MdOM Mangás – Turma da Mônica Jovem no Festival do Politicamente Correto (feat. Turma do Osamu Tezuka)

1 mar

Depois de décadas de espera, finalmente saiu o projeto do Maurício de Sousa em parceria com Osamu Tezuka. Falecido na década de 80, o sonho do Deus do Mangá era que seus personagens interagissem com a Turma da Mônica Jovem em um mangá que defendesse a Amazônia. Se notaram alguma incoerência, foi na imaginação de vocês. O que importa é que saiu a edição, que conta com a participação de uma Princesa Safiri com personalidade deturpada, um Astro Boy vítima de um projeto mal desenvolvido e muitos outros, tudo com o roteiro da nossa A-MA-DA Petra Leão. IKIMASU ver essa análise desse mangá que consegue ser pior que querer mil reais na roleta do Bom Dia & Cia e ganhar um patinete.

A aventura começa com uma longa narração explicando a floresta amazônica, e o texto com certeza foi retirado integralmente do material que o Maurício de Sousa conseguiu do arquivo do Telecurso 2000 e que foi exibido em loop para a produção do mangá.

Temos então a Turma da Mônica, que foi patrocinada por um museu do bairro do Limoeiro a ir até a Amazônia para conhecer a madeireira do Senhor Amoroso. Não preciso nem falar que quando a Turma da Mônica Jovem foi para o espaço na edição seis havia mais coerência no roteiro que essa viagem para uma região remota do país financiada por um museu.

Agora, com o Senhor Amoroso, nos sentimos vendo um trecho do Globo Ecologia. Sério, alguém avisa para a pessoa que autorizou esse projeto que a pior maneira de se passar lição é dessa maneira expositivamente CHATA… esse Amoroso é tão ecochato que uma ecobag teria nojo de ser carregada por ele.

No meio do discurso, aparece a primeira personagem do universo de Tezuka, “O” “Príncipe” Safiri, que veio de carruagem da Europa até o meio da Selva Amazônica.

Depois da aparição, continuou o city tour pela EcoChatolândia e o Amoroso explicando que é tudo sustentável, que corta apenas de três a sete árvores a cada dez mil metros quadrados e como emprega mão de obra local para auxiliar a qualidade de vida de quem mora lá. GUARDEM ESSA INFORMAÇÃO!!!

Aparecem outros cientistas (“outros” porque o primeiro é o Franjinha. RISOS INCIDENTAIS) que vieram conhecer essa madeireira ecologicamente correta. Entre os cientistas, apareceu o Louco, que toda hora fica repetindo que não é louco como recurso cômico para essa história trágica.

E o Oscar de Melhor Coerência vai para…. DOUTOR TENMA!

Depois da aparição do Astro, eles continuam a visitar a madeireira. Minna, isso aqui tá tão chato que parece aqueles gibis educacionais distribuídos gratuitamente em pedágio explicando como dirigir com segurança e cuidar da nossa amiga natureza.

Mas aí a ação começa…. e estou falando de ação de verdade, e não da ausente Ação Magazine. Uma pilha de toras despenca de um guindaste quebrado e Astro Boy e Mônica salvam o dia.

E também esse quadrinho mostra uma Magali envelhecida uns 10 anos por um desenhista rancoroso com sua juventude eterna nos quadrinhos. O character design dos personagens desse mangá é mais inconstante que os posts do site do Mineirinhooo.

Porque ir do material real e didático para o irreal e incoerente é tipo colocar o leitor num processo de pasteurização. E se você não sabe o que é pasteurização, fecha esse blog e vai estudar pro ENEM!

Aliás, fiquei com uma dúvida. A Turma da Mônica Jovem não mostrava eles mais velhos? A primeira edição até mostrava que a Mônica não ficava usando a força, que o Cascão tomava banho etc…? Por que esses defeitos voltaram? Hoje, no Globo Repórter.

Astro Boy vai ajudar no plantio das novas mudas e mostra como essa vida sustentável com o bom uso da tecnologia vai foder com o emprego de toda a comunidade da floresta. Cadê a greve?

O Doutor Tenma oferece construir Astros para Amoroso, aquele ser humano tão preocupado com a floresta e com o emprego de mão de obra local para melhora da comunidade.

Foi picado pelo capitalismo! Já tá até inventando desculpas e ligando com seu iPhone para o RH da madeireira.

A caracterização da personalidade da Safiri está tão coerente com a personagem quanto a do Mestre Kame no Dragon Ball Evolution. E não estou falando apenas para falar mal, eu li A Princesa e o Cavaleiro (com muito esforço) e sei como ela deveria agir.

