Na verdade, o vídeo é uma campanha junto do Governo Federal para incentivar o próativizzzzzzzzzz….. zzzzzzzzzz…… e aí colocaram a turminha na campanha. O vídeo tem jovens engajados, diálogos didáticos e muitos momentos que fariam a sua professorinha se esconder constrangida atrás do diário de classe. Ikimasu ver o vídeo dessa vergonha toda:

Me confundi, estava falando de outro vídeo curto com jovens engajados, diálogos didáticos e momentos contrangedores:

Ele merece uma análise especial aqui no Mais de Oito Mil, né? Então segura firme no seu programa público de captação de recursos e IKIMASU pegar todos os detalhes deste vídeo incrível:


No vídeo, Cascão está andando por uma praça do bairro do Limoeiro, que foi invadida pelo lixo, pelo mau odor e por um universitário de humanas que está ali sentado buscando inspiração para o seu próximo trabalho prolixo sobre Kant.


Ele encontra os outros membros da turminha no ponto de encontro: um canto escuro e mal-conservado da praça. O que eles vão fazer lá? Tão mistério quanto saber como a Tezuka Produções aprovou aquele roteiro horroroso do encontro deles na Amazônia.

Eles começam a falar dos desafios de se chegar na escola, e o Cebolinha lembra de tudo que eles precisam driblar para poder estudar.


“Desviar de lixo, de gente” (CASCÃO)


A Mônica diz que tem uma ideia, e a gente sabe que a chance de vir uma coisa politicamente correta é tão grande quanto a chance de algum blogueiro elogiar a Panini usando gírias (porque se for a JBC, ai ai ai…).

A “Mô” sugeriu falar com o professor Renato…


…que não tem poder nenhum naquela escola e decidiu levar a ideia para…


…a diretora Dilma na esperança de conseguir alguma bonificação no salário. Aí a diretora que é dublada pela voz da Mônica criança acha muito legal a ideia dos jovens de fazer algo para a sociedade. Eu poderia falar alguma coisa bem engraçada, mas o Kitsune já fez isso:


Essa é pra você que achava que o Kitsune era incapaz de fazer um comentário sucinto e certeiro pro causa dos Video Quests que duram mais que um episódio de anime.


A diretora reuniu a comunidade para resolver os problemas que o Governo deveria resolver. Ela disse que acionou os órgãos públicos, mas só vejo ela conversando com um bicheiro e uma garota de programa que deve ter vindo para o Limoeiro depois da desvalorização imobiliária.


Olha só que beleza essa lista de sugestões (que mais parece cartinha de fã do One Direction) que a sociedade mandou para a Mônica Jovem. Nem sei o que tá escrito aí, mas na minha sugestão para uma sociedade melhor estaria:

- Abaixo ao politicamente correto

- Fora didatismo no entretenimento

- Melona de banana de graça em todas as escolas

Como minhas sugestões nunca serão ouvidas, vamos ver o que o bairro do Limoeiro pediu:


Tem gente que tá confundindo “lista de sugestões” com quadro assistencialista do “Programa do Gugu”.

Parabéns Maurício de Sousa Produções por uma animação nacional que tem uma qualidade técnica inversamente proporcional à qualidade de roteiro. E, claro, parabéns ao Governo brasileiro, que faz campanhas para tirar de suas próprias costas os deveres.

(Atualização: O dono do Quiabo Gyabbo veio esclarecer do que se trata uma das coisas, o Centro de Assistência Psicossocial. Como foi algo que falei merda, eu preferi retirar essa parte da imagem. Não fiquem chateados, vocês não perderam nenhuma piada boa. E a explicação dele tá nos comentários.)

Especial – Vergonha Alheia com otakus no Encontro com Fátima

6 nov

Se já é difícil arranjar pauta diária para um blog como este, imagina a dificuldade de encontrar assunto para o programa da Fátima. Tudo quanto é programa feminino já falou sobre bullying, excesso de peso e exemplos do que não se deve vestir, mas a Fátima Bernardes é a única que inovou e JUNTOU as três pautas em uma só ao falar sobre cultura otaku.

Como ninguém estava vendo o programa da Fátima, tirando os TROCENTOS leitores que me mandaram mensagens desesperadas no Twitter cobrando uma análise deste programa, estou aqui para fazer este sacrifício de analisar mais um pilar de constrangimento da televisão brasileira.