Então, depois de uma desnecessária luta contra a Mônica, Safiri usa a técnica do Killua de arrancar corações e prende uma cobra em sua capa.

No meio da floresta, o Amoroso surpreende a todos dizendo que os animais andam estranho, e estão atacando os seres humanos sem motivo. Para exemplificar, aparece o desenho de uma onça atacando um cara.

É, QUEM iria imaginar que um animal como uma ONÇA atacaria um ser humano em condições naturais? Se os animais não estivessem estranhos, a onça chamaria o madeireiro para uma partida de canastra ao invés de atacá-lo em busca de carne.

Quem aprovou essa página com certeza foi reprovado na aula de CADEIA ALIMENTAR.

Como estava tendo história e aventura demais, o mangá começa a mostrar Amoroso explicando para Astro como a comunidade de lá é pobre e não tem recursos para viver dignamente.

Agora resgatem a informação que mandei vocês guardarem lá atrás e me respondam: se elas não vivem dignamente, é porque não recebem dinheiro o suficiente. E QUEM É QUE PAGA O SALÁRIO DELAS???

E começa um puta discurso sobre desigualdade social zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Os personagens são encurralados por animais furiosos, entre eles UMA TARTARUGA!

E no fim da edição temos o freetalk do Maurício, simulando um constrangedor diálogo com Osamu Tezuka. O que eu tenho para falar da edição inteira e do freetalk? VERGONHA PURA.

Eu achei isso uma afronta oportunista ao Osamu Tezuka. Não sou de ficar endeusando ninguém, mas o Tezuka NUNCA aprovaria uma história tão rasa e mediana como essa. Com certeza toda a parte chata foi inserida ali pela Tezuka Productions, formada por empresários que NÃO SÃO roteiristas e não teriam a competência de criar uma história inédita seguindo o estilo do Tezuka, e pelo próprio Maurício de Sousa, que sabemos que não escreve e não desenha, só aprova ou desaprova.

A pior parte, na minha opinião, foi quando, nesse diálogo simulado, o espírito do Tezuka diz que se sentiu feliz por ver seus personagens vivos lutando pela Amazônia… “COMO HAVIAM PLANEJADO NO ÚLTIMO ENCONTRO!”. Observem como o discurso foi mudado com o passar dos anos, porque antigamente o Maurício sempre disse que o Tezuka queria escrever uma história sobre a paz… e com o tempo o Maurício evocou a idéia da Amazônia e a Tezuka Productions, QUE NÃO É O TEZUKA, aprovou.

E, no fim, Maurício pergunta se o Tezuka não toparia algum outro projeto. Espero que alguém que leia esse lixo de história perceba que isso é uma mancha no nome de qualquer artista, e cancele qualquer projeto.

Minha opinião sincera é a seguinte: a história está um muito ruim. E não é por causa da Petra Leão, que fique bem claro, pois eu acho que ela ficou engessada no meio de tanto empresário querendo passar uma mensagem educativa e florestal.

E empresários, como deveriam ser, não deveriam dar tanta opinião em algo que deveria ser arte. Mesmo que seja entretenimento para massas.

60 Respostas to “MdOM Mangás – Turma da Mônica Jovem no Festival do Politicamente Correto (feat. Turma do Osamu Tezuka)”

  1. Kevin 01/03/2012 at 20:18 #

    Realmente.. O Mauricio se inspirou bastante no Tezuka.. Assim como Tezuka adorava mostrar a calcinha das personagens infantis, viviam fazendo isso com a Mônica em historinhas mais antigas.. COF COF

  2. Tiago 01/03/2012 at 20:25 #

    Tenho tanta coisa pra comentar, mas tô com preguiça :S

    Acho que se colocassem a Christiane Torloni pra fazer esse roteiro sobre a Amazônia, ficaria muito mais coerente e divertido

    Se Osamu Tezuka estivesse vivo NUNCA que ia aprovar essa droga! Ele teria vergonha.

    (só eu reparei que as páginas de TMJ também estão ultra transparentes? Até a gráfica percebeu o lixo que era a história e resolveu terminar de cagar com a revista)

  3. Gabriel 01/03/2012 at 20:58 #

    Eu tenho tartarugas em casa. Quando elas se irritam elas ficam bem perigosas. Sério.

  4. helinhooo 01/03/2012 at 20:59 #

    facepalm para o mauricio

  5. luciano 01/03/2012 at 21:17 #

    sempre o tezuka um lixo
    suas historias sao chatas e seu traço mediocre.
    como ”isso” é venerado como uma divindade ainda é uma incognita para mim.
    prefito naoki urasawa, o mestre por tras de um dos melhores mangás de todos os tempos: 20th century boys. quem leu, concorda.
    nem me importo com as historinhas da turma da monica periguete. nunca li, nunca lerei.

  6. Ian Dimas 01/03/2012 at 21:18 #

    Como se a arte dessa revista já não fosse uma merda, os filhas da puta nem pra desenharem o Dr. Tenma direito =P

  7. Sandra Monte 01/03/2012 at 21:24 #

    Acho que você disse tudo.

    São todos empresários detonando um trabalho de um mestre.

    Eis a diferença do Maurício e do Walt Disney. O segundo dava asas a imaginação de seus funcionários. O Maurício os torna babacas.

    Enfim…

    Sandra Monte
    http://www.papodebudega.com

  8. Luiz Fernando 01/03/2012 at 21:27 #

    Alguém que pega a revista assim, despretenciosamente e lê, pode até pensar que foi algo feito porcamente e às pressas pra, oportunamente, aproveitar o boom do mercado de mangás no Brasil e, quem sabe, lançar algo nas bancas antes que os direitos da parceria vencessem.

    Mas ainda bem que esse não é o caso. Afinal, essa história foi concebida há mais de 20 anos, sendo cuidadosamente escrita e re-escrita dentro da cabeça do Maurício de Souza com o passar dos anos, ficando só os toques finais a cargo de Petra Leão.

    “Ameaçados pela depredação do ser humano”. Uau. Até fiquei arrepiado depois dessa. Muito foda. Vou correndo pra banca comprar 10 edições e levar pro Mauricio autografar.

  9. WESLEY CHAVES 01/03/2012 at 21:39 #

    quando empresario coloca o dedo em algo que devia ser arte da nisso, se TEZUKA estivesse vivo o resultado seria diferente.

  10. João Renato 01/03/2012 at 21:45 #

    “Maurício de Sousa, que sabemos que não escreve e não desenha, só aprova ou desaprova.”
    não escreve e nem desenha “mais”, são 50 anos, dezenas de produções, não dá mais tempo dele mesmo desenhar e roteirizar, porém, até pouco tempo atrás, era ele quem desenhava as histórias do chico bento.

    vários autores, mesmo japoneses tem assistentes, que desenham fundos, ou personagens, ou efeitos, penteados, turma da mônica ficou tão grande, que o que dá tempo do MS fazer, é parte de autorização, e divulgação, promoções etc.

    (sempre o tezuka um lixo
    suas historias sao chatas e seu traço mediocre.)

    Caro desprovido de informação, Tesuka é ninguem menos que o reinventor do mangá, é a autoridade máxima quando se fala em hq japonesa, todos os mangakás são influenciados pelo Osamu.
    e nem são traços “mediocres” eram traços que se podiam fazer naquela época, os mangás ressurgiram numa época pós guerra, eram extremamente simples e baratos, em 1950 não se tinha os recursos de desenho que se tem hoje, é lógico que o traço agora, está mais sofisticado, a tecnologia faz com que isso seja realidade.

  11. Marco-kun 01/03/2012 at 21:56 #

    “COMO HAVIAM PLANEJADO NO ÚLTIMO ENCONTRO!”
    Só eu senti um toque de “sociedade, era esse o plot inicial, ok? Não pensem que algo foi mudado” nesse trecho?
    Enfim, quando eu acho que nao pode ficar pior tem o “freetalk”… Queria saber quando a Mãe Dinah recebeu pra evocar o Tezuka e escrever as falas deles xD

    http://xtremedivider.wordpress.com/

  12. Alma do BK 01/03/2012 at 22:41 #

    João Renato, a vaga de chupador de saco do Mauricio já está ocupada pelo Sidney Gusman… AÊÊÊÊ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  13. Luciano von F. 01/03/2012 at 22:43 #

    Maurício de Sousa fazendo contatos com o além. Só uma coisa Mara, aprenda a escanear páginas direito :x

  14. jasque 01/03/2012 at 23:09 #

    Manejo sustentavel?
    Haha, os quadrinhos do suco del valle são mais interessantes que isso!

  15. jasque 01/03/2012 at 23:12 #

    “luciano
    01/03/2012 às 21:17 #
    sempre o tezuka um lixo
    suas historias sao chatas e seu traço mediocre.
    como ”isso” é venerado como uma divindade ainda é uma incognita para mim.
    prefito naoki urasawa, o mestre por tras de um dos melhores mangás de todos os tempos: 20th century boys. quem leu, concorda.
    nem me importo com as historinhas da turma da monica periguete. nunca li, nunca lerei.”