Então pare de reclamar com a sua mãe por ela ter desbotado sua camiseta de anime feita na Compacta Print e IKIMASU para a abertura do Encontro com Fátima:


O programa foi tão sugestivo que o primeiro tema foi “como reagir a um assalto”. Essa resposta os otakus sabem muito bem, porque nunca reagiram ao preço do ingresso dos eventos de anime.


PUTA QUE PARIU, a Fatinha chama a reportagem e a primeira pessoa a aparecer é o maluquinho que canta fino deste outro postCANTANDO A MESMA MÚSICA. Ou é uma grande coincidência ou então os otakus estão se transformando num nicho no qual é difícil conseguir alguma revelação na categoria vergonha alheia. Porque até o japonês com o boné temático do Jewels de celular Android está visivelmente incomodado.


A reportagem continua e toda hora são sempre os mesmos otakus em situações diferentes. Tá tipo matéria da Caras, mas sem o glamour e o faqueiro encartado.

E a música de fundo é uma das primeiras aberturas de Pokémon. CADÊ os fãs de Pokémon comentando nas redes sociais que isso deve ser um inception da Globo, que pretende exibir a versão original do desenho, sem os dedos dos americanos capitalistas. Sai o Ash e entra o Satoshi-kun.


Como levar a sério um programa apresentado por Fátima Bernardes quando ao fundo aparece a diva Haruhi Suzumiya? Aliás, me perguntaram como esses cosplayers toparam participar desta bomba de programa. É assim… Nunca chamam otaku pra sair, aí é convidado para o ENCONTRO com Fátima e topa achando que vai sair catando uma mulher.


Olha só quem apareceu, Ricardo Cruz. Provavelmente representando a cota Jam Project das pautas, mesmo sendo um membro café-com-leite. Ele só não é a pauta mais desenterrada do programa porque a Fatinha convidou…


UMA ATRIZ DO NÚCLEO JAPONÊS DE MORDE E ASSOPRA!

Para quem não lembra, ou para quem não leu a minha análise primorosa (leia aqui), a novela Morde e Assopra é aquela que ia falar sobre o Japão, aí os nossos otakus foram encher o saco do autor da novela porque acharam que ele ia manchar a imagem deles, aí o cara apareceu e falou “Mas o que é otaku?” e sambou enka na cara desses otakinhos.

A mulher do Bonner perguntou se a personagem da atriz tinha inspiração nos otakus. Acho que sim, porque isso explica por que o autor dizimou o núcleo japonês por falta de afinidade. Olha a torta de climão.


Desculpa, minna, só queria compartilhar esse print da Fátima com cara de cu.

A atriz revelou que baseou a sua personagem Hoshi em um mangá muito famoso no Burajiru, chamado Love Hina. Sinto informar que ela se preparou para o programa errado, porque esse harém do Akamatsu poderia prepará-la somente para o Vai dar Namoro do Rodrigo Faro ou para aquela série horrorosa Louco por Elas.


Em mais uma matéria, a mãe dos trigêmeos agora mostra como são os eventos. Curti esta menina cuspindo tiros de alegria dizendo que nos encontros de anime ninguém julga ninguém. Desculpa te frustrar, tomodachi ensanguentada, mas se ninguém julga ninguém, por que sua amiga está te olhando com ESTA CARA?


Uso chapéu do Chopper mas estou te julgando


Fátima começou a falar com uma mãe que acompanha os filhos para os eventos, e estava tudo muito chato (não que fosse uma surpresa o adjetivo “chato” aparecer junto do tema “Encontro com Fátima Bernardes”), mas o câmera devia ser o mesmo do Bem Estar que passou antes e ele começou a focar nesse Chopper fazendo exercício de pilates no palco.


Aí a Fátima explicou para a menina que “azaração” é “paquera”. Olha, quando uma senhora como Fátima Bernardes consegue traduzir para um jovem a sua pergunta, é hora de parar de vestir all-star e partir pro bingo. E melhor que esse diálogo foi eu só ter notado que tem uma Jasmine na platéia quando eu estava editando a imagem.


Entrou um VT super legal do Ricardo Cruz cantando com o Jam Projeczzzzzzzzz…

Desculpa, minna, mas eu acho que jornalista e cantor são coisas muito diferentes, e a única que consegue fazer isso com qualidade ímpar em todas as funções é a Sandrinha Annenberg.