    Sugiro a você e todos que pensam assim que leia a biografia em mangá do Tezuka, lançada pela conrad. Ele pode não ter tantas histórias boas, mas a influência dele em todos esses que vocês consideram gênios é inegável.

    Mas mesmo sendo falado como o “deus do mangá”, eu particularmente acho que ele se saia melhor nas animações. Não Astroboy, falo especialmente das experimentais e curtas.

  16. Seiya-sama 01/03/2012 at 23:16 #

    Público alvo: crianças/quase adolescentes.

    Quer história complicada, com personagens e situações que fazem as pessoas refletirem?

    Acorda, coisa complicada representa fracasso de vendas, algo simples e bonitinho representa sucesso.

    E mais, o que vale o dinheiro sim, pode ser a melhor história do mundo, mas se encalhar, vai ser cancelado, povo parece que se nega a entender isso.

  17. Marskel 01/03/2012 at 23:25 #

    Quer história complicada, com personagens e situações que fazem as pessoas refletirem?

    Nope, acho que só algo coerente e/ou verossímil já dava conta do recado. Algo que, diga-se de passagem, as obras do Tezuka faziam razoavelmente bem, então não é como se fosse uma característica inédita prá esses personagens. Mas considerando o seu raciocínio do público-alvo, fazer uma história pelo entretenimento em si já estava de bom tamanho, não precisava se dar ao trabalho de “passar uma mensagem” (ainda mais desse jeito).

    É, não dava prá esperar algo muito diferente. O Bill Watterson (Calvin & Haroldo) deixou de ganhar muito dinheiro por não permitir produtos com a cara dos seus persongens, justamente prá não ver a coisa desandar desse jeito, com sua criação usada prá passar “mensagens” cujo o conteúdo não tinha nada a ver com a sua proposta.

    Anyway, no fim acho que acabou valendo pelo menos prá Petra; por mais que ela não tivesse muita liberdade, acho que ela se sentiu realizada em pincelar algum material referente à Princesa e o Cavaleiro de forma “oficial”… :/

  18. jasque 01/03/2012 at 23:30 #

    Aguardando a opinião do público do Discovery kids…

  19. K 01/03/2012 at 23:46 #

    Junte um artista que hoje é só empresário, careta, espírita e já meio senil, que sempre procurou aproveitar temas famosos ou que estivessem na moda para suas revistas chamarem mais a atenção, a uma equipe pedante com complexo de vira-lata e espírito de fanzineiro, sempre buscando se comparar a japoneses para se engrandecer/validar e “homenagear” seus ídolos e obras favoritas, e você tem essa história e texto ridículos como resultado. Prova de demência de todos os envolvidos.

    Tezuka se revirando no túmulo na velocidade da luz nesse momento.

  20. Fellipe "Kajelani" 01/03/2012 at 23:46 #

    Normalmente prefiro não comentar, mas essa tá difícil de ignorar…
    Sério, tentar se aproveitar do trabalho de outros pra vender mais é compreensível, fazem isso desde que inventaram o comércio, mas destruir o trabalho alheio e ainda dizer que fez baseado em acordo com o autor original? Isso é mesmo sacanear legal…
    Fosse eu algum parente do Tezuka-sensei não deixaria acontecer, mas vai saber quanto me ofereceriam, né?

    Mas bem, esperar o que mais do homem que escreve estórias sobre bullying, trapaça, e péssimos enredos? O mau caráter está desde a turminha antiga…

  21. Adson 02/03/2012 at 00:14 #

    luciano
    “prefito naoki urasawa, o mestre por tras de um dos melhores mangás de todos os tempos: 20th century boys. quem leu, concorda.”

    Vc sabia que Urasawa fez um manga chamado Pluto, que segue com a história de Astro Boy? Vários personagens estão lá : Astro, Dr Tenma, Mont Blanck, Uran, etc.

    Eu tbm não gosto de endeusar artistas apenas por eles terem iniciado algo, os seus seguidores podem muito bem ultrapassa-los. Mas é legal ter respeito por eles, afinal foram eles que tornaram conhecidos esses caminhos. Além dos artistas mais novos tbm sentirem admiração por eles.

  22. gwy 02/03/2012 at 01:22 #

    Foi pior do que eu pensava.

  23. The Fool 02/03/2012 at 01:24 #

    Mais uma edição imperdível que eu não lerei! 8)

  24. Chichica 02/03/2012 at 01:31 #

    FODA-SE. Eu quero hentai da Turma da mônica jovem…:P

  25. Marskel 02/03/2012 at 01:41 #

    Putz, esqueci da carta psicografada.

    BATE-PAPO
    PSICOGRAFADO

  26. Mônica 02/03/2012 at 02:16 #

    Cadê o Kimba na história? Mauricio sempre invoca ele para fechar a trilogia de personagens principais de obras do Tezuka… E as tags?

  27. MakotoBakura 02/03/2012 at 03:14 #

    Se a história é com animais saindo do controle e ficando agressivos, lógico que o Kimba vai estar nessa bagunça…

  28. Houndurr 02/03/2012 at 10:35 #

    Nem ligo muito para a historia mas essa carta final…
    Pura vergonha alheia!

  29. Haruhi_chan_10 02/03/2012 at 12:19 #

    facepalm para o mauricio [2]

    Mas, como nunca vi nada do Tezuka além de astro boy, não faço a menor ideia de que se ele está ou não seguindo com as caracteristicas dos personagens do mestre dos mangás.

  30. Mickie 02/03/2012 at 15:08 #

    Facepalm [3]

    Tremenda caca, e digo que não esperava coisa diferente de uma hq oportunista como TMJ, só tenho a lamentrar que o nome do Tezuka tenha sido envolvido. :(

  31. Carol H. 02/03/2012 at 15:21 #

    E desde qdo museu tem dinheiro pra mandar pivetaiada sapucar na Amazônia?
    Eu já esperava um roteiro raso desses, pq afinal, estamos falando de Turma da Mônica Jovem, e não de Tezuka…
    Dá pra ser leve sem ser fútil, e dá pra ser educativo sem ser chato. Infelizmente, subestimaram a inteligência alheia com esse argumento de roteiro.
    Depois dizem que brasileiro não se importa com preservação do meio ambiente… impossível despertar interesse com uma história assim! >.<

  32. s.santi 02/03/2012 at 19:04 #

    KKKKK Taí o resultado do que MUITOS otakus brasileiros queriam em termos de mangá nacional! Aquele discurso de que devemos fazer algo que eduque, que seja sério e que tenha a ver com Brasil… É ISSO aí… taí o mangá nacional que certas pessoas sonhavam ver. E o resultado é tão medíocre quanto eu esperava que fosse.
    E brasileiro ADORA usar nome de gente importante q já se foi pra PARECER importante também. Então, bem feito pra quem sonhava ver esse tipo de mangá no Brasil. Não duvidem, tem gente que queria!!!
    E outra, desculpe a Petra, mas tá um lixo isso!! Cabeça de gente velha, agem como se a ditadura ainda existisse e que ainda estamos nos anos 70 e 80 pra fazer uma história dessa! É de uma ingenuidade e ignorância absurda.
    Numa edição anterior, o Cebolinha estava jogando game e explicando que hoje em dia dá pra jogar online com gente do mundo inteiro… Francamente!

  33. tori 02/03/2012 at 19:27 #

    Esse “mangá” é tão bom quanto pintar com lukscolor! ‘-‘

  34. magodometal 02/03/2012 at 19:30 #

    Cagada premeditada, nem me surpreendi

  35. Seme possessivo 02/03/2012 at 19:42 #

    “Era uma vez um pintinho que não tinha bunda. Aí ele peidou e explodiu.”
    Safiri responde: Isso é comigo, palhaço?
    Legal ver o Maurício participando do mangá, não é ele ali com os cifrões nos olhos?

  36. luciano 02/03/2012 at 21:31 #

    sei perfeitamente q urasawa, assim como varios artistas, aprenderam com o tezuka mas odeio as obras deste.
    pluto foi realmente algo agradavel de se ler pq foi um reformulação do universo insipido do astroboy para um enredo com suspense e adulto. claro, graças a mente genial do urasawa.

  37. Ricardo 02/03/2012 at 23:22 #

    Por Que toda essa amargura com o Osamu Tezuka, já ouviu falar de público-alvo? O Tezuka explorou todos os estilos de mangás, inventando muitos dos generos que existem atualmente no mercado, seu trabalho era diversificado e para vários públicos-alvos quer histórias mais sérias e/ou filosóficas, leia Hi-No-Tori; Buddha e/ou Dr. Black Jack; quer o mais pouro Shounen leia Dororo ou Triton of The Sea, prefere Shoujo leia A Princesa e o Cavaleiro, considerado por boa parte da critica o primeiro mangá desse estilo, ainda em Shoujo tem uma obra pouco conhecida por aqui: Marvelous Melmo e por aí vai, a obra dele é imensa e englobou mangá, anime, TV e Cinema. Se gosta de Tokusatsu, saiba que a primeira obra desse tipo a cores foi dele e chamava-se Magma Taishi.