Aí o assunto ficou chato a Fátima cortou todo mundo e mandou entrar a próxima pauta, que seria um blog que ensina a fazer panos para colocar em pratos quentes. Peraí, “blog” e “panos quentes”? Parabéns para a blogosfera especializada (pff), que conseguiu ser tema de uma reportagem logo após uma matéria sobre otakus! Estamos todos felizes com o reconhecimento!

Analisando Séries: As Aventuras Bizarras de Jojo

8 out

Está começando mais um analisando séries. Como em ciclos que duram mais rápido que um corte de cabelo da Bulma, mais uma vez estamos em temporada de estréias na Grande Nação Japonesa, com mais dezenas de anime que a autora deste blog não conseguiria nem pronunciar. Uma dessas séries é um mangá para meninos que, assim como Neo Geo, é hypado por pessoas que nunca mexeram. Estou falando de “Jojo’s Bizarre Adventure”, título que vou falar em inglês porque a Sasha pode estar lendo este blog.

Aliás, se você Sasha estiver lendo o mais de Oito Mil, gostaria de saber se a sua mãe fala como você da mesma forma que ela fala com o Dudu.


“Mas Mara, sua gorda cujo o IMC é superior ao PIB de 70% dos países africanos, qual é a história desse tal Jojo?”

É assim, um cara sofreu um acidente de carro, aí um cara oportunista ajuda e o trouxa acidentado pensa que o bandido é o seu salvador. Quando o ladrão morre, seuu filho lindo e loiro junta todo o ódio que guardou em sua fase anal para se vingar de todos naquela mansão.


Isso é Jojo. Se for lançado no Burajiru, eu sugiro um nome mais apropriado que represente melhor o estilo “história de vingança completamente sem sentindo”.


Se você ficou confuso com os personagens, logo no começo a história já apresenta quem é o malvado. E se você é daqueles que não consegue perceber fácil pequenas nuances da história, do tipo que não entendeu as reviravoltas no roteiro de Miss Simpatia, o anime facilitou a sua vida fazendo toda hora o vilão Dio fazer cara de mau e tocar uma música sombria.


Tá mais fácil adivinhar quem é o vilão nessa série que um joguinho de identificar o diferente em um desenho com três desenhos de uma jaca e um de uma ambulância.

E se mesmo com essa cena você não descobriu, na cena seguinte o Dio dá uma bicuda no cachorro da família. E como este blog se recusa a mostrar qualquer cena de maltrato aos animais, vamos substituir por um vídeo de Xuxa andando com Dudu em um shopping carioca.


Ok, Ok! Chegou o pai do Jojo pra perguntar que marmota era aquela que tava rolando na sua casa. Sem qualquer razão aparente, ele decide adotar um menino que ele nunca viu na vida para ter os mesmos privilégios de seu filho legítimo. Mas tudo é um plano maligno de Dio para acabar com aquela família. Em outras palavras, ele é a encarnação passada da Carminha.


Durante o jantar, o Jojo derrubou um copo na mesa enquanto comia. Como seu pai estava carente de cenas dramáticas, ele aproveitou o acontecimento para imitar o maravilhoso comercial em que o Russomanno chega chocando a sociedade gritando “agora basta!”.


O plano de deprimir o Jojo (é, porque matá-lo é muito mainstream) não tava dando certo, porque Dio o via contente pra lá e para cá. Como na época não o Lexotan não havia sido inventado, o motivo da alegria de seu rival só podia ser uma mulher.

Ele poderia sequestrá-la, amordaçá-la ou acabar com sua energia vital ao exibir uma maratona de Alvin e Os Esquilios, mas Dio preferiu outra coisa:


UM BEIJO NA MENINA que por alguma razão achou que se tratava de um ensaio para uma capa daqueles romances baratos de banca de jornal.


O plano deu tão errado que talvez ele não seja a antiga encarnação da Carminha, e sim do Dick Vigarista. Porque olha, nem a Focus Filmes faz tanto planejamento errado…

O plano final então foi jogar o cachorro da família no incinerador, fazendo todo mundo muito chateados. Menos a Luíza, que está no Canadá.

E esse foi o anime de Jojo, que toda a imprensa especializada sente-se na obrigação de falar bem ou eles vão perder todo o autoproclamado senso crítico adquirido por serem da Imprensa Especializada (pff).

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.119 outros seguidores