  38. jasque 02/03/2012 at 23:31 #

    Veja o que a criatividade e perspectiva do Tezuka era capaz:

    Eu não tenho como não admirar esse cara.

  39. madao 03/03/2012 at 00:38 #

    tenho que admitir que fazia tempo que não ria tanto de uma piada da mara, a parte da tartaruga foi muito épico huashushuhuah.
    caramba que curta interessante esse que o jasque postou…

  40. pedro cesar 03/03/2012 at 06:35 #

    vcs todos vao tomar no cu seu bando de sem noção n tem nada pra vazer e ficam criticando um assunto q n entendem nada

  41. Nanda 03/03/2012 at 09:15 #

    Ta aí o tão sonhado mangá nacional RIARIARIARIA

  42. cirovisqui 03/03/2012 at 12:30 #

    Se o Tezuka é tão ruim assim @Luciano, por que o genial Urasawa se deu ao trabalho de fazer um quadrinho explorando o mundo dele? Talvez por oportunismo, não?Afinal as obras do Tezuka não são dignas de serem lembradas.

  43. cirovisqui 03/03/2012 at 13:05 #

    @S.Santi, e quem disse que um “mangá brasileiro” deveria educar? E pra ti, o único tema nacional possível é a amazônia? Parece que vc ficou abitolado com a representação externa do Brasil. Amigo, acorde, o Brasil é bem mais do que uma floresta, a amazônia é bem mais do que uma floresta. E outra, só por que é nacional não quer dizer que deva estar vinculado a um tema presente aqui. Ou você acha que existem alienígenas que tentam a todo tempo invadir o Japão? Ou que garotos japoneses andam com capsulas que guardam mostrinhos que tem algum tipo de poder?

    A questão tem muito mais a ver com autenticidade do que com a temática em si. Ser autêntico não significa ser inédito, tem mais a ver com sinceridade.

    Nunca li nada da turma da mônica jovem. Mas já li muito turma da mônica “normal” e o que posso dizer é que é genial. Não por ser algo inédito, sem precedentes, mas por conseguir comunicar algo que diz respeito sim a um espírito brasileiro.

    A falta ou não de carácter do Maurício de Souza não interessa. Até por que nem artistas nem empresários não tem como maior virtude o seu carácter. Interessa-me mais a qualidade e o mérito de suas obras por si.

  44. Pedro H. 03/03/2012 at 20:10 #

    “@S.Santi, e quem disse que um “mangá brasileiro” deveria educar?”

    Comentário analfabeto funcional do dia…

    ….

    Quanto ao gibi, só se pode sentir vergonha alheia.

  45. luciano 03/03/2012 at 21:34 #

    tezuka não é ”tão ruim assim”.
    eu q não gosto das obras dele.
    portanto, se autores geniais ou não o veneram e o respeitam, não me interessa.

  46. Lud. M. 03/03/2012 at 22:26 #

    Discordo de todos vocês que ainda usam o escudo do público-alvo. O público de TMJ não era o pessoal que cresceu e quis ver os personagens crescerem também? Quem sabe o que é Osamu Tesuka e vai comprar a revista só por causa disso, que eu saiba, não são crianças da 2ª série. Nem no TM clássico ele era infantilóide assim.

    @Pedro H. Não entendi, só porque disseram que não precisa ter fins didáticos pra ser brasileiro, quer dizer que alguém é analfo funcional?A “ruindade” demonstrada por esse mashup do Maurício deve ter deixado você momentaneamente sem lógica.

    @cirovisqui Desculpa, mas pra mim não dá pra ser neutro depois de ler o free-talk altamente forçado… E se o que interessa é a história, ela está horrível. Pelo menos a dessa edição.

    Eu cheguei a ler uma edição só do Turma da Mônica Jovem, desenvolvendo o personagem “Do Contra”. Me surpreendi, pois foi melhor do que eu esperava. Tinha conseguido problematizar de forma sincera e verossímil um tema sobre ser Maria-vai-com-as-outras por qual todo adolescente passa. Todo mundo passa por isso em qualquer idade, mas isso se torna um vício na adolescência.

    Naquela edição, sim, tinha algo pro público-alvo, e isso não quer dizer que seja de má qualidade. Não foi coisa de gênio, foi uma história razoável e pronto.

    Mas isso aí demonstrado pelo post? Vergonha alheia define. O Maurício tem meu eterno facepalm…a pessoa manchar assim toda uma carreira com algo desse nível é o que de pior um artista pode fazer consigo mesmo… (e com quem o admirava)

  47. Lud. M. 03/03/2012 at 22:33 #

    E o melhor comentário do post é esse aqui mesmo, pois vocês tão se levando muito a sério:

    “Eu tenho tartarugas em casa. Quando elas se irritam elas ficam bem perigosas. Sério.” (Gabriel)

    Vamu ri meu povo, que só assim pra aliviar as desgraças desse mashup ter saído como saiu. D:

  48. Lud. M. 03/03/2012 at 22:36 #

    E Mara, sua gorda, agora vou ter que ler só pra tirar a prova se o Kimba apareceu nessa porra, que tá tão séria, que ele aparecer seria a única COERÊNCIA do suposto roteiro.

    E olha que ele seria um LEÃO, ainda por cima BRANCO, aparecendo na Amazônia…Véi, na boa…¬¬

  49. Lud. M. 03/03/2012 at 22:42 #

    Minhas ressalvas aqui, nada contra alguém fazer um roteiro assim se o público-alvo fosse os transeuntes recebendo a cartilha sobre educação no trânsito ou educação ecológica infantil (e ainda teria minhas ressalvas, porque essa FALÁCIA SUSTENTÁVEL LOGO DO MADEIREIRO é de um desserviço público, privar as crianças de seu senso crítico dessa forma)

    Osamu Tesuka se revira na cova na velocidade da luz² até reverter o fluxo espaço temporal e viver numa realidade onde isso não aconteceu. =/

  50. Pedro H. 04/03/2012 at 03:15 #

    Lud. M., acho que a ruindade do mashup do Maurício na verdade lhe deixou cego momentaneamente. Alguém é analfabeto funcional quando lê algo mas não entende o que significado do que está escrito. Nosso amigo cirovisqui não percebeu a ironia no comentário do usuário S. Santi, e achou que ele realmente é favorável a mangas nacionais didáticos e com histórias passadas unicamente em território nacional.

    Vocês tem que entrar menos pilhados nesses comentários. A vontade de criticar é tanta que encontram pêlo em ovo. Ah, crianças… (pra deixar super claro, não fiquei ofendido com o seu comentário, e estou tentando ser debochado. Espero que você retribua a gentileza levando isto na brincadeira).

  51. Laranja Podre 04/03/2012 at 09:23 #

    O tema “POLITICAMENTE CORRETO E ECOLÓGICO” deveria ser proibido em qualquer quadrinho.
    Isso é a pura crise de roteiro que a turma da Mônica vem enfrentando mesmo nos seus quadrinhos tradicionais já faz bem uns 5 anos pra cá: tentar desesperadamente tirar mais um truquezinho barato de cartas pra plateia toda não ir embora, cansada de tanta besteira.
    Eu acho um absurdo a equipe do Maurício chegar ao cúmulo de colocar em uma historinha os memes da internet. O que estão tentando ensinar às crianças? Que elas devem ficar vendo 9gag o dia todo? Ironicamente por outro lado, tentam ensinar exageradamente as crianças a serem politicamente corretas, como nessa história…

    Mais absurdo ainda é a Turma da Mônica Jovem, sempre foi, desde o início.
    Acho que quem não mora no Japão e não produz pro Japão não tem qualquer direito de chamar seu quadrinho de mangá, e ficar tentando desesperadamente fazer seu quadrinho se parecer com um.
    Outros artistas como Laerte, Ziraldo, Adão, Angeli possuem seu espírito, traços, maneiras de desenhar e dialogar com os leitores que é original, não remete a nenhum estilo de outro país, tão pouco à outra cultura completamente fora da nossa realidade.
    Mônica também era assim, mas agora não consegue se manter atual porque fica misturando um milhão de linguagens que nunca teve a ver com o espírito dela.
    Essa mistura de mil truques só faz a turma da Mônica perder mais e mais a sua essência, aquela muitas crianças anos atrás, inclusive eu, apreciava e amava.
    É triste ver essa decadência de um quadrinho que eu sempre admirei…

  52. Ricardo 04/03/2012 at 18:40 #

    Nunca fui grande fã da Turma da Mônica, nem quando criança, mas comprei essa edição pela curiosidade. Não achei a história tão ruim como a autora da matéria, mas ela é realmente fraca. A interação entre os personagens (mesmo entre os membros da Turma) parece meio truncada,e a rivalidade entre a dentuça e a Safiri surge do nada.

    Lendo esse “Fala Maurício” e uma outra entrevista que o Maurício deu há algum tempo fico com a convicção que se essa primeira empreitada juntando os dois universos for bem sucedida, ela certamente terá outros frutos.

    O Maurício disse algo sobre uma história em que os seus personagens ajudariam os atingidos pelo tsunami do Japão no ano passado… e não descarto nem mesmo que ele consiga a liberação para produzir histórias solo dos personagens do Tezuka.

  53. Filippo Saverio 04/03/2012 at 19:32 #

    Triste ver o enredos tão rasos e “politicamente corretos” na obra do Mauricio de Souza…e ainda mais, nesse crossover – mau sucedido, ao que tudo indica – com os personagens de Tezuka.

    “Acho que quem não mora no Japão e não produz pro Japão não tem qualquer direito de chamar seu quadrinho de mangá, e ficar tentando desesperadamente fazer seu quadrinho se parecer com um.”

    Discordo. Mangá é uma estética de quadrinhos que já deixou de ser unicamente japonesa, influenciando diversas obras ao redor do globo. Veja que a França tem explorado muito o mangá.

  54. Fire 07/03/2012 at 01:06 #

    Eu não falei que o Astro não iria disparar nenhum tiro?

    De robo superpoderoso com metralhadora até na bunda, ele foi transformado num “guindaste de toras”.

    (esperando explicações do por que a Princesa e o Astro estarem nesta linha temporal)

  55. Arthur Duarte 08/03/2012 at 15:56 #

    Eu gosto dessa conversa sobre a história do Maurício de Sousa e Osamu Tezuka sobre a tal história que escreveriam juntos. Nos anos 1980, ainda me período de Guerra Fria, falaria-se sobre a Paz. Hoje, eles conversaram sobre a proteção do Meio Ambiente, assunto em pauta desde que percebemos que destruímos o planeta e estamos perdidos. Será que se tivesse acontecido em 1960 a suposta conversa seria sobre os perigos da Energia Nuclear? E em 1948, será que eles pensariam em Direitos Humanos? Ai, ai. É claro que acreditamos que isso realmente aconteceu.

  56. Sakaki 09/05/2012 at 09:26 #

    Enquanto o Brasil estiver no 53º lugar em qualidade de educação no mundo (entre 60 países pesquisados) (e olha que dizem que melhorou…) “obras de arte” como esta, novelas e músicas sugestivas como a do Teló e grupo Apocalipso serão veneradas e enfiadas guela abaixo de todo mundo, inclusive de umas poucas almas críticas perdidas nessa enorme exurrada de besteirol que é a nossa cultura contemporânea. :P

  57. Oriosterodoki 25/08/2012 at 21:38 #

    Hã hã…eu percebi que esta história é uma vergonha…e o pior é que simplesmente detonaram o Kimba, o personagem do grande Osamu Tezuka que eu simplesmente adoro :/
    Pode mandar cartas pro Maurício mandando comentários sobre as histórias? Se sim, quero que ele reformule a série inteira da TMJ, pelamordedeus, que histórias ruins!!!

  58. Fã da turma da monica 12/09/2012 at 22:53 #

    o mauriso de sousa nao faz gibis com esses palavriados fizeram montagem

  59. Toshio Otomo 08/11/2012 at 15:40 #

    Eu sempre gostei do estilo de Osamu Tezuka e ele foi a base de idéias de muitas séries.
    Transformers?
    Essa idéia ele tinha inventado primeiro.
    Loli?
    A primeira nesse estilo foi a Uran de Tetsuwan Atom que sempre aparecia a calcinha.
    Robôs que combinam?
    Isso já tinha em Tetsuwan Atom.
    Robo que tenta manter a paz entre humanos e robos?
    O Atom já estava aí antes de varios membros da Capcom terem chegado a maioridade para criar Rockman.
    Rei Leão?
    O Kimba já existia bem antes de Rei Leão que é seu plágio propriamente dito.
    Personagens poderosos com 3 olhos?
    Sharaku Hosuke foi o primeiro a aparecer e bem antes de Ten Shin Han e outros.
    Acho que quem fica metendo o pau em Osamu Tezuka não tem cultura ou moral para falar dele.
    O problema que nós temos é que as obras dele são raras e não são muito publicadas por aqui. Infelizmente nís temos que lidar com as adaptações toscas feitas nos Estados Unidos que normalmente são usadas como base de tradução aqui.
    Agora, eu vou admitir… Esse crossover aí é muito mediocre.
    Acho que qualquer fã consegue pensar numa história muito melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.120 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: